Prêmio acumulado da Mega-Sena para sorteio desta quinta-feira pode chegar a R$ 27 milhões

A Mega-Sena acumulada pode pagar nesta quinta-feira (17), um prêmio de R$ 27 milhões a quem acertar as seis dezenas sorteadas.

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, pela internet ou em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Com UOL São Paulo
Comentar


João “esquece” política, foca na gestão e cobra de auxiliares metas para 100 dias de governo

Imagem da Internet

O governador Joåo Azevedo vez por outra é provocado a opinar sobre questões políticas. Até para manter a sintonia de discursos com o antecessor, Ricardo Coutinho, e tambèm com o PSB. Tanto no.plano estadual quanto no.nacional.

Mas, todos sabem que João não é político. Ou melhor, não era. E, mesmo após eleito com uma consagradora votação, o lado técnico parece ainda prevalecer nas ações do engenheiro e ex-secretário.

João se mostra a cada dia mais focado na gestão, apostando que os resultados administrativos se traduzirão em dividendos político-eleitorais na devida ocasião.

Na primeira reunião que teve com os auxiliares, o governador determinou, de cara, que cada um estabelecesse metas para os 100 dias de governo. E deu prazo para tanto. Na próxima sexta-feira (18), João espera receber essas metas para, em seguida, cobrar o cumprimento delas.

A ideia é “turbinar” as ações nos primeiros três meses para mostrar que o governo terá um ritmo acelerado, aos moldes da gestão socialista de seu antecessor.

Talvez por isso, os auxiliares passarão, na reunião prevista para o auditório do Tribunal de Contas do Estado, por uma espécie de capacitacão regida pelos titulares da Controladoria, Procuradoria e Finanças. E há quem diga que reuniões desse tipo serão frequentes no atual governo.

Quem não aguentar, que corra!

Com informações do portal maispb

Comentar


Moro diz que “Petrobras foi saqueada sem paralelo” durante governo Lula

Imagem da Internet

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou, nesta terça-feira, 15, em entrevista à GloboNews, que a Petrobras foi “saqueada em um volume sem paralelo” durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A declaração foi feita em resposta a pergunta sobre argumentos da defesa do petista à Justiça de que Moro foi um juiz parcial e o perseguiu durante processos judiciais.

Moro afirmou que Lula não “faz parte” de seu “presente”, nem do “futuro”. “O fato é que a decisão que eu proferi foi confirmada por três desembargadores que permanecem em suas posições.”

“O que existe é um álibi falso de perseguição política. O fato é que a Petrobras durante o governo do ex-presidente foi saqueada num volume às vezes sem paralelo no mundo”, disse. Moro ressaltou que “a própria Petrobras reconheceu R$ 6 bilhões em desvios”.

“Pra onde foi esse dinheiro? esse dinheiro foi para enriquecer ilicitamente diversos agentes públicos daquele governo e parcelas beneficiaram o ex-presidente. Esse álibi parte do pressuposto de que esse escândalo de corrupção não aconteceu”, concluiu.

Notícias ao Minuto

Com informações do Estadão Conteúdo.

Comentar


PC do B da ex-vice de Haddad defende candidatura de Rodrigo Maia e pode aderir a Bolsonaro

A tentativa de reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) deve promover a inimaginável união entre PCdoB e PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

Após cerca de seis horas de reunião na sede da legenda, em Brasília, nesta terça-feira (15), os comunistas anunciaram preferência pela candidatura de Maia, assim como fez o PDT no fim de semana.

À noite, a cúpula dos dois partidos reúne-se com representantes do PSB, sigla que, na semana passada, havia dito que o ingresso do PSL na chapa “inviabiliza completamente” o apoio a Maia.

A tendência é que os três partidos, que formaram um bloquinho no fim do ano passado, marchem juntos na decisão sobre quem apoiar na eleição para presidente da Câmara.

O trabalho de convencimento tem sido feito por Pernambuco, estado governado por Paulo Câmara (PSB) e que tem a presidente nacional do PC do B, Luciana Santos, como vice-governadora. Maia tem reunião com Câmara nesta quinta-feira (17), no Recife.

“Tiramos uma preferência pela recondução do deputado Rodrigo Maia. Temos uma afinidade politica, institucional, democrática estabelecida há mais de três anos com ele”, afirmou Santos.

Questionada sobre como explicar PC do B e PSL em um mesmo grupo, Luciana Santos disse que o partido de Bolsonaro é quem tem que justificar a aliança com Maia, já que o atual presidente da Câmara era alvo de críticas de integrantes do partido de Bolsonaro.

“Eles [o PSL] não conseguiram construir um candidato do governo. Aliás, eles declaravam antes que Rodrigo Maia não era o candidato deles, explicitamente dito pelos filhos do presidente da República eleito. Eles é que fizeram um movimento na direção de uma construção política que vem de muito tempo com a gente”, disse a presidente do PC do B.

Na eleição de presidente da República, em outubro do ano passado, o PC do B disputou contra o PSL, com Manuela D’Ávila na vice da chapa de Fernando Haddad (PT).

Luciana Santos disse que a ideia é que o bloquinho (PSB, PDT e PC do B) forme um bloco maior para atuação ao longo da próxima legislatura na Câmara, mas sem o PSL.

Com Notícias ao Minuto e  Folhapress

Comentar


Governo Federal publica Orçamento de R$ 3,3 trilhões para 2019

Imagem da Internet

A Lei 13.808, que trata do Orçamento da União e estima receita para o exercício de 2019 em mais de R$ 3,3 trilhões está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (16). Ela também fixa a despesa em igual valor.

No capítulo que trata dos orçamentos Fiscal e da Seguridade Social, a lei diz, em seu Artigo 2º, que a receita total estimada é de mais de R$ 3.2 trilhões, “incluindo a proveniente da emissão de títulos destinada ao refinanciamento da dívida pública federal, interna e externa”.

A lei foi sancionada nessa terça-feira (15) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Com Agência Brasil

Comentar


Oposição fecha com Galdino e escolhe Raniery Paulino para líder da bancada na Assembleia Legislativa

Imagem da Internet

O deputado Adriano Galdino (PSB) pode até não ser eleito presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba no início de fevereiro, mas ninguém vai lhe tirar o título de favorito. Aliás, favoritíssimo.

Galdino conquistou, de cara, o apoio da maioria dos colegas de bancada. Depois, do bloco governista. E, agora, também tem o apoio fechado da Oposição.

Tão importante quanto, Galdino já contava com o aval do ex-governador Ricardo Coutinho e do atual, João Azevedo, ambos do PSB. Tudo fruto do resultado de sua gestão no comando da Assembleia Legislativa.

A bancada de Oposição se reuniu para escolher seu futuro líder. E elegeu o deputado Raniery Paulino (MDB), um dos mais atuantes da legislatura anterior. Mais que merecido. No encontro, os deputados aproveitaram para reafirmar o compromisso com Galdino.

Então, tá tudo resolvido.

Comentar


Mega-Sena pode pagar R$ 25 milhões no sorteio desta terça-feira

Imagem: Ilustração

O concurso 2.115 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 25 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta terça-feira (15) em São Paulo (SP).

Excepcionalmente, serão três concursos nesta semana, como parte da “Mega Semana de Verão: além do sorteio na terça (15), haverá um na quinta (17) e no sábado (19). Normalmente, os sorteios ocorrem às quartas e sábados.

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Com G1

Comentar


Dívidas consomem 100% do FPM de19 prefeituras paraibanas

Imagem da Internet

O Ministério Público da Paraíba apresentou nesta segunda-feira (14) uma nova denúncia contra o prefeito de Bayeux, Berg Lima. O órgão quer que o gestor seja condenado a até 1.536 anos de prisão. A denúncia foi formalizada pelo Ministério Público no dia 17 de dezembro, mas seu conteúdo só veio a público nesta segunda-feira (14).

O atual gestor municipal, Berg Lima (sem partido) havia sido preso após ser flagrado em um vídeo cobrando suposta propina, em julho. De acordo com o MP, Berg Lima é acusado de 128 crimes de responsabilidade.

A denúncia, assinada pelo subprocurador-geral de Justiça, Alcides Jansen, foi formalizada na justiça dois dias antes de Berg Lima reassumir a Prefeitura de Bayeux. Além de Berg, foram denunciadas outras 20 pessoas, que, segundo a investigação, eram servidores fantasmas na prefeitura em 2017.

Berg Lima foi preso em uma ação do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Ele foi flagrado, em vídeo, recebendo R$ 3,5 mil de um empresário fornecedor da prefeitura de Bayeux. O pagamento seria para Berg liberar ao empresário o crédito de R$ 77 mil referente a um contrato celebrado na gestão anterior.

Para o procurador, cada salário pago aos ‘fantasmas’ é um crime diferente, e por conta disso, ele pede à Justiça que Berg Lima seja denunciado 128 vezes no crime. De acordo com o decreto-lei 201/1967, as penas para esses casos vão de 2 a 12 anos de reclusão, o que significa que em caso de condenação Berg poderá pegar de 256 anos até 1.536 anos de prisão. A condenação também acarretaria na perda do cargo.

“Berg Lima orquestrou um esquema espúrio de distribuição de cargos no âmbito da administração pública municipal, cujo modo de agir apontava para um verdadeiro loteamento de cargos, ocupados por aliados políticos e seus indicados que não desempenhavam regularmente suas funções, ou seja, recebiam salário sem a correspondente contraprestação do serviço público”, diz o procurador

De acordo com o Ministério Público, com os pagamentos feitos aos 20 servidores fantasmas, Berg desviou um montante superior a R$ 310, 2 mil dos cofres das prefeituras. A defesa de Berg Lima foi procurada, mais ainda não se pronunciou sobre as acusações levantadas pelo Ministério Público da Paraíba.

Com maiapb

Comentar


Rodrigo Maia pede votos à bancada paraibana em café da manhã “servido” por Efraim Filho

Imagem da Internet

A disputa acirrada pela presidência da Câmara Federal fez o deputado carioca Rodrigo Maia (DEM) se deslocar à Paraìba. Em café da manhã “servido” por Efraim Filho, em seu apartamento, nesta segunda-feira, Maia deve pedir votos aos doze deputados federais paraibanos para sua reeleição.

Até agora, a posição da bancada paraibana é desconhecida, com exceçåo de Frei Anastácio, que segue o PT, e Juliam Lemos, que deve votar no candidato apoiado pelo presidente Bolsonaro.

Comentar


CONVENÇÃO: Psol e PC do B oficializam candidatura de Marcos Patrício a prefeito de Cabedelo

Marcos Patrício (D) disputará Prefeitura de Cabedelo

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) de Cabedelo/PB oficializou na manhã deste domingo (13), em convenção conjunta com o PCdoB a candidatura a prefeito do auditor do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE/PB), Marcos Patrício. O evento foi realizado em uma casa de eventos da cidade portuária.

Com a presença de dezenas de sindicalistas, artistas locais, lideranças sociais e políticas como o presidente do PC do B de Cabedelo, Ricardo Tabosa, e o presidente do PSOL na Paraíba, Tasso Teixeira, a convenção também homologou a candidatura do servidor público e sindicalista, Françualdo Alves (PCdoB), como candidato a vice-prefeito.

Em seu discurso, o candidato Marcos Patrício, destacou que sua chapa é a única que não está envolvida em denúncias graves e escândalos, como o que resultou na “Operação Xeque-mate”, onde o ex-prefeito Leto Viana (PRP) foi preso e acabou perdendo o mandato. “Hoje é dia de darmos início a libertação de Cabedelo. Libertar da corrupção, dos envelopes, das cartas renúncias, das manchetes negativas nos jornais. Libertar Cabedelo dos políticos e das famílias que sempre negaram serviços públicos de saúde, educação, moradia, emprego, cultura, esporte”, defendeu.

O candidato destacou ainda os problemas na área de Saúde em Cabedelo, que, segundo ele, caracterizam “o descaso do Executivo”. “Em apenas nove meses, pelo menos três famílias foram vítimas do descaso dos agentes públicos e isso resultou na morte de seus entes queridos”, disse o candidato narrando casos de cabedelenses que chegaram a óbito por demora ou ausência na prestação de assistência de Saúde. E completou: “Há várias pessoas que estão seis meses esperando por um exame, ou por um medicamento. Sem falar que há cabedelenses há anos esperando por uma cirurgia e estamos na terceira cidade mais rica da Paraíba, isto é inadmissível”.

Já o presidente do PSOL, Tasso Teixeira, disse que “chegou a hora de fazer uma faxina geral em Cabedelo e mostrar que Cabedelo pode ser diferente”. “O companheiro Marcos e os demais aqui presentes são os melhores nomes para cuidar desta cidade. São companheiros que constroem a cidade de fato, fora de qualquer sujeira como as que vimos nos últimos anos”, disse Tasso.

Comentar