Cássio sinaliza apoio a Cícero Lucena para senador na chapa de Ricardo Coutinho

Apesar da conversa franca, o encontro de ontem, em Brasília, entre o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o governador Ricardo Coutinho (PSB) foi considerado amistoso. Pelo menos para o tucano.

Em entrevista à Rádio Correio, Cássio revelou alguns trechos do diálogo onde, mais uma vez, renovou a disposição de apoiar a reeleição do governador em 2014, “dependendo da sinalização dele”.

Cássio teria dito ao governador que “ninguém é resultado de um esforço individual”, lembrado a necessidade de aglutinação de forças políticas para dar visão a um projeto e lamentado a ausência de uma discussão clara e transparente nesse sentido. “Resta saber se o governador vai querer continuar com essa aliança, pois até agora não vi nenhuma manifestação pública e clara nesse sentido”, lamentou.

O tucano deixou claro que vai querer indicar nomes para a chapa majoritária “dependendo do que o candidato a reeleição terá para oferecer” e lembrou que, em 2010, além do seu nome, constavam na chapa Rômulo Gouveia e Efraim Morais.

“Todos eram do nosso grupo. Mas, agora temos muitas alternativas e a ocupação da chapa dependerá das alianças que fizermos”, explicou Cunha Lima.

Na entrevista ao Correio Debate, Cássio também falou sobre a possível filiação do ex-senador Wilson Santiago ao PSB, que passaria por uma candidatura do peemedebista ao Senado. Disse que ninguém do PSB lhe falou sobre o assunto, mas adiantou que o grupo tem pelo menos três alternativas para a vaga de senador.: Cícero Lucena, Ruy Carneiro e Rômulo Gouveia.

Trocando em miúdos, Cássio aceita discutir a adesão de Santiago, mas não com garantia de vaga na chapa majoritária. Até porque, além do compromisso que tem com os companheiros, o tucano não esquece os momentos de angústia que passou quando o peemedebista ocupou indevidamente o seu mandato, devolvido depois pela Justiça Eleitoral.

Cássio cobrou posição mais clara do governador sobre aliança

Cássio cobrou posição mais clara do governador sobre aliança

ADESÃO DE WILSON SANTIAGO

Sobre um possível espaço para o ex-senador Wilson Santiago (PMDB) na chapa majoritária, Cássio fez questão de deixar claro que ninguém do PSB tocou nesse assunto com ele.

“Não tenho nada contra Wilson Santiago, agora é preciso saber se ele vem para o Governo para ocupar um lugar de destaque, temos que ver, até porque temos outras alternativas que estão no projeto há mais tempo, a exemplo do senador Cícero Lucena, que pode competir a reeleição, do deputado Ruy Carneiro que também pode disputar o Senao ou até mesmo o vice governador Rômulo Gouveia, ou seja, temos outras alternativas antes de Wilson Santiago e isso tem que ser analisado”, disse.

Cássio aproveitou para mandar um recado direcionado ao grupo socialista sobre o possível desembarque do peemedebista no projeto de reeleição de Ricardo Coutinho.

“Quando as coisas são feitas com transparências as coisas fluem, mas até agora nnguém me disse nada sobre Santiago”, esclareceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor