Mikika se retrata, encerra peleja com Tião, mas mantém defesa do corte de ponto

Fim da briga. Os deputados Tião Gomes (PSL) e Mikika Leitão (PEN) se cumprimentaram na manhã desta quarta-feira, encerrando a troca de acusações públicas iniciada no final de semana. Mikika usou a tribuna da Assembleia Legislativa para pedir desculpas “aos deputados e a toda Paraíba” pelos termos usados contra o colega.

Disse ainda que tais termos “não são dignos” ao exercício do mandato. Daí porque o pedido de desculpas à população e aos colegas, extensivo a Tião Gomes. A medida evitou que Tião fosse à tribuna responder às acusações do parlamentar do PEN, que o chamou de “bandido, covarde e sem moral”.

Mas, ao final do pronunciamento, Mikika renovou a defesa do presidente Ricardo Marcelo, que mandou cortar pontos de deputados faltosos às sessões. Segundo ele, a própria população não aceita mais que os parlamentares faltem à sessão deliberativa da quarta-feira, único dia fixado para obrigatoriedade de freqüência.

“Usei as palavras que não deveria, mas continuo achando que o presidente Ricardo Marcelo está correto ao cortar o ponto dos faltosos. É inadmissível justificar a ausência com a política”, sustentou, concluindo o curto discurso.

Ao final, Mikika e Tião e cumprimentaram e resolveram dar por encerrado o “mal entendido” entre os dois.

Mikika Leitão usou a tribuna para pedir desculpas, que foram aceitas por Tião Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor