Walter Brito acredita em renovação de quadros e prevê surpresa na eleição para o Senado Federal

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Mesmo não constando na pesquisa Contult/MaisPB, o ex-deputado Walter Brito Filho (PTC) acredita que haverá renovação nas eleições de outubro próximo, principalmente na escolha do próximo senador da Paraíba. Pré-candidato ao Senado, Brito entende que a população paraibana não aceita mais essa “perda de tempo de nossas lideranças com uma briga interminável que só tem prejudicado o Estado”.

“Não é de hoje que a população vem dando sinais de que está cansada dessa briga eterna. Nossos representantes não fazem nada a não ser briga pelo poder. Enquanto isso, a Paraíba não tem uma só obra estruturante, seja do governo federal ou estadual. Quero ser senador para suprir esse vácuo e cobrar das autoridades ações que beneficiem o Estado. Sou de paz e não vejo futuro algum em brigas”, afirmou Brito.

O ex-deputado acredita que, com o início da campanha, o eleitorado saberá avaliar quem está se propondo a lutar pelo desenvolvimento do Estado e quem está apenas tentando ganhar um mandato para continuar no poder. “O povo está cansado de ser enganado. Quer apostar em caras novas, mas que tenha experiência no Parlamento. Eu represento as duas coisas”, afirmou.

Comentar

Maranhão mostra que está “vivo” eleitoralmente e lidera corrida pelo Senado Federal

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Para quem dizia que o ex-governador José Maranhão (PMDB) estava “morto” eleitoralmente, após o fracasso da disputa pela Prefeitura de João Pessoa, a pesquisa Consult mostra justamente o contrário. Maranhão continua “vivo” e lidera a preferência dos paraibanos na corrida pelo Senado Federal.

O peemedebista tem quase o dobro do segundo colocado, Cícero Lucena (PSDB). A pesquisa, divulgada pelo portal Mais PB.com.br, mostra ainda que mais de um terço (37,7%) do eleitorado não escolher ainda seu candidato a senador.

Veja os números abaixo:

Zé Maranhão 23,90%

Cícero Lucena 12.60%

Rômulo Gouveia 10,65%

Wilson Santiago 5,6%

Wellington Roberto 4,55%

Lucélio Cartaxo 3,75%

Aguinaldo Ribeiro 2,2%

Nenhum 18,95%

Não sabem dizer 17,8%

Comentar

Magoado e decepcionado, Renato Martins ameaça abandonar barco socialista

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Renato Martins não é só o único vereador do PSB em João Pessoa. É também o mais ardoroso defensor do governador Ricardo Coutinho na Câmara Municipal. Talvez por isso, tenha tanta dificuldade em assumir a posição política que acaba de adotar.

Homem de poucas palavras, pelo menos agora, Renato já não esconde o descontentamento com o abandono que vem sofrendo desde o ano passado. “É difícil. Tem horas que a gente busca apoio e não consegue”, reclama.

Renato tentou por várias vezes reverter a demissão de uma aliada no Governo do Estado. Não conseguiu e as queixas aumentaram.

Não só pela demissão, mas pela falta de atenção dos aliados. O vereador reclamou que foi tratado de maneira inadequada por auxiliares do governo que tanto defende. E mostrou-se cansado. “Não aguento mais isso”, protestou, referindo-se à falta de apoio dos aliados.

O que vai acontecer de agora em diante, só Deus sabe.

Mas, o recado foi dado.

Comentar

Consult mostra que Ricardo Coutinho tem a maior rejeição e Cássio Cunha Lima a menor

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A pesquisa do instituto Consult, publicada pelo portal MaisPB.com.br, mostra também o percentual de rejeição dos três principais nomes que devem disputar as eleições para governador na Paraíba. O governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato a reeleição, lidera nesse quesito com uma rejeição de 21,8%, seguido do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego (PMDB), com 17,35%. O senador Cássio Cunha Lima, provável candidato do PSDB, tem a menor rejeição com 11,55%.

Segundo a pesquisa, 38,65% não souberam dizer em quem não votariam de jeito nenhum e 10,65% opinaram que não rejeitariam nenhum dos três candidatos citados.

Veja abaixo os índices:

Ricardo Coutinho (PSB) – 21,8%

Veneziano Vital (PMDB) – 17,35%

Cássio Cunha Lima (PSDB) – 11,55%

Não sabe dizer – 38,65%

Nenhum – 10,65%

Comentar

Lucélio defende candidatura do PT, descarta disputar Senado e não aceita imposição de aliança com PMDB

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Apesar de ser irmão gêmeo do prefeito Luciano Cartaxo (PT), Lucélio Cartaxo nem sempre segue o pensamento familiar. Cartaxo prefeito lançou a advogada Nadja Palitot pré-candidata ao Governo do Estado, mas agora admite aliança e apoio à candidatura de Veneziano Vital do Rego, por imposição da direção nacional. Pois bem, em alto e bom som, embora por telefone, Lucélio avisou que sua linha de atuação é outra bem diferente.

“Temos que ter candidatura própria. Foi por isso que lançamos o nome da advogada Najda Palitot

Comentar

Tião Gomes afirma que PSL continua apoiando reeleição do governador Ricardo Coutinho

Tião Gomes1

O deputado estadual e presidente do PSL, Tião Gomes, disse que o ex-senador Ney Suassuna está caindo no jogo político do PSDB que seria “colocar uma pessoa contra a outra”.

Segundo Tião, Ney teria recebido o convite de Cássio Cunha Lima para compor a chapa majoritária ao Senado, mas que até agora o tucano não se pronunciou sobre isso.

Gomes disse que queria apenas que Cássio tornasse público o convite e o partido julgaria com tranquilidade e não negaria legenda.

– Em nenhum momento o PSL disse que ia votar em Cássio. Temos compromisso com o governador Ricardo Coutinho e com a reeleição dele e estamos firmes nessa luta. Agora se Cássio convidou Ney para ser senador que esse convite seja externado, porque é um jogo do PSDB e Ney está entrando nessa jogada – defendeu o parlamentar.

Ele concluiu afirmando que o partido não está dividido entre Cássio e Ricardo e que deve continuar com o governador.

As informações repercutiram na Rádio Campina FM.

Comentar

Assembleia Legislativa firma convênios com mais 24 Câmaras Municipais no brejo paraibano

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) firmou convênios com mais 24 câmaras municipais, nesta sexta-feira (28), durante solenidade na Câmara Municipal de Guarabira, no Brejo paraibano.O objetivo é capacitar os servidores públicos e parlamentares das Casas Legislativas, através de cursos oferecidos pela Fundação Getúlio Vargas, por meio do Programa de Qualificação Continuada do Legislativo (Proquale).

A ALPB já visitou nove municípios pólos, para oferecer cursos da FGV para mais de 190 cidades. “Estamos concluindo mais uma etapa, desta vez no Brejo paraibano, onde queremos dar a nossa contribuição através do Proquale, para que os funcionários e vereadores possam se capacitar e desenvolver um melhor trabalho. O nosso objetivo está sendo concluído e ficamos satisfeitos de contribuir com a evolução das Câmaras Legislativas”, disse o presidente Ricardo Marcelo.

Os representantes das Câmaras presentes na solenidade participaram de uma palestra ministrada pela presidente da Comissão de Implantação do Proquale, Cida Lobo, que explicou como funcionará o processo de capacitação. Segundo ela, são 13 cursos gratuitos que poderão ser feitos pela internet com o material distribuído pela FGV.

Também participaram da solenidade os deputados Raniery Paulino (PMDB), Léa Toscano (PSB) e Assis Quintans (Democratas). “A relação que a ALPB tem feito com as cidades da Paraíba é louvável. Vim aqui hoje para firmar esta parceria com as Câmaras, mas também para me colocar à disposição desta Casa e contribuir com a qualificação dos funcionários.”, destacou o deputado Raniery Paulino.

“Nunca aconteceu uma ação como essa na região. Ficamos bastante felizes. Eu só posso parabenizar a Assembleia, pois este trabalho tem um lado positivo, com a enorme pretensão de beneficiar os paraibanos”, disse a deputada Léa Toscano.

O presidente Ricardo Marcelo afirmou que a próxima etapa será a capacitação dos servidores das prefeituras paraibanas. O prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano (PSDB), ressaltou a importância da iniciativa. “Parabenizo a Assembleia por essa ação tão beneficente e acredito que é essencial que este conhecimento também seja levado para os funcionários das prefeituras do nosso Estado”.

As cidades conveniadas durante a solenidade foram Alagoinha, Araçagi, Araruna, Bananeiras, Belém, Borborema, Cacimba de Dentro, Caiçara, Casserengue, Cuitegi, Dona Inês, Duas Estradas, Logradouro, Mulungo, Pilões, Pilõezinhos, Pirpirituba, Riachão, Serra da Raiz, Serraria, Sertãozinho, Solânea e Tacima.

“Faremos todos os esforços possíveis para incentivar os servidores e vereadores para que estejam empenhados na qualificação das atividades realizadas nas Casas Municipais”, disse o presidente da Câmara de Guarabira, Saulo Fernandes.

As inscrições podem ser feitas no site da Assembleia (www.al.pb.gov.br) até 3 de abril. Os cursos terão carga horária de 30 horas e os inscritos contarão com o auxílio do Proquale e dos professores da Fundação Getúlio Vargas.

Texto: Alexandre Kito

Comentar

Nadja Palitot deixa Procon na próxima semana, reafirma pré-candidatura pelo PT e quer seu nome nas pesquisas

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Apesar dos rumores cada vez mais fortes de que o PT deve apoiar a candidatura do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego, numa aliança com o PMDB, a advogada Nadja Palitot deixa o comando do Procon de João Pessoa na próxima semana para tentar consolidar sua pré-candidatura ao Governo do Estado pela legenda petista.

Nadja foi lançada pela ala majoritária do PT, inclusive com apoio do prefeito Luciano Cartaxo e das direções estadual e nacional do PT, mas vem sendo “fritada” em nome do projeto de reeleição da presidente Dilma Roussef, que liberou o PT para apoiar candidatos a governador do PMDB, seu principal aliado, em vários Estados, incluindo a Paraíba.

Conhecida pelo espírito “guerreiro”, a ex-deputada e ex-vereadora não se entrega e avisa que vai ampliar os contatos políticos dentro da perspectiva de concorrer à sucessão estadual. Ela, inclusive, estranhou o fato de seu nome não constar da pesquisa eleitoral feita pelo instituto Consult e divulgada no portal MaisPB.com.br, ontem, e pediu que as próximas consultas reparem o erro.

Pelo jeito, não será fácil o PT se entregar mais uma vez ao PMDB.

Comentar

Cássio supera Ricardo em todas as regiões, mas quadro da Capital é o mais preocupante para governador

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Em todas as regiões em que a pesquisa Consult foi realizada, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) supera o governador Ricardo Coutinho (PSB), segundo colocado, com larga vantagem. Com exceção de João Pessoa, onde registrou-se um empate técnico: Cássio 35,5% e Ricardo 32,8%. Mas, por mais contraditório que possa parecer, é justamente na Capital onde o quadro mais preocupa o candidato do PSB.

Ricardo Coutinho foi eleito e reeleito prefeito de João Pessoa com votações consagradoras. O desempenho foi tão bom que chamou a atenção de Cássio, o primeiro a ver no socialista o único capaz de suplantar o favoritismo do então governador José Maranhão (PMDB), nas eleições de 2010. O tucano se indispôs com aliados antigos, como o senador Cícero Lucena (PSDB) e o ex-senador Efraim Morais (DEM), para forçar a aliança vitoriosa com Ricardo.

E foi justamente o desempenho excepcional em João Pessoa, aliado ao carisma e à estrutura montada por Cássio, que levou o socialista ao poder. Agora, prestes a disputar a reeleição, o governador se vê superado pelo ex-aliado tucano em seu próprio colégio eleitoral, de acordo com os números da Consult. Essa regressão de Ricardo não é de agora. Começou a ser notada nas eleições municipais de 2012, quando sua candidata, Estela Bezzera, amargou um discreto terceiro lugar que a deixou fora do segundo turno.

Mas, nem tudo é tempestade no universo socialista. A pesquisa Consult, divulgada pelo portal MaisPB.com.br, mostra também que quase 60%, ou seja, mais da metade do eleitorado, não escolheram ainda candidato a governador. Como a situação também afeta a capital, Ricardo Coutinho pode ainda reverter o quadro desfavorável não só em sua terra natal, mas em todas as regiões pesquisadas.

Até porque, qualquer pesquisa representa apenas uma radiografia do quadro eleitoral na ocasião em que o trabalho for realizado. Uma estimativa de como se comportará o eleitor quando for escolher seus candidatos.

Resta então ao governador Ricardo Coutinho e também ao terceiro colocado, Veneziano Vital do Rego, arregaçarem as mangas em busca de apoios e votos.

Veja o quadro por regiões segundo a Consult:

João Pessoa

Cássio Cunha Lima – 35,5%

Ricardo Coutinho – 32,8%

Veneziano Vital – 8,9%

Não sabem – 5,2%

Nenhum – 17,6%

Grande João Pessoa

Cássio Cunha Lima – 42,2%

Ricardo Coutinho – 31,1%

Veneziano Vital – 4,3%

Não sabem – 6,2%

Nenhum – 16,1%

Mata Paraibana

Cássio Cunha Lima – 43,2%

Ricardo Coutinho – 26,6%

Veneziano Vital – 9,9%

Não sabem – 5,7%

Nenhum – 14,6%

Campina Grande

Cássio Cunha Lima – 49,9%

Ricardo Coutinho – 17,5%

Veneziano Vital – 16,5%

Não sabem – 5%

Nenhum – 12%

Agreste

Cássio Cunha Lima – 36%

Ricardo Coutinho – 22,1%

Veneziano Vital – 15,7%

Não sabem – 12,9%

Nenhum – 13,3%

Borborema

Cássio Cunha Lima – 43,4%

Ricardo Coutinho – 25,4%

Veneziano Vital – 11%

Não sabem –13,9%

Nenhum – 6,4%

Comentar

“Chapão” na proporcional pode sacrificar candidatura de Agra na chapa de Cássio

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Mesmo sem ainda ter anunciado oficialmente sua candidatura ao Governo do Estado, o senador Cássio Cunha Lima corre contra o tempo para formalizar uma composição partidária que fortaleça seu favoritismo apontado nos números da pesquisa Consult, a primeira divulgada pelo portal Maispb.com.br sobre a sucessão estadual na Paraíba. Uma coligação proporcional forte é fundamental não apenas para garantir tempo de televisão ao tucano, um dos mais importantes instrumentos de campanha, mas também para viabilizar uma chapa proporcional forte, que beneficie a maioria dos aliados.

No “chapão”, Cássio espera reunir PSDB, PP, PSC e PTB, além de partidos de menor expressão. O tucano conversa também com o DEM, de Efraim Morais, e até com o PDT, de Damião Feliciano. Mas, a estratégia, como tudo na vida, tem um preço. E a conta deve sobrar para o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PEN), até agora o mais cotado para a vaga de vice de Cássio.

De acordo com os estrategistas ligados ao PSDB, o deputado federal Ruy Carneiro teria que abrir mão de disputar a reeleição. Com isso, as bases atrairiam concorrentes, beneficiando os candidatos proporcionais da coligação. Mas, Ruy não sairia de mãos abanando. Seria deslocado para a vaga de vice-governador. E Agra, claro, sobraria na curva. Até agora, tudo não passa de suposições, muito embora a entrevista monossilábica concedida pelo ex-prefeito ao Correio Debate, na tarde de ontem, deixe transparecer que ele não ostenta mais o entusiasmo de outrora para disputar um cargo majoritário.

Aliás, nem para disputar as eleições.

Comentar