Temer usa redes sociais para confirmar que faltam apenas 4% das obras para conclusão da Transposição do São Francisco

Imagem da Internet

O presidente Michel Temer (PMDB), nesta segunda-feira (27), usou o seu perfil no Facebook para compartilhar a notícia de que as obras de transposição do Rio São Francisco já alcançaram 96% de conclusão. De acordo com o texto, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, informou faltam apenas 4% de execução física das estruturas para a passagem da água no maior empreendimento hídrico do País.

‚ÄúA √°gua chegar√° ao estado da Para√≠ba at√© o in√≠cio de mar√ßo. N√≥s conseguimos em dez meses estabelecer um prazo e estamos cumprindo. Estamos com 96% de conclus√£o, falta muito pouco‚ÄĚ, destacou. O an√ļncio foi feito ap√≥s vistoria dos trechos do Eixo Leste. O ministro conferiu o funcionamento de estruturas em Floresta, Cust√≥dia e Sert√Ęnia, em Pernambuco, e das bombas flutuantes cedidas pela Companhia de Saneamento B√°sico do Estado de S√£o Paulo (Sabesp), respons√°veis pela antecipa√ß√£o da chegada da √°gua √† regi√£o em aproximadamente 45 dias.

Segundo o ministro, a previs√£o √© de que no dia 6 de mar√ßo seja realizada a entrega da √°gua no a√ßude Po√ß√Ķes, permitindo que o ‚ÄėVelho Chico‚Äô chegue ao estado paraibano.

Visita – Temer vir√° √† Para√≠ba na quinta-feira, dia 9, com pelo menos tr√™s ministros: Helder Barbalho (Integra√ß√£o), Bruno Ara√ļjo (Cidades) e Maur√≠cio Quintella (Transportes), todos com obras no Estado.

Temer inaugura o Eixo Leste da transposição às 10h, em Monteiro, que vai receber políticos de todo o Estado, afinal, é uma obra prometida há 170 anos, que finalmente vira realidade. E em período de crise hídrica.

Depois, Temer terá agenda em Campina, onde autoriza, com o ministro Maurício Quintella, o início da 3ª via na BR-230 entre Cabedelo e Oitizeiro, e a continuação da duplicação em direção ao Sertão paraibano.

Também está confirmada a parceria entre o Ministério das Cidades e a Prefeitura de Campina Grande para a construção de 1.000 novas unidades do Minha Casa Minha Vida. Temer dá passos firmes para conquistar região.

Com Portal Brasil

Comentar

Decisão sobre comando do PROS na Paraíba pode levar deputado a mudar de partido

Imagem da Internet

A dire√ß√£o nacional do Partido Republicano da Ordem Social deve decidir, logo ap√≥s o carnaval, com quem fica o comando do diret√≥rio da Para√≠ba. O deputado Tr√≥colli J√ļnior quer assumir a dire√ß√£o estadual com a promessa de expans√£o da estrutura partid√°ria. O PROS conta hoje com diret√≥rios ou comiss√Ķes provis√≥rios em pelo menos 40 munic√≠pios. “Nossa inten√ß√£o √© levar o PROS para, pelo menos, 100 munic√≠pios. Queremos garantir que o partido disputar√° as elei√ß√Ķes de 2018 bem fortalecido na Para√≠ba”, afirmou J√ļnior.

O maior obst√°culo aos planos de Tr√≥colli chama-se Lindolfo Pires, atual secret√°rio estadual e tamb√©m deputado, que tem um aliado presidindo atualmente o diret√≥rio estadual do PROS. Pires, ali√°s, disse que nem sabia dessa pretens√£o do colega de comandar o partido e nega qualquer acordo nesse sentido com o comando nacional. “Isso nunca existiu”, garante.

Trócolli e Lindolfo negam, oficialmente, mas, se não houver uma decisão consensual, um dos dois deve deixar o PROS e buscar novo partido. O primeiro ingressou no PROS após deixar o PMDB. Lindolfo, que filiou-se primeiro, integrava o DEM do ex-senador Efraim Morais.

A queda de braço é mais uma movimentação de peça no tabuleiro do xadrez de 2018.

Comentar

Ricardo Marcelo “peita” senador e se transforma no “bra√ßo direito” de Maranh√£o no PMDB

Imagem da Internet

O deputado Ricardo Marcelo passou por dois partidos, antes de chegar ao PMDB. Se elegeu deputado estadual pela primeira vez pelo PDT, substituindo seu irmão, Tarcísio Marcelo, na Assembleia Legislativa. Depois, filiou-se ao PEN, do qual foi presidente na Paraíba. Após deixar a presidência da Assembleia, Marcelo passou para o PMDB, já reeleito para mais um mandato. E parece que pretende demorar onde está.

Pela postura que tem adotado em defesa do novo partido, o deputado aumentou seu cacife junto √† c√ļpula. Mais que isso, ao “peitar” o senador Raimundo Lira e defender a independ√™ncia do PMDB, Ricardo Marcelo transformou-se numa esp√©cie de “bra√ßo direito” do senador Jos√© Maranh√£o, presidente do diret√≥rio estadual.

Mesmo afastado do cargo de presidente do Poder Legislativo, Marcelo tem sido lembrado como op√ß√£o do PMDB at√© para disputa de cargos majorit√°rios. Mas, garante que mira apenas a reelei√ß√£o. E aos que tentam usar subterf√ļgios pensando em amea√ßar seu mandato, o deputado tem a resposta na ponta da l√≠ngua. “N√£o precisa recorrer √† justi√ßa. Basta ter 45 mil votos nas urnas como eu tive, porque quem d√° o mandato √© o povo”.

Como se costuma dizer em situa√ß√Ķes como esta, Ricardo Marcelo est√° “de mel√© solto”.

Comentar

Ricardo convenceu Lígia Feliciano a ser sua vice em 2014; Agora, precisa convencê-la a não se candidatar em 2018

Imagem da Internet

O governador Ricardo Coutinho (PSB) vem deixando claro que n√£o tem pressa para decidir sobre a disputa de uma das vagas ao Senado Federal em 2018. Tem reiterado, tamb√©m, que sua prioridade at√© o final do ano √© a gest√£o, regada de um cronograma de inaugura√ß√Ķes de fazer inveja a qualquer advers√°rio. Em 2014, Ricardo n√£o precisou dessa estrat√©gia porque era candidato nato √† reelei√ß√£o. Mas, teve dificuldade para encontrar um companheiro de chapa. S√≥ convenceu L√≠gia Feliciano a ser sua vice aos 45 minutos do segundo tempo. E depois de convites frustrados √† v√°rios outros pol√≠ticos.

Em dois anos de mandato, √© ineg√°vel a sintonia entre governador e vice. L√≠gia faz quest√£o de ser discreta, embora efetiva, mostrando que se adaptou ao “estilo Ricardo” de governar. Ciente das restri√ß√Ķes do cargo, a esposa de Dami√£o pouco ou quase nada pede, frustrando at√© aliados para evitar ru√≠dos na rela√ß√£o que, at√© aqui, tem dado certo.

A √ļnica coisa que n√£o esconde √© o desejo de se candidatar em 2018. O sonho de consumo de L√≠gia (e Dami√£o) √© assumir o Governo do Estado e disputar a reelei√ß√£o com apoio do atual governador. Um sonho que pode se transformar em pesadelo. O casal tem demonstrado que est√° disposto a assumir o risco, garantindo apoio incondicional ao parceiro pol√≠tico “at√© o final”.

Ricardo est√° ciente da situa√ß√£o e tem emitido sinais claros sobre seu pr√≥prio sonho de consumo que, infelizmente, diverge dos planos do casal Feliciano. Para o governador, o ideal seria L√≠gia assumir o Pal√°cio da Reden√ß√£o, com sua sa√≠da para disputar o Senado, apoiando de forma efetiva a chapa governista. O candidato a sucess√£o estadual seria Gervasio Maia (PSB), o “queridinho” do atual governador, pelo menos at√© agora.

Não por acaso, Coutinho tem acenado com a possibilidade de concluir o mandato. Um recado aos que podem atrapalhar seus planos. Como explicou o secretário de Comunicação, Luiz Torres, o governador não quer correr o risco de ver sua vice usada pelos adversários que buscam, a todo custo, tirar proveito eleitoral do cenário.

Se conseguir convencer Lígia, Ricardo vai para a disputa ao Senado. Caso contrário, não exitará em permanecer onde está.

Comentar

CNM revela que mais de 40 prefeituras poder√£o ter repasse do FPM suspenso

Os gestores municiais devem se atentar. Faltam apenas cinco dias para o encerramento do prazo estipulado, at√© 2 de mar√ßo, para envio dos dados referente ao exerc√≠cio financeiro de 2016 no Sistema de Or√ßamento P√ļblico em Sa√ļde (Siops). As informa√ß√Ķes s√£o referentes ao 6¬ļ bimestre de 2016. Na Para√≠ba, 44 munic√≠pios ainda n√£o fizeram a homologa√ß√£o.

Em todo o país, 3.123 estão com pendências. Além disso, como houve mudança de gestão em mais de 70% das prefeituras, 1.676 gestores ainda não efetuaram mudanças nos cadastros do Sistema.

A Confedera√ß√£o Nacional de Munic√≠pios (CNM) alerta que √© fundamental que os gestores mantenham atualizado o cadastro no Sistema de Or√ßamento P√ļblico em Sa√ļde, bem como em dia o envio das informa√ß√Ķes, dentro dos prazos estipulados. Caso contr√°rio, a suspens√£o do Fundo de Participa√ß√£o dos Munic√≠pios (FPM) e a inclus√£o do Munic√≠pio no Cadastro √önico de Conv√™nios podem prejudicar e paralisar v√°rias estrat√©gias desenvolvidas no Munic√≠pio, deixando o usu√°rio sem assist√™ncia.

Algumas prefeituras t√™m manifestado dificuldades na utiliza√ß√£o do Siops devido √† falta das informa√ß√Ķes cont√°beis advindas da gest√£o anterior. Nestes casos em que n√£o foi realizada a transmiss√£o dos dados em raz√£o da aus√™ncia do Balan√ßo Geral, o atual gestor dever√° acionar o gestor anterior mediante √†s a√ß√Ķes competentes, como Improbidade Administrativa, Presta√ß√£o de Contas, Ordin√°ria de Ressarcimento ou Requerer ao Tribunal de Contas a Tomada de Contas Especial.

Procedimentos
Deverá ser encaminhado pelos Correios, com Aviso de Recebimento (AR), ofício assinado pelo prefeito em exercício. O documento deverá ter firma reconhecida e o relato da situação do Município, justificando o não preenchimento do Siops relativo ao ano em questão.

Ainda dentre as informa√ß√Ķes, deve ser informando e-mail e o telefone anexados de c√≥pia protocolada da inicial da a√ß√£o proposta, a fim de que seja poss√≠vel a classifica√ß√£o do Munic√≠pio no Sistema como ‚ÄúSem Balan√ßo‚ÄĚ (SB), de modo que o Munic√≠pio possa transmitir os per√≠odos subsequentes.

Com CNM

Comentar

TCE reprova prestação de contas de 2013 do programa Empreender da Prefeitura de João Pessoa

Imagem da Internet

A 1¬™ C√Ęmara do Tribunal de Contas da Para√≠ba julgou irregular, √† unanimidade, em sess√£o desta quinta-feira (23), presta√ß√£o de contas da Secretaria do Trabalho, Produ√ß√£o e Renda de Jo√£o Pessoa, e do Fundo Municipal de Apoio aos Pequenos Neg√≥cios ‚Äď EMPREENDER-JP, exerc√≠cio 2013.

O tribunal tamb√©m fixou prazo de 30 dias para o ex-gestor do programa, Raimundo Nunes Pereira, ‚Äúapresentar comprova√ß√£o das disponibilidades reclamadas pela Auditoria no valor de R$ 1.218.101,08 (um milh√£o duzentos e dezoito mil, cento e um reais e oito centavos), sob pena de imputa√ß√£o do valor n√£o comprovado‚ÄĚ.

Relator do processo 03387/15, o conselheiro Fernando Cat√£o prop√īs em seu voto, e o colegiado aprovou, que sejam ainda apresentados, tanto pela secretaria quanto pelo fundo, ‚Äúdemonstrativos consolidados dos valores repassados nas respectivas linhas de cr√©dito dos programas estabelecidos, informando o volume de recursos emprestado em cada programa, al√©m de informa√ß√Ķes gerenciais como taxa de inadimpl√™ncia, valores recebidos, valores a receber e custo da opera√ß√£o‚ÄĚ.

Ao informar, na sess√£o, que a Auditoria identificou, e fez constar em relat√≥rio, que o programa fez concess√£o de linha de cr√©dito consignado aos servidores municipais, ‚Äúsem foco na atividade empreendedora e afastando-se dos objetivos do Programa EMPREENDER-JP‚ÄĚ, o conselheiro Fernando Cat√£o tamb√©m sugeriu, e a C√Ęmara aprovou, que as presta√ß√Ķes de contas de ambos ‚Äď fundo e secretaria ‚Äď em tramita√ß√£o na Corte sejam analisadas em bloco e levadas √† julgamento na mesma ocasi√£o.

Com Ascom do TCE

Comentar

Novo líder do PMDB, Raniery Paulino tem como principal missão unificar bancada

Imagem da Internet

O deputado estadual Raniery Paulino foi escolhido como líder do PMDB na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). De acordo com Raniery, a escolha de seu nome foi feita de forma consensual pelos deputados Ricardo Marcelo, Nabor Wanderley e Jullys Roberto.

Ainda de acordo com Raniery, o PMDB n√£o far√° parte nem da bancada de oposi√ß√£o nem da base do governo. Por√©m, as decis√Ķes individuais dos parlamentares ser√£o respeitadas.

Raniery disse que o partido est√° unido na Casa e que todas as decis√Ķes est√£o sendo ‚Äúmuito bem dialogadas‚ÄĚ. O deputado agradeceu a confian√ßa dos colegas partid√°rios e afirmou que a opini√£o de cada um ser√° respeitada.

‚ÄúToda a metodologia de trabalho, todas as posi√ß√Ķes em bancada ser√£o de forma consensual, conversando, respeitando as opini√Ķes‚ÄĚ, declarou Raniery.

Comentar

TRATAMENTO DE SAÚDE: Cássio deve assumir presidência do Senado Federal com licença de Eunício de Oliveira

Imagem da Internet

O vice-presidente do Senado, C√°ssio Cunha Lima (PSDB), deve assumir o comando da Casa nos pr√≥ximos dias. √Č que o presidente Eun√≠cio Oliveira (PMDB-CE) precisou se licenciar da fun√ß√£o devido a uma cir√ļrgica para a retirada da ves√≠cula (colecistectomia), na manh√£ desta quinta-feira (23). A assessoria do senador paraibano informou que ele aguarda comunicado oficial.

O afastamento de Eunício Oliveira foi divulgado pela Presidência do Senado Federal por meio de Nota, contendo o laudo médico. No documento, o senador foi internado na noite dessa quarta-feira e, após exames, foi feita a cirurgia. Ele deve receber alta nesta sexta-feira (24). Com isso, Cássio Cunha Lima só deve assumir a Presidência da Casa caso exista algum compromisso durante o período do Carnaval.

O documento acrescenta que Eun√≠cio evolui bem no p√≥s-operat√≥rio imediato e j√° est√° no quarto do hospital Santa L√ļcia, em Bras√≠lia.

Confira a Nota:

‚ÄúAp√≥s exames cl√≠nicos realizados na noite de ontem (22), o presidente do Senado, Eun√≠cio Oliveira (PMDB-CE), foi submetido a uma pequena interven√ß√£o cir√ļrgica nesta manh√£ para a retirada da ves√≠cula (colecistectomia).

Com Clickpb

Comentar

OPERAÇÃO BLACKOUT: Lava Jato deflagra 38ª fase e Polícia Federal cumpre mandados de busca e de prisão no Rio de Janeiro

Adriana Justi
Do G1 PR

Imagem da Internet

Policiais federais estão nas ruas desde as primeiras horas desta quinta-feira (23) para cumprir mandados da 38ª fase da Operação Lava Jato. Foram expedidos 15 mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva no Rio de Janeiro. A operação foi batizada de Blackout.

De acordo com as investiga√ß√Ķes, a a√ß√£o tem como alvo principal a atua√ß√£o de operadores financeiros identificados como facilitadores na movimenta√ß√£o de recursos indevidos pagos a integrantes das diretorias da Petrobras.
Os dois operadores financeiros s√£o Jorge Luz e o filho dele Bruno Luz. Jorge Luz √© um dos principais e mais antigos operadores financeiros ligados ao PMDB. At√© a √ļltima atualiza√ß√£o desta reportagem a PF n√£o tinha confirmado se eles j√° tinham sido presos.

Pai e filho s√£o investigados pelos crimes de corrup√ß√£o, fraude em licita√ß√Ķes, evas√£o de divisas, lavagem de dinheiro dentre outros, ainda de acordo com a PF.

Em seu primeiro depoimento na condição de delator da Lava Jato, o ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró afirmou ao juiz Sérgio Moro que o senador Renan Calheiros, do PMDB, recebeu propina de dinheiro desviado da Petrobras através de Jorge Luz.

‚ÄúO Jorge Luz era um operador dos muitos que atuam na Petrobras. Eu conheci o Jorge Luz, inclusive n√≥s trabalhamos, tamb√©m faz parte de uma propina que eu recebi, que faz parte da minha colabora√ß√£o na Argentina. E foi o operador que pagou os US$ 6 milh√Ķes, da comiss√£o. Da propina da sonda Petrobras 10.000, foi o Jorge Luz encarregado de pagar ao senador Renan Calheiros…‚ÄĚ, disse Cerver√≥.

A assessoria de Renan Calheiros disse que ele nega as afirma√ß√Ķes, que j√° prestou as declara√ß√Ķes necess√°rias e est√° √† disposi√ß√£o para novos esclare

Conforme a PF, o nome da operação é uma referência ao sobrenome dos dois operadores.
“A simbologia do nome tem por objetivo demonstrar a interrup√ß√£o definitiva da atua√ß√£o destes investigados como representantes deste poderoso esquema de corrup√ß√£o”, disse a PF.
Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

37ª fase
A pen√ļltima fase da opera√ß√£o foi batizada de Calicute prendeu o ex-governador do Rio de Janeiro S√©rgio Cabral sob a suspeita de receber milh√Ķes em propina para fechar contratos p√ļblicos. A opera√ß√£o foi uma a√ß√£o coordenada entre as for√ßas-tarefa da Lava Jato do Rio e do Paran√°. Foram cumpridos v√°rios mandados judiciais expedidos pela 7¬™ Vara da Justi√ßa Federal do Rio de Janeiro e pela 13¬™ Vara da Justi√ßa do Paran√°.

O ex-governador j√° teve tr√™s pedidos de pris√£o preventiva cumpridos contra ele e segue no Complexo de Gericin√≥, em Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde est√£o os outros presos das opera√ß√Ķes Calicute e Efici√™ncia.

Com G1 Paran√°

Comentar

C√°ssio visita Transposi√ß√£o com Alckmin e o ministro Helder Barbalho: “Estamos bem pr√≥ximos de receber as √°guas”

Imagem (Divulgação)

Nesta quarta-feira, 22, o senador C√°ssio Cunha Lima integrou a comitiva do ministro da Integra√ß√£o Nacional, Helder Barbalho, que fiscalizou a parte conclusiva nas esta√ß√Ķes elevat√≥rias do canal da transposi√ß√£o do rio S√£o Francisco, EBV 5 e EBV 6, localizadas no munic√≠pio de Sert√Ęnia, em Pernambuco.

Também fez parte dessa visita de trabalho o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, cuja ação de emprestar bombas de alta capacidade para a transposição está adiantando a chegada da água em território paraibano em pelo menos 30 dias.

De helic√≥ptero, eles sobrevoaram toda a extens√£o do canal no seu eixo leste e desceram no reservat√≥rio de Copiti, que est√° recebendo a √°gua do S√£o Francisco. Tamb√©m estiveram na esta√ß√£o EBV 5 e na EBV 6 – esta, a √ļltima esta√ß√£o elevat√≥ria do eixo leste, j√° que, a partir dela, todo o transporte da √°gua se dar√° por gravidade.

Conforme o senador Cássio Cunha Lima, a previsão é de que a água chegue em Monteiro no próximo dia 5 de março e já no dia 6, com a presença do presidente Michel Temer, a obra seja oficialmente inaugurada, restando apenas a sua chegada até o reservatório Epitácio Pessoa, em Boqueirão, que abastece Campina Grande e mais 17 cidades do compartimento da Borborema.

Eixo Norte ‚Äď C√°ssio lembrou que apenas o lote 2 da obra da transposi√ß√£o, no eixo Norte, est√° paralisado por desist√™ncia da empresa que estava executando a obra, mas garante que at√© o m√™s de dezembro essa situa√ß√£o tamb√©m estar√° solucionada definitivamente para resolver tamb√©m a escassez de √°gua no alto sert√£o paraibano.

‚ÄúOutro compromisso do presidente Temer, cujo projeto est√° em andamento, √© o ramal Pianc√≥ ‚Äď Coremas, que vai regularizar o abastecimento do nosso maior manancial‚ÄĚ, afirmou o senador.

Com Assessoria

Comentar