Com salários de R$ 10 mil mensais, vereadores de Patos querem receber ajuda para combustível

Mesmo com salário mensal de R$ 10.041,00 (Dez Mil.e Quarenta e Um Reais), os 17 vereadores de Patos, no Sertão paraibano, querem agora que o contribuinte banque seus gastos com combustível.

O segundo ofício assinado pelo presidente da Cåmara Municipal, Sales Júnior (PRB), em 2019 é direcionado ao Tribunal de Contas do Estado. Nele, o vereador consulta o órgão fiscalizador quanto á legalidade de criação da verba para custeio de combustível.

Segundo o documento, cada vereador teria direito a R$ 200,00 mensais para pagar o combustível gasto nas visitas ás comunidades. Com a ajuda, a Câmara Municipal teria um acréscimo.mensal de R$ 3.400,00 ou R$ 40.800,00 anual.

No ofício encaminhado ao TCE, Sales Júnior cita ainda que os três veículos que compõem a frota da Casa estão comprometfidos com o setor administrativo e não servem aos parlamentares.

Diante do quadro de “penúria”, os nobres vereadores terão que usar seus próprios carros para fazer as tais visitas. E nada melhor que uma “garfada” no bolso do contribuinte para compensar tanto “sofrimento”.

Do jeito que a coisa vai, ninguém secsurpreenda se nos próximos dias os vereadores consultarem o TCE sobre pagamento de ajuda para reposição de peças dos veículos. Até para lembrar os “buracos” financeiros que a cidade enfrenta.

Veja o ofício enviado ao TCE:

Com iinformações do Portal 40 Graus

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor