Ricardo Coutinho defende MP 242 e lembra que suspensão de reajustes salariais é temporária

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O governador Ricardo Coutinho (PSB) explicou nesta segunda-feira que não tinha outra alternativa a não ser encaminhas à Assembleia Legislativa a Medida Provisória 242/15, que suspende a concessão de reajustes salariais ao funcionalismo público estadual. Ricardo disse que não poderia dar aumento sem poder pagar, uma vez que o Estado passa por dificuldades financeiras por conta da crise econômica que afeta o País inteiro.

Segundo o governador, o quadro atual não recomenda aumentar salários e a MP 242 é o instrumento legal indicado para suspender a data-base do servidor, estabelecida para janeiro. “Mas, essa suspensão será momentânea, temporária. Assim que tivermos condições, voltaremos a conceder os reajustes”, garantiu.

A Assembleia Legislativa debate, em audiência pública na tarde desta segunda-feira, os efeitos da MP 242.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor