Vereador reage √† declara√ß√Ķes de secret√°rio de Cartaxo: “Isso mostra a pol√≠tica baixa e mesquinha da atual gest√£o”

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O vereador Zezinho Botafogo (PSB), vice-presidente da C√Ęmara Municipal, classificou como “mesquinhas” as declara√ß√Ķes preconceituosas do secret√°rio municipal de Articula√ß√£o Pol√≠tica, Zenedh Bezerra, ironizando e debochando da condi√ß√£o “especial” da pr√©-candidata do PSB √† prefeitura de Jo√£o Pessoa. Zezinho disse que o mesmo pensamento tem o prefeito Luciano Cartaxo (PSD).

“N√£o vi em lugar algum o prefeito corrigir seu subordinado. N√£o o faz porque concorda com o que Zenedh Bezerra disse. Isso mostra a pol√≠tica baixa e mesquinha da atual gest√£o. A popula√ß√£o pessoense n√£o suporta mais esse tipo de coisa e vai dar a resposta nas urnas”, sustentou Botafogo.

Zenedh Bezerra afirmou que a pr√©-candidata do PSB n√£o conhecia a real situa√ß√£o de Jo√£o Pessoa porque “n√£o andava pela cidade”, ironizando a dificuldade de locomo√ß√£o da professora Cida Ramos. “Enquanto uns superam dificuldades f√≠sicas, outros esbanjam incapacidade mental. √Č inadmiss√≠vel lidar com preconceito nos dias atuais”, reclamou o vereador socialista.

Comentar

Secret√°rio de Cartaxo recorre ao preconceito para atacar pr√©-candidata do PSB: “Ela n√£o anda pela cidade”

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O secret√°rio de Articula√ß√£o Pol√≠tica Municipal, Zenedh Bezerra, “pisou na bola” mais uma vez ao utilizar frase preconceituosa para atacar a pr√©-candidata do PSB √† prefeitura de Jo√£o Pessoa, Cida Ramos. Bezerra, nesta sexta-feira, afirmou que a secret√°ria estadual de Desenvolvimento Social desconhece a situa√ß√£o atual de Jo√£o Pessoa porque “n√£o anda pela cidade”.

A frase aspeada poderia at√© ser encarada com naturalidade, n√£o fosse Cida Ramos uma pessoa “especial”. Zenedh, por pura maldade, fez quest√£o de repetir a declara√ß√£o v√°rias vezes, durante entrevista √† imprensa, para deixar claro seu objetivo preconceituoso. Coisa de quem est√° disposto a tudo para ajudar o chefe a vencer uma elei√ß√£o.

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Conhe√ßo Aparecida Ramos do meio acad√™mico. Posso assegurar que √© uma pessoa especial, n√£o apenas no aspecto f√≠sico, mas principalmente no moral, porque nunca se deixou abater pelas dificuldades que a vida lhe imp√īs. Como estudante, empunhou v√°rias bandeiras em defesa da categoria, chegando a presidente do DCE. Como professora, seguiu a mesma trilha em busca dos direitos dos docentes.

E, se foi chamada pelo governador Ricardo Coutinho para um cargo tão importante, com certeza foi porque é uma pessoal especial. Especial porque trabalha, retira o sustento seu e da família do próprio suor, diferente de outros que vivem da bajulação. Especial porque respeita a situação e o direito de cada cidadão.

Independente da disputa eleitoral, Cida Ramos tem sim identidade com Jo√£o Pessoa. E conhece a cidade onde mora. Com certeza bem mais que Zenedh Bezerra, que s√≥ “descobriu” a Capital paraibana ap√≥s ganhar um emprego do chefe, a quem tenta agradar de toda forma. Desconhe√ßo situa√ß√£o em que a professora Aparecida Ramos tenha corrompido seus ideais, abandonado suas lutas, em troca de emprego. Enquanto que outros…

Cida √© sim especial e da√≠? Como ela pr√≥pria disse: se p√īde exercer cargos t√£o importantes at√© agora, por que n√£o pode disputar uma elei√ß√£o municipal?

Que prevaleça a vontade do eleitor e não o preconceito.

Comentar

Ministro paraibano reprova contas, suspende Fundo Partid√°rio e condena PPS e DEM a devolverem R$ 6 milh√Ķes aos cofres p√ļblicos

Imagem: TSE

Imagem: TSE

O ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), desaprovou, em decis√Ķes individuais, as presta√ß√Ķes de contas do Partido Popular Socialista (PPS) e do Democratas (DEM), e aprovou com ressalvas as do Partido Progressista (PP), do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), do Partido Trabalhista do Brasil (PT do B) e do Partido da Rep√ļblica (PR). Todas do exerc√≠cio de 2010.

Ao desaprovar as contas do PPS e do DEM, o ministro determinou que os partidos devolvam, respectivamente, R$ 957.409,60 e R$ R$ 4.947.545,98 ao erário, com recursos próprios. O relator também suspendeu o repasse de cotas do Fundo Partidário ao PPS por um mês e ao DEM por três meses.

Ao PP, PTB, PT do B e PR, o relator ordenou, respectivamente, que recolhessem R$ 1.243.372,38, R$ 16.856,26, R$ 23.488,68 e R$ 348.414,90 aos cofres p√ļblicos, com recursos pr√≥prios, em raz√£o das irregularidades constatadas em suas contas.

PPS e DEM

O ministro informou que as irregularidades verificadas nas contas do PPS correspondem a 12,19% das verbas do Fundo Partidário destinadas ao partido. De acordo com o relator, esse percentual não permite a aprovação das contas com ressalvas.

A unidade técnica do TSE identificou na prestação, a falta de esclarecimentos sobre o valor na conta corrente do partido, ausência de documentação complementar, entre outros requisitos.

Na decisão das contas do DEM, o relator concluiu que foram identificadas irregularidades que comprometem a movimentação financeira, patrimonial e contábil do partido por irregularidades na aplicação de recursos do Fundo Partidário.
Al√©m disso, de acordo com o ministro, a an√°lise da presta√ß√£o de contas do partido apontou diversos ind√≠cios de irregularidades em pagamentos a fornecedores e no recebimento de doa√ß√Ķes de pessoas f√≠sicas e jur√≠dicas que, ‚Äúembora n√£o tenham sido considerados para ju√≠zo quanto √† manifesta√ß√£o t√©cnica, ensejam propor o seu encaminhamento ao Minist√©rio P√ļblico Federal para investiga√ß√£o de poss√≠veis crimes, tais como lavagem de dinheiro, corrup√ß√£o, falsidade de documentos, entre outros‚ÄĚ.

PP, PTB, PT do B e PR

Nas contas do PP, o órgão técnico do TSE apurou irregularidades como a falta de comprovação de despesas com serviços de comunicação e de locação de imóveis, entre outros pontos. Na análise do relator, o total de R$ 1.243.372,38 corresponde a 9,09% de recursos do Fundo Partidário, ou seja, menos de 10% do montante global arrecadado, permitindo a aprovação das contas com ressalvas.

O ministro Herman Benjamin informou que o total (R$ 16. 856,26) das falhas encontradas na presta√ß√£o do PTB n√£o comprometem as contas do partido e o seu efetivo controle pela Justi√ßa Eleitoral, ‚Äúpermitindo, assim, aprov√°-las com ressalvas‚ÄĚ. No caso, uma das irregularidades assinaladas foi o uso de recursos do Fundo Partid√°rio para pagar multa e juros por falta de pagamento de obriga√ß√Ķes fiscais diversas.
Com relação ao PT do B, o relator afirmou ser possível também aprovar as contas do partido com ressalvas, porque o montante de irregularidades na prestação, de R$ 23.488,68, equivale a 2,32% dos recursos do Fundo Partidário que a legenda recebeu. Nas contas do partido, não foram comprovadas despesas com hospedagem e passagens aéreas (no total de R$ 13.727,58), por não haver vínculo dos gastos com a atividade partidária.

No que tange ao PR, ao aprovar as contas com ressalvas, o relator argumentou que, após as diligências feitas pelo TSE, as falhas perduraram como a falta de justificativa plausível para fretamento de aeronaves e de comprovação de vínculo, com a atividade partidária, de despesas com hospedagem, passagens aéreas e aluguel de veículo.
Em cinco presta√ß√Ķes de contas, exclu√≠da a do PR, o ministro Herman Benjamin ainda determinou que as legendas apliquem, no pr√≥ximo exerc√≠cio, 2,5% a mais de recursos para promover e difundir a participa√ß√£o pol√≠tica das mulheres. Isso porque os partidos destinaram menos de 5% das verbas do Fundo Partid√°rio em 2010 para atender a esse objetivo.

Com TSE

Comentar

Vereador comemora decis√£o do PSB e dispara: “Vamos eleger Cida Ramos prefeita de Jo√£o Pessoa”

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O vereador Raoni Mendes (DEM) comemorou a decis√£o do PSB, que escolheu a secret√°ria de Desenvolvimento Social Cida Ramos como pr√©-candidata a prefeita de Jo√£o Pessoa, substituindo o tamb√©m secret√°rio Jo√£o Azevedo. Mendes disse que Cida tem todas as condi√ß√Ķes de emplacar e empolgar o eleitorado, por sua trajet√≥ria de lutas, seja no √Ęmbito acad√™mico ou na busca por implanta√ß√£o de pol√≠ticas sociais que favore√ßam os que mais precisam.

“Foi uma boa escolha. Cida tem tr√Ęnsito livre em todas as camadas sociais, al√©m do relacionamento pr√≥ximo que mant√©m com a comunidade acad√™mica, tanto com estudantes quanto com professores e funcion√°rios da Universidade Federal da Para√≠ba. Al√©m disso, vem desenvolvendo um grande trabalho √† frente da Sedes. Est√° credenciada para assumir a miss√£o. E que ningu√©m se engane: vamos eleger Cira Ramos prefeita de Jo√£o Pessoa”, afirmou Mendes.

Cotado para ocupada a vaga de vice na chapa do PSB, por indica√ß√£o do DEM, Raoni Mendes disse que o pr√≥ximo passo do grupo comandado pelo governador Ricardo Coutinho √© garantir a unidade interna em favor do nome de Cida. “Se partimos unidos, ningu√©m nos segura”, prev√™.

O homem est√° otimista.

Comentar

Adriano Galdino detona gest√£o de Romero: “Nada funciona no servi√ßo p√ļblico municipal”

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O pr√©-candidato a prefeito de Campina Grande e presidente da Assembleia Legislativa da Para√≠ba, Adriano Galdino, afirmou, na noite desta quinta-feira (28), durante plen√°ria do PSB na cidade que n√£o existe servi√ßos p√ļblicos municipais, principalmente na √°rea de sa√ļde.

Adriano Galdino destacou que tem ouvido, diariamente, os problemas enfrentados pela popula√ß√£o. ‚ÄúO que existe hoje √© uma aus√™ncia dos servi√ßos p√ļblicos municipais. A sa√ļde √© o principal foco de reclama√ß√£o. Falta medica√ß√£o, os exames s√£o marcados para ocorrer em prazos longos e falta humaniza√ß√£o do sistema. Isso precisa mudar. Meu principal objetivo, caso seja eleito, √© fazer mais por aqueles que menos tem‚ÄĚ, definiu.

De acordo com o vereador Murilo Galdino, as plen√°rias t√™m o objetivo de ouvir a popula√ß√£o campinense sobre os principais problemas que a cidade enfrenta.‚ÄĚ Voc√™s pagam muitos impostos e isso tem que ser revertido em a√ß√Ķes e benef√≠cios, mas o que a atual gest√£o n√£o vai atr√°s de investimentos para cidade. N√£o aguentamos mais essa briga pol√≠tica e temos de avan√ßar‚ÄĚ, pontuou Murilo.

Comentar

Cida Ramos é confirmada pré-candidata do PSB; Arestas criadas por Estela Bezerra inviabilizaram escolha da deputada

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A professora Aparecida Ramos, secretária estadual de Desenvolvimento Social, foi escolhida pelo PSB para substituir o também secretário João Azevedo como pré-candidata a prefeita de João Pessoa. A definição saiu na noite desta quinta-feira, após conversa de Cida, como é conhecida, com o governador Ricardo Coutinho. Ela disputava a indicação com a deputada estadual Estela Bezerra que, pela segunda vez, foi preterida no processo interno de escolha de candidato pelos socialistas. O lançamento oficial está previsto para domingo, de acordo com o portal Wscom, do jornalista Walter Santos, com a presença do governador, de Azevedo e da própria Estela, entre outras lideranças do partido.

Estela disputou a prefer√™ncia do PSB primeiro com Jo√£o Azevedo e agora com Cida Ramos. Nas duas ocasi√Ķes, a derrota teve o mesmo motivo: as arestas criadas pela deputada com colegas de bancada e de partido.

Assim que Azevedo desistiu da postulação, foram colocados os nomes de Estela e Cida como alternativas para substituí-lo. De cara, os dois vereadores do PSB РRenato Martins e Zezinho Botafogo Рexternaram apoio à secretária. Depois foi a vez de Raoni Mendes, do DEM, além dos presidentes do PEN, Edmilson Soares, e do PT do B, Genival Mathias, ambos companheiros de bancada de Estela.

Os apoios talvez n√£o tenham decidido, mas foram importantes na op√ß√£o pela titular da SEDES. Do outro lado, n√£o se viu uma √ļnica declara√ß√£o de lideran√ßas influentes do PSB ou dos partidos aliados em favor de Estela. Nem mesmo o fato de ter sido bem votada na elei√ß√£o municipal de 2012, quando ficou em terceiro lugar, e de ser a mais votada do PSB na Capital na elei√ß√£o estadual de 2014, serviu de contraponto em favor da deputada que, mais uma vez, ficou chateada com a decis√£o.

O jeito é aguardar outra oportunidade.

Comentar

Conhecido pela dubiedade de posi√ß√Ķes, ex-aliado ataca Cartaxo e cobra cal√ßamento de ruas na Capital

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O deputado Jo√£o Gon√ßalves √© conhecido pelo jeito “vaselina” de lidar com a pol√≠tica. A dubiedade de posi√ß√Ķes √© uma sua marca registrada. Gon√ßalves n√£o gosta de se expor. Mas, se for contrariado, o parlamentar pode at√© reagir no mesmo tom. Foi o que aconteceu nesta quinta-feira, quando entrevistado pelo Sistema Arapuan de Comunica√ß√£o. Gon√ßalves, ex-aliado do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), n√£o contou conversa e atacou a atual gest√£o municipal cobrando promessas de campanha, a exemplo do cal√ßamento de ruas em Jo√£o Pessoa.

‚ÄúEspero que no momento oportuno o PDT possa me chamar para um debate mais amplo sobre Jo√£o Pessoa, que precisa de trabalho na periferia. N√£o podemos chegar em 2017 com um d√©ficit de mais de duas mil ruas sem cal√ßar. Cartaxo tem trabalhado muito, mas h√° muito o que se fazer‚ÄĚ, disparou Gon√ßalves, hoje filiado ao partido de Dami√£o Feliciano.

Quando era do PSD, de Cartaxo, Jo√£o n√£o enxergava essa discrep√Ęncia nas ruas da Capital. Mas, agora que √© advers√°rio, concluiu que a gest√£o municipal peca e muito, principalmente comparando o que Cartaxo prometeu em campanha e o que realizou at√© hoje.

Mesmo assim, o deputado garante que ainda é amigo do prefeito. Mui amigo.

Comentar

Ronaldinho cobra “resposta” de Romero sobre vice e j√° admite abrir m√£o da vaga na chapa do prefeito

Imagem da Internet

Imagem da Internet

N√£o bastassem os constantes questionamentos, Ronaldo Cunha Lima Filho agora enfrenta tamb√©m o “bombardeio” dos pr√≥prios aliados. O chamado “fogo amigo” vem do deputado estadual Manoel Ludg√©rio e sua esposa, a vereadora Ivonete Ludg√©rio, ambos do PSD, que defendem mudan√ßa do vice. Aos poucos, Ronaldinho vai dando sinais de que chegou ao seu limite.

Primeiro, o filho de Ronaldo deixou o Conselho Municipal de Seguran√ßa P√ļblica de Campina Grande, um dos principais √≥rg√£os da atual gest√£o. Agora, admitiu abrir m√£o da vaga de vice, deixando-a para os partidos aliados, como quer a fam√≠lia Ludg√©rio. Ronaldinho foi mais al√©m e, durante entrevista ao Sistema Correio, sugeriu que o pr√≥prio Romero se pronunciasse sobre o tema.

“N√£o tenho apego a cargo e n√£o vou criar qualquer tipo de embara√ßo. Seria mais prudente que essa resposta viesse de Romero e da base aliada”, afirmou o vice-prefeito, referindo-se √†s d√ļvidas constantes sobre sua recandidatura.

Quem conhece Ronaldinho, diria que, na melhor das hipóteses, ele está por um fio.

Comentar

Agentes de endemias lotam galerias e provocam sess√£o declarat√≥ria na C√Ęmara Municipal de Jo√£o Pessoa

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Agentes de endemias lotaram as galerias para acompanhar a sess√£o desta quinta-feira, na C√Ęmara Municipal de Jo√£o Pessoa. Foram pedir aos vereadores apoio para cobrar do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) a reposi√ß√£o de gratifica√ß√£o retirada dos contracheques dois anos atr√°s, segundo o vereador Raoni Mendes (DEM). Com faixas e cartazes, os servidores gritavam palavras de ordem e aguardavam o in√≠cio da sess√£o quando presenciaram a abertura e posteriormente encerramento da reuni√£o por falta de quorum.

A revolta foi grande. Talvez maior que em rela√ß√£o ao n√£o pagamento da gratifica√ß√£o. O clima ficou mais tenso ainda quando o vereador Raoni Mendes denunciou que um “assessor” de nome Francisco, que acompanhava a movimenta√ß√£o, teria informado ao secret√°rio Zenedh Bezerra, da Articula√ß√£o Pol√≠tica, sobre a presen√ßa dos manifestantes. “Zenedh orientou a bancada a n√£o comparecer ao plen√°rio. Por isso a sess√£o foi declarat√≥ria”, disse Mendes.

Ao plen√°rio, s√≥ compareceram, al√©m de Raoni, Benilto Lucenan (PSD), Luiz Fl√°vio (PSDB) e o vice-presidente Zezinho Botafogo (PSB), que encerrou a sess√£o declarat√≥ria por falta de quorum. “Isso √© covardia. Os servidores est√£o cobrando seus direitos. A verba federal chega √† Prefeitura. Por que n√£o paga aos servidores?”, questionou Botafogo.

Os agentes de endemia, para quem n√£o lembra, s√£o respons√°veis diretos pelo combate ao mosquito aedes aegypti, que transmite a chicongonha, Zika e dengue. Se eles param, as a√ß√Ķes contra o mosquito tamb√©m param.

Talvez por isso a sa√ļde p√ļblica em Jo√£o Pessoa esteja como est√°.

Comentar

Margareth Diniz vence disputa com Luiz J√ļnior e √© reeleita reitora da UFPB

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A atual reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), professora Margareth Diniz, foi reeleita para gerir a instituição pelo quadriênio 2016-2020. O resultado foi concretizado por volta das 23h30 desta quarta-feira (26), mas a festa dos apoiadores de Margareth já tinha começado desde às 21h, após o encerramento da votação e início da apuração com as primeiras urnas apontando a vitória da candidata da cor azul.

O segundo turno do processo de escolha para o novo reitorado foi disputado entre os candidatos da Chapa 1, Luiz de Sousa J√ļnior (Reitor) e Terezinha Domiciano Dantas Martins (vice-reitora); e da Chapa 2, Margareth de F√°tima Melo Diniz (Reitora reeleita) e Bernardina Maria Juvenal Freire de Oliveira (vice-reitora).

De acordo com √ļltimo boletim divulgado pela Comiss√£o Eleitoral, a atual reitora obteve 53,79% dos votos proporcionais, enquanto que J√ļnior registrou 46,21% dos sufr√°gios.

Após o resultado final, as professoras Margareth Diniz e Bernardina Oliveira comemoraram junto com apoiadores da Chapa 2, no interior do Campus I, em João Pessoa.

Comentar