Hervázio Bezerra rebate críticas da oposição sobre reajuste salarial dos servidores

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB), líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba, rebateu as críticas feitas pelo deputado Carlos Batinga (PSC) sobre os reajustes concedidos pelo governador Ricardo Coutinho que beneficiou 105.422 servidores públicos estaduais e que trarão um impacto de R$ 21 milhões na folha de pessoal.

A declaração do deputado oposicionista de que mais de 80% dos funcionários ficaram sem aumento, pois o índice linear de 5% teria superado a inflação de 5,91% acumulada no ano passado, foi veementemente rechaçada pelo líder do governo que demonstrou com números que os índices ficaram acima da inflação, até mesmo os 41.528 servidores que percebem o Salário Mínimo tiveram um reajuste de 6,78%. Hervázio Bezerra lembrou que 21.334 servidores da Segurança Pública (policiais militares, bombeiros, policiais civis e agentes penitenciários) tiveram reajustes de 10%. Os 3.098 servidores da Saúde foram agraciados com reajuste de 10% e os 27.124 servidores do Magistério tiveram os salários reajustados em 13,57%. “No total, 93.084 servidores (quase 90% da folha de pessoal) receberão aumento de 6,78% a 13,57%! Apenas 11% dos servidores públicos estaduais receberão 5% de aumento e esse índice é igual ao concedido pelo governo federal no ultimo ano”, esclarece o líder do Governo.

Hervázio Bezerra estranhou o fato de o deputado Carlos Batinga criticar o reajuste concedido pelo governador Ricardo Coutinho. “O nobre deputado esquece que os governos que ele serviu pagavam o salário mínimo e quando pagavam. Pesquisei nos Anais da Assembleia Legislativa para saber se o deputado Batinga havia feito algum pronunciamento durante os governos anteriores questionando os reajustes dados por eles e nada encontrei”, lembra o deputado.

O líder do governo lembrou também que nesse governo o acumulado da data base da Educação ficou entre 59% e 75%; Policiais militares e bombeiros tiveram 41% (coronel) a 63% (soldado); Polícia Civil – 46% (delegado) a 57% (agente); Agente Penitenciário 43% a 48%; Saúde teve de 14% a 23%; Servidores da Orquestra Sinfônica tiveram de 97% a 103%; Procuradores Estaduais de 24% a 48%; Auditores do Fisco de 20% a 72% e os profissionais de Comunicação receberam 24% de reajuste.

“O problema é que o deputado Carlos Batinga está enciumado com o montante de obras que o governo vem realizando em sua área de atuação, o Cariri, pois ele nunca conseguiu, junto aos governos que serviu, um metro de asfalto sequer para as estradas dos municípios que ele representa e que hoje trafega confortavelmente nas rodovias que construídas e recuperadas pelo governador Ricardo Coutinho”, finalizou Hervázio Bezerra.

Com Assessoria

Comentar

Ricardo Coutinho recebe apoio do prefeito de Caraúbas e mais seis vereadores

RC e apoio de Caraubas

O governador Ricardo Coutinho (PSB) recebeu nesta quarta-feira (29) o apoio político do prefeito de Caraúbas, Severino Virgínio da Silva, do PSC, de seis vereadores, além de alguns suplentes. Esta é a 61ª adesão de prefeito ao projeto.

Ricardo agradeceu a decisão do prefeito e dos vereadores que de forma espontânea o procuraram para anunciar a decisão do grupo e expressou sua satisfação pela opção que o prefeito e sua bancada tomou.

O prefeito de Caraúbas, Severino Dudu, afirmou que o grupo liderado por ele não votou com Ricardo Coutinho na eleição de 2010 mas declarou: “A partir desse momento estamos prontos para ingressar no projeto político do governador, com seis vereadores e alguns suplentes de vereadores muito bem votados que também estão com Ricardo”.

Além do presidente da Câmara Municipal de Caraúbas, vereador Silvano Fernandes da Silva, do PSC, acompanharam o prefeito na visita ao governador Ricardo Coutinho os vereadores Inácio Irinaldo Filho (PMDB), Fábio Pereira (PMDB), José Franconero Silva, João Nazário Bezerra e José Onaldo da Silva, do PSC.

O município de Caraúbas está localizado no Cariri Oriental, tem hoje 3.900 habitantes e é distante 262,8 quilômetros de João Pessoa.

Assessoria do PSB

Comentar

Cássio diz que Ricardo não pode “se amesquinhar” se houver críticas à sua gestão

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O senador Cássio Cunha Lima voltou a agitar o já conturbado relacionamento com o governador Ricardo Coutinho ao fazer novas críticas à área da segurança pública e também à saúde, cobrando soluções por parte do Governo do Estado. Em entrevista na noite de ontem, em Guarabira, Cássio foi mais além e disse que Ricardo não pode “se amesquinhar” por receber críticas à sua gestão.

Segundo o senador, o povo quer quer os problemas sejam apontados e enfrentados e não escondidos. “Os problemas estão aí. Dá para dizer que a Paraíba não tem problema de segurança? Tem um grave problema que tem que ser debatido e quem está governando não tem que se amesquinhar se houver críticas nesse sentido”, afirmou Cunha Lima.

A declaração atiçou os “incendiários” de plantão que apostam no rompimento político entre Ricardo e Cássio e no enfrentamento entre os dois nas urnas.

 

 

 

Comentar

Paraíba teve 23 municípios contemplados em 2013 com recursos de emendas de Manoel Júnior

23 municípios da Paraíba foram contemplados em 2013 através de emendas individuais e recursos extra-orçamentários do deputado Manoel Junior, vice-líder do PMDB na Câmara dos Deputados e coordenador da bancada da Paraíba.

Ao todo, são mais de R$ 24 milhões para os mais diversos tipos de obras nas cidades de Alagoa Grande, Alhandra, Barra de São Miguel, Boa Ventura, Cabedelo, Capitania dos Portos, Caraúbas, Caturité, Cuité, Dona Inês, Esperança, Gado Bravo, João Pessoa, Natuba, Nova Floresta, Salgado de São Félix, Santa Rita, Santo André, São João do Tigre, São Miguel de Taipu, São Sebastião de Lagoa de Roça, Serra da Raiz e Soledade.
Tais recursos são fruto do trabalho constante do deputado Manoel Junior em Brasília, que servem também para demonstrar o bom trânsito e influência do parlamentar paraibano junto aos ministérios, já que conseguiu mais de R$ 13 milhões em recursos de programação.
cidade de Santa Rita receberá R$ 1,25 milhão de Manoel Junior, valor que será utilizado totalmente na implantação e modernização de projetos de inclusão digital do município.
Cabedelo, que fica na grande João Pessoa, foi beneficiada com empenhos de mais de R$ 1,6 milhão para implantação de rede de fibra ótima para comunicação de dados, voz e imagem no âmbito da administração pública municipal e a construção de unidades básicas de saúde. Manoel Junior ainda obteve sucesso na doação de 5 consultórios odontológicos e a garantia do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, de que serão destinados cerca de R$ 8 milhões para a reforma e ampliação do Hospital Regional do município.
Alhandra, outra das cidades beneficiadas, recebeu mais de R$ 3 milhões para a criação de centros de capacitação e inclusão digital; reabilitação urbana do bairro de Nova Descoberta; aquisição de patrulha mecanizada e aquisição de dois novos veículos para a secretaria municipal de saúde da prefeitura. “Seja na zona urbana, seja na zona rural, todos merecem um espaço revitalizado”, disse o prefeito da cidade, Marcelo Rodrigues, sobre o projeto de reabilitação urbana. “Esse é um projeto que, além de solucionar o problema das crateras, também trará mais lazer à população, já que também prevemos a construção de pistas para caminhada, áreas de lazer, iluminação pública e outras benfeitorias nesses locais.”
No município de Cuité, com população de 20 mil habitantes, mais de R$ 1,5 milhão será utilizado na compra de equipamentos para o hospital municipal, máquinas agrícolas e a construção de um matadouro público, uma promessa do deputado Manoel Junior à prefeita Euda. “Esse empenho é vital para o bem-estar da população, pois os novos equipamentos do hospital beneficiarão a todos, assim como o matadouro de acesso de todos”, declarou a prefeita.
Barra de São Miguel também irá construir o seu matadouro municipal com recursos de Manoel Junior. Ao todo, a cidade contará com R$ 830 mil e além do matadouro público será construída mais uma academia de saúde.
A criação de um matadouro municipal e a criação de centros interativos para capacitação e inclusão foram os dois projetos contemplados em Esperança, no valor de R$ 1 milhão empenhado por Manoel Junior. Em Soledade, será gasto R$ 1 milhão para a reforma do mercado público; Salgado de São Félix receberá R$ 700 mil para construir um matadouro municipal.
Outros empenhos de destaque incluem: Natuba, com R$ 930 mil para revitalização do campo de futebol da cidade, aquisição de um novo veículo e trabalho na inclusão digital; São Miguel de Itaipu recebeu R$ 2,1 milhões para construção de uma praça central, uma unidade básica de saúde e também uma praça para eventos; Caturité terá R$ 677 mil para obras de pavimentação de ruas e compra de patrulha mecanizada; São Sebastião de Lagoa da Roça receberá R$ 502 mil para reforma de seu mercado público e aquisição de equipamentos médicos e construção de uma academia de saúde.
Não para por aí. Já no início de 2014, o deputado terá empenhado recursos do Ministério do Turismo e da Agricultura, não empenhados por equívocos dos respectivos órgãos. Esta semana em Brasília, Manoel Junior se reuniu com representantes da Casa Civil e obteve a informação de que tais erros serão sanados até a metade de fevereiro. Isso significa que mais cidades serão beneficiadas graças aos recursos empenhados por Manoel Junior.

Com Assessoria

Comentar

Prefeitura de João Pessoa paga salários de janeiro a servidores nesta quinta e sexta-feiras

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) realiza o pagamento dos servidores referente ao mês de janeiro nesta quinta (30) e sexta-feira (31). O pagamento já incorpora o novo salário mínimo estabelecido pelo Governo Federal de R$ 724 e é feito através da Secretaria de Administração (Sead). Ele ocorre dentro do mês trabalhado como parte da política de valorização do servidor implementada pelo prefeito Luciano Cartaxo.

“O prefeito Luciano Cartaxo entra em seu segundo ano de mandato fortalecendo a política de valorização do servidor que implementou, desde o ano passado, por compreender a importância da equipe dentro do governo municipal. Para ele, pagar os salários em dia é uma demonstração de respeito que se deve ter por aqueles que constroem o dia-a-dia da Prefeitura”, afirmou Roberto Wagner, secretário de Administração.

De acordo com a tabela de pagamentos, o primeiro dia é dedicado aos aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência do Município (IPM) e, o segundo dia, aos servidores de todas as secretarias da administração direta e indireta, autarquias e órgãos da PMJP.

Contracheque – Os servidores podem imprimir os contracheques online através do portal da Prefeitura (www.joaopessoa.pb.gov.br). Acessando o link ‘Portal do Servidor’, basta que o funcionário insira o número do CPF e a senha para ter acesso às informações.

Aqueles servidores que ainda não possuem uma senha, devem se dirigir ao setor de informática da Sead, no Centro Administrativo Municipal (CAM), com o documento de Identidade, para receber a senha.

Secom-JP

Comentar

Deputado denuncia que dívida milionária estaria prejudicando coleta de lixo em Cabedelo

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O município que tem o 2º maior orçamento da Paraíba está sem coleta lixo por conta de uma dívida de R$ 10 milhões. A Marquise, empresa que administra os serviços de limpeza urbana em Cabedelo, suspendeu os trabalhos porque está há 10 meses sem receber o pagamento da prefeitura. Alguns funcionários já teriam sido, inclusive, demitidos. A denúncia foi feita pelo deputado estadual Trócolli Júnior (PMDB) que se indignou ao saber que a população cabedelense está, literalmente, vivendo no lixo.

“Como é que uma cidade que tem o 2º maior orçamento de todo o Estado chega a uma situação como essa? Sabemos que a limpeza urbana é essencial para a boa saúde e o bom desenvolvimento da população. O povo de Cabedelo está sofrendo, sendo prejudicado por uma dívida que não é dele, porque essas pessoas pagam seus impostos e o mínimo que elas esperam é ver seu dinheiro ser aplicado devidamente em serviços básicos como é a questão da coleta de lixo”, ressaltou Trócolli.

O legislador informou que vai procurar as autoridades para tentar reverter o problema e impedir que a população sofra as consequências da falta de coleta de lixo. “Com certeza nós não vamos cruzar os braços diante de um problema tão sério quanto esse. Vamos buscar providências no sentido de resolver o mais depressa possível essa questão e impedir que o povo de Cabedelo seja abandonado”, declarou.

Com Assessoria

Comentar

Ronaldinho critica insegurança em Campina e revela que PSDB decide sobre candidatura na próxima semana

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O vice-prefeito de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho, revelou hoje, durante entrevista à emissoras de rádio da Capital, que a executiva do PSDB deve se reunir na próxima semana pára decidir se o partido terá candidato à sucessão estadual ou apoiará a reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Ronaldinho evitou fazer projeções sobre o resultado, mas reafirmou disposição de apoiar qualquer que seja a decisão do PSDB e do irmão, senador Cássio Cunha Lima. “Não sei se Cássio será candidato. Quem vai decidir é o ´partido”, repetiu ele, lembrando que é questionado diariamente sobre o mesmo assunto.

Cauteloso, Ronaldinho voltou a criticar o aparato de segurança pública em Campina Grande, mas preferiu não apontar culpados. Disse que já tem um diagnóstico sobre o problema da criminalidade que aponta para o tráfico de drogas, principalmente o crack, mas considera importante a busca de solução e não de responsáveis.

“Não vou dizer que a culpa é do governador Ricardo Coutinho, da presidente Dilma ou de quem quer que seja. mas, também não posso negar que o problema existe e precisa ser solucionado”, sustentou o vice-prefeito, que também preside o recém criado Comitê de Segurança Pública de Campina Grande.

Comentar

Entre vaias e aplausos, Cartaxo abre ano legislativo e diz que continuará investindo em festas

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O prefeito Luciano Cartaxo (PT) abriu hoje pela manhã os trabalhos da Câmara Municipal de João Pessoa. Cartaxo fez uma prestação de contas e projetou ações futuras entre vaias e aplausos das galerias, divididas em aliados e servidores concursados que aguardam por nomeações.

Com o mesmo discurso de “paz e amor”, o prefeito reafirmou disposição de dialogar e estreitar os laços com o Legislativo. Disse também que continuará investindo em eventos culturais. “Não é todo mundo que pode pagar R$ 350,00, R$ 200,00 ou R$ 50,00 para ter acesso aos camarotes e assistir a um show. Por isso estamos promovendo esses eventos que terão continuidade. Estamos investindo na cultura como outros não fizeram”, afirmou.

 

Comentar

Ricardo e Cássio travam “guerra fria” que promete resistir até anúncio da decisão do PSDB

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O governador Ricardo Coutinho e o senador Cássio Cunha Lima travam hoje uma verdadeira “guerra fria” que promete só acabar na segunda quinzena de fevereiro, quando o tucano decidir, junto com o PSDB, se será candidato ao Governo do Estado ou manterá apoio ao projeto de reeleição do socialista.

De um lado, Cássio dá claros sinais de rompimento da aliança celebrada em 2010 e lançamento de candidatura própria pelo  PSDB. Do outro, o governador prefere fingir que nada está acontecendo, embora comece a sentir que a coisa caminha para o enfrentamento e vem mandando “recados” ao ainda aliado.

Além do tom do discurso, que prioriza críticas ao Governo do Estado e o desejo de “seguir a vontade dos paraibanos”, Cássio tem acenado de outras formas na direção do rompimento, como sugerir uma avaliação da gestão de Ricardo Coutinho e comunicar a alguns correligionários que quer voltar ao Governo do Estado.

Mas, talvez o fato mais sintomático até agora seja mesmo a saída da ex-esposa e ex-primeira-dama do Estado, Sílvia Cunha Lima, do cargo de coordenação que ocupava. Dizem que falta apenas a publicação no Diário Oficial. E foi ela quem pediu para sair. Sílvia deve ocupar cargo de mesmo porte na administração de Romero Rodrigues.

Embora do lado do governador a ordem seja manter o discurso de preservação da aliança até 2018, como de origem, Ricardo já emite sinais, ainda tímidos, de que está pronto para a luta. Dias atrás, a secretária Chefe de Gabinete, Estela Bezerra, disse que o projeto de reeleição de Ricardo independe de Cássio e que o PSB está preparado para enfrentar qualquer adversário, até mesmo o aliado tucano.

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A repercussão não foi a esperada, mas a declaração deixou cassistas enfurecidos. Defensores da aliança como o prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano, desabafaram o “acumulado” com a gestão socialista, que incluía uma suposta tentativa do governador de tirar um prefeito de sua esposa, deputada Léa Toscano, para votar em Hervázio Bezerra.

Zenóbio mudou de lado e, agora, é um dos timoneiros da tese de candidatura própria.

Outro episódio mais recente aconteceu após o anúncio do aumento dos servidores, quando quase passou despercebida uma frase do governador lembrando que não seria “irresponsável como outros (governadores) que deram aumento (em patamares astronômicos) porque iam sair e deixaram para os sucessores pagar”.

Ricardo não citou nomes. Apenas disse que os exemplos foram muitos país afora. Ele poderia estar se referindo ao ex-governador José Maranhão (PMDB), no caso dos reajustes pré-eleitorais dos servidores e até da famosa PEC 300 dos policiais. Mas, todos sabem que Cássio, próximo de deixar o cargo por decisão da Justiça Eleitoral, mandou para a Assembleia Legislativa aprovar mais de uma dezena de PCCRs que resultaram em aumento real para várias categorias. E quem pagou foi Maranhão, exatamente como indiretamente expôs o atual governador.

E assim caminham as duas principais lideranças do Estado. Se resolverem continuar juntos, talvez Ricardo e Cássio devam adotar aquela famosa música do cantor sertanejo Leonardo durante a campanha eleitoral. Até porque, a relação “entre tapas e beijos” é muito comum  hoje em dia, não só na vida conjugal, mas também na política.

Comentar

Assembleia Legislativa abre trabalhos de 2014 na próxima segunda-feira

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realiza solenidade de abertura da quarta sessão deliberativa, da 17ª Legislatura na próxima segunda-feira (3), a partir das 14h30. A sessão ocorre no Plenário Deputado José Mariz. De acordo com o artigo 11 do Regimento Interno, o governador do Estado, ou seu representante, fará a leitura, na tribuna da ALPB, da mensagem com as metas do Poder Executivo para o ano de 2014.

O presidente da ALPB, deputado Ricardo Marcelo (PEN), destaca a continuidade da agenda positiva, iniciada há três anos na Casa de Epitácio Pessoa, além de conquistas recentes para o Poder Legislativo, a exemplo do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) para os servidores; SOS Seca; campanhas contra o tabagismo e de prevenção de doenças; a Caravana da Saúde; e o lançamento da TV Assembleia em sinal digital aberto.

Ainda durante a solenidade, o presidente Ricardo Marcelo fará uma reverência à produtividade da ALPB no último período legislativo. Foram 2.961 proposições apreciadas no ano de 2013. Entre elas, 629 Projetos de Lei Complementar e Ordinária – 297 convertidos em leis sancionadas ou promulgadas, e publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) -, 57 Projetos de Resolução, 18 Propostas de Emenda Constitucional, 79 Vetos, 11 Medidas Provisórias e 1.901 requerimentos diversos.

Fim do recesso
A abertura dos trabalhos também marca o encerramento de um curto período de recesso legislativo, iniciado oficialmente no último dia 22 de janeiro com a votação do projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA), para o exercício de 2014.

A matéria foi aprovada pelo Poder Legislativo após disputa judicial entre Defensores Públicos e o Governo do Estado que culminou na retificação do projeto inicial pelo Poder Executivo.

O orçamento do Estado para o exercício atual será de R$ 10.747.555.000. Desse total, R$ 10.068.416.000 serão destinados ao orçamento fiscal e seguridade social e R$ 632 milhões para o investimento das empresas parceiras do Governo.

A peça orçamentária recebeu 396 emendas dos deputados estaduais. Para o atendimento das propostas parlamentares, foi prevista a destinação de R$ 123 milhões (1,5% da receita corrente líquida do Estado). Sobre o reajuste dos duodécimos dos poderes e órgãos, a LOA 2014 estabeleceu o limite percentual de 6,7%.

Com ALPB

Comentar