Operadoras rejeitam proposta e CPI da Telefonia vai convocar donos de empresas para depor

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Não houve acordo entre Ministério Público e as empresas de telefonia móvel que operam na Paraíba. Com base no relatório da CPI da Telefonia, da Assembleia Legislativa, foi sugerido que as empresas assinassem um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) se comprometendo a investir no mínimo R$ 150 milhões para resolver a maior parte das irregularidades registradas durante os trabalhos dos deputados. Mas, as empresas só aceitaram empregar R$ 38 milhões, ou seja, menos da metade do valor mencionado.

A reação dos deputados foi rápida. O presidente da CPI, João Gonçalves (PSD), avisou que os trabalhos de investigação terão continuidade, por decisão tomada pela maioria dos integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito. A partir de agora, serão investigados a Internet e ainda denúncias de evasão fiscal contra as empresas. A CPI deve chamar para depor os donos das operadoras. “Faremos o que foi decidido pela maioria”, garantiu Gonçalves.

Na próxima terça-feira (02/02) a Assembleia Legislativa retoma seus trabalhos. A CPI da Telefonia também deve se reunir para traçar o novo cronograma de atividades. Depois do carnaval, as audiências e análises de documentos também serão reiniciados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor