Ministério Público deve entrar com mais uma ação judicial contra candidato à prefeito de Pedras de Fogo

Lucas Romão (Imagem Reprodução/Internet)

O candidato à prefeito de Pedras de Fogo, Lucas Romão (Cidadania), sobrinho do atual prefeito, Dedé Romão, se meteu em mais uma encrenca. Na tarde do último domingo (25), Lucas circulava pela zona rural da cidade no jeep renegade de placas RFJ4A22, provavelmente para mais uma “atividade” de campanha.

Em sua companhia, Lucas levava a esposa, um assessor e o segurança, Mizael Ferreira Pequeno, terceiro sargento da Polícia Militar de Pernambuco.

O candidato só não contava com.a abordagem de uma viatura policial que por ali passava. No veículo, foram encontrados material de campanha, R$ 4,8 mil em espécie e um revólver calibre 38 com duas cápsulas deflagradas em situação irregular, portado na ocasião pelo PM pernambucano.

Após o flagrante, veículo e material foram apreendidos e o policial militar levado para a delegacia de Alhandra, onde prestou esclarecimentos, pagou fiança e foi liberado.

Promotor Marinho Mendes (Imagem Reprodução/Internet)

Mas, a coisa não deve parar por ai. Segundo informações, o promotor Marinho Mendes já foi acionado para entrar o caso que “bombou” nas redes sociais.

Não é a primeira vez que o sobrinho do prefeito se mete em confusão por causa da política. Lucas Romão e Ninho da Mangueira, presidente da Câmara Municipal de Pedras de Fogo, foram denunciados pelo Ministério Público por suposta compra de apoio político em troca de moto, na Ação Penal Eleitoral de número 24.2020.6.15.0044, que tramita na Justiça Eleitoral.

A campanha em Pedras de Fogo anda fervendo.

 

Comentar


Mídia nacional exclui governador João Azevedo de alvos da nova fase da Operação Calvário

Veículos de comunicação com repercussão nacional excluíram o governador João Azevedo da relação de alvos da nova etapa da Operação Calvário, deflagrada nesta terla-feira (27).

Os portais “O Antagonista” e “Pragmatismo Político” desmentiram a informação veiculada em outros veículos nacionais de que o governador João Azevêdo (Cidadania) teria sido alvo da 9ª fase da Operação Calvário, deflagrada nesta terça-feira (27).

A notícia equivocada foi publicada por portais como Valor Econômico, G1 e o Globo nesta manhã, mas foi corrigida posteriormente.

Comentar


Justiça Eleitoral manda prefeito de Santa Luzia demitir servidores contratados no período eleitoral

Prefeito Zezé, de Santa Luzia (Imagem da Internet)

O prefeito de Santa Luzia, José Alexandre de Araújo (MDB), conhecido como Zezé, terá que demitir todos os servidores contratados depois de 15 de agosto deste ano. Zezé é acusado de infringir a legislação eleitoral, O juiz Rossini Amorim Bastos deu prazo de dez dias, a contar desta terça-feira (27), data da publicação da sentença, para cumprimento da decisão, com o respectivo comunicado à Justiça Eleitoral.

Zezé responde a uma AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) impetrada pelo candidato de Oposição, Ademir Morais (DEM), que acusa o prefeito de se aproveitar da pandemia de coronavírus para contratar servidores sem concurso público e dentro do período eleitoral.

 

 

Comentar


Governo do Estado nega ter sido alvo de nova fase da Calvário e aciona Procuradoria do Estado para tomar providências quanto à suposta fake news

Imagem Reprodução/Internet

O Governo do Estado negou que tenha sido alvo de nova etapa da Operação Calvário, muito menos o governador João Azevedo,  deflagrada nesta terça-feira (27) na Paraíba e outros Estados brasileiros. Em nota, o Governo alega se tratar de fake news a infprmação divulgada por veículos de comunicação e disse que a Procuradoria do Esado foi acionada para cuidar do caso>

Lei abaixo a nota na íntegra:

Nota

O Governo do Estado da Paraíba e o governador João Azevêdo estão sendo vítimas de mais fake news e mentiras, coincidentemente às vésperas da eleições municipais, com informações de buscas e apreensões na manhã desta terça-feira (27) por conta de nova fase da chamada operação Calvário.

Nem o governador e nem o Governo foram alvos hoje de manhã de qualquer operação da PF e do MPF, como informaram veículos de imprensa, alguns deles localizados na Paraíba e envolvidos nas disputas eleitorais nas principais cidades paraibanas.

Todas as providências jurídicas estão sendo tomadas pela Procuradoria Geral do Estado no sentido de restabelecer a verdade e responsabilizar os que plantaram e divulgaram mais essa fake news contra o Governo da Paraíba.

Comentar


Cícero prevê parcerias importantes com Governo do Estado para beneficiar Joåo Pessoa

*“Estamos unidos para enfrentar a crise o mais rápido possível e preparar João Pessoa para o futuro”, responde Cícero sobre aliança com governador*

“Estamos unidos para enfrentar a crise da pandemia o mais rápido possível e da melhor maneira para preparar João Pessoa para o futuro. Estamos trabalhando para termos uma aliança forte e segura de um projeto para João Pessoa que poderá ter desdobramentos, mas o tempo se encarrega disso”. Comentou o candidato a prefeito da coligação Pra Cuidar de João Pessoa, Cicero Lucena (Progressista), sobre a aliança com o governador João Azevêdo (Cidadania).

Durante entrevista concedida ao programa Arapuan Verdade, Cícero reforçou a parceria que terá como prefeito, com o Governo do Estado, no tocante ao programa de saúde com o Hospital da Mulher, as parcerias para tornar a cidade com uma melhor mobilidade urbana e a interligação interbairros e na execução de obras de esgotamento sanitário em vários bairros da cidade. “Teremos eu e o governador João Azevêdo que dialogar sobre o vencimento da concessão da Cagepa, e em vez de estar brigando, vamos discutir obras para a anteciparmos e a universalização do esgotamento na Capital até 2028”.

Cícero reafirmou, ainda, que a prefeitura também tratará com prioridade o projeto implementado pelo governo do Estado, o Polo Turístico Cabo Branco, dando total celeridade nos alvarás e nos processos legais para viabilizar a geração de mais 3 mil empregos somente na construção civil e desenvolvendo outras ações com programas de moradias nos bairros circunvizinhos e no treinamento e formação de mão de obra para o setor hoteleiro e de serviços turísticos. “Vamos pra cima para fazermos o nosso papel para viabilizar esse grande projeto estruturante não apenas para João Pessoa, mas para o Estado”.

Com Assessoria

Comentar


Menudo renuncia e Edinho Mendes deve ser candidato à prefeito do Conde

Aderaldo Ferreira, conhecido por.”Menudo do Inhame”, acaba de confirmar ao blog que renunciou à candidatura para disputar a prefeitura do Conde. Menudo disse que candidatos a vereador que lhe apoiavam foram responsáveis pela decisão.

“Alguns candidatos a vereador passaram a gravar conversas internas e e isso me aborreceu. Resolvi renunciar e divulguei o vídeo para justificar a decisão ao povo do Conde, afirmou Menudo, por telefone.

Menudo disse que aguardava apenas uma conversa com seus advogados para assinar a carta-renúncia e encaminhá-la ao Podemos, partido a que pertence, e à Justiça Eleitoral. “Não tem.porque pressa, até porque não teremos mais candidato mesmo”, justificou.

O grupo do candidato a vice Edinho Mendes aguarda apenas o documento assinado para encaminhar ao TRE a substituição de Menudo. O empresário deve assumir a cabeça de chapa e indicar um.vice da coligação Podemos/Solidariedade.

 

Comentar


CONTRADIÇÅO: Cícero diz que prefeito fala tanto em isolamento social, mas ignora protocolos de saúde e promove aglomeração em evento de campanha de sua candidata

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), esqueceu as medidas recomendadas para conter o avanço da Covid-19, que ele mesmo pregou durante parte da pandemia, e foi filmado em clima de festa, durante um evento de campanha de Edilma Freire, do mesmo partido, que disputa as eleições municipais deste ano com seu apoio.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais neste domingo (25), a imagem do prefeito é colocada em dois momentos. Em um pronunciamento, ele destaca a importância da população seguir os protocolos adotados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como isolamento social.

“O isolamento social, por exemplo, é a única forma realmente capaz de conter a acelerada propagação do vírus. Prevenir-se, proteger-se e proteger os outros deve ser uma obrigação. Qualquer atitude diferente, sair às ruas sem uma situação extrema, se não for essencial, é uma atitude que pode comprometer a vida”, declarou o gestor municipal.

Com Assessoria

Comentar


Ruy desabafa: “Enquanto setor de eventos amarga prejuízos e provoca desemprego, Cartaxo promove aglomeração na campanha de parente”

 

Após meses de isolamento social e sem nenhum plano para a retomada econômica de João Pessoa, o prefeito Luciano Cartaxo vem promovendo aglomerações em diversos bairros na tentativa de levantar a campanha da cunhada, Edilma Freire, candidata que está descumprindo as determinações da Justiça Eleitoral e realizando carreatas e comícios.

“Luciano trocou a cidade pela cunhada. Quando é para promover o retorno às atividades comerciais com segurança e protocolos no pós-pandemia, a prefeitura é lenta, mas se for para promover a campanha da sua cunhada, as aglomerações estão liberadas. A pandemia levou ao fechamento de empresas de vários setores, milhares de pessoas estão desempregadas dependendo apenas do auxílio emergencial do governo federal, estão passando fome, mas o prefeito não tem plano para isso porque está ocupado fazendo campanha para a cunhada”, avalia Ruy Carneiro, candidato a prefeito de João Pessoa.

Por descumprir as determinações da Justiça Eleitoral, a campanha de Edilma está sendo acionada pela coligação A Cidade no Ritmo Certo, que questiona as aglomerações provocadas pelo prefeito e por ela no decorrer da campanha. Centenas de pessoas estão sendo reunidas em locais fechados, durante eventos em plena pandemia, enquanto no discurso oficial, o prefeito Luciano Cartaxo continua defendendo isolamento social e retorno gradual das atividades. Vídeos e fotos foram apresentados como provas na ação.

Essa não é a primeira vez que a candidata Edilma Freire é questionada na Justiça por fazer aglomerações. Ainda neste mês, a Justiça também foi acionada por caus do descumprimento da decisão de não realização de carreatas acordada entre coligações para a proteção da população durante o período da pandemia do coronavírus.

Com Assessoria

Comentar


EXONERADO: Luiz Couto troca “compamheiros” do PT e secretaria estadual pela companhia do ex-governador Ricardo Coutinho

    Imagem Reprodução/Paraibajá

O ex-deputado Luiz Couto por certo imaginou o seguinte: eu vou lá, confirmo apoio a Ricardo Coutinho, traindo companheiros de longas datas que “deram sangue” para me eleger, por várias vezes, tiro uma foto com ele para que não haja dúvida, depois volto e fica tudo bem.

Tudo isso se sequer combimar com o patrão.

O padre só esqueceu que o governador atual se chama João Azevedo e que ele “não reza na sua cartilha”. Anísio Maia, Gilcélia Figueiredo e o vereador Marcus Henriques, entre outros tantos petistas que se sentem “traídos” com a decisão de Couto, também avalizaram sua nomeação para a Secretaria da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido, dentro da cota do PT.

Mas, pelo jeito, Couto se considerava indicado na cota de Ricardo Coutinho, aquele mesmo ex-governador a quem acusou de abandoná-lo na campanha para o Senado em 2018. Enquanto o padre dizia e pensava que era “o senador de Ricardo”, o Mago angariava votos.para eleger ;bjenezolano o Rego.

Couto deve ter ñs suas crises de amnésia, mas o governador, nåo. João Azevedo não esqueceu que o então secretário saiu de fininho para se envontrar e declarar o voto em seu principal adversário poñítico, sem dequer lhe comunicar.

Quando retornou, achando que estava tudo bem, o padre mais socialista que petista, foi agraciado com uma edição do Diário Oficial omde constava o ato de sua exonetação, assinado, é claro­, por João Azevedo.

A vida é feita de escolhas e Couto fez a sua. Trocou a convivência de décadas com “companheiros” petistas que agora riscaram s; nome do caderno e um cargo de prestígio no Govrerno do Estado, onde poderia se projetar para a disputa de 2022,  pela companhia distante de quem acusou de anandoná-lo.

Se a troca foi justa, só o padre pode relatar.

 

Comentar


Citado entre possíveis eleitos na pesquisa Arapuan/Consult, Mangueira recebe apoio de ex-candidato à prefeito de João Pessoa

Entre os dez mais citados para vencer as eleiçöes proporcionais de 15 de novembro, na pesquisa Arapuan/Consult divulgada semana passada,, o vereador Mangueira recebeu apoio de Mário da Cruz, uma das figuras maia folclóricas da política paraibana.

Mário da Cruz disputou e perdeu a eleição para prefeito de João Pessoa em 1996. Sempre acompanhado de uma imensa cruz, recebeu votação surpreendente diante  das condições de campanha.

Da Cruz gravou vídeo declarando apoio a Mangueira para vereador e a Cícero Lucena para prefeito. Fechou com a Donradinha do PP.

Comentar