Líder da Oposição acusa Cartaxo de pagar “salário de marajá” à diretor clínico do Trauminha

Imagem da Internet

O líder da Oposição, vereador Bruno Farias (PPS), acusou o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) de pagar “salário de marajá” ao diretor clínico do Trauminha, de Mangabeira. Essa foi apenas uma das inúmeras irregularidades encontradas no Hospital Ortotrauma de Mangabeira, conhecido como Trauminha, na manhã desta quarta-feira, durante visita da bancada de oposição.

Farias revelou que o médico Jorge Augusto Cordeiro recebe salário de R$ 35.750,00 mensais, bem acima até mesmo da remuneração do prefeito Luciano Cartaxo (PSD). O mais grave é que o diretor mora em Recife e frequenta o hospital apenas três vezes por semana. “Encontramos um marajá na prefeitura de João Pessoa, com um salário muito acima até que o do próprio prefeito e isso deve ser investigado. Não há produção que justifique um salario desse montante”, reclamou.

O salário de Jorge Augusto é de fazer inveja para qualquer profissional da área, principalmente para os 57 traumatologistas do Trauminha que recebem entre R$ 3,5 mil e R$ 5,6 mil mensais por uma carga horária pelo menos duas vezes maior que a do diretor.

Além do “marajá”, a caravana da Oposição encontrou no Trauminha pacientes esperando há mais de um mês por cirurgias, devido à falta de equipamentos necessários. “Isso, sem contar com exames que demoram mais de seis meses”, acrescentou o vereador do PPS, adiantando que vai levar as denúncias ao Ministério Público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor