Cartaxo radicaliza, ameaça demitir grevistas e chamar novos professores: “A fila anda”

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O prefeito Luciano Cartaxo (PT) perdeu a paciência com os professores, que não aceiraram sua proposta de reajuste nem acataram a decisão judicial, considerando ilegal a greve e mandando a categoria retornar ao trabalho. Na manhã desta terça-feira, Cartaxo ameaçou demitir os grevistas e chamar novos concursados, caso não voltem às salas de aula imediatamente. “Agora, temos outra situação que é uma decisão judicial. Se os professores não querem cumprir, vamos tomas as providências cabíveis”, garantiu, lembrando que muitos estão em estado probatório.

Cartaxo tinha reunião agendada com os secretários de Administração, Finanças e da área jurídica para estudar o quadro, após os professores decidirem, em audiência, manter a greve, na noite de ontem, pagar a multa prevista e recorrer da decisão judicial. “Tem muitos professores esperando ai, com vontade de trabalhar. A fila anda”, avisou o prefeito, irritado com a insistência dos grevistas.

Pelos cálculos do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município (Sintem) pelo menos 180 escolas da rede pública municipal continuam fechadas por causa da greve dos professores. A entidade decidiu pagar multa diária de R$ 5 mil até que a Justiça julgue o recurso impetrado pela categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor