Maranho arrisca apoio de partidos para ajudar aliado

O ex-governador Jos Maranho uma raposa velha, como se conceituou chamar aqueles polticos experientes que dificilmente pisam na bola quando o assunto so as articulaes que antecedem a campanha eleitoral. Tanto verdade que, logo de cara, conquistou a adeso de quatro partidos ao projeto de chegar Prefeitura de Joo Pessoa.

No d para entender, portanto, essa histria de lanar uma chapa puro sangue, de ltima hora, somente para contemplar um companheiro de partido que est sem mandato. No d para o eleitor entender e nem para os aliados aceitarem.

Afinal de contas, os partidos que cederam aos apelos de Maranho o fizeram com os devidos interesses. Um deles, a vaga de vice na coligao encabeada pelo PMDB. O PR, de Wellington Roberto, foi o primeiro. Apresentou o filho do deputado como opo. Mais recentemente, o PTB, de Tavinho Santos, at pouco tempo tido como certo para companheiro de chapa do peemedebista. Sem contar com partidos menores, que estavam tambm de olho na vaga.

No seria justo nem correto agora, de ltima hora, impor um nome da casa em detrimento dos aliados de primeira hora. Seja qual for esse nome. Os partidos podem se sentir enganados e migrarem para outro projeto que inspire mais confiana.

Comentar


Vice do DEM pode virar problema para campanha do PSB

Ningum pode negar a boa atuao parlamentar do deputado federal Efraim Filho, em Braslia. Mesmo jovem, o filho do ex-senador Efraim tem participao reconhecida, seja nas votaes em plenrio ou nos trabalhos das comisses temticas.

Partindo desse foco, a candidata do PSB, Estelizabel Bezerra, no poderia ter escolhido nome melhor para vice. Satisfez as exigncias do DEM e, ao mesmo tempo, garantiu um tempo importante de televiso para mostrar suas propostas.

Do ponto de vista ideolgico, entretanto, a indicao de Efraim pode ter sido um desastre. Embora o DEM faa parte do bloco de aliados do governador Ricardo Coutinho desde a campanha de 2010, essa parceria pode no ser bem vista pelo eleitorado da Capital.

Estelizabel defensora ardorosa do governo Dilma, por exemplo, enquanto Efraim crtico feroz. Qual discurso de campanha prevalecer, nesse aspecto, o da candidata a prefeita ou o do vice? Ou ficaro os dois em cima do muro para evitar o confronto?

E olhe que essa apenas uma das muitas diferenas que estaro juntas nesse palanque.

Comentar


Maranho, mais uma vez, paga o preo pela soberba

Todo mundo sabia que no dava certo. Muita gente disse que no deveria ser assim. Mas, o candidato a prefeito Jos Maranho pensava em contrrio. Pior ainda: o ex-governador Jos Maranho achava que bastava o seu patrimnio poltico para definir a chapa. Estava tudo certo. Ningum contestaria. Ledo engano.

Todo mundo, menos Maranho, sabia que alguma coisa estava errada. E no deu outra. Veio a reao contra o oportunismo de Wilson Santiago. O troco de Manoel Jnior. A desistncia (talvez tambm o troco) de Gervasinho. E, por ltimo, a revolta do vereador Tavinho Santos, um dos primeiros indicados para ocupar a vaga de vice na chapa do PMDB.

Maranho ainda favorito, mas tem que reaprender a fazer poltica. Pelo menos em relao s alianas partidrias. Do contrrio, estar fadado em insucesso.

Comentar


Aliana com PPS e Agra amplia “flego” de Cartaxo na Capital, mas pode tirar vice do PT em Campina

A reviravolta envolvendo o PT, o PPS de Nonato Bandeira e o prefeito Luciano Agra pode mudar o cenrio poltico-eleitoral em Joo Pessoa e at mexer com a aliana celebrada entre os petistas e o Partido Progressista, do ministro Aguinaldo Ribeiro, em Campina Grande.

Na medida em que fortalece a candidatura do deputado Luciano Cartaxo a prefeito de Joo Pessoa, com o apoio do PPS e do atual prefeito, o PT pode estar jogando fora a vaga de vice da deputada Daniela A reviravolta envolvendo o PT, o PPS de Nonato Bandeira e o prefeito Luciano Agra pode mudar o cenrio poltico-eleitoral em Joo Pessoa e at mexer com a aliana celebrada entre os petistas e o Partido Progressista, do ministro Aguinaldo Ribeiro, em Campina Grande.

Na medida em que fortalece a candidatura do deputado Luciano Cartaxo a prefeito de Joo Pessoa, com o apoio do PPS e do atual prefeito, o PT pode estar jogando fora a vaga de vice da deputada Daniela Ribeiro, candidata a prefeita de Campina Grande pelo PP. Um acordo entre os dois partidos previa que cada um indicaria o vice na chapa do outro na Capital e na Rainha da Borborema.

O PP j havia at escolhido o nome do atual presidente da Cmara Municipal, vereador Durval Ferreira, para companheiro de chapa de Luciano Cartaxo. Se a aliana com o PPS for a frente e a vice for entregue a Nonato Bandeira, o PP fica em visvel desvantagem no acordo. A composio, permitida graas a uma manobra interna do PT, em Braslia, ser, sem dvida, um novo e importante componente no processo eleitoral em Joo Pessoa. Alm de recolocar em jogo Nonato e Agra, deixa o PT com muito mais flego para almejar o segundo turno.

Comentar


Ministro garante que aliana PP/PT em Campina Grande est consolidada

A aliana do Partido Popular (PP) com o Partido dos Trabalhadores (PT) para a disputa da Prefeitura de Campina Grande nas eleies de 7 de outubro deste ano est consolidada. Foi o quegarantiu o ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro, irmo da pr-candidata do PP na cidade, a deputada estadual Daniella Ribeiro.

Aguinaldo Ribeiro esclareceu que a aliana com o PP foi decidida pela base do PT em Campina Grande. Em absoluto Campina Grande passou por perto das discusses com o Presidente Nacional do PT (Rui Falco) no que se refere questo de So Paulo, sustentou o Ministro, ressaltando que os entendimentos entre o PT e o PP na capital paulista representaram um desaguadouro natural do PP com o PT, ambos da base de sustentao da presidente Dilma Rousseff no plano nacional.

Ns fomos base do governo Lula, somos parte do governo Dilma e nada mais natural do que integrar tambm So Paulo com outros partidos que j convivem no mbito nacional, disse Aguinaldo Ribeiro, acrescentando que as dificuldades que vinham sendo enfrentadas eram de ordem local, que, segundo ele, j foram vencidas.

Aguinaldo esclareceu que, na condio de Ministro indicado pelo PP, teve a viso de entender que no sem So Paulo mas na Paraba e em outros estados brasileiros, est ocorrendo o mesmo direcionamento. O resto especulao, frisou.

Segundo Aguinaldo, as conversas em torno da campanha eleitoral em Campina Grande eJoo Pessoa comearam no ano passado, antes da postulao de Haddad em So Paulo. O dilogo do PP e PT em torno da construo de um novo projeto de governo.

Assessoria

Comentar


Maranho prev vitria no primeiro turno em caso de aliana com Ccero

O ex-governador Jos Maranho, pr-candidato do PMDB a prefeito de Joo Pessoa, acredita que uma aliana com o senador Ccero Lucena, pr-candidato do PSDB, pode decidir a eleio no primeiro turno. Maranho lidera todas as pesquisas de opinio pblica divulgadas at agora e Ccero vem em segundo lugar.

Para o peemedebista, a unio no primeiro turno seria a melhor estratgia para as oposies tomarem a prefeitura de Joo Pessoa do grupo comandado pelo governador Ricardo Coutinho e pelo prefeito Luciano Agra. Maranho est disposto, inclusive, a ceder a vaga de vice em sua chapa para indicao de um nome pelo senador tucano.

Comentar


Candidata do PSB participa de conferncia no Rio de Janeiro

A pr-candidata do PSB, Estelizabel Bezerra, participa da Conferncia das Naes Unidas sobre Desenvolvimento Sustentvel, que ocorre no Rio de Janeiro, com o objetivo de conhecer praticas exitosas que possam transformar Joo Pessoa numa cidade sustentvel.

Da programao oficial do evento, a socialista escolheu assistir palestras e participar de debates sobre a experincia de Estocolmo, ocorridas no Parque dos Atletas, que apresentavam o pioneirismo e as iniciativas da cidade. Foi nela que se iniciaram, ainda na dcada de 70, as discusses do conceito do desenvolvimento sustentvel. Os resultados obtidos revelam significativos avanos no conceito de urbanidade, utilizao de energia e educao ambiental. Segundo Estelizabel, um modelo a ser seguido, considerando os grandes avanos alcanados pela capital sueca.

Ainda na agenda da pr-candidata, o debate sobre eficincia da iluminao pblica e a poltica de resduos slidos estiveram na pauta.

Alm da programao oficial, Estelizabel esteve presente na cpula dos povos, onde concedeu entrevista prefeitura do Rio de Janeiro, e visitou as principais tendas da sociedade civil, dentre elas, as do Sebrae, das mulheres e dos povos indgenas.

Segundo a socialista, a ida a Rio+20 representa uma oportunidade de acompanhar os principais debates da agenda poltica que deve conduzir os destinos da humanidade e, ao mesmo tempo, apreender a criatividade e a inovao necessrias para tornar Joo Pessoa uma cidade sustentvel e socialmente justa.

Estelizabel retorna hoje a Joo Pessoa para intensificar os acordos em torno da aliana partidria. No Rio de Janeiro, a pr-candidata do PSB se comunicou com o deputado federal Efraim Filho (DEM), com o presidente estadual do PV, Sargento Denis, e com a deputada federal de seu partido, Luiza Erundina.

Comentar


TRE discute segurana das eleies com autoridades da Segurana Pblica

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraba realizou nesta quinta-feira (21), reunio sobre a segurana das Eleies Municipais 2012 com as autoridades competentes quanto Segurana Pblica do Estado.

A logstica do esquema de segurana a ser utilizado nas Eleies Municipais deste ano ser desenvolvida ao longo das prximas reunies com o TRE-PB e os representantes de Segurana. Nesta primeira reunio, foram debatidos preliminarmente temas como o resguardo integridade fsica das pessoas que trabalham diretamente na eleio, o acompanhamento das urnas aos locais de votao e o voto dos apenados.

Estiveram presentes reunio os representantes da Polcia Civil, da Polcia Militar, da Polcia Federal, da Polcia Rodoviria Federal, do Corpo de Bombeiros, da Procuradoria-Geral do Estado, da Secretaria da Segurana Pblica e da Secretaria da Administrao Penitenciria.

O presidente do Tribunal, desembargador Marcos Cavalcanti, destacou que os processos eleitorais na Paraba tm sido muito tranqilos nos ltimos anos e que a parceria com a Segurana Pblica faz toda a diferena durante o pleito. A prxima reunio ficou prevista para o dia 20 de julho.

Comentar


Assembleia Legislativa votou 156 projetos nesse primeiro semestre

A AssembleiaLegislativa do Estado da Paraba (ALPB) apreciou e votou no perodo de 1 defevereiro a 20 de junho deste ano 156 projetos que foram transformados em leis ordinrias. Deste total, 61 foram promulgadas pelo presidente da Casa, o deputado Ricardo Marcelo (PSDB). O dado est presente no relatrio elaborado pela Secretaria Legislativa que foi divulgado na sexta-feira (22).

Muitas das leis aprovadas pela Casa de Epitcio Pessoainterferem diretamente no dia a dia da populao, por tratar de temas como defesado consumidor (18 leis), defesa da cidadania (18 leis), idoso (2 leis), mulher(2 leis), pessoa com deficincia (4 leis), criana e adolescente (5 leis),sade (13 leis) e meio ambiente (8 leis).

Algumas leis tratam de mais de uma temtica, mas osparlamentares tambm apreciaram e votaram projetos referentes a administrao pblica(47 leis), matria financeira, oramentria e tributria (15 leis), entreoutras proposituras.

O relatrio traz aindadados sobre as sesses realizadas pela Assembleia Legislativa. Foram realizadas108 sesses, sendo 46 ordinrias, 28 especiais (21 no plenrio, duasitinerantes, e cinco conjuntas) e trs da Comisso de Recesso

A ALPB tambm realizoueventos importantes como a Pr-conferrncia Estadual de DesenvolvimentoSustentvel do Bioma Caatinga A Caatinga no Rio + 20; Semana Estadual deCombate ao Cncer de Prstata em conjunto com as Cmaras de Vereadores e aVideoconferncia Frum Governamental de Responsabilidade Social em pareceriacom o Ministrio do Meio Ambiente.

O presidente da Casa, Ricardo Marcelo,avaliou como positivo o trabalho que foi realizado neste primeiro semestrepelos parlamentares. Ns estamos desempenhando bem o nosso trabalho. A Assembleia tem que atuar em defesa dos interesses do povo e isso que estamos fazendo,disse.

Beth Torres

 

Comentar


O exemplo de Guilherme Almeida em Campina Grande

O deputado Guilherme Almeida pode at no vencer a eleio para prefeito de Campina Grande. Pode nem ir para o segundo turno. Mesmo assim, ser considerado um vencedor.

Filiado ao minsculo PSC, Guilherme juntou-se ao tambm pequeno PC do B para viabilizar sua candidatura. Por cima de pau e pedra. Antes disso, recebeu inmeras propostas, incluindo para ser vice da mdica Tatiana Medeiros, candidata do prefeito Veneziano e do PMDB.

Rejeitou tambm ofertas de cargos para mudar o rumo e desistir da disputa. Recusou todas. Mesmo sabendo das dificuldades que ter em campanha, fez uma bonita conveno e teve homologada sua candidatura no sbado passado. Fez valer suas tradies familiares e encheu de orgulho o povo campinense. At os que no lhe daro o voto.

Guilherme recusou propostas e manteve candidatura a prefeito

 

Ali mesmo, em Campina, e em Joo Pessoa, s para citar os dois principais colgios eleitorais, vemos exemplos opostos. Partidos e lideranas polticas barganhando abertamente, exigindo cargos pblicos e at mandatos para apoiar candidatos. So tantos, que nem precisa cit-los. O eleitor certamente est vendo tudo e saber reconhec-los na hora de ir s urnas.

Comentar