Cássio admite recorrer ao STJ e ao Supremo para evitar criação do TCM

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) voltou a carga máxima contra a proposta de criação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Deu-se durante entrevista, por telefone, ao programa “60 Minutos”, da Rádio Arapuan. Sustentou que qualquer movimentação em torno do assunto, conforme disse, “vamos reagir com uma ação judicial”. E garantiu:

– Vamos até o Supremo Tribunal Federal (STF), se possível. Os deputados e deputadas de oposição cuidarão desse aspecto e vai buscar, sempre que necessário, o Tribunal de Justiça, o Superior Tribunal de Justiça e até o Supremo. Vamos ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e usar todos os recursos que a República permite para coibir esse absurdo.

Durante a entrevista, Cássio insinuou a existência de um plano para afastar a vice-governador Ligia Feliciano (PDT) do cargo, deixando a linha sucessória em vista as eleições de 2018 é que a deputada Estela Bezerra (PSB) estaria sendo o principal nome para suceder a atual vice, através da Assembleia Legislativa.

Segundo o senador tucano, “Estela quer ser governadora com esse golpe de criar o TCM porque Ricardo não quer deixar que Lígia Feliciano assuma o Governo em 2018 para colocar por via indireta um vice-governador ou uma vice-governadora biônica”, alfinetou Cássio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor