Prestes a deixar presidência da CMJP, Marcus Vinicius comemora sucesso de sua gestão

Citação

Imagem da internet

O vereador Marcus Vinicius (PSDB) se prepara para “limpar as gavetas” como presidente da Câmara Municipal de João Pessoa. Em janeiro de 2018, ele vai entregar o cargo a João Corujinha (DC), que presidirá a Casa de Napoleão Laureano no próximo biênio.

Marcus tem adversários? Claro que tem. Mas, tem muito mais aliados. Com uma gestão exitosa, o atual presidente da Câmara Municipal deve entregar o cargo com a consciiência do dever cumprido.

Quem avaliza essa concição não é só a bancada governista. A Oposição também mantém um discurso de reconhecimento. E, em sua maioria, faz questão de elogiar o trabalho da atual Mesa Diretora da Casa de Napoleão Laureano.

Não é exagero afirmar que não haverá problema na transição. Para desespero dos que torcem e agem na sireção contrária.

Marcus Vinicius e Corujinha sabem quem são os “inimigos”.

E apenas ignoram.



Gervasio defende unidade política em favor da Paraíba após eleições: “Temos que desarmar palanques”

Imagem da Internet                                                                                                                                                                                                                                           O deputado federal eleito Gervasio Maia (PSB) defendeu nesta terça-feira (23) a unidade das forças políticas em favor da Paraíba a partir de 2019, quando terá se encerrado o processo eleitoral. Maia disse que vai lutar, em Brasília, para que os doze deputados federais e os três senadores paraibanos trabalhem em conjunto buscando a liberação de recursos para obras no Estado.

“Temos muitos projetos importantes. O Porto de Águas Profundas, por exemplo, é uma peça fundamental para o desenvolvimento econômico da Paraíba porque estamos mais próximos dos Estados Unidos, da África e da Europa. Pernambuco tem Suape e nós não temos nada. Se outros Estados conseguem (união política), nós também podemos conseguir”, afirmou Maia, lembrando a necessidade de desarmamento dos palanques políticos.

Gervasio também admitiu participar do processo sucessório da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, desde que seja convocado pela bancada. Segundo ele, sua participação seria apenas no sentido de trabalhar pela unidade da bancada governista, já que está concluindo o mandato de deputado estadual e de presidente da Assembleia.

Comentar


Ruy Carneiro culpa Maranhão por derrota das oposições, mas esquece que Cartaxo “amarelou” e desistiu da candidatura

Imagem da Internet

O deputado federal eleito Ruy Carneiro, presidente do PSDB, tem uma boa oratória, mas a memória não é das melhores. Após a derrota acachapante das oposições nas urnas, em 7 de outubro, Ruy foi o primeiro a responsabilizar o senador José Maranhão, candidato derrotado do MDB, pelo fracasso. Segundo ele, Maranhão teria “desorganizado” as forças de oposições ao se lançar candidato ao Governo do Estado, mesmo sem apoio dos demais partidos.

De certa forma, Ruy tem razão. Se Maranhão tivesse o apoio dos demais partidos de oposição a história talvez fosse diferente. Ou se Maranhão tivesse apoiado outro nome das oposições, também.

O presidente do PSDB só esqueceu de dizer que o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), de quem é “aliado de primeira hora”, foi lançado candidato a governador e, antes mesmo da homologação em convenção, “amarelou” e desistiu de disputar as eleições, impondo o irmão como substituto.

Se Luciano Cartaxo tivesse sido candidato, com apoio das forças de Oposição, será que o resultado das urnas teria sido o mesmo?

Perguntar não ofende.

 

Comentar


Deputado paraibano lamenta falta de prestígio em Brasília: “Deputado estadual não vale nada”

Imagem da Internet

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB) exercitou ao máximo a sinceridade na manhã desta terça-feira (23), ao comentar a falta de prestígio na Capital Federal. Em discurso da tribuna da Assembleia Legislativa, Paulino declarou que “deputado estadual não vale nada em Brasília”.

Paulino explicou que somente os deputados federais e senadores são prestigiados nas reivindicações à ministérios e órgãos federais. Cabisbaixos, os colegas que se encontravam em plenário não contestaram a declaração.

Quem cala…

 

Comentar


Filha de Zenóbio Toscano pode ser primeira mulher a liderar bancada na Assembleia Legislativa da Paraíba

Imagem da Internet

A legislatura que se encerra no início de fevereiro de 2019 deixará algumas marcas importantes na Assembleia Legislativa da Paraíba. A gestão equilibrada do ex-presidente Adriano Galdino (PSB), a ampla reforma do prédio-sede feita na atual gestão, sob o comando de Gervasio Maia (PSB), a liderança de Hervazio Bezerra (PSB) a frente da bancada governista, mesmo como suplente, e o desempenho da representação de Guarabira.

Os deputados Camila Toscano (PSDB) e Raniery Paulino (MDB) são adversários políticos, mas têm em comum o destacado desempenho no exercício de seus mandatos. Com discursos combativos e “afiados”, os dois arrancaram elogios até da bancada governista. E, apesar de estarem do mesmo lado (na Oposição) na Assembleia, Camila e Raniery disputam votos na região do Brejo paraibano, mais precisamente na cidade de Guarabira.

Camila é filha do prefeito Zenóbio Toscano (PSDB) e Raniery do ex-prefeito Roberto Paulino (MDB). Os dois são herdeiros políticos dos pais e foram reeleitos deputados estaduais. A partir de 2019, eles poderão ostentar também outro ponto em comum: Camila quer se tornar a primeira mulher a liderar uma bancada na Assembleia Legislativa, substituindo Raniery no comando do bloco oposicionista.

Até lá, muitas reuniões devem ocorrer, tanto no PSDB, partido da deputada, quanto na própria bancada de Oposição, antes da definição do novo líder. A filha de Zenóbio admite que outros nomes poderão surgir, mas não esconde a euforia com a possibilidade.

Aos que lhe questionam, Camila garante que está pronta para o desafio. Sem pestanejar.

 

 

 

 

30.711

32.682

Comentar


Depois da derrota nas urnas, Ciro Gomes “joga a toalha” e anuncia aposentadoria

Imagem da Internet

O candidato do PDT derrotado nestas eleições foi flagrado num momento de lazer em Paris, ao lado da esposa Gisele. Segundo a colunista Mônica Bergamo, na Folha desta segunda-feira (22), uma brasileira chamada Érika Campelo, diretora de uma associação cultural, abordou Ciro, no último fim de semana e perguntou por que ele não estava no Brasil lutando contra a eleição de Jair Bolsonaro (PSL).

Ciro não pensou duas vezes — como é de costume — e soltou: “Realmente está muito difícil: o Brasil está doente. Mas eu estou muito cansado. Estou batalhando há três anos. E não dá mais”.

Como havia prometido caso não ganhasse a disputa para o Planalto, Ciro deve se aposentar da política partidária.

Com cearanews

Comentar


Azevedo projeta construção de 50 novas escolas e contratacão de 4 mil professores para melhorar Educação

    Imagem da Internet

O governador eleito João Azevedo (PSB) reafirmou que dará prioridade a investimentos nas áreas de Educação e Segurança Pública, durante a gestão que se inicia em 01 de janeiro de 2019. Em entrevista Sistema Tambaú de Comunicação, João disse que pretende convocar 500 policiais concursados e construir de Monitoramento e Controle (batalhões da PM) em João Pessoa, Campina Grande e Patos.

Na área da Educação, a ideia é contratar pelomenos 4 mil professores, 50 novas escolas e Centros de Educação Cidadã no inteerior do Estado, até o final do mandato,

Um plano ousado, mas exequível. Quando se quer fazer, tudo fica mais fácil.

Comentar


REFORMA POLÍTICA: Bolsonaro defende fim da reeleição e redução do número de congressistas

Imagem da Internet

O deputado e presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) defendeu neste sábado (20) o fim da reeleição e a redução do número de congressistas como parte de uma eventual reforma política que pretende fazer, caso seja eleito presidente da República no próximo domingo.(28), quando disputará o segundo turno do pleito com Fernando Haddad (PT).

Em entrevista, Bolsonaro disse que a reforma política é necessária, embora tenha demonstrado dúvida em relação á sua viabilidade ao repwtir que “pretende” fazer as mudanças.

“O fim da reeleição começaria por mim e poderíamos reduzir o Congreaao entrw 15% e 20%. Acho que isso já seria uma excelente reforma. É o que pretendo”, afirmou o mito.

Bolsonaro disse ainda que a nomeação dos ministros deve ser feita apenas por critérios técnicos, sem interferência de partidos políticos.

Será o primeiro grande teste do Capitão. Ele vai mexer num “vespeiro” gigante.

Comentar


Cássio Cunha Lima anuncia liberação de R$ 14 milhões para obras do Canal Acauã-Araçagi

    Imagem da Internet

O vice-presidente do Senado Federal, Cunha Lima (PSDB-PB,  anunciou, neste sábado (20), a liberação de R$ 14 milhões por parte do governo federal para o governo da Paraíba. “Os recursos são para a continuidade das  obras do Canal Acauã-Araçagi”, informou o senador paraibano.

Cássio fez diversas gestões junto ao Ministério da Integração Social, ainda no primeiro semestre deste ano, a fim de agilizar esses recursos.

Neste sábado, o próprio ministro Antônio de Pádua, da Integração, fez contato com o senador e enviou o comprovante da liberação.

O Canal Acauã-Araçagi é considerado a maior obra hídrica já realizada na Paraíba e foi projetado ainda no governo Cássio. Quando estiver pronto, vai garantir sustentabilidade hídrica, irrigação e desenvolvimento da agricultura familiar, gerando condições de sobrevivência, com emprego e renda para o meio rural.

“Sempre coloquei os meus mandatos em favor da Paraíba e dos paraibanos. Nunca me deixei enredar por interesses mesquinhos e jamais atuei, nem atuarei, contra qualquer melhoria para o nosso estado. Tenha ou não tenha mandato, o meu compromisso se mantém” – afirmou o senador.

Comentar


Deputado não reeleito pode disputar eleição para prefeito de Esperança

Em entrevista ao programa Se Liga PB, neste sábado(20), o deputado estadual eleito Anderson Monteiro(PSC) agradeceu aos 30.646 votos que o elegeram para o seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba. Ele destacou que o seu trabalho será de visitas permanentes aos municípios paraibanos, ouvindo as demandas das população.

“A primeira luta será inicialmente pela boa política, e muitas outras bandeiras se desdobram daí, como do asfalto que liga Alagoa Nova à Areia”, citou como exemplo, além de obras hídricas, como o fornecimento de água da barragem de Camará para Esperança, aonde Anderson já exerceu um mandato de prefeito.

Sobre a votação que obteve em Esperança, 5.961 votos, sendo o mais votado na cidade, ele explicou se o resultado será um termômetro para as eleições municipais de 2020. Anderson diz que o momento não pretende discutir essas articulações no próximo ano. Mas ele já adiantou que o objetivo é alçar o seu pai e atual deputado estadual, Arnaldo Monteiro(PSC), à condição de candidato a prefeito de Esperança no pleito. “É falado nos quatro cantos o objetivo e o propósito permanente, para que o meu pai Arnaldo Monteiro, seja candidato a prefeito”, disse.

Segundo Anderson, Arnaldo, que já ocupou seis mandatos na casa de Epitácio Pessoa, sempre se orgulho de ter sido prefeito de Esperança.” Ele sempre manifestou essa vontade, e se o povo de Esperança decidir, e assim quiser, querer que ele volte a comandar e a administrar os destinos da população esperancense, ele vai disputar.

Comentar