Agra programa evento poltico para sbado

O prefeito Luciano Agra tomou gosto pela coisa. Programou para amanh (sbado), no Clube Cabo Branco, evento em apoio sua pr-candidatura reeleio pelo PSB. Depois que recebeu sinal verde do partido para disputar a conveno do prximo dia 10, Agra disse que no abre nem para um trem.

A deciso acirra ainda mais os nimos dentro do PSB, j que o evento visto como um contraponto plenria comandada pelo governador Ricardo Coutinho e sua pr-candidata, Estelisabel Bezerra, no Hotel Ouro Branco. No se sabe o desfecho final dessa histria, mas a diviso nunca foi vista como um bom prenncio para qualquer partido poltico. O PMDB e o PT que o digam.

Comentar


Agra “arma” tropa e busca aliados de Ricardo para disputar conveno

A posio da direo nacional claramente favorvel candidatura de Estelizabel Bezerra parece no incomodar o prefeito Luciano Agra que comeou a buscar reforos para sua tropa de choque visando o embate final na conveno do PSB, onde pretende bater chapa com a escolhida de Ricardo Coutinho. Ainda na noite de quinta-feira, aps ter sido praticamente abandonado pelos principais dirigentes do partido, Agra deu incio a uma mobilizao buscando atrair aliados da base do governador ao seu projeto.

Um dos alvos teria sido o PSL, do deputado Tio Gomes, convidado a ocupar uma secretaria na gesto do prefeito. O convite teria sido rejeitado. O PDT, de Damio Feliciano, tambm estaria na mira de Agra, mas o deputado deixou claro que est fechado com a candidatura Estelisabel. At o irmo do governador, Coriolano Coutinho, o parlamentar empregou em seu gabinete, em Braslia, para mostrar seu alinhamento ao Palcio da Redeno.

O PPS, de Nonato Bandeira, hoje bem mais que um aliado do prefeito. O grupo ricardista suspeita at que os dois Agra e Bandeira teriam um acordo de apoio mtuo, selado aps a desistncia do prefeito de disputar a reeleio. Pelo acordo, Nonato empunharia, mesmo que de forma discreta, a bandeira do Volta Agra at o fim do processo, ou seja, a conveno do prximo dia 10, quando ser homologado o candidato do PSB.

Na hiptese de derrota na conveno, o prefeito votaria no pr-candidato do PPS. Com ou sem acordo, Agra joga suas ltimas fichas para voltar a ser candidato. At agora, s conseguiu se distanciar ainda mais do governador Ricardo Coutinho.

Comentar


PSB convoca coletiva para anunciar deciso sobre Agra

O PSB convocou coletiva para amanh, na sede do partido, onde pretende esclarecer o episdio da carta encaminhada pelo prefeito Luciano Agra direo nacional, pedindo para ser candidato reeleio. A movimentao de Agra tocou fogo na j tumultuada relao que o prefeito mantm com o governador Ricardo Coutinho, tutor da pr-candidatura de Estelizabel Bezerra.

O documento mexeu com o brio dos defensores do Volta Agra, que querem a retomada imediata da pr-candidatura do prefeito. Os secretrios municipais Alexandre Urquiza e Roseana Meira, alm do vereador Ubiratan Pereira, entende que Agra tem, no mnimo, o direito de disputar a conveno do PSB que indicar o candidato.

O prprio prefeito, ao ser entrevistado sobre o tema, disse que no deseja o enfrentamento, mas sim o debate sobre a possibilidade de voltar a ser uma alternativa do PSB para disputar a eleio de outubro.

Do outro lado, defensores do nome de Estelizabel Bezerra, incluindo as direes estadual e municipal, interpretaram a carta como um grito de guerra, um desafio pblico que o prefeito teria lanado no pr-candidata, mas ao prprio governador Ricardo Coutinho, comandante maior do PSB. No por acaso, a conveno do partido foi antecipada para a noite de hoje.

Agora, esperar a resposta do PSB, nacional, estadual e municipal, e do governador Ricardo Coutinho.

Comentar


PSB convoca coletiva para anunciar futuro de Agra

O PSB convocou coletiva para amanh, na sede do partido, onde pretende esclarecer o episdio da carta encaminhada pelo prefeito Luciano Agra direo nacional, pedindo para ser candidato reeleio. A movimentao de Agra tocou fogo na j tumultuada relao que o prefeito mantm com o governador Ricardo Coutinho, tutor da pr-candidatura de Estelizabel Bezerra.

O documento mexeu com o brio dos defensores do Volta Agra, que querem a retomada imediata da pr-candidatura do prefeito. Os secretrios municipais Alexandre Urquiza e Roseana Meira, alm do vereador Ubiratan Pereira, entende que Agra tem, no mnimo, o direito de disputar a conveno do PSB que indicar o candidato.

O prprio prefeito, ao ser entrevistado sobre o tema, disse que no deseja o enfrentamento, mas sim o debate sobre a possibilidade de voltar a ser uma alternativa do PSB para disputar a eleio de outubro.

Do outro lado, defensores do nome de Estelizabel Bezerra, incluindo as direes estadual e municipal, interpretaram a carta como um grito de guerra, um desafio pblico que o prefeito teria lanado no pr-candidata, mas ao prprio governador Ricardo Coutinho, comandante maior do PSB. No por acaso, a conveno do partido foi antecipada para a noite de hoje.

Agora, esperar a resposta do PSB, nacional, estadual e municipal, e do governador Ricardo Coutinho.

Comentar


Freire pode definir rumo do PPS em Joo Pessoa

A disputa eleitoral em Joo Pessoa est devidamente atrelada conjuntura nacional como a de qualquer outra capital do pas. Diferente de outras ocasies, quando pouco ou quase nada importava a escolha do prefeito, do vice e dos vereadores pessoenses.

Dirigentes nacionais continuam aportando na Paraba para acompanhar a situao de seus partidos e at, se for o caso, interferir nas decises referentes ao pleito de outubro. Isso, antes mesmo de iniciada a campanha.

A vinda de caciques do PMDB, como o vice-presidente da Repblica, Michel Temer, foram decisivos para consolidao da pr-candidatura do ex-governador Jos Maranho. Sem a interferncia deles, talvez o deputado federal Manoel Jnior tivesse mantido suas pretenses at a conveno do partido. Um desgaste desnecessrio para todos.

Mesmo assim ocorreu com o PSDB. Foram vrias as reunies com o presidente nacional, Srgio Guerra, para convencer o senador Cssio Cunha Lima de que, melhor para o partido seria lanar o nome de Ccero Lucena. A cpula do PSB tambm visitou a capital paraibana no episdio de substituio do prefeito Luciano Agra por Estelizabel Bezerra, a exemplo do que fez o PT quando referendou a pr-candidatura de Luciano Cartaxo.

Nesta quinta-feira (31) desembarca mais uma vez na Paraba o presidente do PPS, Roberto Freire. Vem reafirmar e reforar o nome de Nonato Bandeira, alm de observar possveis alianas que esto na mira do pr-candidato.

Na visita, Freire pode desvendar de vez o mistrio que envolve o PPS paraibano. Nonato afirma que vai disputar a eleio defendendo a bandeira do socialismo, mas tratado como adversrio pelos governistas. Talvez a palavra do presidente do partido defina de vez seu rumo.

Comentar


Cmara de Joo Pessoa tem semana movimentada por plenrias da LDO

A semana na Cmara Municipal de Joo Pessoa (CMJP), no perodo de 28 de maio a 1 de junho, ser movimentada pelas primeiras audincias pblicas em torno da Lei de Diretrizes Oramentrias (LDO) para o exerccio financeiro de 2013, de acordo com a ‘Agenda da Semana’, distribuda pelo Setor de Cerimonial da Casa, na manh desta sexta-feira (25).
O presidente da Comisso de Finanas e Oramento (CFO), vereador Tavinho Santos (PTB) e o relator da LDO, vereador Pastor Edmlson (PTB) esto convidando todas as entidades e instituies da cidade, alm de todos os cidados, para participarem das audincias, no plenrio Senador Humberto Lucena, e contriburem nas discusses sobre a matria, que comearo na quinta-feira (31), s 10h e depois, sempre s 15h30. Eles ainda lembram que a data-limite para apresentao de emendas ao projeto da LDO junto Comisso de Finanas e Oramento ser o dia 15 de junho, at as 17h, no gabinete do relator.
A primeira audincia pblica acontece na quinta-feira (31), s 10h, com as seguintes reas de discusso: Secretaria Municipal da Sade (SMS); Fundo Municipal da Sade; e Instituto Cndida Vargas (ICV). Ainda na quinta-feira, s 15h30, ser realizada a segunda audincia pblica com outras reas de discusso: Secretaria de Educao e Cultura (Sedec); Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Recreao (Sejer); Secretaria de Cincia e Tecnologia (Secitec); Fundao Cultural de Joo Pessoa (Funjope); Fundo Municipal de Cultura (FMC); e Unidade Gestora da Estao Cabo Branco, Cincia, Cultura e Artes.
Na sexta-feira (1), a terceira audincia pblica discutir: Gabinete do Prefeito (Gapre); Procon; Fundo Municipal de Defesa dos Direitos Difusos do Consumidor; Secretaria de Gesto Governamental e Articulao Poltica (Segap); Procuradoria Geral do Municpio (Progem); Superintendncia da Guarda Municipal; Secretaria da Comunicao Social (Secom); Secretaria da Transparncia Pblica (Setransp); Secretaria das Finanas (Sefin); Secretaria de Administrao (Sead); Instituto de Previdncia do Municpio (IPM); e Secretaria da Receita Municipal (Serem).
Outras Plenrias
Ainda durante essa semana sero realizadas trs sesses solenes. Duas de autoria do vereador Raoni Mendes (PDT): uma na segunda-feira (28), s 20h30, na Casa de Recepes ‘Sonho Doce’, em Tambi, para entrega da ‘Comenda Joo Paulo II’ a Jlia Guerra Nbrega; outra na quarta-feira (30), s 16h, no plenrio Senador Humberto Lucena, para entrega do ‘Ttulo de Cidado Pessoense’ ao jornalista Laerte Cerqueira.
Na quinta-feira (31), s 18h, no Casaro 34, no Centro, acontece a ltima sesso solene da semana. Uma propositura do vereador Ubiratan Pereira, o Bira (PSB), para a entrega da comenda cultural ‘Ariano Suassuna’ ao Centro Cultural Piolim, e da outorga de ‘Ttulo de Cidado Pessoense’ Famlia Lira – Bertran de Souza Lira, Maria Auxiliadora Lira de Souza (Soya Lira), Jos do Nascimento Lira Neto (Nanego Lira) e Ronald Lira de Souza (Buda Lira).

Comentar


Maranho fecha com PTB e aguarda Ccero para definir vice

O ex-governador Jos Maranho, pr-candidato do PMDB a prefeito de Joo Pessoa confirmou, nesta segunda-feira (28), que a aliana com o PTB na Capital caminha para uma soluo no prximos dias. Maranho disse que seu sobrinho, Benjamin Maranho, tira licena agora em junho para Abilio assumir vaga na Cmara Federal. Falta somente bater o martelo e acredito que estaremos fazendo isso nos prximos dias, disse.

Em relao vaga de vice, Maranho disse que ela ser ocupada por um nome indicado pelos partidos aliados, mas no citou preferncia. Ele no esconde de ningum o desejo de celebrar composio com o PSDB, onde espera que o senador Ccero Lucena indique o vice.

Comentar


Como explicar quando o “azaro” atropela um favorito mesmo sem ser candidato?

A mais recente pesquisa do Instituto Datavox, divulgada no domingo, mostra pelo menos dois fenmenos interessantes que devem ter chamado a ateno de marqueteiros e entendidos do assunto de planto. O primeiro que o ex-governador Jos Maranho, pr-candidato do PMDB, vai se consolidando como um dos fortes concorrentes disputa de um eventual segundo turno em Joo Pessoa.

O nome de Maranho no apenas permanece num patamar considervel de disputa, como vem crescendo na preferncia do eleitorado, segundo os nmeros das pesquisas divulgadas at agora. O fato no surpreende tanto porque o ex-governador j era visto entre os favoritos antes mesmo de entrar no preo. No apenas pela bagagem eleitoral que carrega, mas por ter sado de uma disputa acirrada nas eleies de 2010 com uma das maiores lideranas que a Capital j teve, o atual governador Ricardo Coutinho (PSB), cuja gesto deixa a desejar e enfrenta srias restries no maior colgio eleitoral da Paraba, responsvel por sua projeo poltica. Por essa e pelas obras que deixou quando governou a Paraba, Maranho se mantm, de forma positiva, na memria de boa parte do eleitorado pessoense.

O outro ponto, mais complicado de explicar, o crescimento da zebra, que seria em tese o prefeito Luciano Agra (PSB), e o declnio de outro suposto favorito, o senador e ex-prefeito Ccero Lucena (PSDB). Apesar de ainda ostentar nmeros considerveis, Ccero vem perdendo espao para um nome que sequer est entre os pr-candidatos. Agra renunciou sua pretenso quatro meses atrs, enfrenta o boicote do seu prprio partido, que lhe negou legenda e escolheu a ex-secretria Estelizabel Bezerra como representante na disputa, e mesmo assim supera o tucano, que tem o nome citado como candidato desde o ano passado, na preferncia do eleitorado.

Como explicar tal situao? Uma hiptese, seria que o eleitor pessoense teria adotado Agra como vtima de um processo de perseguio e adicionado a isso a boa gesto, em termos de obras e aes, que o atual prefeito vem mostrando. Em contrapartida, o nome de Ccero no estaria sendo visto como candidato pr valer. Tanto que o senador at agora, por mais que negue, no conseguiu afastar a ideia de que o deputado Ruy Carneiro seria o seu Plano B. Aliadas a isso, estariam as denncias da Operao Confraria, cujas respostas a populao ainda espera receber do Supremo Tribunal Federal, a quem cabe julg-las.

Comentar


Demagogia de Ruy Carneiro funciona e Assembleia deve extinguir 13 e 14 salrios

Poltico que se preza, no pode abrir mo da demagogia. De olho na sucesso municipal em Joo Pessoa, o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) decidiu recorrer a tal expediente para ganhar preciosos espaos na mdia. E no que deu certo? O homem foi notcia em tudo que canto defendendo o fim do 13 e 14 salrios pagos aos parlamentares, seja nas Assembleias Legislativas ou no Congresso Nacional.

Para dar bom exemplo, Ruy abriu mo do prprio benefcio antes de sugerir que os deputados estaduais paraibanos fizessem o mesmo. O bom moo tucano s no falou o que fez com o dinheiro que recebeu quando integrava a Assembleia Legislativa da Paraba. Tambm no explicou porque s teve a brilhante ideia de extino do benefcio agora, s vsperas das eleies municipais, e depois de embols-lo durante anos, como deputado estadual.

Talvez por isso, tenham os ex-colegas de Ruy Carneiro sugerido a devoluo dos valores que ele recebeu anos atrs. Afinal, se o parlamentar considera agora imoral o benefcio, no teria porque ficar com a pecha de demagogo. Ou defender publicamente o fim de algo que j o beneficiou no demagogia?

Comentar


Deputado quer levar Feiro de Imveis a todo o Estado

O deputado estadual Tio Gomes (PSL) sugeriu, na manh desta tera-feira, a regionalizao do Feiro de Imveis que a Caixa Econmica Federal pretende realizar na prxima sexta-feira, em Joo Pessoa. Tio entende que o evento, que ter imveis em valores entre R$ 80 mil e R$ 800 mil, pode ampliar seu sucesso previsvel se for apresentado nas demais regies do Estado.

Sei que uma pessoa de outra cidade pode perfeitamente adquirir um imvel nesse feiro de Joo Pessoa, mas nem todo mundo tem condies ou mesmo tempo de se deslocar Capital para fechar um negcio. Com a regionalizao, muito provvel que a Caixa amplie as vendas, afirmou Gomes.

Segundo o deputado, a CEF poderia organizar feires de imveis, mesmo que em menores propores, pelo menos em Campina Grande, no Brejo, no Cariri e no Serto. Com certeza, nessas regies tambm h pessoas interessadas em adquirir a casa prpria, principalmente com as condies privilegiadas que a Caixa Econmica est oferecendo atravs deste feiro, sustentou.

1 Resposta