CAUTELA OU COVARDIA: Cartaxo precisa se libertar do PSDB e do MDB, mostrar que é líder e partir para disputa nas urnas

 

Imagem da Internet

 

O destino é mesmo irônico, isso sem falar na dinâmica da política. O prefeito Luciano Cartaxo (PSD) tem a chance de trilhar o mesmo caminho do seu maior adverdário, hoje, aliado de outrora.

Em janeiro de 2010, o então prefeito da Capital, Ricardo Coutinho (PSB), vivia o mesmo dilema que Cartaxo agora enfrenta. Tinha pela frente mais dois anos de mandato de uma gestão exitosa, reconhecida até pelos adversários.

Ricardo jogou tudo para cima, renunciou ao mandato, entregando a geståo ao então aliado Luciano Agra, para ser governador da Paraíba. Naquela época, o socialista estava em desvantagem nas pesquisas. José Maranhão (PMDB) era franco favorito. Mesmo assim, Ricardo foi em frente e, com apoio de grandes lideranças como Cássio Cunha Lima (PSDB), venceu o desafio.

Cartaxo está ainda no inicio do caminho. Alimenta dúvida, com ajuda de apaniguados, sobre a renúncia. Para o atual prefeito e seus aliados, a dúvida seria apenas precaução. Cartaxo só toparia sair candidato com apoio de toda a oposição. Para o eleitor e a historia, entretanto, pode parecer um ato de covardia.

Cartaxo foi eleito e reeleito com ajuda de fortes aliados. PMDB, PP e PSDB tiveram participação decisiva em suas vitórias. E até jogam isso “na cara” do prefeito, de vez em quando.

Mas, tudo tem seu tempo e chegou a hora de Cartaxo mostrar que é líder político de verdade, se libertando da dependência desses partidos e dando o seu “Grito do Ipiranga”. Não para copiar Dom Pedro, mas para mostrar que respeita e segue a vontade popular.

Ricardo já provou que é líder, com a ajuda de Cássio e companhia, é verdade. Mas, o fez. Chegou a vez de Cartaxo escolher entre a cautela e a covardia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor