Pai de Hugo Mota, Nabor Wanderley revela ter pedido isenção ao deputado nos trabalhos da CPI da Petrobras

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O deputado estadual Nabor Wanderley (PMDB), pai de Hugo Motta (PMDB), revelou hoje na Assembleia Legislativa que pediu ao deputado federal total isenção no comando dos trabalhos da CPI da Petrobras. Nabor considera um orgulho para todo o Estado ter um paraibano presidindo esta importante comissão, encarregada de investigar denúncias de irregularidades na estatal petrolífera.

Hugo Motta foi indicado pelo PMDB para presidir a CPI da Petrobras, mas enfrenta resistência por ter recebido dinheiro de empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato da Polícia Federal, que apontou desvio de recursos e corrupção na empresa, para sua campanha eleitoral. O deputado alega que recebeu os recursos do partido e não sabia da origem.

Mas, a explicação não convenceu ao deputado Ivan Vicente, representante do Psol de São Paulo na CPI, que pediu a substituição de Hugo Motta e mais dez outros parlamentares que teriam recebido dinheiro das empresas denunciadas. Hugo Motta garantiu que, enquanto estiver presidindo a CPI, não deverá ao governo nem à oposição. Terá, segundo ele, compromisso apenas com o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor