José Aldemir reage à “cobranças” e diz que não pode obrigar aliados a votar em seus candidatos

Dra. Paula Almeida e o prefeito José Aldemir (Imagem do Diário do Sertão)

O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir (PP), reagiu às “cobranças” de aliados em relação ao posicionamento do seu vice, Marcos do Riacho do Meio (PT), que rompeu com a candidatura de Lucélio Cartaxo (PV) ao Governo do Estado e passou a apoiar o senador José Maranhão (MDB). Aldemir disse que faz política de forma coletiva e não por interesses individuais, respeitando as opções dos integrantes do seu grupo.

“Todo mundo sabe que lutei até o fim para que o PP fosse para o palanque de Maranhão, mas o partido decidiu apoiar Lucélio Cartaxo, que passou a ser o meu candidato. Agora, não posso obrigar ninguém a votar nos meus candidatos nem muito menos vou romper com aqueles que ajudaram na minha eleição e fazem parte da gestão”, afirmou Aldemir.

Além do vice-prefeito, o PT indicou filiados para a equipe de auxiliares de Aldemir. ? um parceiro da administração. Outra coisa, a decisão do vice em nada muda o posicionamento politico do prefeito, defensor da chapa encabeçada por Lucélio, que tem o senador Cássio Cunha Lima e a deputada Daniella Ribeiro como candidatos ao Senado Federal. José Aldemir também mantém “apoio incondicional” à reeleição do deputado federal Aguinaldo Ribeiro, liderança maior do seu partido na Paraíba, que faz “dobradinha” com sua esposa, Dr.a Paula, candidata a uma vaga na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Por último, se fosse para cobrar posições, o prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande, mereceria atenção bem mais especial do grupo oposicionista que o de Cajazeiras. Mesmo tendo a esposa Micheline como vice na chapa, o tucano não conseguiu evitar que uma dezena de integrantes de sua bancada na Câmara Municipal boicotasse a candidatura de Daniella Ribeiro, nem controlar a “rebeldia” do deputado estadual Manoel Ludgério (PSD), o mais votado em 2014, que negou publicamente apoio à filha de Enivaldo.

O pau que serve para Chico, tem que servir também para Francisco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor