PPS ameaça dissolver diretório da Paraíba e entregar comando do partido a Nonato Bandeira

Nonato está a um assunto de assumir comando do PPS (Foto da Internet)

Nonato está a um assunto de assumir comando do PPS (Foto da Internet)

A direção nacional do PPS vai analisar sugestão de dissolver o atual diretório da Paraíba e entregar o comando do partido ao vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira. A sugestão foi feita pela Coordenação Eleitoral designada para acompanhar a crise no partido no Estado. Sem perspectiva de acordo entre os grupos da deputada Gilma Germano e de Nonato Bandeira, a comissão concluiu que o melhor caminho seria a dissolução e mudança de comando, segundo Wolney Júnior, um de seus integrantes.

Informações desencontradas durante o dia chegaram a supor que a dissolução do diretório estadual já estava sacramentada, igualmente a mudança de comando. Foi preciso o presidente nacional, Roberto Freire, usar as redes sociais para colocar as coisas no devido lugar. Freire confirmou a sugestão da Coordenação Eleitoral, mas disse que a direção nacional vai ainda analisá-la e que, por enquanto, a deputada Gilma Germano continua no comando do PPS na Paraíba.

A reação de Gilma foi imediada. Ela reuniu aliados e aprovou resolução marcando para setembro um congresso estadual, onde o PPS elegerá a nova direção. Gilma quer enfrentar Nonato no voto e disparou “gentilezas” contra a direção nacional pelo que considera “tentativa de intervenção no partido”.

Em resumo, Nonato está a um passo de comandar o PPS, mas Gilma se nega a entregar o partido e quer levar a disputa para as urnas. E os novos movimentos no tabuleiro só aumentaram a crise no partido.

O impasse só deve ser resolvido mesmo após decisão da executiva nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor