Assembleia Legislativa homenageia empresa mineira pelos 30 anos de fundação

A Assembleia Legislativa da Paraíba homenageou, durante sessão especial realizada nesta sexta-feira (30), a empresa AeC pelos seus 30 anos de fundação. Na Paraíba, a organização emprega mais de seis mil pessoas e possui sede nas cidades de João Pessoa e Campina Grande. A sessão foi proposta pelo deputado Wilson Filho e contou com a presença do senhor Antônio Guilherme Noronha Luz, acionista da empresa.

O presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino, declarou que a presença da AeC no estado é motivo de felicidade para mais de seis mil paraibanos. Galdino parabenizou a iniciativa do deputado Wilson Filho e acrescentou que o Poder Legislativo reconhece o valor e os serviços prestados pela AeC. “Como presidente deste Poder, agradeço a AeC, que é merecedora de todas as honras, assim como seus funcionários e a toda sua equipe e que esta empresa possa continuar por muitos e muitos anos investindo na nossa Paraíba”, afirmou o presidente destacando a valorização da empresa pela mão-de-obra paraibana.

A AeC se apresenta atualmente como uma das maiores empresas brasileiras no desenvolvimento de projetos de relacionamento com clientes oferecendo serviços de contact center, atendendo empresas dos setores de telecomunicações, financeiro, varejo, governo e serviços de saúde, entre outros. O deputado estadual Wilson Filho, que presidiu a sessão, fez questão de destacar que a AeC recebe uma homenagem mais que justa do Poder Legislativo. Wilson lembrou que a proposta de homenagear a empresa foi aprovada por unanimidade na Casa, comprovando sua importância na geração de empregos. “Estamos reconhecendo uma empresa que vem focando seus serviços na Paraíba com três estruturas que empregam quase seis mil paraibanos. É uma empresa que dá oportunidades, em sua maioria, a jovens, que encontram na AeC o tão sonhado primeiro emprego”, declarou o deputado.

O deputado Júnior Araújo disse que a AeC representa a geração de oportunidades para milhares de paraibanos e acrescentou que a presença da empresa no estado contribui para que a Paraíba possa vencer o principal desafio do cenário nacional na atualidade que é a geração de empregos. “É uma empresa que acreditou e que investiu aqui na Paraíba, gerando aproximadamente 6 mil empregos e nós não poderíamos deixar de prestar este reconhecimento e agradecer pela colaboração da empresa em cidades como João Pessoa e Campina Grande”, pontuou Júnior Araújo.

A instalação das unidades da AeC na Paraíba, para o deputado Cabo Gilberto, além de empregar cerca de seis mil paraibanos, beneficia mais de 20 mil pessoas de forma direta com as oportunidades que oferece, trazendo cidadania e melhor qualidade de vida ao povo da Paraíba. “A AeC atua fomentando emprego, que hoje é o principal problema da sociedade moderna, em especial a paraibana, a qual fazemos parte. Nós estamos aqui para parabenizar está belíssima empresa”, ressaltou o deputado.

O deputado federal Wilson Santiago disse que a Assembleia homenageia uma empresa que fez e fará muito mais pela Paraíba e é dever de todos acreditar que comungando com a população paraibana o estado irá crescer ainda mais. “Está de parabéns a Assembleia Legislativa e a população paraibana porque tem nesse estado uma empresa implantada que merece ser reconhecida por todos nós. Estamos à disposição de vocês para construirmos outras alternativas por esse Brasil. Juntos faremos pela Paraíba aquilo que os paraibanos esperam de cada um de nós”, pontuou.

Emocionado, Antônio Guilherme Noronha Luz, um dos acionistas da empresa, revelou que a chegada da AeC à Paraíba há sete anos foi um marco para a organização no que se refere à expansão, já que até então a ela estava sediada apenas no seu estado de origem, em Minas Gerais. “O sucesso e o compromisso das pessoas aqui da Paraíba com a AeC e com os nossos clientes fizeram com que a gente conseguisse vir pra João Pessoa, ir pra Mossoró, Juazeiro do Norte, Arapiraca, então todo esse crescimento aconteceu pelo sucesso que a gente teve aqui na Paraíba e o comprometimento das pessoas daqui”. Antônio Guilherme disse estar honrado com a homenagem prestada pelo Poder Legislativo paraibano à AeC e que o sentimento de todos que fazem parte da empresa é de gratidão. “A gente quer retribuir crescendo e gerando mais emprego. A educação aqui é muito boa e o tipo de profissionais que têm vindo pra AeC são muito bem preparados e a gente encontrou aqui um terreno muito fértil para desenvolver a nossa empresa em parceria com o estado da Paraíba”.

Estiveram presentes na sessão especial o deputado Ricardo Barbosa, o secretário de Estado da Articulação Municipal, João Gonçalves; o secretário de Estado, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Gustavo Costa Feliciano; o secretário Executivo de Estado da Representação Institucional, Adauto Marcolino Fernandes; o vereador de João Pessoa, Fernando Milanez Neto; o chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Campina Grande, Bruno Cunha Lima; o diretor de Recursos Humanos do Grupo AeC, Warney Silva; o gerente executivo do SINE-PB, Thiago Diniz; a presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos, Maria da Penha; o presidente da Câmara dos Dirigentes Logistas, Nivaldo Vilar, além de funcionários e colaboradores da AeC.

Comentar


Por que o governador João Azevedo não pode abrir mão do G10? Porque no momento é o único apoio certo que ele tem

Ricardo e João nos velhos e bons tempos (Imagem da Internet)

O governador João Azevedo tem evitado, o quanto pode, assumir qualquer responsabilidade sobre o suposto afastamento do ex, Ricardo Coutinho. Em duas ocasiões, João amenizou as críticas que recebeu em Cajazeiras, final de semana passado, na primeira “reprimenda” pública desferida por seu antecessor.

Da primeira vez, em Guarabira, o governador ignorou as críticas, pregou a continuidade, e fez questão de lembrar que não “caiu de paraquedas” no projeto socialista, mesmo atuando durante todos esses anos apenas como técnico nas gestões de Ricardo, seja na Prefeitura de João Pessoa ou no Governo do Estado.

Na outra ocasião, na manhã desta sexta-feira (31), João foi novamente abordado sobre o assunto. Respondeu a todas as perguntas, sempre deixando claro que sua relação com o ex, se não é uma “branstemp” também não é de jogar fora. Mas, por outro lado, João voltou a lembrar das “diferenças” entre ele e Ricardo, na maneira de administrar e de gerir o projeto socialista. “Cada um tem a sua marca, mas não há problema nisso”, garantiu.

Além dos “dribles” que tem dado nas investidas do seu principal aliado, João tem deixado claro que não abre mão do G10, grupo de deputados da base que Ricardo Coutinho quer distanciar do Palácio da Redenção. Só não disse ainda o motivo. Mas, não é difícil imaginar. Talvez o G10 seja hoje o único apoio certo que tem o atual governador. Mesmo votando contra algumas matérias de interesse do Executivo.

No PSB, João provavelmente não teria chances contra Ricardo. Pelo menos é o que parece. Na Oposição, como o próprio nome preconiza, também não haveria compatibilidade, digamos assim. Então, restaria ao atual governador recorrer ao “grupo independente”, que poderia ser ampliado, em caso de expansão das “diferenças” entre as duas principais lideranças socialistas.

Mais vale um pássaro na mão do que dois voando, ensina a sabedoria popular que João tanto respeita.

Comentar


OAB da Paraíba promove nesta sexta-feira debate sobre intolerância religiosa e racismo

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), através da Comissão de Combate a Discriminação Racial e Religiosa, realizará, nesta sexta-feira (31), às 14h30, na sede da OAB-PB, localizada na Rua Rodrigues de Aquino, 37, Centro, João Pessoa (PB), o I Roda De Diálogos sobre Intolerância Religiosa e Racismo.

O evento trará especialistas na área das Ciências das Religiões e Direitos Humanos, abordará temas com diálogo, perguntas, respostas, curiosidades e opiniões. Um dos debatedores será o integrante da presidência da Associação Brasileira de História das Religiões, Eduardo Menberg.

“É de suma importância que a OAB traga à sociedade, momentos de aprendizado acerca da liberdade religiosa e do racismo, eventos como esse nos fazem refletir sobre as garantias Constitucionais e os Direitos Humanos que precisam ser preservados!” destacou Thayse Oshima, presidente da Comissão de Combate ao racismo e a Discriminação Racial.

Com Assessoria

Comentar


Cabeçada contra colega em plena sessão deve gerar muita “dor de cabeça” ao deputado Julian Lemos

Imagem da Internet

A cabeçada desferida por Lulian Lemos (PSL) no colega Expedito Neto (PSD) pode render ao paraibano uma inesperada “dor de cabeça”. O parlamentar de Rondônia decidiu acioná-lo no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados por agressão física.

O episódio ocorreu em plena sessão e foi registrado em vídeo pelas câmeras. Abaixo, matéria do Congresso Em Foco narrando o entrevero:

O deputado Expedito Netto (PSD-RO) informou nesta quinta-feira (30) que prepara uma representação por quebra de decoro contra o colega Julian Lemos (PSL-PB) por agressão física. Nessa quarta-feira (29), Expedito interveio em favor do também deputado Edmilson (Psol-PA) na tentativa de encerrar uma discussão entre o parlamentar do Psol e o do PSL. Julian empurrou com a cabeça o parlamentar de Rondônia. No vídeo da transmissão da sessão da Câmara é possível ver o momento da agressão:

Congresso em Foco procurou  Julian Lemos para comentar o ocorrido e aguarda retorno de sua assessoria de imprensa. O deputado está em seu primeiro mandato na Câmara e integra as comissões de Segurança Pública e de Direito Humanos e Minorias.

Apresentado ano passado pelo então candidato Jair Bolsonaro como seu “homem forte na Paraíba e “amigo de primeira hora”, o deputado foi um dos coordenadores da campanha presidencial do PSL no Nordeste. Ele também integrou a equipe de transição do governo. Como mostrou o Congresso em Foco à época, Julian já foi acusado três vezes e preso com base na Lei Maria da Penha, após denúncia de agressão à ex-esposa e a uma irmã.

Com Congresso em Foco

Comentar


FESTA DO BODE REI: Quer misturar cultura, com boa culinária e muito forró, então vem pra Cabaceiras

Quer comer uma carne de bode deliciosa e outros derivados da culinária caprina? Vem pra Cabaceiras. Quer conhecer um ambiente místico e ao mesmo tempo belo, vem pra Cabaceiras. Quer se sentir dentro de um cenário cinematográfico, vem pra Cabaceiras.

São tantos os atrativos que talvez um dia inteiro seja insificiente para relacioná-los. Mas, os interessados podem se dar ao luxo de constatar um pouco de tudo isso na “Festa do Bode Rei”, promovida pela Prefeitura Municipal de Cabaceiras.

Em sua 21ª edição, o evento começa nesta sexta-feira (31) e vai até domingo (02). Este ano, com uma homenagem especial a Jackson do Pandeiro, atrativo a mais para quem curte a música e a cultura popular nordestina, repreaentada também por artesanatos expostos á venda na praça central da cidade, local dos festejos.

Barracas com comidas típicas, bebidas e demais derivados da caprinocultura também estarão esperando pelos visitantes. Para quem quiser dançar até “o suor dar na canela”, trios  de forró pé-de-serra estarão animando a festa gratuitamente.

Imagem da Internet

Como bem disse o vice-prefeito Ricardo Ayres, os turistas poderão ainda desfrutar do “ar cinematográfico” que circula em Cabaceiras. Conhecida como  “Roliúde Nordestina”, a cidade ganhou fama também por ter sido palco de mais de trinta filmes, entre eles o premiado “Alto da Compadecida”,  e duas séries televisivas.

E o Lajedo de Pai Mateus? Bom, esse é um capítudo à parte que somente o eremita de nome Mateus, que segundo moradores locais habitava uma das dezenas de pedras em forma de caverna existentes no local, poderia contar.

Imagem da Internet

Pai Mateus era uma espécie de curandeiro. Ele rezava nos doentes que o procuravam em busca de cura  e deu nome a essa exuberante e misteriosa obra da natureza e suas inscrições rupestres.

Ah, tem ainda o processo de industrialização do couro e do leite caprinos. E quem quiser se hospedar para os três dias, tem dezenas de pousadas e até casas de aluguel aguardando os viajantes.

Vem pra Cabaceiras, vem! Vem pra maior festa da caprinocultura do Brasil. O “Bode Rei” te espera para compartilhar esse reinado de festa e alegria.

 

 

 

 

 

 

Maior Festival de Caprinos e Ovinos do Brasil, a Festa do Bode Rei, realizada na cidade de Cabaceiras, no Cariri Paraibano, já tem data marcada para a sua 21ª edição e fará sua festa de lançamento em João Pessoa, dentro do 29º Salão de Artesanato da Paraíba, realizado no Espaço Cultural José Lins do Rego, dia 12 de janeiro, às 18h. Durante o lançamento, serão apresentadas as novidades do evento a serem realizados no dia 31 de maio, 1 e 2 de junho de 2019.

Um pedacinho da Festa do Bode Rei na capital, esse é o gostinho que esse lançamento vai ter, regado a música boa e degustação de iguarias puramente cabaceirenses. Com o objetivo de promover a cadeia produtiva da caprinovinocultura e estimular o turismo rural, cultural e ecológico,  o festival conta  com exposições e feiras de animais, mostras de artesanato, gastronomia “bodística”, apresentação de danças folclóricas, competições, palestras, cursos e muito forró.

O prefeito de Cabaceiras, Tiago Castro, afirmou o compromisso com o Bode Rei, em busca de mais uma edição de sucesso, exaltando e dando o espaço merecido à atividade da caprinocultura, que é tão importante para nosso município. E ainda solta uma deixa para um dos atrativos da festa de lançamento: “Será assinado, no dia do lançamento, o decreto do Dia Mundial da Carne de Bode”.

Centenário de Jackson do Pandeiro

A Festa do Bode Rei também homenageará o centenário do Rei do Ritmo, Jackson do Pandeiro, paraibano ilustre que levou o nome da Paraíba além das fronteiras. No Reino Encantado do Bode Rei, terá um espaço especial para homenagear Jackson e sua história.

Assessoria de Imprensa

Comentar


Ruy Carneiro elogia decisão da Assembleia e defende mais rigor na fiscalização de Organizações Sociais

Imagem da Internet

O deputado federal Ruy Carneiro elogiou nesta quinta-feira (30) a decisão da Assembleia Legislativa de aprovar, por unanimidade, um requerimento para que o governador da Paraíba suspenda imediatamente os contratos do Estado com as organizações sociais. Investigações do Ministério Público e da Polícia Federal apontam um esquema criminoso envolvendo contratos de mais de R$ 1 bilhão entre o Governo e essas instituições.

Ruy manteve contato hoje com os deputados estaduais para detalhar o projeto de lei que já apresentou na Câmara Federal e que amplia todos os mecanismos de transparência, de controle social, fiscalização dos órgãos de controle sobre os contratos com as entidades sociais em todo o Brasil. Na opinião de Ruy Carneiro, a Assembleia Legislativa da Paraíba pode discutir e aprovar uma versão estadual do projeto de lei, reforçando ainda mais o combate à corrupção e aos desvios de recursos públicos.

O projeto de lei apresentado por Ruy muda completamente a legislação que trata hoje das organizações sociais no país. Passa, por exemplo, a exigir que os integrantes destas instituições tenham ficha limpa e se submetam ao teto salarial do serviço público. Obriga que a qualificação dessas entidades seja encaminhada ao tribunal de contas e ao Ministério Público, que passariam a controlar detalhadamente os contratos de gestão firmados com os governos estaduais, municipais ou federais, por meio da apresentação sistemática de relatórios de execução dos serviços, com indicação de metas e resultados atingidos – relatórios que devem ser tornados públicos por meio da internet. E obriga os gestores públicos responsáveis pela fiscalização das OS a informar ao tribunal sobre qualquer indício de desvios de recursos públicos, a exemplo do que ocorreu na Paraíba.

“A Operação Calvário é resultado do maior escândalo de corrupção já registrado na Paraíba e é fruto de uma legislação frouxa, dando margem ao desvio de dinheiro em áreas essenciais, como a da Saúde”, avalia o deputado federal. “A Assembleia da Paraíba deu um passo importantíssimo para interromper essa sangria de recursos públicos. Agora, é preciso regular esse tipo de serviço, para que os escândalos não voltem a ocorrer no futuro”, acrescenta Ruy.

Com Assessoria

Comentar


Como quem não quer nada, Manoel Júnior prepara candidatura à prefeito com ou sem apoio de Cartaxo

Imagem da Internet

O vice-prefeito Manoel Júnior (SD) “deu bobeira” nas eleições estaduais de 2018, confiando demais em uns e ignorando “conselhos” de outros. O resultado final todos conhecem. O episódio, se não ajudou em nada na carreira política de Manoel, serviu de lição. E o ex-prefeito de Pedras de Fogo não parece disposto a cometer o mesmo erro em 2020.

Diferente das eleições passadas, Manoel Júnior hoje tem “um partido pra chamar de seu” e deve satisfação apenas à direção nacional. E sua relação com o presidente do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, é a melhor possível. Tem mais: Paulinho já avisou que o partido terá candidaturas próprias em todas as capitais e também nas grandes cidades brasileiras, onde for possível. Era tudo que o vice-prefeito pessoense queria ouvir.

Manoel Júnior, desde então, vem se movimentando em busca de apoios como se estivesse em plena campanha. Tudo para chegar em 2020 com uma candidatura politicamente respaldada. Então quer dizer que o vice não quer apoio do prefeito Luciano Cartaxo? Claro que quer. E vai brigar por isso. Mas, se não for possível, não terá seu projeto comprometido. Eis a grande diferença entre 2018 e 2020.

Isso, sem contar que, até o ano que vem, muitas surpresas virão. Coisas que só podem ser reveladas no seu devido tempo.

É só esperar para ver.

 

Comentar


CABARÉ DE NOVO: Suplente acusado de exploração sexual faz procuração e irmão toma posse na Câmara Municipal do Conde

Imagem: Reprodução das Redes Sociais

O ‘cabaré’ na Câmara da cidade de Conde, Litoral Sul paraibano, continua. Preso por suspeita de exploração sexual, Flávio do Cabaré tomou posse oficialmente na Câmara nesta quinta-feira. A posse foi feita por procuração apresentada à mesa diretora pelo seu irmão, Fábio de Melo.

Após a posse, já foi protocolado um pedido de licença sem vencimento para tratar de assuntos particulares, também através do seu irmão. O pedido de licença será apreciado na próxima sessão ordinária, que acontece na próxima segunda-feira (03).

Luiz de Bihino, o segundo suplente, é quem deve assumir a vaga durante a licença.

A confusão começou quando o vereador Fernando Boca Louca renunciou ao cargo, após ser acusado de manter funcionários fantasmas. Flávio, que fez a denúncia contra Fernando foi detido suspeito de exploração sexual. Ele foi detido durante protesto na Câmara Municipal de Conde e encaminhado ao 5° Batalhão de Polícia Militar e em seguida transferido para o Complexo Penitenciário de Mangabeira.

Com PBAgora

Comentar


CNJ manda arquivar Reclamação Disciplinar contra juiz paraibano

O ministro Humberto Martins, corregedor Nacional de Justiça, determinou o arquivamento da Reclamação Disciplinar nº 0000989-69.2019.2.00.0000 formulada por Flávio Rodolfo Pinheiro contra o juiz da 6ª Vara da Fazenda Pública da Capital, Aluízio Bezerra Filho. O corregedor tomou como base para o arquivamento o resultado do procedimento investigatório instaurado pela Corregedoria-Geral de Justiça do Estado da Paraíba. “Da análise dos documentos que instruem este feito depreende-se que a questão foi adequadamente tratada, sendo satisfatórios os esclarecimentos prestados sobre a apuração dos fatos na origem, o que torna desnecessária a atuação da Corregedoria Nacional de Justiça no caso em comento”, ressaltou o ministro.

O autor da Reclamação imputou ao magistrado irregularidades na condução de processos que tratam da contratação e execução de contratos firmados entre o município de João Pessoa e o Governo do Estado com as empresas Desk Móveis e Delta Produtos e Serviços. Alegou a existência de uns áudios com falas do procurador-geral do Estado a respeito do juiz Aluízio Bezerra, que comprometeriam sua imparcialidade. Tais áudios seriam fatos novos, suficientes para a continuidade da apuração iniciada no Pedido de Providência nº 0005100-72.2014.2.00.0000, já arquivado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Comentar


Deputado defende linha aérea para o Sertão e revela empresa interessada

Imagem da Internet

O deputado Lindolfo Pires (Podemos) defendeu a abertura de linha aérea para beneficiar pelo menos quatro municípios do Sertão, além da capital paraibana. Pires citou Cajazeiras, Sousa, Patos e Itaporanga, que poderiam formar essa linha juntos com João Pessoa.

Segundo o parlamentar, já existe até uma empresa de táxi aério, registrada na Agência Nacional de Aviação Comercial (ANAC), interessada em explorar a linha. Tudo depende agora de autorização do Governo do.Estado, Casa Militar e Secretaria de Administração para construção de dois angares – em Patos e Cajazeiras.

“O.melhor de tudo é que tudo será custeado pela empresa responsável. O Governo.do Estado.não vai.pagar nada”, garantiu o eufórico deputado.

Sem dúvida, uma grande jogada.

 

Comentar