Por que o PSC da Paraíba continua sendo usado como objeto de barganha para acomodar membros da família Gadelha?

Imagem da Internet

A menos que haja uma nova e brusca mudança de planos, o PSC não mais anunciará, nesta quinta-feira (12), quem apoiará na disputa pelo Governo do Estado, nas eleições de outubro próximo. A definição deve ser adiada para o final da próxima semana, novo prazo fixado pelo ex-deputado federal Leonardo Gadelha, filho do presidente Marcondes Gadelha. Indeciso entre Lucélio Cartaxo, pré-candidato do PV, e José Maranhão, pré-candidato do MDB, o partido de Marcondes Gadelha quer mais tempo para negociar “melhores condições” com os interessados em seu apoio.

O maior problema do PSC não é essa demora, mas sim o fato de continuar sendo usado como objeto de barganha para acomodar integrantes da família Gadelha, que atualmente controla o partido. O presidente Marcondes Gadelha ainda tenta disfarçar, em suas declarações, alegando que a legenda busca mecanismos de fortalecimento interno, aspiração natural de quem deseja crescer eleitoralmente.

Mesma precaução não tem o filho, Leonardo Gadelha. Pré-candidato a deputado federal, Leonardo faz questão de justificar a dificuldade do PSC em construir uma definição em relação à escolha do candidato a governador que apoiará: “Temos que atender os anseios da bancada estadual, da federal e de Senado”, sustentou, em entrevista ao portal de Walter Santos.

Dos três casos, o único que não inclui integrantes do Grupo gadelha é o Senado Federal, cujo indicado para a disputa é o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, egresso do MDB. No caso de deputado estadual, o beneficiado seria Renato Gadelha e de federal, o próprio Leonardo. Os dois querem mais “redutos eleitorais” para garantia de vitória nas urnas.

E os outros? Ah, isso é um pequeno detalhe que pode ser tratado depois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor