ATÉ QUE ENFIM: Presidente do PT admite que aliança com PSB em 2014 foi apenas “conjuntural”

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O presidente do PT na Paraíba custou a entender os recados do governador Ricardo Coutinho e do presidente do PSB em João Pessoa, mas, enfim Charlington Machado admitiu que a aliança entre os dois partidos celebrada em 2014 foi apenas “conjuntural”, não significando, necessariamente, a obrigatoriedade de repetição em 2016. Ou seja, o PT “jogou a toalha” e não conta mais como certa a presença dos socialistas no palanque do prefeito Luciano Cartaxo, candidato à reeleição.

“Não existe parceria política tão sólida que não possa ser refeita, modificada ou revista. Toda aliança tem que ser construída observando as conjunturas e deve também ser bem avaliada”, explicou Machado, utilizando um discurso bem diferente do que sustentava até pouco tempo.

Mesmo com outro discurso, o dirigente petista ainda vê “uma luz no fim do túnel” que pode direcionar para manutenção da aliança com o PSB, tomando como parâmetro a avaliação positiva do governo Luciano Cartaxo. Segundo Charlington Machado, vários partidos devem integrar o palanque do PT em 2016 e o PSB pode também fazer parte desse grupo.

Charlington trocou a tarefa do articulador pela de torcedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor