NONATO FAZ MISTÉRIO SOBRE APOIO: “PPS dará prioridade ao perfil do candidato a prefeito e à chapa proporcional”

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Quem pensa que o PPS esta fechado com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) está enganado. O partido só decidirá em março seu futuro político em João Pessoa. Mas, já tem anumerados alguns critérios para a escolha. Um deles, é o perfil do candidato a prefeito que terá que apresentar alguma afinidade com o partido. Outro critério: o escolhido para receber apoio dos socialistas dependerá da proposta de aliança proporcional prevista.

“Vamos avaliar o perfil de cada candidato, mas não há dúvidas de que observaremos também a situação da coligação proporcional a ser feita porque queremos manter a representação que temos hoje na Cãmara Municipal”, afirmou Bandeira.

O PPS tem hoje três vereadores: Bruno farias, Djanilson da Fonseca e Marco Antonio, este último líder do prefeito na Câmara Municipal. O desejo da bancada é manter a aliança com Cartaxo, mas a chapa proporcional do PSD, do prefeito, é forte e pode prejudicar a representação do PPS na Casa de Napoleão Laureano.

“Estamos analisando o quadro. Na hora certa, vamos reunir o diretório municipal e escolher a melhor alternativa para o PPS”, avisou Bandeira.

Quanto à vaga de vice-prefeito de Cartaxo, hoje ocupada por Bandeira, o presidente do PPS avisou que essa questão será tratada posteriormente, após as definições sobre o apoio ao candidato a prefeito. “Sem resolver isso, não podemos pensar em outra coisa”, sustentou Bandeira.

Falou como dirigente partidário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor