PMDB lança Vitalzinho a governador e coloca PT da Paraíba em “saia justa”

Foi realmente esquisita a adesão do PT ao projeto de reeleição do governador Ricardo Coutinho. Tão esquisita que chegou a ser confndida com oportunista. Talvez o PT não tenha percebido.

Mas, o PMDB sim. Tanto que tratou de lançar Vital do Rego Filho para subsutituir o irmão, Veneziano, como pré-candidato ao Governo do Estado.

A decisão muda novamente a conjuntura política na Paraiba. E força o PT a recuar na intenção de se aliar ao PSB do governador Ricaldo Cotinho. Caso contrário, o PMDB da Paraiba pode não apoiar a presidente Dilma.

Nesse vale tudo, o PMDB resolveu “pagar pra ver”. Agora, é esperar a próxima jogada do PT, restando poucos dias para as convenções homologatórias de candidaturas e coligações.

Comentar

Numa manobra ousada, Ricardo se alia ao PT e aguarda resposta do PMDB para fechar chapa

O governador Ricardo Coutinho continua surpreendendo os que teimam em desconhecer sua habilidade na arte de conquistar aliados.

Numa manobra prá lá de ousada, conquistou apoio do PT e ainda aguarda decisão do PMDB sobre proposta de ocupar a vaga de vice em sua chapa. Antes disso, Ricardo atraiu dezenas de prefeitos que em 2010 não estiveram no palanque socialista. A maioria deles é justamente do PMDB.

A ousadia do governador não se resume ao fato de ter atraído apoios, mas principalmente de ter conquistado adversários. Na política, assim como na matemática, cada novo apoio conquistado vale o dobro porque retira o mesmo dos adversários. Daí a importância de se buscar votos “fora de casa”.

Além disso, conta ainda em favor o fato de reduzir o peso da artilharia adversária. PT e PMDB eram, até ontem, os mais ferrenhos opositores do Governo do Estado. Os dois partidos adotaram tal postura logo após o resultado das eleições de 2010, muito antes portanto do rompimento entre Cássio e Ricardo.

Mas, nem tudo são flores no jardim dos girassóis. Não se sabe ainda como reagirão aliados prejudicados com as investidas do governador. O vice Rômulo Gouveia, por exemplo, que foi excluído da chapa majoritária e obrigado a arquivar o sonho de ser senador. O ex-senador Efraim Morais, que entregou o DEM a Ricardo na esperança de ocupar a vaga de vice. E tantos outros defensores de “primeira hora”.

A expectativa do governador e de seus adversários, entretanto, está centrada na avaliação popular. Ninguém sabe como vai reagir o eleitor a essa junção de forças até pouco tempo antagônicas.

Em 2010, a estratégia deu certo.

Comentar

Ministério Público perde mais uma e Justiça mantém São João da Capital na orla marítima

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) negou nesta sexta-feira (20) o recurso impetrado pelo Ministério Público Estadual, que tentava impedir a realização do São João Pra Valer no Busto de Tamandaré, entre as praias de Cabo Branco e Tambaú. A decisão foi proferida pelo desembargador plantonista Sílvio Ramalho e manteve o entendimento do juiz Manoel Abrantes, que havia negado, na última quinta-feira, a antecipação de tutela em ação civil pública movida pelo órgão.

O São João Pra Valer começa neste sábado com shows de Elba Ramalho e Pinto do Acordeon, que será o homenageado deste ano no evento. A festa se estende até a próxima terça-feira. Durante os quatro dias de shows, estão previstos também atrações como Luan Estilizado, Forró da Xeta, Forró Pegado e Os Gonzagas. A estimativa é a de que o público supere os 50 mil em algumas das apresentações.

A festa seria realizada inicialmente no Ponto de Cem Réis, no Centro, mas foi mudada para a orla depois que o Corpo de Bombeiros apresentou um laudo restringindo o público máximo no local a 10,8 mil pessoas. O Ministério Público, no entanto, discordou da decisão e recorreu à Justiça pedindo o cancelamento dos shows. O órgão alegava que um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) de 2005 proibia a realização da festa na orla. A Justiça, no entanto, entendeu que o termo se referia à não realização da festa apenas no Parque Solon de Lucena.

Palco

A Funjope concluiu nesta sexta-feira a montagem do palco de 270 metros quadrados, o maior até então utilizado em um evento da Prefeitura. Outra estrutura inédita será uma pista de dança de 900 metros quadrados sobre as areias, convidativa a um bom arrasta-pé. Quatro telões de alta definição – dois ao lado do palco e dois a 80 metros dele – permitirão uma boa visibilidade para quem estiver mais afastado, mesma função das duas torres de redução de delay sonoro dispostas nas areias.

Estrutura

Cem banheiros químicos, sendo dez adaptados, estarão disponíveis, bem como uma tenda da acessibilidade com vista para as apresentações.

Segurança

Cerca de 400 homens das polícias Civil e Militar, Guarda Civil Municipal, Corpo de Bombeiros e efetivo particular participarão do esquema de segurança integrada. A Secretaria de Segurança Pública disponibilizará 15 viaturas e 100 agentes por noite, divididos em patrulhas pela cavalaria, motocicletas (Rotam), policiamento ambiental, apoio ao turista (Ceatur) e rondas a pé.

Com Assessoria

Comentar

PSDB realiza último Encontro Regional neste sábado no Esporte Clube de Bayeux

O diretório estadual do PSDB realiza neste sábado (21), às 17h, no Clube Esporte de Bayeux, mais um encontro intrapartidário. Esta será a 14ª reunião que o partido realiza com os seus filiados para debater a participação do PSDB nas eleições, antes da convenção estadual, marcada para o dia 29.

“É muito importante estabelecer esse diálogo com os filiados, que têm voz dentro da construção desse projeto. O PSDB preza pela democracia e está presente em todas as regiões do Estado”, disse o presidente estadual do partido, deputado federal Ruy Carneiro.

Nos encontros anteriores, realizados em todas as microregiões do Estado, o partido decidiu pela pré-candidatura do senador Cássio Cunha Lima ao governo do Estado. Em todas as oportunidades, os filiados ao PSDB foram unânimes.

O Clube Esporte é localizado na Avenida Liberdade, no Centro de Bayeux. Após a reunião, os dirigentes partidários concederão entrevista coletiva à imprensa nas dependências da Câmara Municipal de Bayeux.

A Executiva do PSDB já se reuniu com filiados nas cidades de Patos, Guarabira, Mamanguape, Campina Grande, Conceição, Pombal, Itabaiana, Monteiro, Catolé do Rocha, Princesa Isabel, Boqueirão, Cuité e Santa Rita.

São João – O senador Cássio Cunha Lima visita várias cidades neste período de festejos juninos entre elas, Serra da Raiz, Salgado de São Félix, Bananeiras, Solânea, Santa Luzia e Patos.

Com Assessoria

Comentar

André Gadelha confirma apoio à candidatura do senador Cássio Cunha Lima

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O que já era esperado foi confirmado. O prefeito de Sousa, André Gadelha, que é filiado ao PMDB, oficializou, na noite dessa quinta-feira (19) o apoio à pré-candidatura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) ao Governo da Paraíba e vai mesmo ignorar a postulação do seu partido, que tem como pré-candidato o ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo.

Gadelha havia convidado o presidente do PSDB, Ruy Carneiro para participar da abertura dos festejos juninos na cidade e aumentado as pistas sobre que rumo iria seguir nas eleições deste ano, mas, na noite de ontem, ao lado do tucano e também do presidente estadual do PEN, deputado Ricardo Marcelo o prefeito abriu o jogo e anunciou com quem iria marchar no pleito deste ano.

Para o prefeito, os demais integrantes da família, que por sua vez são filiados ao PSC, também deverão seguir o mesmo caminho que ele e apoiar à pré-candidatura tucana. Conforme André, o anúncio do PSC pró-Cássio pode acontecer a qualquer momento.

A expectativa é que todas as coligações e formações de chapas sejam definidas apenas na véspera, ou até mesmo na madrugada das convenções, fazendo assim jus ao ditado de que a política é a arte dos possíveis.

Com PBagora

Comentar

Walter Brito visita Campina Grande e outras cidades da região da Borborema

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O ex-deputado estadual Walter Brito visita, até a próxima semana, Campina Grande e outras cidades do chamado Compartimento da Borborema, onde participa dos festejos juninos e mantém contatos políticos para consolidar sua candidatura ao Senado Federal. Durante esse período, Brito também dará atenção especial à comunidade evangélica, da qual faz parte, de onde espera conseguir apoio decisivo para vencer a eleição e exercer o mandato de senador da República.

Walter Brito pretende, inclusive, visitar todas as comunidades evangélicas da Paraíba durante a campanha eleitoral. A intenção, segundo ele, é tornar-se representante dos evangélicos no Congresso Nacional. “Quando era deputado estadual, fazia questão de encaminhar os pleitos dos evangélicos na Assembleia Legislativa. Agora, quero fazer o mesmo no Congresso Nacional”, explicou.

Comentar

Couto defende decisão do PT, condena “imposição” do PMDB e joga mais lenha na fogueira da aliança proporcional

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O PT parece disposto a “peitar” o PMDB, pelo menos nesse caso da aliança proporcional. Não porque deseje transformar um aliado histórico em adversário, mas por questão de sobrevivência política. A cúpula petista e os três deputados – Anísio Maia, Frei Anastácio e Luiz Couto – temem prejuízos eleitorais na composição com o PMDB e querem se aliar apenas ao PSC. Durante todo o dia, essa foi a “ladainha” dos petistas para justificar a recusa aos peemedebistas.

No final da tarde, Luiz Couto também se pronunciou sobre o assunto tentando “apagar fogo com gasolina”. Além de defender a decisão do diretório estadual, o deputado disse que o PT não deveria ceder à “imposições” de quem quer que seja, num recado claro ao PMDB. Couto é dissidente assumido e já deixou claro que vai pedir voto apenas para Lucélio Cartaxo (senador), deixando à deriva o barco do candidato a governador, Veneziano Vital do Rego.

Não por acaso, o parlamentar concluiu seu pronunciamento de hoje ressaltando que “o PT continua firme no propósito de reeleger a presidente Dilma Roussef, aumentar sua bancada no Congresso nacional, elegendo deputados federais e o primeiro senador do partido na Paraíba, e na Assembleia Legislativa, elevando o número de deputados estaduais”. Não citou, em momento algum, a eleição de Veneziano.

Talvez porque o Cabeludo seja de outro partido. Não está, portanto, entre as prioridades do PT.

Comentar

Professor da UFPB será primeiro suplente de senador do candidato Walter Brito

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A vice-prefeita do Conde, Sandra Ribeiro, não será mais candidata a suplente de senador de Walter Brito, pré-candidato do PTC. Ele não pode disputar a vaga por causa da idade. Sandra tem menos de 35 anos, idade mínima exigida pela legislação eleitoral. Walter Brito escolheu como substituto da vice-prefeita o professor universitário Valmir Rufino.

“Dentro de nossa estratégia de contemplar vários segmentos da sociedade paraibana em nosso mandato, decidimos pela escolha do professor Valmir Rufino”, justificou Brito.

A estratégia permitiu também ao pré-candidato fechar parceria com o cantor evangélico Marco Antonio, artista bastante conhecido nesse segmento. Aliás, Walter Brito tem dado atenção especial à comunidade evangélica, da qual faz parte. Ele disse que pretende visitar todas as igrejas evangélicas da Paraíba durante a campanha eleitoral.

Comentar

Decisão do PT de rejeitar aliança na proporcional pode levar PMDB para o palanque de Cássio

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Mesmo com os constantes desmentidos do presidente estadual, ex-governador José Maranhão, e do próprio Veneziano Vital do Rego, a possibilidade de o PMDB se aliar ao senador Cássio Cunha Lima, pré-candidato a governador pelo PSDB, torna-se a cada dia mais real. E não por conta de boatos, como tratam essas lideranças peemedebistas as informações sobre a suposta desistência de candidatura, mas sim com base em declarações dos próprios filiados.

Que o digam os deputados Manoel Júnior e Trócolli Júnior que, além do sobrenome, têm demonstrado sintonia também no discurso. Manoel foi rápido “no gatilho”, ao tomar conhecimento da resistência do PT em aceitar a coligação com o PMDB na chapa proporcional. “Se o PT não aceitar, defendo que o PMDB firme aliança com o PSDB”, sustentou.

Estacionada num incômodo terceiro lugar em todas as pesquisas até aqui realizadas, a candidatura de Veneziano vem afugentando apoios e provocando desconfiança dos próprios correligionários. Ninguém dentro do PMDB ou em partidos aliados entende por que o Cabeludo não ultrapassa os 10% da preferência do eleitorado. E como a resistência ao PSB do governador Ricardo Coutinho é bem maior, não seria exagero dizer que o PMDB caminha célere na direção do palanque de Cássio Cunha Lima.

Parece ser apenas questão de tempo.

Comentar

PSDB confirma candidatura de Aécio Neves a Presidência da República

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A legenda afirma que mais de cinco mil pessoas de todo o país participam do evento, que teve a presença de tucanos como o senador Aloysio Nunes (SP), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ex-governador José Serra e os governadores Geraldo Alckmin (SP), Marconi Perillo (GO), Teotonio Vilela (AL) e Beto Richa (PR). A candidatura também recebeu apoio de líderes do DEM e do Solidariedade.

Aécio foi chamado para discursar no palanque ao som do hino nacional. No início de sua fala de 30 minutos, ele lembrou do avô, Tancredo Neves, eleito presidente da República pelo colégio de líderes em 1984, mas que morreu antes de assumir.

Aécio também elogiou ações do PSDB durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
“Transformamos a realidade brasileira de forma permanente com o Plano Real. O Real recuperou a confiança do Brasil em si próprio […] Criamos os primeiros programas de transferência de renda e benefícios sociais, aquilo que se tornou depois o Bolsa Família”, afirmou o agora candidato.

Ao criticar o governo do PT, Aécio argumentou que petistas tinham se colocado contra o Plano Real e contra a Lei de Responsabilidade Fiscal na época em que esses dois projetos foram aprovados.
,,,,,.
“Nossos adversários mantiveram a coerência. Quem foi contra o Plano Real é quem hoje não controla a inflação. Quem foi contra a Lei de Responsabilidade Fiscal é quem hoje assina essa contabildade maldita”, criticou Aécio.
“Nós estamos aqui para dizer um basta definitivo àqueles que se apropriaram do estado nacional e iniciarmos no Brasil um novo e generoso ciclo onde haja educação de qualidade, saúde digna e segurança na porta das famílias brasileiras”, disse.
“Eu percebo que há, não apenas mais uma brisa, mas uma ventania por mudanças, um tsunami que vai varrer do governo federal aqueles que lá não têm se mostrado dignos e capazes de atender às demandas da população brasileira”, afirmou.
FHC critica governo
O ex-presidente Fernando Henrique, em seu discurso na convenção, também fez críticas ao governo Dilma Rousseff e disse que “as vozes das ruas querem mudança”.
“Elas [as vozes das ruas] cansaram de impunidade, de enganação, de mentira, de distanciamento do governo com o povo. O governo atual ficou distante , acusando quem não devia. Não dá mais, ninguém aguenta mais isso”, afirmou o ex-presidente.
“Posso dizer, do alto dos meus 83 anos, que o Brasil precisa de um líder jovem”, concluiu FHC.

Serra participa de ato

O ex-governador José Serra, que foi o candidato do PSDB na última eleição presidencial, também fez discurso para apoiar o colega de partido. “Esse espírito de mudança, Aécio, que agora converge para a sua candidatura, é o desdobramento de uma longa jornada no Brasil”.

Antes de Aécio ser escolhido pré-candidato, no início do ano, o nome de Serra era um dos cotados para concorrer pelo PSDB ao Palácio do Planalto. Ao final da convenção, Serra afirmou, como já vem fazendo nas últimas semanas, que não será vice na chapa de Aécio e que deve se candidatar para uma vaga no Senado ou na Câmara Federal.

Aliados

Entre os representantes de partidos aliados, foram à convenção o deputado federal Paulo Pereira da Silva (SDD-SP) e o senador José Agripino Maia (DEM-RN), um dos cotados para ser vice. Outros nomes já mencionados para o cargo estão FHC, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) e a ministra aposentada do Supremo Tribunal Federal (STF) Ellen Gracie.
O deputado e líder sindicalista, Paulo Pereira da Silva, discursou na convenção reafirmou o apoio do Solidariedade à candidatura tucana e fez críticas ao governo Dilma.

“Nosso partido já declarou que apóia a candidatura [de Aécio]. Quero dizer que nós vamos enfrenta um governo que destrói a inflação nacional, que não cumpriu nenhuma das causas trabalhistas”, afirmou.

G1 KSão Paulo

Comentar