Hélton rebate Oposição: “Vereador foi seduzido por obras e ações do governo”

Imagem da Internet

O líder da bancada governista, Hélton Renê (PC do B), rebateu as insinuações do líder da Oposição, Bruno Farias (PPS), sobre possível troca de apoio por cargos na adesão do vereador João dos Santos (PR). Segundo Renê, o vereador foi aderido pelas obras e ações que a gestão atual vem desenvolvendo em João Pessoa.

“Se seduzir é mostrar creches, escolas, praças e tantas outras obras que o prefeito vem executando na cidade, então posso assegurar que o vereador João dos Santos foi bem seduzido”, ironizou o líder governista.

Hélton Renê lembrou ainda que o vereador do PR não aderiu ao esquema do prefeito Luciano Cartaxo, mas sim retornou à base governista “de onde nunca deveria ter saído”.

Comentar

Bruno Farias: “Lamento que alguns políticos não resistam às benesses do poder”

Imagem da Internet

O líder da Oposição, Bruno Farias (PPS), comentou agora a pouco a decisão do vereador João dos Santos (PR), que confirmou adesão à bancada do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), na Câmara Municipal de João Pessoa. Farias lamentou o fato e insinuou que o colega trocou o apoio ao Executivo por cargos.

“A sedução do poder é muito forte e são poucos os que conseguem resistir. Lamentavelmente, alguns não resistem às benesses, aos espaços no governo”, afirmou Farias.

Apesar das perdas, Farias disse que a bancada oposicionista continuará unida e negou a possibilidade de novas adesões ao prefeito. “Isso só nos estimula ainda mais. Somos oito companheiros firmes e fortes e não acredito que isso mude. O vereador Humberto Pontes já negou, através de sua assessoria, que tenha intenção de deixar a bancada”, sustentou o líder da Oposição.

Pontes vem sendo especulado como mais um futuro integrante da bancada governista.

Comentar

Ricardo Coutinho e mais seis governadores do Nordeste vão à Temer cobrar investimentos na região

O governador Ricardo Coutinho participou, nesta quarta-feira (29), do Encontro dos Governadores do Nordeste, no Palácio da Abolição, em Fortaleza, Ceará, quando defendeu, entre outros itens, mudanças na proposta do Governo Federal para reforma da previdência e o alongamento da dívida junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A reunião, que ocorre periodicamente, visa a formulação conjunta de ações que tragam melhorias para a região e alternativas para acelerar o crescimento da economia do Nordeste e do Brasil. Os secretários Luís Torres (Comunicação Institucional) e João Azevedo (Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia) acompanharam o governador no encontro.

Participaram do encontro, além de Ricardo Coutinho, os governadores Camilo Santana (Ceará), Renan Filho (Alagoas), Robinson Faria (Rio Grande do Norte), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí) e o vice-governador do Sergipe, Belivardo Chagas.

Durante o encontro, diversos temas foram abordados, como o ajuste a reforma da previdência, equilíbrio fiscal, reforma tributária, continuidade de obras hídricas para minimizar os efeitos da seca e alongamento da dívida junto ao BNDES.

“Existe uma discussão que é relacionada ao tratamento de algumas regiões do país em relação ao desenvolvimento industrial. Para que as regiões se desenvolvam é preciso incentivos fiscais. O Nordeste, pela sua peculiaridade, tem que ter um nível de atratividade maior, com um sistema de desenvolvimento local que permita a região continuar a crescer”, pontuou o governador Ricardo Coutinho.

Ricardo, em consenso com os demais governadores, ainda afirmou que são necessárias alterações em alguns pontos da proposta da reforma da previdência, apresentada pelo Governo Federal. “Minha preocupação é com a maioria da população, ou seja, os mais pobres do Norte e Nordeste, que sofrerão com algumas medidas da reforma da previdência. A aposentadoria rural, por exemplo, será prejudicada. A reforma não pode retirar os direitos de aposentadoria da grande parcela dos brasileiros”, disse.

Os governadores debateram também a respeito da renegociação da dívida junto ao BNDES com base na resolução do CMN 4556/17. Sobre o assunto, o governador comentou: “Vamos pedir uma audiência com o presidente da República para expor as questões. Temos urgência no alongamento da dívida junto ao BNDES que já é lei. Tivemos uma posição pública que, após o comunicado ao presidente, se não tivermos a resposta imediata, vamos procurar os direitos garantidos por uma lei aprovada no Supremo Tribunal Federal, porque isso é fundamental”, comentou Ricardo Coutinho.

O governador do Ceará, Camilo Santana, avaliou o Encontro como positivo e explicou que a carta aberta com os pleitos definidos em conjunto pelos participantes da reunião, será levada ao presidente da República, Michel Temer.

“Solicitaremos uma audiência com o presidente e levaremos ao conhecimento dele as principais demandas voltadas ao Nordeste. A região sofre com a paralisação de convênios e contratos. A política de incentivos fiscais precisa ser retomada, também a liberação de empréstimos para os Estados que ajuda o crescimento e geração de emprego. Pedimos a liberação da bolsa estiagem que vem como ação de combate a seca e uma maior celeridade nas obras hídricas. Enfim, vamos levar vários pontos ao presidente”, disse.

Com Secom

Comentar

Hervázio rasga elogios a Maranhão e PSB insiste em reaproximação do PMDB

Imagem da Internet

O líder do governo, deputado Hervázio Bezerra, externou nesta quarta-feira os primeiros passos do processo de reaproximação entre PSB e PMDB, definido a partir da reunião em que os peemedebistas decidiram priorizar o lançamento de candidatura própria ao Governo do Estado em 2018.

Hervázio foi direto ao objetivo, elogiando a postura e a história política do senador José Maranhão, presidente do PMDB e nome mais cotado dentro do partido para disputar a sucessão estadual.

“É preciso respeitar a trajetória política de Maranhão. É um nome que impõe respeito e tem serviços prestados à Paraíba, avaliou o socialista, em entrevista ao portal de notícias PBAgora.

O deputado parece ter sido “escolhido à dedo” para dar partida no processo já que, além de líder da bancada governista, mantém relação de amizade com a família Maranhão. De agora em diante, a ordem é não bater em Maranhão. Nem no PMDB.

Agora, tem que avisa a Anísio Maia e ao PT.

Comentar

Vereador sugere suspensão de alvarás de construção em área próxima à barreira do Cabo Branco e provoca polêmica

Imagem da Internet

Requerimento aprovado pela Câmara Municipal propondo a suspensão dos alvarás de construção emitidos pela Prefeitura de João Pessoa nos últimos 90 dias gerou polêmica nesta quarta-feira, duranta a sessão ordinária. O autor da proposta, vereador Fernando Milanez Neto (PMDB), explicou que a intenção é colaborar com o processo de proteção da falésia e não vê prejuízos ao setor da construção civil como alguns alegam.

Segundo ele, a enxurrada de construções na área é um dos elementos responsáveis pela degradação da barreira do Cabo Branco, considerado um dos mais importantes cartões postais de João Pessoa e da Paraíba. “Não vemos prejuízo porque é uma medida temporária, até que se encontre uma solução para o problema da barreira. O que pode acontecer é apenas um atraso nas construções, mas tudo em nome do meio ambiente”, justificou o parlamentar peemedebista.

Milanez Neto disse que, antes de apresentar a proposta, conversou com vários ambientalistas que se mostraram favoráveis à suspensão dos alvarás. “Queremos chamar a atenção da classe política para o problema. E também queremos o setor da construção civil ao nosso lado para pressionar em favor de uma solução para a barreira”, insistiu.

Vereadores de oposição, entretanto, entendem que a medida deve provocar prejuízos não só à construção civil, mas ao desenvolvimento daquela área, considerada nobre. Eles também desconfiam que a proposta visa apenas desviar a atenção da opinião pública em relação aos recursos oriundos de emenda parlamentar do deputado federal Wilson Filho (PTB) que estariam sendo devolvidos por falta de uso. O dinheiro deveria ser utilizado pela Prefeitura de João Pessoa em ações de contenção da erosão e preservação da barreira. O pai do vereador do PMDB, ex-vereador Milanez Filho, é atual secretário de Turismo do prefeito Luciano Cartaxo.

Comentar

Vereador alerta colegas de oposição para “canto da sereia” usado por Cartaxo para atrair adesões

Imagem da Internet

O vereador Léo Bezerra (PSB) alertou os colegas de bancada Oposição quanto ao que chamou de “canto da sereia” que estaria sendo usado pelo prefeito Luciano Cartaxo (PSD) paras atrair novos aliados. A expressão acima é usada, geralmente, para definir enganações ou falsas promessas e,segundo o socialista, estaria sendo aplicada pelo líder do prefeito, Hélton Renê (PC do B) para conquistar apoios.

“É preciso saber a causa dessas adesões. Não há motivos para vereadores da Oposição aderirem ao prefeito. Aliás, é bom ter cuidado com esse canto da sereia porque, se do lado de lá estivesse tão bom assim, não haveria ninguém insatisfeito”, afirmou Bezerra.

O socialista lembrou que, de acordo com Raíssa Lacerda, mais de dez vereadores da bancada de Situação estariam insatisfeitos com o tratamento recebido do Paço Municipal. “Não vejo nenhum vereador da nossa bancada reclamar de insatisfação”, comparou.

Sobre João dos Santos (PR), contabilizado como nova adesão ao prefeito, Lèo Bezerra disse que vai conversar ainda hoje com o vereador para saber qual postura adotará na Câmara Municipal de agora em diante. “Até agora não fui comunicado sobre essa adesão”, garantiu.

Só falta mesmo o comunicado.

Comentar

Tibério Limeira defende definição de nome do PSB até o final do ano e cita Estela Bezerra como alternativa

Imagem da Internet

O vereador Tibério Limeira defendeu, nesta quarta-feira, que o PSB defina o nome que disputará o Governo do Estado nas eleições de 2018 até o final do ano. Segundo Tibério, é importante que o grupo comandado pelo governador Ricardo Coutinho tenha essa definição já no segundo semestre de 2017 para trabalhar o candidato junto ao eleitorado.

“Seria interessante termos esse nome pelo menos no segundo semestre para não enfrentarmos as dificuldades que passamos nas eleições de 2016”, justificou Limeira, lembrando o processo sucessório de João Pessoa, onde a professora Cida Ramos substituiu o secretário João Azevedo.

Tibério defende também a deputada Estela Bezerra como candidata e acha que o PSB não deve abrir mão de indicar nome à sucessão estadual. Segundo ele, o governador Ricardo Coutinho será o “grande eleitor” de 2018 e um grande reforço para a chapa majoritária governista.

“Mas. a decisão (de sair para disputar o Senado) é uma coisa pessoal, é dele. Temos que respeitar a individualidade de cada um”, explicou o vereador socialista.

Comentar

Vereador do PSDB afirma que Romero não tem “peso eleitoral” para disputar Governo do Estado e prevê Cássio disputando Senado

Imagem da Internet

O vereador pessoense Luiz Flávio, do PSDB,decidiu engrossar o coro da colega Elisa Virgínia contra a candidatura própria do partido ao Governo do Estado. Aliado do prefeito Luciano Cartaxo, Luiz Flávio disse, na Câmara Municipal, que o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, não tem ainda “peso eleitoral” suficiente para disputar o mandato de governador, embora reconheça a boa gestão do tucano.

“Não vejo como ele (Romero) ser candidato (a governador). Na minha opinião, não tem “peso” (eleitoral) para isso”, disparou o tucano, agora a pouco.

Luiz Flávio também falou sobre a possibilidade do senador Cássio Cunha Lima encabeçar uma eventual chapa majoritária do PSDB em 2018. Ele acredita que Cássio não entrará na disputa. “Pelo que tenho notado, Cássio será candidato novamente a senador”, sustentou.

É a movimentação para 2018.

Comentar

Chapa Dilma/Temer deve ser julgada pelo Tribunal Superior Eleitoral na próxima terça-feira

Imagem da Internet

O Tribunal Superior Eleitoral deve começar a julgar, na próxima terça, a ação que pede a cassação da chapa encabeçada pela ex-presidente Dilma Roussef, tendo como vice o atual presidente, Michel Temer, vitoriosa nas eleições de 2014. A decisão foi anunciada pelo ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, que convocou quatro sessões na semana que vem para o julgamento. Segundo o jornal Folha de São Paulo, o Ministério Público Eleitoral já se manifestou sobre o processo, mas o posicionamento é mantido em sigilo.

O ministro paraibano Herman Benjamin, relator do processo, também entregou relatório à presidência do TSE. Ainda de acordo com o jornal paulista, a defesa de Dilma pediu a anulação dos depoimentos dos ex-diretores da Odebrecht. A defesa de Temer fez o mesmo.

Já o PSDB, autor da ação, nas alegações finais isentou Temer da acusação de abuso de poder, jogando toda responsabilidade nas costas da petista.

Com informações da Folha de São Paulo

Comentar

Secretário se antecipa e toca num dos “calos” do projeto de Cartaxo para 2018: “Não acredito que o PSD negue sua candidatura”

Imagem da Internet

Pela primeira vez, um auxiliar de Luciano Cartaxo tocou, publicamente, num dos “calos” do seu projeto político para 2018. O secretário de Comunicação, Josival Pereira, através dos microfones da Rádio Arapuan, nesta terça-feira, antecipou-se a possíveis questionamentos e disse ter certeza de que o PSD garantirá legenda para o prefeito de João Pessoa se candidatar ao Governo do Estado, caso seja esta sua decisão. “Não acredito que o PSD negue candidatura à Cartaxo”, afirmou Pereira.

O tema é pertinente porque todos sabem da relação do deputado federal Rômulo Gouveia, presidente do PSD na Paraíba, com o senador Cássio Cunha Lima, principal expoente do PSDB no Estado e também cotado para concorrer à sucessão estadual do ano que vem. Para quem não lembra, Gouveia abandonou na undécima hora o governador Ricardo Coutinho (PSB), de quem era vice, nas eleições de 2014 para apoiar Cássio, principal adversário do socialista.

Até agora, porém, Rômulo tem assegurado que o prefeito não encontrará resistência partidária para se candidatar em 2018. Até porque, o PSDB de Cássio integra a aliança que reelegeu Cartaxo nas eleições de 2016, com promessa de continuidade dessa composição no ano que vem. E mesmo com os problemas recentes, causados pela decisão do PMDB de lançar candidatura própria e pelas cobranças do prefeito Romero Rodrigues para que o PSDB siga o mesmo caminho, Josival duvida que o dirigente do PSD mude de posição.

“Rômulo Gouveia sabe da realidade concreta de seu partido crescer com Luciano Cartaxo como candidato ao Governo do Estado. O prefeito tem quadros e tem nomes para figurar na chapa. Por isso, não vejo nenhuma possibilidade de o partido negar candidatura a ele”, insistiu o secretário.

Taí um elemento importante no processo eleitoral de 2018.

Comentar