Calvário de Aécio Neves continua e PGR pede, pela terceira vez, sua prisão e afastamento do mandato de senador

Imagem da Internet

Desde que foi delatado por ex-diretores da Odebrecht, na Operação Lava Jato, o senador Aécio Neves (PSDB) não teve mais sossego. Nesta segunda-feira, a Procuradoria Geral da República voltou a pedir sua prisão e o afastamento do mandato. O recurso deve ser julgado pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal, da qual fazem parte os ministros Rosa Weber, Luiz Fux, Luiz Roberto Barroso e Alexandre de Moraes.

É a terceira vez que a PGR pede a prisão e afastamento de Aécio das atribuições do mandato de senador. Em maio, o ministro Edson Fachin negou o primeiro. Em 30 de junho, último dia antes do início do recesso judiciário, o ministro Marco Aurélio Mello, em decisão monocrática, negou o segundo pedido de prisão, preservando também o mandato do tucano.

Aécio foi denunciado por corrupção passiva e obstrução da Justiça. Ele é acusado pela PGR de pedir R$ 2 milhões à JBS e tentar prejudicar as investigações da Lava Jato.

Com informações da Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor