Ex-deputado Fabiano Lucena recebe convite para se filiar ao Partido da Solidariedade

\Imagem da Internet

Imagem da Internet

O ex-vereador e ex-deputado estadual, Fabiano Lucena (sem partido), poderá ser o próximo reforço do Solidariedade em João Pessoa.

A revelação foi feita, com exclusividade ao Portal MaisPB, pelo vereador e atual secretário da Sedurb, João Almeida (SD), na noite deste sábado (29).

João Almeida disse que o partido está se fortalecendo para a disputa das próximas eleições na Capital e já recebeu a filiação de vários suplentes.

Segundo ele, a legenda possui a maior bancada na Câmara de João Pessoa e terá participação decisiva no pleito de 2016. “Estamos nos fortalecendo, inclusive o presidente municipal Felipe Leitão convidou o ex-deputado Fabiano Lucena, que sinaliza que pode vir para os quadros do nosso partido, que só tende a crescer”, contou.

Alexandre Freire
Com MaisPB

ex-vereador e ex-deputado estadual, Fabiano Lucena (sem partido), poderá ser o próximo reforço do Solidariedade em João Pessoa.

A revelação foi feita, com exclusividade ao Portal MaisPB, pelo vereador e atual secretário da Sedurb, João Almeida (SD), na noite deste sábado (29).

João Almeida disse que o partido está se fortalecendo para a disputa das próximas eleições na Capital e já recebeu a filiação de vários suplentes.

Segundo ele, a legenda possui a maior bancada na Câmara de João Pessoa e terá participação decisiva no pleito de 2016. “Estamos nos fortalecendo, inclusive o presidente municipal Felipe Leitão convidou o ex-deputado Fabiano Lucena, que sinaliza que pode vir para os quadros do nosso partido, que só tende a crescer”, contou.

Alexandre Freire
Com MaisPB

Comentar

Tião Gomes reforça suspeita sobre colegas e diz que “trairagem” é natural na eleição da Mesa Diretora

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Ao ser questionado no comitê de imprensa da Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB) sobre a declaração do deputado Anísio Maia (PT) em relação ao risco de “trairagem” na eleição da Mesa Diretora da Casa, o deputado estadual, presidente do Partido Social Liberal, Tião Gomes, disse que isso é natural.

“Estou nessa Casa há 24 anos e isso não é novidade. Aqui isso sempre aconteceu. Todos são maiores de idade, quem assinar a lista e chegar num certo momento e não quiser mais apoiar, é só retirar o nome”, relatou Tião Gomes.

Tião, que é cotado para ser o primeiro vice presidente na chapa que terá Adriano Galdino como primeiro comandante dos destinos da Casa Epitácio Pessoa, afirmou que o mais importante é fazer um trabalho sério, com pé no chão, determinado, com diálogo.

“O que nós queremos mesmo é construir um projeto positivo com Gervásio Maia e Adriano Galdino principalmente para esses próximos quatro anos da gestão do governador Ricardo Coutinho, que caminhe lado a lado com a Assembléia”, enfatizou o deputado do PSL.

Ele acrescentou que não aceita mais que a Casa passe dois anos para aprovar um projeto, como o da Cagepa e tantos outros que chegaram e não tiveram a devida atenção. Segundo ele, essas ações trazem muitos prejuízos à Paraíba.

“Quem não se lembra da prestação de contas do governo, que está engavetada, porque o governo só tinha seis deputados da base. Tudo isso faz com que a gente pense num futuro melhor para a Casa. Ricardo Marcelo foi importante, fez o trabalho dele, mas queremos conhecer novas administrações. Somos em 36 e todos podem administrar a Assembléia”, disse Tião Gomes.

Os boatos de possível traição no processo de adesões para as chapas que vão concorrer à Mesa Diretora surgiram depois que o deputado estadual Jutay Menezes (PRB) afirmou ter assinado a lista em solidariedade ao colega Adriano Galdino, porém não significava que ele não pudesse mudar de posicionamento até o dia da escolha.

Com informações de Henrique Lima

PB Agora

Comentar

Ricardo diz que preocupação com governo o impede de pensar em nomes para futura equipe

Ricardo Coutinho disse que não vai interferir (Imagem da Internet)

Ricardo Coutinho disse que não vai interferir (Imagem da Internet)

A preocupação com as ações do governo estão tomando todo o tempo do governador Ricardo Coutinho (PSB), prejudicando a definição de nomes para a futura equipe de auxiliares. Em entrevista nesta sexta-feira, Ricardo revelou que tem enfrentando uma agenda cheia de compromissos administrativos que o impedem de parar para pensar na reforma administrativa que pretende concluir ainda nesse primeiro mandato.

“Estou tendo o cuidado de me preparar para 2015 com (busca de) financiamentos. Essa tem sido a preocupação de todos os governos”, explicou Coutinho.

Além dessa busca incessante por recursos externos (financiamentos), o governador também tem usado parte do tempo para fiscalizar o ritmo de obras, algumas em andamento e outras em fase de inauguração. “Ontem mesmo inaugurei quatro estradas”, citou.

Comentar

Elson Carvalho retira candidatura e denuncia irregularidades em eleição na Defensoria Pública

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O defensor público Elson Carvalho anunciou, há pouco, que não é mais candidato ao cargo de Defensor Público Geral do Estado da Paraíba. Por meio de nota nas redes sociais, Elson Carvalho desistiu do pleito, programado para acontecer neste sábado (29), em João Pessoa, por considerar que a convocação das eleições se deu de forma açodada, equivocada, arbitrária e ilegal. O defensor destacou ainda que o processo descumpre resoluções aprovadas no Conselho Superior.

Confira a Nota:

Colegas Defensores,

Como candidato regularmente inscrito ao cargo de Defensor Público Geral do Estado, comunico que não exercerei o meu dever e direito de voto nas eleições para a escolha do Defensor Geral, marcadas ontem, dia 26/11, para o dia de amanhã, sábado (????).

Com todo o respeito aos que pensam diferente, não estamos a realizar uma eleição de classe, mas sim de dirigente de uma instituição. Assim, não vejo como razoável a realização de eleições em um dia em que deveríamos todos estar com nossas famílias, no descanso remunerado. É que, ao meu sentir, a convocação das eleições se deu de forma açodada, equivocada, arbitrária e ilegal. Atropelaram prazos e descumpriram resoluções aprovadas no Conselho Superior. Entendo que o processo eleitoral se encontra viciado, o que não condiz com uma categoria de operadores do direito. Não vejo como compactuar com tais procedimentos e, não seria coerente de minha parte, participar de um processo, que entendo nulo de pleno direito.

Ademais o momento agora é de lutar pela fixação dos nossos subsídios, bem como pela estruturação de nossa Defensoria, o que venho incansavelmente fazendo. E nessa luta, tenho encontrado na Associação Paraibana dos Defensores Públicos, sobretudo na pessoa de sua Presidenta, Madalena Abrantes, uma aliada intransigente na defesa da causa defensorial, o que julgo, no momento, muito mais importante.

Sou Defensor Público com muito orgulho, e tenho um histórico de lutas pela nossa Instituição, o que pode ser comprovado através de minha participação na ANADEP, CONDEGE e CNCG. E faço a minha parte, como venho fazendo recentemente no patrocínio da defesa, escrita e oral, de nossas verbas indenizatórias junto ao TCE, uma vez que me sinto responsável por tê-las criado no ano de 2010.

Estive à frente da Defensoria Geral em dois curtos momentos. Apesar de, à época, não termos a nossa autonomia total, consegui conquistar alguns avanços, podendo destacar entre eles, a unificação das carreiras de Defensor Público e Advogado de Ofício; a edição da Lei Complementar nº 39/2002, criando a carreira nos moldes da então LC Federal 80/94; bem como a criação das verbas indenizatórias. Agora, com a edição da Emenda Constitucional nº 80/2014, que nos deu autonomia plena e nos colocou no mesmo patamar que a Magistratura, estamos a lutar pela fixação dos nossos subsídios.

Continuarei, como sempre fiz, defendendo os interesses de nossa categoria, seja no Conselho, na ANADEP ou em qualquer outro fórum, independentemente de cargos. Estive à frente da Corregedoria Geral nos últimos dois anos, e procurei nesse espaço de tempo, além de defender as prerrogativas dos Defensores, muito mais corrigir equívocos do que punir. Tenho a consciência tranquila de que fiz a minha parte, com o zelo e a responsabilidade que o cargo me impôs.

A nossa Defensoria Pública, precisa, acima de tudo, de altivez, união e respeito.

Continuarei vigilante.

Elson Carvalho

Com Clickpb.com.br

Comentar

Luciano Cartaxo anuncia duas mulheres para o secretariado e faz remanejamento

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, anunciou nesta sexta-feira (28) três mudanças na sua equipe de auxiliares. A mini-reforma envolve as secretarias de Planejamento, Meio Ambiente e Políticas Públicas para as Mulheres. As mudanças, de acordo com o gestor, obedeceram a critérios meramente técnicos.

A mudança no Planejamento foi definida na manhã desta sexta-feira, após reunião de Luciano Cartaxo com o secretário Rômulo Polari, que a partir de agora, deixa de responder pelo cargo. A pasta será assumida por Zeneddy Bezerra, que ocupava o cargo de chefe de Gabinete da Prefeitura de João Pessoa.

Para a Secretaria de Meio Ambiente, o prefeito anunciou o nome de Daniella de Almeida Bandeira, que ocupava o cargo de Superintendente do Patrimônio da União (SPU) na Paraíba. Ela substitui Edilton Nóbrega na pasta.

Já a Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres será comandada por Giucélia Figueiredo, que ocupou vários cargos na administração pública federal. Ela substitui Socorro Borges no comando da pasta.

Luciano Cartaxo aproveitou a oportunidade para agradecer o empenho de todos os secretários que deixaram a gestão. O gestor lembrou, no entanto, que outras mudanças poderão ser anunciadas, desde que entenda necessário para o melhor funcionamento da gestão municipal.

Com Assessoria

Comentar

TRE realiza audiência de instrução nesta sexta-feira da primeira ação contra reeleição de Ricardo Coutinho

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A primeira audiência de instrução da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) protocolada pela coligação ‘A Vontade do Povo’ contra o governador Ricardo Coutinho (PSB) será realizada na manhã desta sexta-feira (28), na sala da Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

A Aije movida pela coligação encabeçada pelo PSDB aponta suposta prática de abuso de poder econômico, conduta vedada e desvio de finalidade na exoneração de servidores comissionados na campanha eleitoral deste ano.

Marcada inicialmente para o dia 31 de outubro, a audiência havia sido transferida para o dia 14 a pedido do advogado do governador Ricardo Coutinho. Por conta de um novo pedido de adiamento, a ação será julgada nesta sexta-feira (28).

O advogado Harrison Targino, coordenador jurídico da coligação ‘A Vontade do Povo’, disse que a ação foi ajuizada a partir de denúncias de que teria havido nomeações e demissões de servidores comissionados para beneficiar a candidatura socialista.

Harrison revelou ter solicitado a requisição da folha de pagamento de todos os servidores estaduais, incluindo os codificados, dos últimos seis meses. Ele também disse que pediu a Justiça para apurasse a informação de que as Secretarias de Saúde e Educação realizaram pagamento de servidores de forma separada da feita pela Secretaria de Administração.

Já o advogado Fábio Brito, responsável pela defesa do governador paraibano, disse que em nenhum momento houve qualquer a realização de manobra por parte do governo do Estado para tentar desequilibrar o pleito de outubro.

Com MaisPB

Comentar

Cartaxo aguarda resultado de negociações com PSB e sonha com apoio de Ricardo em 2016

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A “troca” de espaços entre o governador Ricardo Coutinho e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, pode gerar condições para manutenção da aliança entre PSB e PT para as eleições municipais de 2016, principalmente em João Pessoa e Campina Grande, os dois principais colégios eleitorais. Cartaxo, pelo menos, trabalha firme para ter o apoio do governador ao seu projeto de reeleição. Tanto que admite publicamente acatar sugestões de nomes pelo socialista para sua equipe, dentro da reforma administrativa em curso.

O prefeito espera que, da mesma forma, Ricardo Coutinho aceite as propostas e sugestões apresentadas pelo partido dos Trabalhadores. “É um processo natural. Se dialogarmos, tenho certeza que chegaremos ao consenso”, prevê Cartaxo.

O PT delegou aos deputados estaduais Anísio Maia e Frei Anastácio, além do diretório estadual, poderes para negociação com o governador. Cartaxo aguarda o resultado das conversas para iniciar o processo de acomodações de um lado e do outro. “O diálogo inicial com o governador tem esse elo que está sendo feito com a bancada e o diretório. Isso vem ocorrendo passo a passo, sem cobranças ou exigências. Tudo para se chegar ao consenso”, revelou o prefeito.

Comentar

Cassio entra no processo da Mesa da Assembleia e articula apoios para Ricardo Marcelo

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Adotando a estratégia de fugir dos holofotes da política paraibana após o resultado negativo das últimas eleições para governador, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) entrou em campo ontem (26) em prol de aglutinar sua base em prol do seu compromisso de campanha de apoiar a reeleição do deputado Ricardo Marcelo (PEN) a presidência da Assembleia Legislativa. Ricardo Marcelo faz parte do bloco oposicionista ao governador reeleito Ricardo Coutinho (PSB), na Casa de Epitácio Pessoa.

Neste âmbito, Cássio se reuniu com seu primo o deputado estadual eleito Bruno Cunha Lima (PSDB) que estava em cima do muro, para que o mesmo apoie a reeleição de Ricardo Marcelo. Os cassitas (deputado Manoel Ludgério (PSD) e os eleitos Tovar Correia (PSDB) e Bruno Cunha Lima (PSDB)), bem provavelmente orientados pelo seu líder maior optaram por uma estratégia de tirar o foco das eleições, repelindo o que chamam de “discussão antecipada” e incitando o debate dos problemas da pauta da Paraíba. Eleição para eles somente em janeiro.

Já o também defensor da reeleição de Ricardo Marcelo, o deputado estadual Trocoli Júnior (PMDB) previu um páreo duro na eleição da Mesa da Assembleia, mas crê em favoritismo de Ricardo Marcelo. Ricardo Marcelo deverá enfrentar o deputado Adriano Galdino (PSB), que garante já ter 21 votos a seu favor.

PBAgora

Comentar

RUMO AO TCU: Vital do Rego Filho será sabatinado na próxima terça-feira pela CCJ do Senado

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O senador Vital do Rêgo Filho, indicado pelo PMDB para ocupar uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU), será sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado na próxima terça-feira (2).

Em entrevista ao programa 27 segundos da RCTV, o parlamentar paraibano disse que ficou surpreso com a articulação que levou à indicação do seu nome para a vaga de ministro.

Ele também considerou natural que seu irmão, o deputado federal eleito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), seja seu sucessor político. “Sou apenas mais uma peça na engrenagem política paraibana”.

Com Clickpb

Comentar

Renato Martins pode ir para a Emlur, abrindo vaga para Sandra Marrocos e deixando Rogério Trócolli na primeira suplência

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Uma operação especial, dentro da reforma administrativa do prefeito Luciano Cartaxo (PT), pode beneficiar ois suplentes de uma só vez. Cartaxo tenciona chamar o vereador Renato Martins (PSB) para a Superintendência da Emlur, abrindo vaga para a ex-vereador Sandra Marrocos (PSB), primeira suplente da coligação que elegeu o socialista. A operação também beneficiaria Rogério Trócolli (PEN), atual segundo suplente para passaria à condição de primeiro suplente, um degrau a menos que a titularidade do mandato.

Em entrevista no Sistema Arapuan, Cartaxo disse que ainda não há definição, mas durante a semana tratará do assunto. “Temos algumas conversas costuradas, mas não temos ainda a reforma ou mudanças que queremos fazer ainda de maneira definitiva”, explicou.

Pelo jeito, até a próxima semana muita coisa já estará sacramentada.

Comentar