Ricardo tenta quebrar tabu e assume compromisso “arriscado” para segundo mandato

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Desde que foi instituída a reeleição, poucos governantes conseguiram a proeza de fazer um segundo mandato melhor que o primeiro. Com raras exceções, presidentes da República, governadores e prefeitos “naufragaram” em promessas de campanha bem distantes da realidade apresentada em suas gestões. Reeleito este ano, o governador Ricardo Coutinho (PSB) parece pouco preocupado com essa trajetória. Tanto que assumiu compromisso público de fazer “o melhor mandato” de sua carreira política, antes mesmo de ser empossado no cargo pela segunda vez.

Em se tratando de Ricardo, tudo é possível. Pelo menos em termos de desafios. Quem não lembra do então prefeito de João Pessoa que renunciou no meio do segundo mandato para disputar o Governo do Estado? Naquela época, o socialista corria o risco de ficar sem mandato, caso perdesse a eleição. O final da história, todos já sabem. Ricardo também aliou-se a um dos principais adversários, Cássio Cunha Lima (PSDB), para garantir a estrutura necessária à sua vitória nas urnas. Portanto, não se pode menosprezá-lo em suas intenções. Sejam quais forem.

O compromisso de fazer um segundo mandato melhor que o primeiro é arriscado porque, se não conseguir, Ricardo pode ser taxado mais uma vez de “político de promessas não cumpridas”, uma excrecência que, infelizmente, atinge a maioria dos nossos representantes. A pecha pode lhe trazer muitos dissabores nas urnas, caso o eleitor reaja de forma mais efetiva à situação.

Ricardo também parece despreocupado com essa possibilidade. Tanto que já tem até receita para cumprir o compromisso que assumiu. Segundo ele, não é preciso mágica, mas sim “qualificar os avanços que a Paraíba teve”. Em outras palavras, dar continuidade e avançar nas ações de seu primeiro governo. Se conseguir, o governador novamente será visto de maneira diferenciada não só pelo eleitor, mas pelos aliados e até pelos adversários.

Com informações do Paraíba.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor