Cartaxo vai intensificar viagens para tenta ocupar “espaços vazios” e se consolidar como opção das oposições para 2018

Imagem da Internet

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), sabe que não será fácil viabilizar seu projeto político de chegar ao Governo do Estado. E as dificuldades começam no próprio grupo que hoje integra, onde tem pelos menos dois grandes “adversários” pela frente: os senadores José maranhão (PMDB) e Cássio Cunha Lima (PSDB). Diante do quadro, Cartaxo teria que montar uma boa estratégia para aumentar suas chances na concorrência.

A ideia de troca de experiência entre gestores não é nova, mas caiu como uma luva nos planos de Cartaxo. Ao mesmo tempo em que aproxima o prefeito de seus colegas, disfarça juridicamente as reais pretensões do “caixeiro viajante” que, oficialmente, estaria apenas oferecendo reconhecidas ações administrativas de forma gratuita e não fazendo campanha eleitoral antecipada.

Viajando e trocando experiências com os demais prefeitos, Cartaxo usufrui de um “palanque” barato e legal, diferente de Maranhão e Cássio, que têm ocupado a maior parte do tempo com os compromissos em Brasília. Aliás, o ex-petista precisa mesmo ocupar tais espaços por ser menos conhecido que os dois senadores, também ex-governadores, no interior paraibano.

Não por acaso, na manhã desta segunda-feira, Cartaxo mandou recado aos prefeitos: está aguardando convites para novas viagens. Mas, claro, sempre deixando para discutir as eleições em 2018. Faz parte da estratégia. Enquanto isso, aliados do prefeito tratam de minimizar o interesse de Maranhão e Cássio em voltar a ocupar a cadeira de Ricardo Coutinho (PSB).

Se não houver reação, o plano de Cartaxo tem tudo para dar certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor