Insistência de Rômulo Gouveia em tirar Romero do PSDB passaria por nomeação da esposa para secretaria

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O deputado federal Rômulo Gouveia, presidente do PSD na Paraíba, não perde tempo quando o assunto é estimular a troca do PSDB por seu partido pelo prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues. Rômulo sabe que Romero é primo do senador Cássio Cunha Lima, de quem foi aliado nas eleições de 2014 após ser escanteado pelo governador Ricardo Coutinho. Mesmo assim, mantém o assédio a mais de mil.

O Gordinho não perde oportunidade de oferecer legenda ao prefeito tucano, que pretende disputar a reeleição. Romero tem dito que pretende mudar de partido para se aproximar do governo federal e da presidente Dilma Roussef, com quem espera obter recursos para executar obras importantes em Campina Grande. Até aí tudo bem.

Já Rômulo, não deseja nada além da nomeação de sua esposa, Eva Gouveia, para uma das secretarias municipais. Eva encerra seu mandato de deputada estadual no final do mês. Depois disso, fica sem emprego. Nos bastidores, a nomeação é dada como certa, desde que Romero acerte sua filiação ao PSD. Nada mais justo. É dando que se recebe. Se o filiado, recém chegado, não nomeia a esposa do presidente do partido como auxiliar é sinal de que não tem compromisso com a legenda. Ou melhor, com o presidente da legenda.

Coisas da política paraibana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor