Ricardo responde a Cssio: “No sou daquele que faz poltica barata, pequena e mesquinha”

Imagem da Internet

Imagem da Internet

As duas principais lideranas polticas da Paraba continuam polarizando os debates pblicos, agora reforados com a polmica sobre a criao do Tribunal de Contas dos Municpios. Depois que Cssio criticou a possvel iniciativa do Governo do Estado, citando o “caos na Segurana Pblica e na situao hdrica” como temas mais importantes para abordagem, o governador respondeu aos ataques durante solenidade de entrega da chamada Estrada da Batatinha, no Municpio de Pocinhos.

“No sou daquele que faz poltica barata, pequenaemesquinha. A mesquinharia no pode prevalecer sobre a grande poltica. Gente que uma semana some e na outra reaparece conversando as mesmas besteiras. Dizer que o povo j se encheu deles. Eu tenho os meus parceiros e o meu lado, que o mesmo de Adriano Galdino, mas a obra para o povo”, afirmou Coutinho, ao lado do presidente da Assembleia Legislativa.

Ricardo disse ainda que vem respondendo s “mentiras” dos adversrios com obras, a exemplo das que entregou nesta segunda-feira. “Aqueles que passaram o ano passado todinho e os quatro meses do perodo eleitoral mentindo, eu respondo com a verdade. E a verdade a entrega da estrada da batatinha, sustentou.

Em momento algum, o governador citou o nome de Cssio.

Nem precisou.

 

 

Comentar


Rmulo Gouveia afirma que PSD no vai criar obstculos para aliana PSDB/PP em Campina

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O deputado Rmulo Gouveia, presidente estadual do PSD, revelou nesta segunda-feira (30) que a legenda no vai criar obstculos para que o PSDB escolha um novo candidato a vice-prefeito na chapa capitaneada pelo prefeito Romero Rodrigues, apesar da legenda buscar maiores espaos na disputa pela Prefeitura de Campina nas eleies do ano que vem.

“PSD d total autonomia ao prefeito Romero pra ele conduzir, acho que ele quem tem que conduzir esse processo”, destacou.

Rmulo concorda que o nome do atual vice-prefeito, Ronaldo Cunha Lima Filho, agrega valores, e destacou o prprio desprendimento do Ronaldo Cunha Lima Filho em funo do Projeto. “Eu defendi a tese que o prprio senador Cssio e outros concordaram de buscar no campo da oposio um nome”, revelou.

O lder do PSD defende composio entre o PSDB/PP no projeto de reeleio do prefeito Romero Rodrigues. Ele considera a possibilidade de aliana com o Grupo Ribeiro ‘extraordinrio’.

“ muito importante o que foi colocado nesse final de semana da possibilidade de uma aliana com o PP, da prpria deputada Daniella Ribeiro de apoio a candidatura de Romero Rodrigues”, destacou o presidente da executiva do PSD”, declarou.

 

Com Assessoria

Comentar


Pedro Cunha Lima tira licena sem remunerao e abre vaga para Marcondes Gadelha na Cmara dos Deputados

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O deputado federal, Pedro Cunha Lima (PSDB), vai se licenciar do mandato parlamentar nesta tera-feira (1) para concluir o mestrado em Direito Constitucional pela Universidade de Coimbra, em Portugal. Durante seu afastamento por um perodo de quatro meses, o ex-deputado Marcondes Gadelha (PSC) assume a vaga. A licena ser sem remunerao, ou seja, sem nenhum nus para a Cmara dos Deputados.

O deputado Pedro Cunha Lima estava apenas aguardando a definio da sua orientadora, a professora doutora Suzana Tavares. “Vou tirar essa licena sem vencimento para que eu conclua o curso e me qualifique melhor. Essa qualificao vai trazer benefcios tambm para nossa atuao na Cmara”, destacou.

Pedro disse que se afasta para mestrado de forma tranquila na certeza de que o deputado Marcondes Gadelha conduzir o mandato de forma brilhante, trabalhando pelos paraibanos e pelos interesses da nossa Paraba. “O deputado Marcondes Gadelha com todo o seu talento e experincia ir representar altura a Paraba. Sua capacidade inquestionvel”, afirmou.

“J tive com Marcondes para passar o que vem sendo trabalhado para que ele possa dar sequncia, sobretudo, na temtica seca, j que ele foi o primeiro parlamentar a levar essa bandeira Braslia”, destacou.

Pedro deu incio ao mestrado em 2013 em Cincias Jurdico-Polticas com meno em Direito Constitucional. Seu objetivo se qualificar e atender as exigncias do povo paraibano que a cada dia esto mais altas. “E, no meu retorno, estarei com uma formao mais capacitada e com a aptido de atender as exigncias que a populao tem para com todo poltico”, disse.

 

Com Assessoria

Comentar


Cssio d “sinal verde”, PSDB “rifa” Ronaldinho e PP pode indicar Enivaldo Ribeiro vice de Romero Rodrigues

Imagem da Internet

Imagem da Internet

As famlias Cunha Lima e Ribeiro esto bem perto de um acordo que pode mudar o quadro poltico em Campina Grande, segundo maior colgio eleitoral do Estado. O senador Cssio Cunha Lima j deu o “sinal verde” e o PSDB deve “rifar” a candidatura de Ronaldinho vice para reforar a chapa encabeada por Romero Rodrigues com alianas.

A vaga j tem um pretendente forte: o ex-deputado federal Enivaldo Ribeiro, presidente do PP e pai dos deputados Daniela Ribeiro e Aguinaldo Ribeiro. As negociaes esto avanadas. Romero, inclusive, vem fazendo rasgados elogios a Enivaldo, adversrio histrico de sua famlia na Rainha da Borborema.

A deputada Daniella Ribeiro alimenta pretenses de disputar novamente a sucesso campinense. Rejeitou, inclusive, a possibilidade de ser vice do atual prefeito, numa primeira tentativa de acordo. Mas, no se furtaria em adiar seu projeto poltico para homenagear o pai.

Enivaldo, alis, ser homenageado nesta segunda-feira com a entrega da Medalha Epitcio Pessoa, mais alta honraria da Assembleia Legislativa da Paraba. Ironicamente, o autor da homenagem, pelos servios prestados ao Estado, o presidente Adriano Galdino, aliado do governador Ricardo Coutinho (PSB), de quem o PP adversrio.

Mais irnico ainda, que deputados ligados famlia Cunha Lima estariam preparando uma espcie de “recepo”, durante a sesso especial, para dar as “boas vindas” ao possvel aliado. Enivaldo e o PP, at agora, se restringiram aos agradecimentos. Pelo menos publicamente.

No se sabe qual ser a reao aps as homenagens de hoje.

Comentar


Luau Tabatinga sucesso de pblico e organizadores j pensam em transform-lo em evento anual

Luau Tabatinga

O evento Luau Tabatinga, experincia compartilhada pela Prefeitura do Conde, Associao Turstica Cidade do Conde, Sebrae e PBtur, nesta sexta e sbado (27 e 28), superou todas as expectativas de pblico, consolidando-se para realizao de sua segunda edio em 2016. Mesmo assim, em alguns aspectos precisa ser aprimorado.

Os comerciantes exageraram nos preos dos produtos, principalmente de comidas e bebidas, considerados o “carro-chefe” do evento. Uma poro de rubaco, comida tpica sertaneja, foi vendida por R$ 15,00, enquanto que a famosa caipirinha e a caipirosca eram oferecidas a R$ 7,00. A cerveja em lata custou nada menos que R$ 5,00.

Em tempos de crise, os preos “salgados” provocaram reclamaes de turistas e moradores locais que lotaram a rea lateral do Hotel Nord Luxor, na beira-mar da praia de Tabatinga. Alm da culinria e das bebidas, expostas em vrias barracas espalhadas pelo local, artistas musicais se revezaram em apresentaes nas duas noites. A lua cheia, indispensvel em eventos desse tipo, deu o ar da graa e completou o ambiente paradisaco.

Otto

Comerciantes e donos de hotis ficaram entusiasmados com a presena do pblico, prova maior do sucesso do evento. Segundo Otto Marcelo, proprietrio da Pousada Aruan, principal referncia hoteleira da praia de Carapibs, “o Luau Tabatinga tem tudo para se tornar mais um atrativo para o turista que visita o Litoral Sul”.

Otto fez questo de prestigiar a festa para estimular sua propagao, a exemplo do que faz durante o perodo de final de ano, com o rveillon promovido em sua pousada, e no perodo carnavalesco, quando apoia e participa de um bloco exclusivo junto com hspedes e convidados. “Temos que valorizar os eventos para prestigiar os comerciantes e atrair mais turistas. Dessa forma conseguiremos fomentar o turismo e movimentar a economia local”, avaliou Marcelo.

No ms de maio, donos de restaurantes j promovem um Festival Gastronmico entre as praias de Jacuman e Tambaba. A Secretaria de Turismo do Conde quer ampliar o nmero de eventos para garantir mais opes aos visitantes, principalmente durante o vero, quando a atividade turstica atinge o seu ponto mximo.

 

Comentar


Segurana Pblica e criao do TCM sero debatidos nesta segunda-feira na Cmara Municipal de Joo Pessoa

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A Cmara Municipal de Joo Pessoa (CMJP) vai realizar, na semana que vai de 30 de novembro a 4 de dezembro, trs audincias pblicas e quatro sesses solenes. De acordo com o Cerimonial da Casa, sero discutidos a segurana pblica, a criao do Tribunal de Contas dos Municpios da Paraba (TCM-PB), o trnsito de veculo de trao animal, alm de homenagear lder religiosa, diretores de escolas, o cirurgio dentista Jorge Antnio Diaz Castro e os procuradores Sanny Japiass e Marcello Terto e Silva…

Na segunda-feira (30), s 11h, a Casa Legislativa discutir a segurana pblica no mbito da Capital. A audincia pblica foi proposta pelos vereadores Benilton Lucena (PSD), Dinho (PMN) e Edson Cruz (PP) e tem como objetivo debater meios de fortalecimento das polticas pblicas de segurana no Municpio. A audincia acontecer no Plenrio Senador Humberto Lucena, na sede da CMJP.

Segurana Pblica tema de audincia pblica Segundo a justificativa, no Requerimento aprovado pelo Plenrio da Casa, a inteno da audincia pblica tambm pensar medidas preventivas para minimizar os ndices de violncia e priorizar a cultura de paz no Municpio.

“A Cmara um espao para discutir esse problema que vem atingindo o Estado e para se pensar em solues a fim de combater a criminalidade na cidade de Joo Pessoa”, diz o documento.

CMJP discute implantao do TCM

Ainda na segunda-feira (30), s 15h, haver outra audincia pblica, desta vez para discutir a criao do Tribunal de Contas dos Municpios da Paraba (TCM-PB), numa propositura da vereadora Rassa Lacerda (PSD). O evento acontecer no Plenrio da Casa, e segundo a parlamentar, este um assunto que precisa ser amplamente discutido.

PL sobre trnsito de veculos de trao animal ser debatidoJ na tera-feira (1), ser debatido Projeto de Lei (PL) que probe o trnsito de veculos de traoanimal com carga e o trnsito montado em determinados locais e situaes. A audincia pblica uma propositura do vereador Bruno Farias (PPS) e pretende debater o documento com a populao,com representantes da sociedade protetora dos animais e com demais atores sociais envolvidos paraque a iniciativa ganhe fora e apoio dos pessoenses.

O PL proposto pelo parlamentar quer proibir o emprego de veculos de trao animal em todas as vias pblicas, asfaltadas ou caladas, em toda rea definida por lei como rea urbana do Municpio de Joo Pessoa e em todo tipo de evento que envolva risco de ocorrer maus tratos e crueldades para com os animais. Alm da proteo aos animais, a iniciativa tambm pretende dinamizar a mobilidade urbana da cidade e prevenir possveis acidentes no trnsito.

CMJP concede honrarias

Numa propositura do vereador Srgio da SAC (SD), na quarta-feira (2), s14h, a Presidente da Federao dos Cultos Afro-Brasileiros da Paraba, Maria da Luz da Silva, conhecida como Me Penha de Iemanj, vai receber o Ttulo de Cidad Pessoense das mos do propositor. A sesso solene ocorrer no Plenrio da Casa.

Me Penha de Iemanj natural de Sap e atua na organizao da Festa de Iemanj, uma das maiores manifestaes culturais da Capital. Ela realiza anualmente a lavagem das escadarias da Baslica de So Pedro e promove aes voltadas para o pblico infantil da sua comunidade.

Ainda na quarta-feira (2), s 15h, no auditrio da Estao Cabo Branco – Cincia, Cultura e Artes, o vereador Marmuthe vai entregar o Diploma de Honra ao mrito a 47 diretores de escolas da Capital.

Segundo o parlamentar, essa uma homenagem para destacar a importncia dos profissionais e para celebrar o Dia do Diretor Escolar, comemorado 12 de novembro.

Na quinta-feira (3), s 15h, o vereador Edson Cruz (PP) vai conceder o ttulo de cidado pessoenseao cirurgio dentista Jorge Antnio Diaz Castro pelos relevantes servios prestados Capital.

“Como professor, cirurgio dentista ou pesquisador, Jorge Diaz s enobrece sua profisso e faz a diferena em nossa cidade”, justificou Edson Cruz. A sesso solene acontecer no Plenrio da Casa.

J s 19h da quinta-feira (3), no Porto Pinheiro Recepes, o vereador Fernando Milanez (PMDB) vai homenagear a presidente da Associao dos Procuradores do Estado da Paraba (Aspas), Sanny Japiass e o presidente da Associao Nacional dos Procuradores dos Estados e do Distrito Federal (Anape) Marcello Terto e Silva. Os procuradores vo receber das mos do parlamentar a Medalha Cidade de Joo Pessoa e o Ttulo de Cidadania Pessoense.

Com Ascom da CMJP

 

Comentar


POPULARIDADE DESPENCA: Pesquisa Datafolha aponta que 47% dos eleitores no votariam mais em Lula

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Uma pesquisa de inteno de votos para presidente aponta uma queda na popularidade do ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva (PT) e do senador Acio Neves (PSDB), alm de um crescimento da ex-senadora Marina Silva (Rede). Outro dado revelado pela simulao que quase metade dos eleitores (47%) afirmam que no votariam no ex-presidente Lula.

De acordo com levantamento do Datafolha, Marina subiu trs pontos (de 18% para 21%) das intenes de voto em um cenrio que tem Acio Neves como candidato do PSDB. O tucano lidera este cenrio com 31% das intenes, enquanto Lula fica empatado tecnicamente com Marina, com 22% das intenes.

Em um segundo cenrio, Geraldo Alckmin considerado o candidato do PSDB na corrida eleitoral. Na simulao, Marina lidera com 28% das intenes, Lula o segundo com os mesmos 22% e Alckmin fica em terceiro, com 18% de votos.

A pesquisa foi realizada pelo Datafolha nos dias 25 e 26 de novembro e teve 3.541 entrevistas. Com margem de erro de dois pontos, o levantamento foi divulgado pela Folha de S. Paulo neste sbado (28).

Rejeio

Acio tem uma taxa de rejeio de 24%, o atual vice Michel Temer (PMDB) fica com 22% e 17% dos entrevistados afirma que no votaria em Marina e Alckmin.

De acordo com o Datafolha, Lula tambm perde fora como o melhor ex-presidente do Pas. O petista era apontado como melhor presidente por 56% dos entrevistados no fim de 2014. Na ltima pesquisa, apenas para 39% indicaram Lula. Entretanto, o lder ainda conta com larga vantagem em relao ao segundo colocado, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), indicado por 16% como melhor presidente que o Brasil j teve.

Com R7

Comentar


Cssio admite recorrer ao STJ e ao Supremo para evitar criao do TCM

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O senador Cssio Cunha Lima (PSDB) voltou a carga mxima contra a proposta de criao do Tribunal de Contas dos Municpios (TCM). Deu-se durante entrevista, por telefone, ao programa “60 Minutos”, da Rdio Arapuan. Sustentou que qualquer movimentao em torno do assunto, conforme disse, “vamos reagir com uma ao judicial”. E garantiu:

– Vamos at o Supremo Tribunal Federal (STF), se possvel. Os deputados e deputadas de oposio cuidaro desse aspecto e vai buscar, sempre que necessrio, o Tribunal de Justia, o Superior Tribunal de Justia e at o Supremo. Vamos ao CNJ (Conselho Nacional de Justia) e usar todos os recursos que a Repblica permite para coibir esse absurdo.

Durante a entrevista, Cssio insinuou a existncia de um plano para afastar a vice-governador Ligia Feliciano (PDT) do cargo, deixando a linha sucessria em vista as eleies de 2018 que a deputada Estela Bezerra (PSB) estaria sendo o principal nome para suceder a atual vice, atravs da Assembleia Legislativa.

Segundo o senador tucano, “Estela quer ser governadora com esse golpe de criar o TCM porque Ricardo no quer deixar que Lgia Feliciano assuma o Governo em 2018 para colocar por via indireta um vice-governador ou uma vice-governadora binica, alfinetou Cssio.

 

Comentar


Presidente da Assembleia Legislativa confirma interesse de ser conselheiro do TCM

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraba, Adriano Galdino, segue adotando posicionamento favorvel implantao do tribunal de Contas dos Municpios da Paraba (TCM). Enxergando a possibilidade de vir a ser conselheiro neste tribunal, o deputado Adriano Galdino alega que antes de tudo preciso ter cautela e examinar bem a deciso.

Poltico desde os tempos da universidade, Adriano Galdino revelou que vem conversando com sua famlia sobre a possibilidade de tornar-se conselheiro. Tenho conversado com minha famlia e com amigos, mas difcil pra me imaginar fora do campo da poltica, muito complicado. Existe uma possibilidade concreta, mas no fcil, refletiu o parlamentar.

Galdino revelou que pensa em poltica praticamente o dia inteiro e partir para um novo desafio como conselheiro exige uma grande mudana de comportamento. Um conselheiro no pode freqentar os lugares que eu freqento. No pode conviver com as pessoas que convivo, ento teria que mudar toda a convivncia social e estou analisando isso com muito cuidado e muito critrio, concluiu o presidente da ALPB.

Comentar


Juiz probe prefeita de cobrar pela entrada em festa de rua na cidade de Matinhas

O juiz Eronildo Jos Pereira, da Vara de Alagoa Nova, acatou pedido de liminar proposto pela vereadora Edjane Arajo, da cidade de Matinhas, contra medida da Prefeitura daquele municpio do Agreste paraibano, de fechara principalentrada da cidade para cobrar dos visitantes acesso Festa da Laranja. A cobrana por taxa de estacionamento em via pblica tambm foi proibida pelo magistrado, em seu despacho.

De acordo com a denncia de Edjane Arajo, a prefeita Ftima Silva (PMDB) chegou a determinar que fossem instalados obstculos na entrada da cidade, na Avenida Renata Nogueira, no sentido de impor o pagamento de taxas aos visitantes do evento, alm de cobrar por estacionamentos em reas pblicas.

– Pela primeira vez, a mais importante festa da nossa cidade impe esse tipo de constrangimento a turistas e compromete um evento que foi lanado pelo ex-prefeito Arago Jnior e alcanou sucesso nacional -, lamentou a vereadora.

No sua deciso, o juiz Eronildo Jos Pereira impe multa prefeitura, em caso de descumprimento do despacho, durante a realizao da Festa da Laranja. Para a vereadora Edjane Arajo, alm de enquadrar a gesto municipal de Matinhas, o magistrado deixa claro que preciso impor limites a iniciativas que ferem o bom senso no servio pblico

Comentar