Mesmo com queixas da Oposição, deputados aprovam LOA e Governo terá orçamento de R$ 11,2 bi para 2017

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A bancada de Oposição protestou, tentou retardar e até ameaçou obstruir as votações, mas nâo teve jeito. Com maioria em plenário, o Governo do Estado aprovou o desmembramento das secretarias de Finanças e Planejamento e o Orçamento de R$ 11,2 bilhão para o exercício de 2017, além de outras matérias de seu interesse. Como sempre, muito bate-boca em plenário antes das votações. Tovar Correia Lima e Bruno Cunha Lima, ambos do PSDB, se abstiveram de votar a lei orçamentária, em protesto contra os cortes adotados em diversas áreas.

O Orçamento de 2017 prevê redução de R$ 52 milhões em relação ao de 2016 e foi aprovado sem problemas na Comissão de Controle e Acompanhamento das Finanças, presidida por Gervasio Maia (PSB). O deputado explicou que a redução é consequência da política de contenção de gastos implantada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) para enfrentar a crise econômica.

Em plenário, entretanto, a conversa foi outra. A Oposição resistiu o quanto pode contra os cortes nos investimentos. Depois da deputada Estela Bezerra (PSB) ter chamado deputados oposicionistas de irresponsáveis, Tovar Correia Lima também saiu da linha e chamou assessores da Mesa Diretora de “Capangas”. Foi quando o presidente Adriano Galdino e o líder do governo, Hervázio Bezerra, exigiram respeito aos servidores.

Mesmo com a “temperatura alta”, a sessão foi encerrada sem maiores problemas, mas Galdino avisou que o recesso não começa hoje. “A partir de hoje até o dia 20, a Assembleia estará reservada para sessões especiais, audi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor