PSB repudia CPI do Lixo no Conde e atribui decisão à “perseguição política”

Imagem da Internet

O PSB reagiu â decisão da Câmara Municipal de criar uma CPI para investigar contratos da Prefeitura com empresa responsável pela limpeza urbana na cidade do Conde. A investigação abrange apenas a gestão da atual prefeita Márcia Lucena. O partido considerou a decisão um ato de “perseguição política”.

Veja a nota na integra abaixo:

O Partido Socialista Brasileiro, através da sua Comissão Executiva Estadual, vem a público externar repúdio ao ato arbitrário protagonizado pelo presidente da Câmara dos Vereadores de Conde, vereador MANGA ROSA, que deflagrou processo para instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito com pretexto de analisar a licitação do lixo, realizada pela prefeitura da cidade em 2017.

Importante ressaltar que o mandato da prefeita Márcia Lucena foi legitimamente conquistado nas urnas. É de estranhar a ação proposta pelo vereador em pleno ano eleitoral, mesmo depois da Câmara Municipal de Conde ter aprovado as contas da cidade, referentes ao exercício de 2017, em dezembro do ano passado. Contas, que também foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). O PSB, por não aceitar esse claro ato de perseguição política contra a prefeita Márcia Lucena, conclama a sociedade a se mobilizar para impedir que essa violação do Estado Democrático de Direito aconteça. *João Pessoa, 17 de fevereiro de 2020*.

Comissão Executiva Estadual PSB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor