GOLPE DE 1964: Adriano Galdino lembra lei que homenageia vítimas do Regime Militar na Paraiba

Neste dia 31 de março, data que marcou o início do Regime Militar no Brasil, no ano de 1964, o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino (PSB), lembrou Lei, de sua autoria, que instituiu o Dia Estadual em Memória às Vítimas de Graves Violações de Direitos Humanos ocorridos na Paraíba durante o Regime Militar.

A Lei Nº 10.677, de 27 de Abril de 2016, definiu justamente o dia 31 de março para lembrar a memória das vítimas da Ditadura na Paraíba.

Para Adriano Galdino, a Lei é uma forma de garantir a não repetição de violações aos direitos humanos, bem como constituir um reconhecimento público da Paraíba em respeito às vítimas e seus familiares das violações ocorridas durante a ditadura militar.

“O propósito desta Lei foi para que a gente possa cada vez mais rememorar um período negro da história política do Brasil. Eu vivi um pouco daquele período, era um tempo difícil, de muita censura, desconfiança, uma época negra do Brasil e que a sociedade, principalmente os mais jovens precisam tomar conhecimento para que fatos daquela natureza não voltem a ocorrer nos dias de hoje”, afirmou.

Comentar


Ruy prevê derrota da reforma da Previdência no Congresso e Ciro Gomes endossa posição

Imagem da Internet

Sem os dados que comprovem os déficits e a possível economia de R$ 1 trilhão que o governo quer fazer, o projeto de reforma da Previdência dificilmente passará no Congresso Nacional. Esta é a posição firme que o deputado federal Ruy Carneiro tem assumido na Câmara e que tem repercutido nacionalmente por lideranças como o presidenciável Ciro Gomes.

“Falam em economia de R$ 1 trilhão com a reforma da Previdência, mas não mostram os cálculos. Por isso Mauro Benevides Filho e Ruy Carneiro pediram oficialmente o envio dos microdados referentes aos cálculos que resultaram na conta final”, disparou Ciro em sua conta no twitter.

Ruy Carneiro cobra as informações porque a reforma precisa ser justa e reduzir os prejuízos para a maioria da população. “Uma reforma honesta só poderá ser feita com transparência e com muita responsabilidade”, exige Ruy. “Tem que apontar os verdadeiros desequilíbrios, as categorias que mais são beneficiadas ou prejudicadas, os dados sobre déficit, arrecadação, valores médios pagos para os diversos setores da sociedade e do setor público”, acrescenta.

Comentar


Sindifisco aponta aumento da receita própria e queda das transferências na Paraíba

A receita oriunda de recursos próprios através impostos e taxas (ICMS, IPVA, ITCD) do Estado da Paraíba apresentou crescimento no último mês de fevereiro em relação ao mesmo período do ano passado. É o que aponta o Sindicato dos Integrantes do Grupo Operacional de Servidores Fiscais do Estado da Paraíba (Sindifisco-PB).

De acordo com a instituição, no mês passado foram arrecadados recursos superiores a R$ 500 milhões. Em fevereiro de 2018 essa quantia foi de R$ 475 milhões, ou seja, um incremento de 7,47% que equivale a R$ 35 milhões a mais.

Por outro lado, o Sindifisco-PB detecta diminuição em recursos de transferências constitucionais pelo Governo Federal para a Paraíba (FPE, Fundeb, Cide, IOF-Ouro, IPI-Exp e Royalties) se comparado com o mesmo mês do ano passado.

Foram repassados ao Estado mais de R$ 488 milhões e fevereiro de 2019. No mesmo mês de 2018, esse valor foi um pouco maior, com o Governo Federal repassando R$ 489 milhões, diferença de R$ 976 mil menos, ou seja, uma queda de 0,20%,

Mesmo assim, na soma da receita própria com as transferências, os recursos disponíveis em caixa apontam para mais recursos nos cofres do Executivo estadual: são mais de R$ 999 milhões, em fevereiro. No mesmo período de 2018, esse montante foi de aproximadamente R$ 965 milhões, representando incremento de R$ 34,5 mil, aumento de 3,58%.

Com MaisPB

Comentar


Deputado Inácio Falcão ganha apoio da direção nacional do PC do B para disputar Prefeitura de Campina Grande em 2020

Luciana preside PC do B (Imagem de Assessoria)

Inácio Falcão já tinha motivos de sobra para disputar a Prefeitura de Campina Grande, em 2020. Além do desejo de administrar sua terra natal, ele carrega na bagagem a marca de ter sido o deputado estadual mais votado na Rainha da Borborema, em 2018.

Na última sexta-feira (29), Falcão ganhou mais um importante reforço ao seu projeto político-eleitoral. A presidente nacional do PC do B, Luciana Santos, esteve em João Pessoa e não só rasgou elogios mas colocou o nome do parlamentar campinemse no seleto grupo de pré-candidatos à sucessão municipal na Paraíba.

Imagem da Internet

Além de Inácio Falcão, serão apenas mais seis nomes que tentarão conquistar prefeituras paraibanas para os comunistas. O número é pequeno, mas a disposição para vencer a batalha nas urnas é imensa, segundo a presidente nacional do PC do B e vice-governadora de Pernambuco.

Prova disso é o entusiasmo de Falcão com a possibilidade de prestar mais serviços aos campinenses. “Estaremos sempre dispostos a servir o povo da Paraíba, principalmente o de Campina”, adiantou o pré-candidato.

Falcão quer entrar na disputa como “bola dda vez”.

Comentar


Chuvas alagam ruas, arrastam carros e derrubam muro de clube no Sertão da Paraíba

Imagem Reprodução de Whatssap

As fortes chuvas que caíram na noite deste sábado (30), em Itaporanga, no Sertão paraibano, deixaram um rastro de destruição na cidade.

As águas alagaram ruas, invadiram casas, arrastaram veículos e barracos, e derrubaram o muro do Itaporanga Esporte Clube, localizado na travessa das ruas Horácio Gomes com Crizanto Pereira, no centro da cidade.

Uma das avenidas mais prejudicadas foi a Getúlio Vargas, principal da cidade, onde casas e estabelecimentos comerciais foram invadidos.

Nas proximidades do Banco do Brasil, direitos (pequenas barracas de venda de lanches, doces, balas e cigarros) e motocicletas foram arrastadas pela força das águas.

É água com força no Sertão.

Comentar


Paraíba é o sexto Estado brasileiro com maior número de prefeitas

A Paraíba é o sexto estado do Brasil com o maior número de mulheres na chefia do poder executivo municipal, se colocando acima da média nacional que é de 11,7%. O Estado conta com 40 prefeitas, o que equivale a apenas 18% dos 223 municípios paraibanos. Os dados são da pesquisa Perfil das Prefeitas no Brasil (2017-2020) realizada pelo Instituto Alziras. Os números ainda revelam a pequena participação feminina no comando das prefeituras e, como forma de apoiar a ampliação das mulheres na política, a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) convoca as prefeitas para participarem da XXI Marcha dos Prefeitos que será realizada em Brasília nos dias 8 a 11 de abril, onde a temática será debatida.

O levantamento tem a finalidade de revelar um retrato de quem são as prefeitas brasileiras, suas trajetórias políticas e ambições, os desafios políticos e de gestão enfrentados e suas percepções sobre políticas públicas e as questões de gênero. Apesar de se manter acima do índice nacional em número de prefeitas, a presidente do Movimento de Mulheres Municipalistas (MMM) na Paraíba, a prefeita de Monteiro, Anna Lorena, disse que o objetivo é fortalecer as práticas e ações que garantam um maior número de mulheres na política, principalmente nas eleições do próximo ano.

“É preciso que as mulheres participem da política de forma direta, para que essa realidade no nosso Estado possa mudar. Hoje somos 40 prefeitas no Estado, mas nosso objetivo é mudar essa realidade nas próximas eleições. Precisamos ocupar os nossos espaços dentro da política e faremos, principalmente a partir de agora com a criação do Movimento de Mulheres Municipalistas”, afirmou.

A Famup articulou a criação do Movimento de Mulheres Municipalistas (MMM) e vem colaborando com a formação de novas lideranças. “Precisamos de igualdade, de mais mulheres comandando municípios paraibanos, por isso, também levaremos essa bandeira para a Marcha dos Prefeitos em Brasília. Convido todas as prefeitas a participarem desse movimento, pois será um momento importante para reivindicarmos, além das bandeiras das mulheres, ações para os nossos municípios”, disse o presidente da Famup, George Coelho.

No ranking, a Paraíba fica atrás de estados como Roraima, Rio Grande do Norte, Alagoas, Maranhão e Amapá. O Espírito Santo tem apenas 5,1% de mulheres nos Executivos, em um total de 78 municípios. O estado é seguido pelo Rio Grande do Sul e por Minas Gerais, com 6,2% e 7,6% de prefeitas respectivamente. Juntos, 11 estados apresentam percentual de Prefeitas abaixo da média nacional de 11,7%, incluindo todos os da Região Sudeste.

Já os estados com maior parcela de mulheres Prefeitas são Roraima e Rio Grande do Norte, com 26,7% e 26,3%, respectivamente. No entanto, Roraima é o estado da federação com menor número de municípios no total: somente 15, sendo quatro comandados por mulheres.

Com Assessoria

Comentar


Prefeito invade gramado e tenta intimidar árbitro durante partida de futebol

Imagem Reprodução TV Globo

Um fato inusitado marcou a partida entre Bahia e Atlético-BA, na última quarta-feira, pelo Campeonato Baiano. O médico da equipe mandante, que também é prefeito de Alagoinhas, onde acontecia a partida, invadiu o gramado para tirar satisfações com o árbitro do jogo, Bruno Pereira Vasconcelos.

A reclamação aconteceu perto do fim do primeiro tempo e acabou resultando na expulsão do médico, que mesmo assim aguardou o fim da partida e voltou a questionar o juiz.

Dentro de campo, o Bahia não teve dificuldades e superou os donos da casa por 2 a 0.

Comentar


Será que Daniella vai “passar a perna” nos grupos Cunha Lima e Cartaxo?

Imagem da Internet

Daniella Ribeiro (PP) entrou na disputa por uma vaga no Senado Federal, nas eleições de 2018, como “zebra”, termo usado na Loteria Esportiva para definir a vitória de um clube sem chancesde vitória.

Com a “ajudinha” do irmão, Aguinaldo Ribeiro, um dos principais aliados do ex-presidente Michel Temer, que chegou a ser preso pela Polícia Federal, Daniella surpreendeu nas urnas e se elegeu

Derrubou o favoritismo do então senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Insatisfeita, Danny Ribeiro quer agora abocanhar a liderança das oposições na Paraíba. Cunha Lima e Cartaxo estão com os dias contados, segundo os aliados da folgosa senadora.

Só falta combinar com o prefeito do principal colégio eleitoral e com Cássio.

Aliás, será que os paraibanos concordam com isso?

Comentar


Vereador João Almeida descarta convite de DEM e decide permanecer no Solidariedade

Imagem da Internet

O vereador João Almeida agradeceu o convite de filiação ao DEM, feito pelo deputado estadual e presidente do diretório municipal de João Pessoa, Felipe Leitão.

Mas, preferiu permanecer no Solidariedade, de Manoel Júnior, vice-prefeito e um dos nomes cotados para receber apoio do prefeito Luciano Cartaxo (PV), em 2020.

E, pelo jeito, nem com o apelo de “Votinho de Ouro” Felipe conseguirá fazê-lo mudar de ideia.

João, que também é policial rodoviário federal, quer tranquilidade.

Comentar


Adriano Galdino sugere ampliação das prerrogativas das Assembleias Legislativas

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, participou, nesta sexta-feira (29), do 3º ParlaNordeste – Encontro de Presidentes de Assembleias Legislativas dos Estados do Nordeste. Os chefes dos Legislativos estaduais se reuniram com o objetivo de estreitar as relações e juntos buscarem soluções para problemas comuns aos estados da região.

O encontro aconteceu na cidade de São Luís, na Assembleia Legislativa do Maranhão (ALMA), e contou com a presença dos nove presidentes das Assembleias dos estados nordestinos. Além de promover o debate a respeito de temas como o Pacto Federativo e a reforma da Previdência, o presidente, Adriano Galdino, propôs aumentar as prerrogativas das Assembleias Legislativas, ampliando assim o papel dos deputados estaduais na elaboração de propostas que trarão melhorias às vidas dos brasileiros.

“As Assembleias Estaduais precisam ser protagonistas do momento tão especial que vive o Brasil. E o parlamento estadual precisa está cada vez mais atuante, politicamente”, observou Galdino

A possível fusão do Banco do Nordeste com o BNDES também foi motivo de preocupação entre os parlamentares. Para o anfitrião do evento, o presidente da ALMA, deputado Othelino Neto, essa união não seria positiva para os nordestinos. “Achamos que a fusão do BNB com o BNDES será prejudicial ao Nordeste”, avaliou. Já o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal, cobrou união do parlamento nordestino em prol do desenvolvimento da região. “Precisamos nos unir para que, assim que terminar essa grave crise no Brasil, possamos caminhar a passos largos”, afirmou.

Com base nas propostas apresentadas, todos os presidentes presentes ao evento assinaram a Carta São Luís, contendo os encaminhamentos de interesse da região Nordeste e do Poder Legislativo a serem apresentados à bancada federal nordestina e ao Governo Federal. Esse foi o terceiro encontro de presidentes de Assembleias Legislativas do Nordeste. Bahia e Ceará foram os estados que sediaram os eventos anteriores.

Comentar