Berg Lima comemora absolvição pela Câmara Municipal e agora quer reassumir mandato em Bayeux

O placar foi apertado (10 a 07), mas suficiente para livrar o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima (Podemos), da cassação. Berg comemorou a decisão da Câmara Municipal, após 14 horas de julgamento, e agora segue em busca de reassumir o cargo. Votaram contra a cassação, os vereadores Jeferson Kita, França, Adriano do Táxi, Lico, Netinho, Guedes, Zé Baixinho, tenente Ricardo que votou no lugar de Adriano Martins, autor do pedido de cassação, Uedson Orelha e Noquinha. Se posicionaram a favor da cassação, a vereadora Dedeta, Luciene de Fofinho, Cabo Rubens, Inaldo Andrade, Rony Alencar e Josauro.

Berg Lima teve um vídeo divulgado em que ele estaria supostamente, cobrando propina a um empresário da cidade em troca da liberação de pagamentos atrasados da gestão passada.

A sessão na Câmara teve protesto, manifestação de apoio para Berg e para o atual prefeito que é o vice, Luis Antônio e durou mais de 14 horas, terminando na madrugada deste sábado (30).

O vice, que assumiu como prefeito interino, também está sendo acusado e deve ser julgado logo no inicio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor