PAZ E AMOR: João chama Ricardo de “eterno governador” e defende candidatura do “Mago” em João Pessoa

Imagem da Internet

Na coletiva concedida pouco antes da solenidade de lançamento do aplicativo “Preço da Hora”, no Palácio da Redenção, o governador João Azevedo falou sobre o clima de paz que reina naa searas governistas e do PSB da Paraíba.

João citou a harmonia prediminante na relação interpoderes, citando como exemplo a aprovação unânime da LDO 2019 com anuência do Judiciário, Ministério Público e Tribunal de Contas.

“A Assembleia Legislativa, ao.aprovar matérias importantes para o governo, vem sendo decisiva para garantir a governabilidade” afirmou Azevedo, citando o papel do presidente Adriano Galdino.

João também falou sobre Ricardo Coutinho, a quem tratou como “eterno governador”, e defendeu sua candidatura a prefeito da Capital em 2020 para “voltar ao trabalho de planejamento de quando ele era prefeito”.

“Fui secretário de Ricardo (na PMJP) e sei o quanto ele fez por João Pessoa”, juatificou o governador.

Mas, João deixou claro que a candidatura depende de decisão pessoal do ex-governador.

A fase atual é de paz e amor.

Comentar


TRAGÉDIA: Homem tenta salvar filho de afogamento e os dois acabam morrendo em tanque

Um homem de 40 anos e o filho dele, de 14, morreram afogados em um tanque na zona rural do município de Maetinga, localizado na região sudoeste da Bahia. O Caso ocorreu no final da tarde de quarta-feira (19), segundo informações da Polícia Militar.

As vítimas foram identificadas como Carlos Barros de Almeida e o filho, Igor Vieira de Almeida.

Segundo testemunhas, os dois estavam tentando instalar no local uma bomba de captar água no tanque, que fica na Fazenda Gado Novo, nas proximidades da localidade de Juremal, quando o menino começou a se afogar.

O pai, então, tentou salvar o filho, mas os dois acabaram morrendo.

Comentar


Ministro Paulo Guedes prevê queda de até 50% no preço do gás de cozinha com abertura de mercado do setor

Imagem Reprodução

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje (27) que o preço do botijão de gás pode cair até 50% com a abertura do mercado do setor no país, por causa da maior competição entre empresas. Na última segunda-feira (24), o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou resolução com diretrizes para dar início à abertura do mercado de gás no Brasil.

Atualmente, a Petrobrás detém o controle tanto da produção como da distribuição do gás no país. Apesar deste monopólio estatal já ter sido quebrado na legislação em 1997, a abertura para novas empresas não havia sido concretizada até agora.

“Estamos dando um choque da energia barata, quebrando um duplo monopólio, tanto na extração e refino quanto na distribuição do gás. Vamos reindustrializar o país em cima de energia barata. Essa maior competição em petróleo e gás, aceleração do ritmo de extração desses recursos naturais vão acabar chegando no botijão de gás da família, diminuindo em 30%, 40%, até 50% o custo do gás lá no final da linha”, disse Guedes após se reunir com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

O ministro também comentou sobre outras iniciativas em curso para abertura da economia. “Tem uma agenda grande pela frente, estamos abrindo a economia. Estamos a semanas, possivelmente, de fechar um acordo que está há duas décadas parado, que é o acordo [do Mercosul] com a União Europeia. Estamos recomendados para entrar na OCDE [Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico]. Vamos fazer a simplificação e redução dos impostos”, disse.

Comentar


Governador lança aplicativo para consulta de preços nesta sexta-feira

Imagem Reprodução

O governador João Azevêdo (PSB) lança, nesta sexta-feira (28), um aplicativo criado pela Secretaria de Estado da Fazenda, em parceria com o Tribunal de Contas (TCE-PB) para consulta de preços de diversos itens comercializados na Paraíba.

O aplicativo, cujo nome é ‘Preço da Hora’, oferece informações da loja e o endereço num raio de 20 km.

O lançamento ocorre às 10h, no Salão Nobre do Palácio da Redenção.

Comentar


POBRE LULA: Juiz da Lava Jato em Curitiba manda bloquear R$ 77,9 milhões em bens do ex-presidente

 

 

Imagem da Internet

Pobre Lula, nada. Pobre de nós contribuintes que não sabíamos das reais posses do ex-presidente da República. Reportagem publicada na revista Veja, assinada por João Pedroso de Campos, revela decisão do juiz responsável pelos processos da Lava Jato em primeira instância, em Curitiba, Luiz Antonio Bonat, determinando o bloqueio de bens de Luiz Inácio Lula da Silva até o valor de R$ 77,9 milhões.

A decisão, datada de 18 de junho, e nasceu de um.pedido do Ministério Público Federal relacionado ao processo que Lula responde, onde é acusado de receber dois imóveis avaliados em R$ 12,4 milhões em propina da Odebrecht.

O valor determinado pelo magistrado para o bloqueio não se baseia em algum levantamento sobre o patrimônio do petista, mas nos 75,4 milhões de reais que, segundo o MPF, foram pagos em propina pela empreiteira ao PT a partir dos oito contratos da Petrobras de que o processo da Lava Jato trata.

Para chegar aos 77,9 milhões de reais arrestados, Luiz Antonio Bonat diminuiu a multa estimada pelos procuradores de 13 milhões de reais para 3 milhões de reais e descontou ainda os 504.000 reais supostamente pagos pela Odebrecht pela cobertura vizinha à de Lula em São Bernardo do Campo (SP), um dos imóveis de que a ação penal trata, pelo fato de o imóvel já estar bloqueado.

“Cabe, portanto, a constrição de bens do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva até o montante de R$ 77.930.300,44”, escreveu Bonat.

Com Veja

Comentar


Blog revela que aprovação da reforma da Previdência deve custar R$ 30 milhões em emendas para cada deputado

Imagem da Internet

A blogueira Julia Duallig revelou, em publicação no G1, que cada deputado recebeu promessa do Planalto de liberar R$ 30 milhões para obras em seus municípios, em troca do voto a favor da reforma da Previdência.

O valor seria dividido em duas parcelas. A primeira, de R$ 10 milhões, valeria para o voto na Comissão Especial. A outra, de R$ 20 milhões, para o voto no plenário da Câmara.

A blogueira teria chegado aos números ouvindo parlamentares da base governista que, mesmo assim, estariam pouco estimulados para aprovar as mudanças. Prefeitos aliados teriam se queixado aos deputados que não estavam conseguindo cadastrar, no sistema informatizado dos ministérios, as obras que pretendem executar com os recursos das emendas.

O problema, que o Governo Federal não resolve porque não pode ou não quer, estaria emperrando a votação da principal proposta de mudança do presidente Jair Bolsonaro.

Do jeito que está, a reforma parece natimorta.

Comentar


Gervasio cobra explicações do Ministério da Defesa sobre cocaína em avião da FAB

O deputado federal Gervásio Maia (PSB/PB), protocolou requerimento à mesa da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (26), solicitando informações ao Ministério da Defesa sobre o sargento da Aeronáutica, preso em um aeroporto da Espanha, por transportar 39 quilos de drogas na bagagem em avião da Força Aérea Brasileira (FAB).

Um dos focos do pedido de informação é em relação ao embarque e transporte da droga na aeronave militar. O sargento detido integrava a comitiva de militares que presta apoio à viagem do presidente JairBolsonaro, que vai participar em Tóquio, no Japão, da reunião do G20.

“O Ministério da Defesa precisa esclarecer sobre o avião da FAB com 39 Kg de cocaína. O avião estava em missão oficial. Isso é Gravíssimo! A sociedade precisa de uma resposta urgente”, lamentou Gervásio.

O documento solicita ainda os críterios e mecanismo operacionais utilizados para embarques em aeronaves oficiais da FAB de passageiros, inclusive acompanhantes, autoridades civis e militares e da tripulação. O requerimento também pede informações detalhadas dos procedimentos que são adotados para revista pessoal e de bagagens de passageiros (revista através de Raio X obrigatório, por exemplo), para efeito de permissão de embarque em aeronaves oficiais do Comando da Aeronáutica, através da Força Aérea Brasileira.

Ainda no texto, o parlamentar solicita informações sobre os procedimentos adotados para a viagem com destino a Tóquio e que procedimentos estão sendo realizados para apurar responsabilidades, conforme previsto no artigo 5.o. do Decreto 4.244/2002.

Comentar


CASO MAGEIRO: TRF mantém condenação de doleiro e inocenta Cássio de suposta lavagem de dinheiro

imagem da Internet

O ex-senador Cássio Cunha Lima deixou de renovar o mandato nas eleições de 2018, mas mantém a cabeça erguida. Sabe que fez uma campanha limpa, principalmente longe das mentiras e calúnias das quais foi vítima ao longo da carreira política.

Mas, como mentira tem pernas curtas, a verdade vai aos poucos aparecendo e derrubando as farsas montadas pelos adversários do tucano. O caso mais recente se refere à campanha eleitoral de 2002, quando o doleiro Alwxandre Mageiro denunciou suposto esquema de lavagem de dinheiro por políticos nordestinos.

Na lista dos acusados estava Cássio Cunha Lima, então candidato a governador da Paraíba. Cássio sofreu “o pão que o diabo amassou” após Mageiro disparar sua verve caluniosa em depoimento ao MPF, que investigava o caso.

Somente agora, dezessete anos depois, veio o alívio. O Tribunal Regional Federal, em Recife, onde tramitava o processo, derrubou aa mentiras de Mageiro e manteve a pena de três anos e dez meses de cadeia sentenciada em primeira instância.

Mageiro confessou a “denunciação caluniosa”, mas quem vai pagar pelos estragos causados à vítima? Restou a Cássio apenas o alívio demonstrado em curto desabafo ao blog.

“Mais uma farsa, em meio a tantas outras mentiras que já enfrentei, caindo por terra e com a condenação do criminoso”, declarou o tucano.

 

 

 

 

 

 

 

Comentar


Decisão do STF garante permanência do Aeroclube de João Pessoa no Bessa

Imagem da Internet

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, que o Aeroclube da Paraíba vai continuar funcionando no terreno no bairro do Bessa, em João Pessoa. A decisão, de relatoria do ministro Marco Aurélio, foi publicada nesta terça-feira (25), confirma que a área de 31 hectares é legalmente ocupada desde a década de 50.

Confira aqui a decisão.

O senador José Maranhão, que há décadas abraça a causa do Aeroclube da Paraíba, saudou a decisão do STF como “uma justiça que se faz em favor de um trabalho digno e legítimo do Aeroclube, que há muitos anos exerce atividade tão importante para a aviação estadual e para o futuro da aviação do Nordeste e do Brasil”. Ele ressaltou a necessidade premente que o País tem de formar pilotos capacitados e de estimular a aviação comercial e não-comercial, essencial para o desenvolvimento econômico.

“Não podemos deixar que a especulação imobiliária vença anos de tradição e trabalho feito dentro da lei”, destacou José Maranhão.

A Primeira Turma do STF, presidida pelo ministro Luiz Fux, seguiu voto do relator, ministro Marco Aurélio, e não conheceu o recurso apresentado pela Prefeitura, que alegava se tratar de questão Constitucional – posição já negada pelo STJ no ano passado.

Com Clickpb

Comentar


João Azevedo volta a defender em Brasília inclusão de Estados na reforma da Previdência

Imagem: Reprodução Secom

O governador João Azevêdo participou, nesta quarta-feira (26), em Brasília, de Encontro dos Governadores do Nordeste com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia. Na ocasião, o chefe do Executivo da Paraíba reforçou a necessidade de discutir o déficit da Previdência dos Estados e de colocar em votação, no Congresso Nacional, matérias relacionadas à cessão onerosa, ao bônus de assinatura dos contratos de petróleo e à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 51/2019, que estabelece um novo cálculo para o Fundo de Participação dos Estados (FPE).

João Azevêdo fez uma avaliação positiva do encontro com Rodrigo Maia e acredita que um posicionamento final sobre as demandas dos Estados deve ser consolidado a partir de hoje. “A vinda do presidente da Câmara à reunião demonstra o respeito dele com a Região Nordeste. Ele vai apresentar o nosso posicionamento aos líderes e retornará, no final da tarde, com uma posição do que foi possível encaminhar. Alguns compromissos de colocar algumas matérias em votação nesta e na próxima semana já foram assumidos, o que dá uma tranquilidade maior para que a gente possa continuar avançando nessa busca de encontrar um melhor projeto para todos”, analisou.

O gestor também defendeu a participação dos Estados e dos municípios nas discussões sobre a Reforma da Previdência. “Os Estados e municípios, neste momento, estão fora dessa discussão. A posição dos governadores do Nordeste já está clara desde março, quando publicamos a Carta de São Luís, que consta os itens que entendíamos que precisavam ser retirados do debate e que foram excluídos do relatório. Entretanto, com a retirada dos Estados e dos municípios da Reforma da Previdência, o jogo praticamente foi zerado e esse diálogo precisa ser feito”, frisou.

Na oportunidade, o governador também defendeu uma uniformidade na proposta que está em tramitação na Câmara Federal. “Se cada ente aprovar sua reforma implicará em muitas Legislações diferentes, mas hoje é um dia importante e é mais um passo que está sendo dado na direção de encontrar um caminho que beneficie todo o país e não apenas a União”, comentou.

Ele ainda afirmou que os governadores pretendem pleitear uma nova audiência com o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, para viabilizar a votação de matérias de interesse dos Estados na Casa Legislativa. “Nós queremos que algumas questões que estão dependendo do andamento no Senado possam avançar”, falou.

Já Rodrigo Maia se comprometeu a apresentar, ainda nesta quarta-feira, as demandas dos governadores aos líderes da Câmara Federal e destacou a importância do diálogo com os gestores sobre a Reforma da Previdência. “Eu também volto a dialogar com os governadores para tentar chegar a um denominador comum para que a participação dos Estados volte para a PEC, seja na Comissão ou no plenário, mas que a gente possa garantir uma votação forte da proposta, somada à certeza de que atenderemos a Federação como um todo e não apenas à reforma federal porque sem os Estados e os municípios estaremos, num curto prazo, com novos problemas ou velhos problemas voltando, já que a situação desses entes vai piorar e a solução sempre cabe ao Governo Federal”, observou.

Com Secom

 

Comentar