Ministro de Temer afirma que é “perfeitamente possível” governar sem PSDB e ameaça demitir apadrinhados

Imagem (Brasil.gov.br)

O PSDB está em baixa cotação no mercado. Pelo menos para o governo de Michel Temer, o partido não é mais tão necessário como aliado. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse ao jornal Folha de São Paulo que o Planalto continua trabalhando para manter os tucanos na base governista, mas considera “perfeitamente possível” governar sem apoio do partido de Aécio Neves.

Padilha disse ainda que o governo está preparado para votar a denúncia contra Temer, lembrando que cabe à oposição garantir quorum em plenário, e aproveitou para mandar um recado aos deputados de partidos favoráveis à denúncia que têm indicados em cargos públicos da administração federal. Segundo ele, quem é aliado vota contra e quem votar a favor não terá do que reclamar após a exoneração de seus comandados. “Ao exonerar (os indicados), o governo não faz mais do que corresponder ao desejo dos que querem ficar fora da administração”, explicou Padilha.

Em outras palavras, quem votar a favor da denúncia estará fora da base governista e sue apadrinhados serão exonerados.

O governo vai usar todas as armas para derrubar a denúncia.

Com informações da Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor