Bancada de Oposição deve acionar Ministério Público para investigar conduta de Adalberto Fulgêncio

Imagem da Internet

A bancada de Oposição na Câmara Municipal de João Pessoa deve acionar o Ministério Público para investigar a conduta do secretário de Saúde, Adalberto Fulgêncio, que estaria pressionado servidores municipais para votar em Zenedh Bezerra e Lucélio Cartaxo, pré-candidatos a deputado estadual e a governador nas eleições de outubro próximo.

O líder da bancada, Léo Bezerra (PSB), exibiu áudio divulgado pelo portal de notícias paraibaja.com.br onde Fulgêncio pede empenho dos servidores de sua pasta para eleger os dois pré-candidatos e acusou o secretário d cometer crime eleitoral.

A vereadora Sandra Marrocos (PSB) considerou a denúncia muito grave e disse que o Ministério Público e a Justiça Eleitoral devem se pronunciar sobre o assunto para garantir a lisura do pleito que se aproxima.

“O secretário não só comete crime eleitoral, ao pedir o apoio dos servidores, como revela que já fez isso antes, em outras eleições. Isso é muito grave e esperamos que o Ministério Público, que a Justiça investiguem e tomem as devidas providências”, afirmou Marrocos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor