Comissão Especial aprova pedido de cassação e complica mais ainda situação de prefeito interino de Bayeux

Imagem da Internet

O pedido de cassação contra o prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio, foi aprovado pela comissão processante instalada na Câmara Municipal de Bayeux em reunião nesta quarta-feira (07). O relatório apresentado pelo vereador Uedson Orelha foi aprovado por dois votos a um.

O processo por quebra de decoro parlamentar analisa a denúncia de que o prefeito interino teria usado a máquina pública para tentar ferir a imagem do deputado federal André Amaral. Como prova do caso existe um áudio em que Luiz Antônio orienta seus auxiliares a “meter o pau” no deputado.

Com o relatório aprovado e a recomendação para cassação do mandato do prefeito interino, o presidente da Câmara, vereador Noquinha, precisa convocar uma sessão para apreciar a conclusão da comissão processante.

O presidente da Câmara tem até o dia 23 de fevereiro para convocar a sessão. Para que o prefeito interino tenha seu mandato cassado, pelo menos 12 dos 17 vereadores precisam aprovar o relatório.

Este é o primeiro processo de cassação enfrentado por Luiz Antônio na Câmara. O segundo processo, que teve seu andamento aprovado no mês de janeiro investiga uma denúncia baseada em um vídeo em que Luiz Antônio teria sido flagrado pedindo dinheiro para supostamente aplicar um golpe no então prefeito da cidade, Berg Lima.

Com clickpb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor