Maranhão conta como certa aliança com PR, de Wellington Roberto, e PSC, de Marcondes Gadelha: “Em duas semanas bateremos o martelo”

Imagem da Internet

Duas semanas é o prazo estipulado pelo senador José Maranhão, pré=candidato ao Governo do Estado pelo MDB, para fechar aliança com o PSC, do deputado federal Marcondes Gadelha. Maranhão prestigiou nesta quarta-feira (30) a convenção que elegeu Eva Gouveia presidente do PSD na Paraíba, junto com lideranças de oposição como os prefeitos Luciano Cartaxo (PV) e Romero Rodrigues (PSDB), onde avaliou as negociações em andamento para composição de sua chapa majoritária.

“Estamos inteiramente afinados. Acho que em duas semanas estaremos batendo o martelo”, disse o senador emedebista, ao ser questionado sobre a relação com o PSC.

Na convenção do PSD, Maranhão sentou-se ao lado de Manoel Júnior, vice-prefeito de João Pessoa e pré-candidato ao Senado Federal pelo PSC, mas não falou sobre a participação do partido comandado pela família Gadelha na chapa majoritária, em caso de consolidada a aliança. A discussão será feita posteriormente, com o presidente Marcondes Gadelha. Mas, o cacique já deixou claro que não tem restrições ao nome de Júnior. Os dois andaram se estranhando desde que Maranhão se afastou do prefeito Luciano Cartaxo, mas fizeram as pazes.

Além do PSC, o pré-candidato emedebista avança para selar composição com o PR, do deputado federal Wellington Roberto, que também pretende disputar vaga no Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor