PMDB quer Leonardo Gadelha, mas Paulino e Wellington também disputam vice de Veneziano

O senador Vital do Rego Filho (PMDB), concedeu entrevista por telefone nesta sexta-feira (30) ao programa Rádio Verdade, da Arapuan FM, e comentou sobre a formação da chapa majoritária do partido, liderada pelo irmão Veneziano Vital do Rego e ampliada recentemente com o nome de Lucélio Cartaxo (PT) como senador. Com a vaga de vice disponível, o senador especulou a possibilidade de contar com uma liderança do sertão.

Vital celebra alian√ßa com o PT, ‘Veneziano e Luc√©lio s√£o int√©rpretes do Governo Dilma na PB’
Obras do Governo Federal e visitas de Dilma e Lula devem contribuir para crescimento de Veneziano, aposta Vital
Leonardo Gadelha (PSC) e Wellington Roberto (PR), já cogitados para a vaga de senador antes do PT, agora ganham força para ser vice de Veneziano. Mas o senador do PMDB citou também o ex-governador Roberto Paulino (PMDB) como uma possibilidade.

Os três nomes têm representação no Sertão e seriam uma boa adição para a chapa na visão de Vital, que destacou a presença das duas maiores cidades do Estado através de Veneziano (Campina Grande) e Lucélio (João Pessoa).

Pedro Calado
Com Paraíba.com.br

Comentar

PSB convoca filiados e militantes para Congresso Municipal em Jo√£o Pessoa

DIRET√ďRIO MUNICIPAL DE JO√ÉO PESSOA-PB
EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Em nota assinada pelo presidente municipal Ronaldo Guerra, o Partido Socialista Brasileiro convocou filiados e militantes para o Congresso Municipal que fará, em João Pessoa, no dia 8 de junho. Na pauta do evento, diiscussão sobre a conjuntura local e nacional, além da indicação de candidaturas majoritárias e proporcionais.

Veja abaixo a nota na íntegra:

O PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO, por seu √≥rg√£o de dire√ß√£o municipal, atrav√©s do presente Edital, e de acordo com o disposto na resolu√ß√£o CEN no. 002/2014, em conson√Ęncia com o Estatuto do PSB, convoca todos os seus filiados e filiadas no Munic√≠pio de Jo√£o Pessoa-PB, e respectivas Zonas Eleitorais, em dia com as suas obriga√ß√Ķes estatut√°rias, para participarem do CONGRESSO MUNICIPAL DO PARTIDO, que ser√° realizado no dia 08 de junho de 2014, das_08:00 √†s 13:00 horas com realiza√ß√£o no Audit√≥rio da Reitoria da UFPB, com a seguinte ordem do dia:

1- CONJUNTURA E ELEI√á√ēES NO PLANO NACIONAL E REGIONAL
2- INDICA√á√ÉO DE CANDIDATURAS PROPORCIONAL E MAJORIT√ĀRIA;
3- ELEI√á√ÉO DO NOVO DIRET√ďRIO, CONSELHO DE √ČTICA E CONSELHO FISCAL;
4- OUTROS ASSUNTOS

Jo√£o Pessoa-Pb, 29 de maio 2014

Ronaldo Barbosa Ferreira
Presidente do PSB do município
Assessoria

Comentar

Prefeitura de Jo√£o Pessoa beneficia 1.200 com entrega de novas moradias no Colinas do Sul

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Uma nova vida começou para cerca de 1.200 pessoas na manhã desta sexta-feira (30). Em clima de emoção e alegria, 288 famílias receberam as chaves de seus novos apartamentos passando a ocupar o residencial Jardim das Colinas, no bairro Colinas do Sul. A entrega foi realizada pelo prefeito Luciano Cartaxo, que destacou a ousada política habitacional que tem sido realizada pelo Município. Desde janeiro de 2013, mais de 2.300 casas populares já foram entregues.

O prefeito Luciano Cartaxo destacou a alegria que a Prefeitura Muncipal de Jo√£o Pessoa (PMJP) sente ao desempenhar um papel decisivo na realiza√ß√£o dos sonhos das pessoas. ‚ÄúO lar √© um fator decisivo para o equil√≠brio e a qualidade de vida de qualquer fam√≠lia, e √© isso o que estamos oferecendo aqui hoje. Estas pessoas passam a viver com dignidade e conforto e v√£o dispor de todos os equipamentos sociais necess√°rios para se viver bem‚ÄĚ, afirmou.

De acordo com a secret√°ria municipal da Habita√ß√£o, Socorro Gadelha, a equipe tem feito todos os esfor√ßos para oferecer uma vida melhor para as pessoas. ‚ÄúAqui temos fam√≠lias que gastavam quase toda a renda mensal em aluguel, ou que viviam em situa√ß√£o de insalubridade e risco em ocupa√ß√Ķes irregulares, mas que agora v√£o poder recome√ßar sua hist√≥ria em um ambiente digno e adequado para o desenvolvimento familiar‚ÄĚ.

O Minist√©rio das Cidades foi representado na ocasi√£o pelo seu secret√°rio executivo, Carlos Vieira, que destacou a prioridade que o Governo Federal tem dado √† garantia de moradia para a popula√ß√£o. ‚ÄúO Minha Casa Minha Vida √© o maior programa de habita√ß√£o social feito por um governo em todo o mundo, e hoje ele est√° mudando a vida de mais 1.500 pessoas‚ÄĚ, afirmou.

Mudan√ßa de vida ‚Äď O per√≠odo de ocupa√ß√£o irregular em pr√©dios antigos acabou para a dona de casa Sineide Rodrigues de 23 anos. Dona de um dos apartamentos entregues, ela j√° planeja uma mudan√ßa em sua vida e na dos tr√™s filhos. ‚ÄúMorava de forma irregular no pr√©dio do INSS, no Centro, e posso dizer que vivia em um inferno. A sensa√ß√£o de medo era grande o tempo todo. Agora, se Deus quiser, isso vai mudar. O apartamento √© maravilhoso‚ÄĚ, afirmou.

Dona In√°cia Silva, de 99 anos, ocupou um dos 18 apartamentos com acessibilidade. Ela morava com a neta, Joelma Santos, de 47 anos em um apartamento alugado, mas j√° iam deixar o local por n√£o poder pagar o pre√ßo da mensalidade. ‚ÄúO aluguel consumia o sal√°rio da minha neta quase todo e estava ficando dif√≠cil pagar. Agora tenho minha casinha e vou ficar em paz. O lugar √© lindo‚ÄĚ, avaliou.

O presidente da Federa√ß√£o Paraibana dos Movimentos Comunit√°rios (Fepamoc), Ubiractan Santos, afirmou que os integrantes da luta por moradia tinham no dia de hoje um momento de muita alegria. ‚ÄúParabenizo ao prefeito por esta entrega por saber que este √© o fruto de muito trabalho e da compet√™ncia de sua equipe‚ÄĚ, destacou. Ainda estiveram presentes representantes do Conselho Nacional de Habita√ß√£o (Conah) e do Movimento Direto de Moradia, entre outros.

Mob√≠lia ‚Äď No ato do contrato, os contemplados com os apartamentos tamb√©m puderam optar pelo recebimento ou n√£o do cart√£o do programa Minha Casa Melhor, do Governo Federal. O cart√£o garante cr√©dito de R$ 5 mil para a compra de m√≥veis, eletrodom√©sticos e eletroeletr√īnicos, que permitem uma mudan√ßa completa na vida das pessoas.

Mesmo com a entrega dos cart√Ķes, a Prefeitura de Jo√£o Pessoa organizou o sorteio de um apartamento completamente mobiliado. A vencedora foi a funcion√°ria p√ļblica Isa Fabiana, de 31 anos, que vai se mudar para o apartamento 403 do bloco Q e j√° vai encontrar o espa√ßo com todos os m√≥veis e eletrodom√©sticos. O ato foi resultado de uma parceria entre a PMJP e o Armaz√©m Para√≠ba.

A√ß√£o social ‚Äď Durante a solenidade de entrega dos apartamentos, os novos moradores do residencial Jardim das Colinas puderam ter acesso a uma a√ß√£o social organizada por diversos setores da Prefeitura de Jo√£o Pessoa. No local, eles puderam contar com os servi√ßos do Balc√£o de Direitos, Bolsa Fam√≠lia, Programa Nacional de Ensino T√©cnico e Emprego (Pronatec), Centro de Refer√™ncia em Assist√™ncia Social (Cras) e Programa de Erradica√ß√£o do Trabalho Infantil (Peti), receber orienta√ß√Ķes de sa√ļde bucal, nutri√ß√£o e educa√ß√£o f√≠sica.

A Esta√ß√£o Digital M√≥vel levou acesso de internet gratuito e as crian√ßas ainda puderam participar de diversas atividades recreativas, como oficinas de pintura e apresenta√ß√Ķes teatrais. A popula√ß√£o ainda contou com servi√ßos de corte de cabelo e design de sobrancelha.

Presentes ‚Äď A solenidade de entrega dos 288 apartamentos no bairro Colinas do Sul ainda contou com as apresenta√ß√Ķes da banda 5 de Agosto e do Quarteto PMG. Participaram do evento o superintendente regional em exerc√≠cio da Caixa Econ√īmica Federal, (CEF) Celizo Bezzera; o senador Vital do R√™go, os deputados estaduais An√≠sio Maia e Jo√£o Gon√ßalves e os vereadores Dinho Dowsley, Eduardo Carneiro, Benilton Lucena, Bosquinho e Edson Cruz.

O residencial ‚Äď O Jardim das Colinas, localizado no bairro Colinas do Sul, possui 288 apartamentos, sendo 18 adaptados para o acolhimento de idosos ou pessoas com defici√™ncia, divididos em 18 blocos. Os im√≥veis possuem cerca de 60 m¬≤, incluindo as √°reas privativas e de uso comum, e contam com sala, dois quartos, banheiro, cozinha e √°rea de servi√ßo.

Os moradores ainda v√£o contar com um sal√£o de festas com banheiros e cozinha e uma quadra de futebol de areia. O empreendimento custou um total de R$ 20 milh√Ķes e foi financiado com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), do Governo Federal por meio do Minist√©rio das Cidades.

Com Secom/JP

Comentar

PTC nacional aposta na candidatura de Walter Brito para o Senado Federal

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A executiva Nacional do PTC est√° projetando a vit√≥ria de pelo menos dois senadores pelo partido nas elei√ß√Ķes estaduais deste ano, sendo um pelo estado do Amap√° e o outro pelo estado da Para√≠ba.

No territ√≥rio paraibano, o pr√©-candidato ao Senado Federal pela legenda, Walter Brito Filho recebeu a not√≠cia com empolga√ß√£o e confian√ßa. Ele destacou o crescimento de sua pr√©-candidatura, principalmente entre o p√ļblico evang√©lico e tamb√©m no Compartimento da Borborema e avisou que entrou na disputa para chegar √† vit√≥ria.

‚ÄúFui deputado estadual por quatro mandatos, sempre bem votado e agora, ap√≥s conversar com amigos, com a classe evang√©lica, fui convencido a enfrentar mais esse desafio. Dia ap√≥s dia estamos disseminando nossos projetos e propostas e recebendo o acolhimento da popula√ß√£o. Nossa pr√©-candidatura corre por fora, e pode ter certeza que ela est√° bem viva‚ÄĚ, avisou.

Filho de Campina Grande, o empres√°rio disse ainda que n√£o teme o enfrentamento com as candidaturas do PT, atrav√©s de Luc√©lio Cartaxo, do PSD atrav√©s do nome de R√īmulo Gouveia e tampouco do PTB, que deve lan√ßar Wilson Santiago para a disputa.

‚ÄúA verdadeira pesquisa √© o sentimento popular e por onde eu passo vejo esse sentimento em prol do nosso nome crescer. Estamos em pr√©-campanha, mas acredito que quando a campanha efetivamente come√ßar daremos uma arrancada que ir√° surpreender a todos e deixar os advers√°rios comendo poeira‚ÄĚ, falou.

Neste fim de semana Walter Brito mantem o p√© na estrada. Em uma pr√©-campanha a todo vapor o empres√°rio vai visitar cidades do Sert√£o e do Cariri do Estado e se reunir com l√≠deres evang√©licos. ‚ÄúTemos que ouvir a voz do povo, saber o que eles almejam e estarmos √† disposi√ß√£o para servir. Esse √© o meu lema‚ÄĚ, finalizou.

Com Assessoria

Comentar

Dirigentes e militantes discutem futuro do PPS durante Encontro Estadual em Cajazeiras

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Dirigentes e militantes do Partido Popular Socialista (PPS) se re√ļnem neste s√°bado (31), no I Encontro Estadual da legenda, que acontecer√° na C√Ęmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), de Cajazeiras, no Sert√£o da Para√≠ba, a partir das 9h, para discutir as estrat√©gias do partido para as elei√ß√Ķes de 2014.

De acordo com o secretário-geral do PPS, Carlos Clayton, a perspectiva do partido é de lançar 13 deputados estaduais. Ele também afirmou que a agremiação estuda a possibilidade de apresentar candidato a deputado federal.

Ele afirmou que o encontro discutir√° os rumos do partido e apresentar aos militantes o indicativo da dire√ß√£o estadual de apoio √† pr√©-candidatura do senador C√°ssio Cunha Lima (PSDB) ao governo do estado. ‚ÄúQuase todas as cidades que visitamos ou contactamos at√© o momento j√° referendaram o apoio a C√°ssio e vamos discutir essa tese com os filiados do Sert√£o‚ÄĚ.

O presidente estadual do PPS, Nonato Bandeira, disse que um dos objetivos do evento √© deixar os candidatos e dirigentes preparados para o processo eleitoral, pois o partido pretende chegar √†s elei√ß√Ķes unido no prop√≥sito de fortalecer o PPS dentro do processo de reestrutura√ß√£o partid√°ria.

Com Assessoria

Comentar

Ruy Carneiro ser√° o vice de C√°ssio e vaga para Senado depende de Aguinaldo Ribeiro

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O senador C√°ssio Cunha Lima j√° vinha dando dicas. A mais importante e clara foi repassar redutos eleitorais de Ruy Carneiro para candidatos do grupo que apoiam suas pretens√Ķes de chegar ao Governo do Estado. Antes, por√©m, o pr√≥prio Ruy j√° havia revelado que fora convocado pelo tucano para “outra miss√£o” e n√£o mais disputaria a reelei√ß√£o na C√Ęmara Federal. Faltava apenas anunciar o nome. Ali√°s, oficialmente ainda falta.

Mas, no Encontro do PSDB em Princesa Isabel, C√°ssio “ensaiou” esse an√ļncio. Disse que “tudo caminha para Ruy ser o nosso candidato a vice. √Č um companheiro leal, deputado competente e trabalhador, preocupado com os problemas da Para√≠ba, e al√©m disso, representa Jo√£o Pessoa”. S√≥ n√£o deu por encerrado o assunto. Mesmo porque, a vaga de vice tamb√©m interessa a lideran√ßas importantes dentro do esquema oposicionista, como o ex-prefeito de Jo√£o Pessoa, Luciano Agra (PEN), que ainda aguarda o desfecho das negocia√ß√Ķes.

Quem conhece C√°ssio, sabe que quando ele abandona o plural e passa a falar no singular, em rela√ß√£o a nomes, √© porque “o martelo foi batido”. Ou seja, a escolha j√° foi feita. E come√ßou a ser feita quando o senador aceitou indicar Ruy para presid√™ncia do PSDB, temendo perder o controle do partido para o colega C√≠cero Lucena.

Agora, s√≥ falta a vaga de senador. Esta, mais complicada porque envolve negocia√ß√Ķes diretas com outros partidos. A informa√ß√£o mais recente √© de que C√°ssio ainda insiste em ter o ex-ministro Aguinaldo Ribeiro (PP) como companheiro de chapa. O tucano estaria aguardando uma resposta final do pepista. Mais ansioso por esta resposta est√° o ex-senador Wilson Santiago (PTB), segunda op√ß√£o para ocupar o espa√ßo.

At√© o final de junho, o “martelo tamb√©m estar√° batido”.

Comentar

Luc√©lio Cartaxo e Nadja Palitot se inscrevem para disputar elei√ß√Ķes pelo PT

Imagem de Assessoria

Imagem de Assessoria

Nesta sexta-feira, 30, o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores recebeu a inscrição de Lucélio Cartaxo e Nadja Palitot, que no pleito de 2014 estarão disputando os cargos de senador e deputada federal, respectivamente.

Para o presidente estadual do PT, Charliton Machado, “a candidatura de Luc√©lio representa a constru√ß√£o de um projeto pol√≠tico de alian√ßa com o PMDB‚ÄĚ. ‚ÄúA candidatura para o senado significa que n√≥s vamos abra√ßar o mesmo projeto a partir de agora, PT e PMDB juntos, construindo a candidatura de Veneziano para governador e Luc√©lio senador. Sinalizamos que em torno dessas candidaturas que se constr√≥i um projeto de mudan√ßa para a Para√≠ba, um projeto alternativo, uma terceira via”, destacou.

Sobre a pr√©-candidatura de Nadja Palitot, o presidente estadual enfatizou que a petista teve um papel important√≠ssimo durante todo o processo, sendo pr√©-candidata ao governo: “Nadja teve um gesto magn√Ęnimo, retirando a sua candidatura para construir a candidatura majorit√°ria. Seu nome como candidata federal ter√° uma grande representa√ß√£o e impacto na pol√≠tica dos grandes debates”.

Com Assessoria

Comentar

Decis√£o do TSE desmascara boatos e atesta elegibilidade do senador C√°ssio Cunha Lima

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A mentira tem persas curtas, ensina a sabedoria popular. Os boatos também. Adversários do senador Cássio Cunha Lima espalharam, no início da noite de ontem, que o tucano era inelegível porque teve o mandato de governador cassado. Mas, a boataria durou pouco tempo. Pouco depois, o Tribunal Superior Eleitoral, involuntariamente, tratou de desmentir a falta informação ao responder a uma consulta feita pelo deputado Pedro Guerra (PSD/PR).

O parlamentar questionou o TSE sobre casos de inelegibilidade com base na lei da “Ficha Limpa”. A resposta foi un√Ęnime, seguindo voto da relatora do processo, ministra Luciana Christina Guimar√£es L√≥ssio: “… ent√£o eu consignei aqui na ementa da consulta o seguinte: que o prazo de inelegibilidade de oito anos, previsto na al√≠nea ‘D’ deve ter in√≠cio na data da elei√ß√£o do ano da condena√ß√£o por abuso de poder, expirando no dia de igual n√ļmero de in√≠cio do oitavo ano subsequente, como disciplina o Artigo 132, Par√°grafo 3¬ļ do C√≥digo Civil, seguindo a mesma regra estabelecida para a al√≠nea “J” do mesmo dispositivo legal, nos moldes do decidido no julgamento dos precedentes deste Tribunal Superior Eleitoral”.

Ou seja, considerando que a contagem do prazo come√ßa na data da elei√ß√£o em que ocorreu o ato gerador da condena√ß√£o (1¬ļ de outubro de 2006) e que a contagem dos oito anos n√£o √© anual, mas di√°ria, o tucano C√°ssio Cunha Lima, prov√°vel candidato ao governo da Para√≠ba pelo PSDB est√° eleg√≠vel na data da pr√≥xima elei√ß√£o (5 de outubro de 2014).

A decis√£o jogou um balde de √°gua fria nos oponentes de C√°ssio que contavam com sua impugna√ß√£o para manter viva a esperan√ßa de vit√≥ria nas elei√ß√Ķes deste ano. Agora, eles ter√£o que buscar votos para derrotar o tucano, miss√£o que a cada dia se torna mais dif√≠cil, tomando como base as pesquisas eleitorais divulgadas at√© o momento.

Veja abaixo, o teor da consulta feita pelo deputado:

“Considerando que o candidato “A” foi condenado em 2006 a uma inelegibilidade de tr√™s anos, em virtude da pr√°tica de abuso de poder pol√≠tico e econ√īmico, em decis√£o proferida por √≥rg√£o colegiado em sede de A√ß√£o de Investiga√ß√£o Judicial Eleitoral (AIJE), com base na reda√ß√£o anterior da Lei Complementar n¬ļ 64/90;

1. O recurso interposto em face do ac√≥rd√£o prolatado na AIJE que declarou a inelegibilidade do candidato “A” possui efeito suspensivo, tendo em vista que foi interposto com base na vig√™ncia da reda√ß√£o original do artigo 15 da LC n¬ļ 64/90?

2. No momento da aferi√ß√£o do registro de candidatura do candidato A, deve ser aplicado o prazo de oito anos de inelegibilidade, com base na nova reda√ß√£o do artigo 1¬ļ, I, “d”, da LC 64/90, ou deve prevalecer o prazo de tr√™s anos previsto no ac√≥rd√£o que ensejou a condena√ß√£o ?

3. Como se d√° a contagem do prazo de oito anos de inelegibilidade previsto na reda√ß√£o atual do artigo 1¬ļ, I, “d”, da lei Complementar n¬ļ 64/90?

4. Qual o termo inicial e final da contagem do prazo de inelegibilidade do candidato “A”?”.

Acompanharam o voto da relatora os ministros Gilmar Mendes, Henrique Neves da Silva, Rosa Weber, Laurita Vaz, Jo√£o Ot√°vio de Noronha, e Dias Toffoli (Presidente).

Comentar

PMJP recolhe carro oficial do vice-prefeito e vereador do PPS aplaude decis√£o

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A política de contenção de gastos anunciada pelo prefeito Luciano Cartaxo (PT) não poupou sequer o vice-prefeito, Nonato Bandeira. O veículo oficial utilizado pelo presidente do PPS foi recolhido, por determinação do Chefe do Executivo, bem como aqueles que estavam em poder dos secretários.

Segundo o l√≠der do prefeito, Marco Antonio Cartaxo (PPS), a medida √© gen√©rica e foi comunicada ao vice-prefeito. O vereador, inclusive, disse que Nonato Bandeira, como “parte da gest√£o”, n√£o poderia em momento algum discordar da pol√≠tica de conten√ß√£o de gastos implantada pela administra√ß√£o municipal. “A medida atingiu todos os integrantes da Prefeitura. √Č uma coisa normal”, garantiu.

Somente Luciano Cartaxo poder√° usar carro oficial. De acordo com o l√≠der, o prefeito precisa se deslocar constantemente para inaugura√ß√Ķes de obras e outras miss√Ķes administrativas, fato que justifica o uso do veiculo oficial.

Até aí, nada demais. Não fosse o vereador companheiro de partido de Nonato Bandeira.

Comentar

Vereador do DEM coloca candidaturas de C√°ssio e Ricardo como “pendentes” e adia decis√£o sobre apoio

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Os vereadores Lucas de Brito e Bosquinho resolveram “dar um tempo” no projeto de apoiar a pr√©-candidatura do senador C√°ssio Cunha Lima ao Governo do Estado. Alegam que n√£o h√°, ainda, 100% de seguran√ßa sobre a viabilidade jur√≠dica da candidatura do PSDB. Lucas de Brito admitiu, inclusive, que pode haver mudan√ßa de rumo, caso a Justi√ßa Eleitoral negue condi√ß√Ķes eleitorais √† C√°ssio.

“Vamos aguardar mais um pouco porque existe essa d√ļvida no campo jur√≠dico. E se, l√° na frente, C√°ssio decidir n√£o ser candidato ou n√£o puder ser candidato? Temos que agir com cautela”, justificou Lucas de Brito.

Segundo ele, n√£o somente os vereadores, mas os tr√™s deputados estaduais podem ainda seguir a decis√£o do DEM de apoiar a reelei√ß√£o de Ricardo Coutinho. “Mas tudo √© dentro do terreno das possibilidades porque ningu√©m sabe sequer se Ricardo ser√° candidato. E se suas contas forem reprovadas?”, questionou Lucas de Brito.

Ainda de acordo com o vereador, o prazo para decis√£o final √© junho, quando os partidos fizerem conven√ß√Ķes para homologa√ß√£o de candidatos e coliga√ß√Ķes.

Comentar