Deputado decide ampliar prazo de licença médica, mas suplente continuará “sonhando” com vaga na Assembleia Legislativa

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O suplente Berg Lima (PTN) continua sem sorte. Seu companheiro de partido, deputado Janduhy Carneiro, decidiu ampliar o prazo da licença médica solicitada à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de 30 para 121 dias, permitindo a convocação do suplente para assumir a vaga. Em tese, Berg poderia comprar o paletó para a posse. Mas, só em tese.

A volta do deputado Genivaldo Matias, presidente do PT do B na Paraíba eleito na mesma coligação do PTN, estragou os planos de Berg. Mas, facilitou a de outro suplente. Genivaldo também estava de licença e vinha sendo substituído por Emano Santos, filho do vereador pessoense João dos Santos. Nesse caso, Emano permanece exercendo o mandato, agora em lugar de Janduhy, e Berg continua na condição de suplente, aguardando outra oportunidade.

De acordo com o laudo, assinado pelo médico pneumologista José George Braga, o deputado Janduhy Carneiro apresentou “baixa aptidão cardiorrespiratória; baixíssimo desempenho ventilatório; baixo desempenho musculoesquelético; baixo desempenho cardíaco e adequada relação ventilação – perfusão pulmonar, condições que sinalizam para um tratamento e recuperação bem mais longos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor