Expedito Pereira vaiado durante inaugurao do binrio de Bayeux e causa constrangimento ao governador

Aconteceu o que muitas pessoas previam. Gerada por falta de gerncia administrativa e medidas antipopulares, a rejeio do prefeito de Bayeux, Expedito Pereira (PSB), que est no seu quarto governo, to grande que motivou uma grande vaia na noite desta sexta-feira (27), durante solenidade de inaugurao do binrio.

Enquanto discursava, Expedito ouviu uma sonora vaia de manifestantes que protestavam contra medidas do governo consideradas de opresso. E tudo aconteceu na frente do governador Ricardo Coutinho (PSB) que deve no ter gostada nada da recepo proporcionada pelo prefeito.

Essa a segunda vez que o prefeito foi vaiado em um encontro. O ltimo foi no incio da semana durante uma ouvidoria itinerante no Jardim Aeroporto.

Com uma extenso de 9 km (percurso total ida e retorno), com largura mdia de 7 metros de pista mais caladas laterais com largura varivel, o trajeto no sentido Joo Pessoa/Santa Rita segue pela Avenida Liberdade. No sentido Santa Rita/Joo Pessoa, o trfego de veculos ser pela Avenida Liberdade, ruas Luiza Lila de Lima, Joaquim Fernandes, Pinheiro Machado, Elvira Marsicano e Santa Rita.

Bayeuxemfoco

Comentar


Ricardo Coutinho autoriza licitao do Hospital de Urgncia e Emergncia em Santa Rita

O Hospital Metropolitano de Urgncia e Emergncia de Santa Rita, maior obra na rea da sade, vai ser construdo e equipado com investimentos superiores a R$ 100 milhes, sendo R$ 63,5 milhes destinados construo e o restante na aquisio de modernos equipamentos e mobilirio. A autorizao do processo de licitao da obra foi assinada na manh desta segunda-feira (30), pelo governador Ricardo Coutinho, na Praa Joo Pessoa, centro da cidade. A obra deve ser construda em 18 meses.

O governador Ricardo Coutinho ressaltou que, alm dos servios de urgncia, emergncia, traumatologia, o Hospital Metropolitano de Santa Rita tambm ter uma maternidade de alta complexidade. Esse hospital vai desafogar o Hospital de Trauma de Joo Pessoa e oferecer uma qualidade de atendimento extraordinrio porque vai complementar a rede estadual de sade de uma forma que ns no vamos ter mais nenhuma demanda reprimida nos hospitais de urgncia e emergncia em toda essa regio, enfatizou.

Ricardo destacou que o novo hospital ser maior do que o Hospital de Trauma da Capital: Sero 215 leitos, dos quais 30 leitos de UTI. Ou seja, um grande hospital. Ser o maior hospital da Paraba. O governador assegurou que os recursos, oriundos do Governo do Estado e do Governo federal, j esto alocados.

O governador citou ainda outras obras que o Governo do Estado j est executando em Santa Rita, a exemplo do saneamento bsico nas comunidades Odilndia e Vrzea Nova e a barragem de captao da Cagepa no conjunto Tibiri, que vai ofertar gua tratada. Ele anunciou que vai licitar a escola estadual no conjunto Marcos Moura e assinar a ordem de servio para a pavimentao de estrada de Forte Velho. Eu quero que Santa Rita avance e o Governo do Estado est e estar junto com todos aqueles que queiram dar esse passo, complementou Ricardo.

SECOM

Comentar


Luiz Couto o nico parlamentar paraibano relacionado pra receber prmio do Congresso em Foco

Trabalho de Luiz Couto foi destacado pelo Congresso em Foco (Imagem da Internet)

Trabalho de Luiz Couto foi destacado pelo Congresso em Foco (Imagem da Internet)

O deputado federal Luiz Couto (PT) foi o nico paraibano a se destacar no Prmio Congresso em Foco 2013, entregue na noite da quinta-feira (27/9). Ele ficou entre os cinco parlamentares que mais combatem o crime organizado no Brasil, numa votao feita pelos internautas.

Couto j havia sido o nico do estado relacionado para o evento de entrega do Prmio Congresso em Foco 2012, quando tambm recebeu a indicao dos internautas do pas na categoria de enfrentamento s organizaes criminosas.

Luiz Couto disse que esse um reconhecimento que no o envaidece, mas serve de estmulo para reforar o seu compromisso com a populao e a luta contra os que se organizam para destruir a vida.

Natural de Soledade (PB), Luiz Couto tem 68 anos. Filsofo e telogo. padre identificado com a chamada teologia da libertao e professor licenciado da UFPB. Jurado de morte por grupos de extermnio, circula com proteo especial da Polcia Federal. Selecionado para a categoria Combate ao Crime Organizado.

O PRMIO

Criado em 2006, o Prmio Congresso em Foco tem como objetivo estimular a sociedade a acompanhar de perto o desempenho dos congressistas e combater o mito de que todos os polticos so iguais, reconhecendo e valorizando aqueles que se destacam, de maneira positiva, no exerccio do mandato.

E os parlamentares no so iguais mesmo. Nenhum dos premiados responde, por exemplo, a investigaes criminais no Supremo Tribunal Federal (STF), nem est sob a mira dos conselhos de tica da Cmara e do Senado. Nenhum deles tem tambm histrico de violaes aos direitos humanos. Alis, todos os congressistas que se enquadravam em pelo menos uma dessas condies sequer puderam ser votados, conforme determina o regulamento.

Comentar


Governador Ricardo Coutinho participa da solenidade de posse do novo prefeito de Solidade

Ricardo Coutinho participou da posse do prefeito de Soledade (Imagem da Internet)

Ricardo Coutinho participou da posse do prefeito de Soledade (Imagem da Internet)

O governador Ricardo Coutinho participou na noite desse domingo (29) da posse do prefeito de Soledade, Flvio Aureliano da Silva Neto, e do vice Carlos Alberto Garcia Falco, no Clube Recreativo da cidade.

Ricardo Coutinho destacou que agora Flavinho o prefeito de todos. Na sua fala, O governador disse ainda que o gestor precisa ter coragem para realizar as mudanas necessrias. Na solenidade, o governador reafirmou a parceria do Governo do Estado para com o municpio e disse que, em 1.000 dias, o governo j contabiliza 1.000 km de novas estradas e 748 km de novas adutoras.

O vice-governador Rmulo Gouveia tambm participou da solenidade e destacou que a populao apoiar as aes do novo prefeito, que ter a misso de governar com as atuais condies de adversidades que atravessam os municpios paraibanos. O prefeito contar com a sensibilidade e o compromisso deste governo, que tem dado uma ateno especial aos municpios paraibanos, destacou Rmulo.

Soledade precisa do Governo do Estado para ajudar a realizar as mudanas no nosso municpio , destacou Flvio Aureliano.

Pacto Social – Ricardo Coutinho explicou que a cidade j recebeu recursos do Pacto pelo Desenvolvimento Social com a construo de uma nova sala de parto. O governador disse ainda que ir conceder ao municpio a oportunidade de participao no Pacto pelo Desenvolvimento 2013 mesmo com final do edital.A situao de Soledade atpica, pois o municpio estava sob jdice, por isso vamos reabrir o edital para que o prefeito apresente seus projetos. De acordo com o governador, o Estado ser parceiro de Soledade para equipar uma Policlnica que ir atender a toda a populao.

SECOM

Comentar


Sem espao na gesto de Cartaxo, Jeov Campos abandona PT, adere a Ricardo e se filia ao PSB

Aguardando uma lembrana que no veio na gesto do prefeito Luciano Cartaxo (PT), o ex-deputado estadual Jeov Campos decidiu abandonar os quadros do Partido dos Trabalhadores aps quase 30 anos e ingressar no Partido Socialista Brasileiro, onde apoiar a reeleio do governador Ricardo Coutinho em 2014.

Informaes de bastidores do conta que a quebra de um acordo politico entre Jeov Campos e o presidente estadual do PT, Rodrigo Soares teria motivado o rompimento. O acordo previa uma dobradinha entre Rodrigo e Jeov, onde um seria candidato a deputado federal e o outro estadual respectivamente. Como Rodrigo Soares, se submeteu as exigncias do prefeito Luciano Cartaxo, desistindo da candidatura a federal, passando a ser pr-candidato a estadual, Jeov Campos acabou sendo prejudicado e ‘chutou o pau da barraca’.

Em uma audincia realizada em Joo Pessoa, entre o governador Ricardo Coutinho (PSB), a prefeita Denise Albuquerque (PSB) e o secretrio de interiorizao Carlos Antnio (DEM), ficou decidido que o ex-deputado se filiar ao PSB. A festa para receber o novo girassol est sendo preparada para quinta-feira, dia 3 de outubro.

O ex-parlamentar que obteve uma votao de mais de 60 mil votos no conseguiu xito nas ltimas eleies ficando na primeira suplncia. Diante do seu insucesso no pleito passado, Jeov Campos demonstra mgoas com algumas figuras da poltica paraibana, e sempre lamenta por no ter conseguido ser efetivado como representante do povo do serto do estado em Braslia.

O ‘Rei do Alho’, como carinhosamente conhecido, chega ao grupo do governador na inteno de buscar o seu retorno Assembleia Legislativa, onde espera contar com o apoio da prefeita Denise Albuquerque e do secretrio Carlos Antnio.

PBAgora

Comentar


Sada de Benjamin alivia tenso vivida pelo PMDB, mas pode provocar crise na famlia Maranho

Benjamin anunciou sada do PMDB nesta segunda-feira (Imagem da Internet)

Benjamin anunciou sada do PMDB nesta segunda-feira (Imagem da Internet)

A sada de Benjamin Maranho do PMDB, anunciada na manh desta segunda-feira pelo prprio deputado, vista muito mais como um alvio do que como uma perda para o partido e para o ex-governador Jos Maranho. Reduzir a representao numa Casa como a Cmara do Deputados nunca foi bom negcio para qualquer agremiao com projetos imediatos e de longo prazo. Muito menos para um expoente como o PMDB. Mas, Benjamin era visto muito mais como sobrinho do ex-governador do que como um poltico partidrio, um parlamentar de atuao destacada.

A partir de agora, cada um para o seu lado. Como em poltica tudo possvel, o rumo tomado pelo jovem deputado pode provocar novos “rudos” na famlia Maranho, mais tarde. Mas, nada insolvel, que os coloque (Sobrinho e tio) em campos opostos na relao pessoal. Na relao poltica, entretanto, o afastamento bem mais provvel e pode ser at definitivo.

Quem sabe no Solidariedade, novo partido de Benjamin, o deputado apresente um melhor desempenho.

Quanto ao PMDB e Maranho, ambos tm coisas bem mais importantes e urgentes para se preocupar do que com a sada de um parlamentar causador de problemas.

Maranho segurou o quanto pode o sobrinho no PMDB (Imagem da Internet)

Maranho segurou o quanto pode o sobrinho no PMDB (Imagem da Internet)

Comentar


Na festa de filiaes do PSL, Ricardo faz questo de destacar lealdade de Ney Suassuna

Ricardo coutinho 3

Num momento em que o PSDB pressiona o senador Cssio Cunha Lima para romper a aliana com o PSB e disputar as eleies do ano que vem, o governador Ricardo Coutinho (PSB) fez questo de destacar a “lealdade” de Ney Suassuna, durante a filiao do ex-senador ao PSL, na tarde de ontem. Ricardo disse que foi essa virtude, exposta por Ney a partir da campanha eleitoral de 2006, que o cativou e aproximou ainda mais os dois.

“Estarei ao seu lado onde voce estiver”, garantiu Ricardo, referindo-se ao novo integrante do PSL, sob aplausos da platia.

Pura coincidncia ou recado aos “navegantes”? Perguntamos ao prprio governador que, ao ser abordado, respondeu com uma sonora gargalhada.

Precisa dizer mais?

Comentar


Cssio diz que unidade da bancada paraibana foi fundamental na deciso sobre representao no Parlamento

Cssio Cunha Lima destacou unidade da bancada paraibana(Foto Jaciara Alves)

Cssio Cunha Lima destacou unidade da bancada paraibana(Foto: Jaciara Aires)

Unio da bancada impediu que a Paraba perdesse dois deputados federais e seis estaduais. A votao, realizada na CCJ do Senado nesta quarta-feira (25/09), teve placar apertado: 12 x 10. Logo, no fosse o voto dos trs senadores paraibanos, a matria seria derrubada. Pior: se os senadores Cssio Cunha Lima, Ccero Lucena e Vital do Rgo no tivessem votado, juntos, pela aprovao do PDS 85/2013, de autoria do senador Eduardo Lopes (PRB-RJ), a Paraba perderia oito deputados, sendo dois federais e 6 estaduais

DEFESA – O PDS 85/2013 um projeto de decreto legislativo que susta os efeitos de resoluo do Tribunal Superior Eleitoral, que modifica o nmero de deputados federais para oito estados. O relatrio do senador Pedro Taques (PDT-MT), que era contrrio aprovao da proposta, foi rejeitado por 12 a 10.

Ao defender a proposta e contrariar a resoluo do TSE, Cssio justificou: Ns, os trs senadores da Paraba, no faremos nada alm do que preservar as nossas atribuies e as competncias de um Congresso Nacional to enfraquecido exatamente por abdicar do seu poder de legislar, de definir e transferir para outros Poderes aquilo que da nossa competncia, tornando este Congresso cada vez menor.

PERDAS E GANHOS – A resoluo administrativa do TSE, que redefine o nmero de deputados federais por unidade da Federao, faria com que Par, Minas Gerais, Cear, Santa Catarina e Amazonas ganhassem deputados. E, por outro lado, Paraba, Piau, Pernambuco, Paran, Rio de Janeiro, Esprito Santo, Alagoas e Rio Grande do Sul perderiam deputados.

No caso especfico da Paraba, prevaleceu a unio da bancada, demonstrando que a coeso a senha da atual representao do Estado no Congresso Nacional. Coordenador da bancada no Senado, Cssio Cunha Linha advoga que essa unio, alm de fortalecer as aes em prol do Estado, sinaliza salutar maturidade poltica.

— A palavra de ordem multiplicar esforos. Fomos eleitos para defender a Paraba e os paraibanos. No tem sentido subtrair aes. preciso somar. J disse e repito que todas as prefeituras dos 223 municpios do Estado contam com o meu apoio, em carter suprapartidrio. este o meu dever e obrigao como senador da Paraba – explica o senador, com didatismo.

SUPRAPARTIDRIO – Para ele, essa viso suprapartidria no encaminhamento dos pleitos da Paraba est imprimindo um novo tempo s relaes dos atores polticos com a Unio. A diviso apenas nos enfraqueceria diz Cssio, para quem as diferenas locais devem ser tratadas como tais. De fato, quem acompanha a Agenda Paraba em Braslia sabe que h menos personalismo nos gestos dos parlamentares. Dificilmente h pedido de audincia individual com um ministro de Dilma Rousseff, por exemplo.

Cssio define: Se h um gargalo, um pleito ou um problema a ser resolvido em favor do nosso Estado, vamos todos: tucanos, petistas, peemedebistas… Alis, nesses momentos no somos partido x ou y. Nesses momentos, nosso partido a Paraba.

UNIO – Para ilustrar a tese de que a unio faz a fora, Cssio lembra as aes em conjunto da bancada em temas cruciais para a sobrevivncia do Estado, tais como o Oramento (no que diz respeito s emendas de bancada), a preocupao com o Aude Boqueiro, as aes contra o fechamento de armazns da Conab, o perdo da dvida para agricultores (encalacrados com a pior seca dos ltimos 50 anos) e a cobrana persistente transposio do So Francisco.

Agora, com a aprovao do projeto que impede a subtrao de representantes do povo, que s foi possvel graas aos votos de Cssio, Ccero e Vital, a Paraba mostra, definitivamente, que a unio da bancada em prol do Estado no mera figura de retrica. fato. E fato digno de registro e que, por isto mesmo, vai entrar para a histria. Afinal, se para o bem dos paraibanos e felicidade geral da Paraba, os nossos parlamentares demonstram que agem, lutam e votam por ns, a despeito da ideologia partidria de cada um.

Assessoria do senador Cssio Cunha Lima (PSDB-PB)
Foto: Jaciara Aires

Comentar


TCE rejeita contas e manda ex-prefeito de Catingueira devolver R$ 471 milhes aos cofres pblicos

Fbio Nogueira preside o Tribunal de Contas do Estado (Imagem da Internet)

Fbio Nogueira preside o Tribunal de Contas do Estado (Imagem da Internet)

O Tribunal de Contas da Paraba, reunido nesta quarta-feira (25), emitiu parecer contrrio aprovao das contas de 2011 apresentadas pelo ex-prefeito de Catingueira, Jos Erivan Flix, a quem imps dbito superior a R$ 471 mil por gastos de naturezas diversas sem comprovao documental, como props o relator do processo, o auditor Marcos Antonio da Costa. O ex-prefeito, que tambm respondeu por aplicaes insuficientes em educao e sade, ainda pode recorrer dessa deciso.

Despesas ao licitadas em valores acima de R$ 1 milho, alm do no recolhimento de contribuies previdencirias, resultaram na reprovao das contas de 2011 do prefeito de Mogeiro Antonio Jos Ferreira, segundo entendimento do relator Renato Srgio Santiago Melo, do qual tambm cabe recurso.

As contas de 2011 da Cmara de Vereadores de Caapor sofreram a desaprovao do TCE em razo de despesas no comprovadas com a folha de pessoal, pelo que foi imposto ao ento presidente Aremilson Alexandre Chaves o dbito de R$ 30.953,00, como entendeu o relator Fernando Cato.

Remunerao recebida em excesso levou desaprovao, ainda, das contas de 2011 da Cmara Municipal de Nova Olinda com imputao do dbito conjunto de R$ 12.756,00 aos vereadores.

A Cmara de Cruz do Esprito Santo teve desaprovadas as contas de 2010 e 2011 por irregularidades que incluram saldo a descoberto no caixa da Tesouraria e despesas sem comprovao documental. O gestor Rivaldo Cabral Junior deve devolver R$ 23,3 mil aos cofres pblicos. Remunerao indevidamente recebida, no exerccio de 2010, a ttulo de participao em sesso extraordinria tambm resultou no dbito individual de R$ 300,00 para cada vereador.

A reprovao s contas de 2011 da mesma Cmara decorreram do no recolhimento de contribuies previdencirias e, ainda, de gastos excessivos com a folha de pessoal, conforme voto do relator Arnbio Viana. Cabe recursos de ambas as decises.

Tambm foram desaprovadas as contas de 2010 e 2011 da Cmara Municipal de Aroeiras, no primeiro caso, com imposio de dbito ao ento presidente superior a R$ 16 mil em vista de despesas no comprovadas, em sua maior parte, com servio de contabilidade. No segundo caso, houve imputao de dbito superior a R$ 84 mil ao ex-gestor Jailson Bezerra de Andrade por saldo no comprovado (mais de R$ 60 mil) e despesas tambm sem comprovao documental com o INSS. Foi relator de ambos os processos o auditor Antonio Cludio Silva Santos. Cabem recursos.

APROVAES – Tiveram as contas de 2011 aprovadas os prefeitos de Araruna (Wilma Targino Maranho) e Areia de Baranas (Vanderlita Guedes Pereira). Tambm, os ex-prefeitos de Poo Dantas (Itamar Moreira Fernandes) e Cacimba de Dentro (Edmilson Gomes de Souza).

O TCE aprovou, ainda, as contas de 2011 das Cmaras Municipais de Areia, (por maioria), Desterro, Tapero e Conceio, exerccio de 2012, neste ltimo caso, o que valeu referncia do conselheiro Fernando Cato. J estamos em 2012 a examinar contas do ano passado, observou ele.

A Companhia Paraibana de Gs teve aprovadas as contas de 2011, o mesmo ocorrendo com as contas de 2010 da Secretaria de Estado do Planejamento e Gesto, neste caso, com ressalvas.

Os processos constantes da pauta de julgamentos do TCE representaram movimentao de recursos da ordem de R$ 904.090.279,26. Participaram da sesso plenria, conduzida pelo presidente Fbio Nogueira, os conselheiros Umberto Porto, Arnbio Viana, Nominando Diniz, Fernando Cato, Arthur Cunha Lima e Andr Carlo Torres Pontes. Tambm, os auditores Antonio Gomes Vieira Filho, Antonio Cludio Silva Santos, Marcos Costa, Oscar Mamede e Renato Srgio Santiago Melo. O Ministrio pblico esteve representado pela procuradora geral Isabella Barbosa Marinho Falco.

Ascom do TCE

Comentar


Suassuna descarta disputar mandato de deputado federal e deflagra luta por indicao ao Senado : “Ou Senado ou nada”

Na presena do governador Ricardo Coutinho (PSL) , do vice, Rmulo Gouveia (PSD), e do lder do governo, deputado Hervzio Bezerra (PSDB), o ex-senador Ney Suassuna assinou na tarde desta quarta-feira, ficha de filiao ao Partido Social Liberal. Ney disse que escolheu o PSL por ateno Aracilba Rocha, secretria estadual de Finanas, e do deputado Tio Gomes, presidente do partido.

Alm de anunciar que far todo esforo para eleger Aracilba, Ney disse que estar no partido disposto a ajudar no projeto de reeleio de Ricardo Coutinho que, segundo ele, o melhor governador que a Paraba j teve.

O ex-senador tambm descartou disputar vaga na Cmara Federal, como se especulava, e deixou claro que s disputar eleio para o Senado Federal. Mesmo assim, caso a conjuntura seja favorvel. Ou o Senado ou nada. Se no for candidato, estarei trabalhando para ajudar o partido e o governador, avisou.

O deputado Tio Gomes disse que ser um soldado de Ney e colocou o PSL disposio do ex-senador para lutar ao seu lado em qualquer tipo de disputa. O PSL estar ao seu lado para disputar qualquer cargo, garantiu.

Alm de Suassuna e Aracilba, o PSL filiou mais de uma dezena de lideranas polticas, todas pr-candidatas Assembleia Legislativa nas eleies de 2014, a exemplo do ex-deputado Joo Bosco Carneiro Jnior e do vereador campinense Cassiano Pascoal Filho.

Assessoria

Comentar