Prefeitura de Bayeux inova mais uma vez e contrata empresa para fazer coleta de lixo com triciclos

Parece piada, mas não é. A Prefeitura de Bayeux contratou empresa para fazer a coleta de lixo usando triciclos. É isso mesmo: aquelas motocicletas com três rodas. Pelo menos é o que garante Léo Micena, ex-candidato a prefeito e integrante do grupo de oposição na cidade. Micena analisou o contrato assinado pela Prefeitura Municipal e a empresa MB Empreendimentos, vencedora da licitação feita ainda na gestão de Expedito Pereira, e, segundo ele, o uso do veículo, com capacidade bem inferior aos utilizados em outras cidades, está previsto.

Mesmo sendo adversário de Expedito, a quem derrotou nas urnas, o prefeito Berg Lima renovou o contrato, antes de ser afastado do cargo por ser pego recebendo propina de um comerciante para liberar recursos públicos municipais. Mais estranho ainda, é que o substituto de Berg e ex-vice-prefeito, Luiz Antonio, manteve sua vigência, mesmo com as supostas irregularidades apontadas pela oposição.

Imagem da Internet

O mais grave, entretanto, não é o contrato em si. De acordo com Léo Micena, não há registro da comprovada utilização dos veículos (triciclos) na coleta de lixo de Bayeux. mesmo assim, a empresa MB Empreendimentos fatura mais de R$ 500 mil mensais da Prefeitura Municipal. “Se não bastassem os outros problemas envolvendo o lixo da cidade, agora temos também triciclos fantasmas?”, questionou Micena, cobrando posição da gestão municipal.

Além de estranha, a operação com triciclos aumentou suspeita da ligação “umbilical” entre o prefeito afastado, Berg Lima, o substituto, Luiz Antonio, e o lixo de Bayeux. Leo Micena já acionou o Tribunal de Contas do estado para verificar o caso específico do lixo de Bayeux, já que a prefeitura passa por uma auditoria geral. “Queremos que seja investigada essa questão, quanto a prefeitura paga, se a coleta é feita corretamente, enfim, se tudo está de acordo com a lei. Só por esse caso dos triciclos dá para ver que tem algo errado lá”, afirmou Micena.

Pelo jeito, a coisa vai feder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor