Veneziano some do noticiário político e Tatiana é escalada para defender sua gestão

Não se sabe ainda se por decisão própria ou por sugestão do irmão, estrategista da família. Mas, Veneziano Vital do Rego sumiu do noticiário político nos últimos dias. Justamente num momento em que vinha sofrendo uma carga pesada de ataques dos adversários. Talvez preocupado com a repercussão negativa das denúncias sobre sua pré-candidatura a governador, o ex-prefeito tenha recolhido as armas para retornar mais tarde ao campo de batalha, quando a poeira baixar.

Veneziano parece ter sentido as denúncias dos adversários (imagem da internet)

Veneziano parece ter sentido as denúncias dos adversários (imagem da internet)


A verdade é que Venezino não conseguiu evitar o desgaste provocado pela situação em que entregou a Prefeitura de Campina Grande ao sucessor, Romero Rodrigues. Aliás, nem podia porque o atual prefeito provocou pelo menos trinta demandas judiciais contra a gestão anterior, acusando o Cabeludo de atos de improbidade administrativa. Até que se livre de todas elas, Veneziano continuará com dificuldades para convencer o eleitorado de que permanece “ficha limpa”. A presunção da inocência funciona muito bem no campo jurídico, mas nem sempre é seguida à risca no político.

Como se costuma rotular numa luta de boxe: Veneziano acusou o golpe. Não só ele, mas também o PMDB. Tanto que ninguém no partido fala mais na tal “caravana” que percorreria todo o Estado para massificar a candidatura do ex-prefeito campinense.

O fato de sair de cena não significa, entretanto, que Veneziano deu-se por vencido antes da disputa. Pelo contrário. Ele está apenas tentando se recuperar dos ataques que sofreu para voltar ao ringue. Até lá, o peemedebista parece ter escalado uma substituta: a médica Tatiana Medeiros, candidata derrotada por Romero Rodrigues. De olho na Assembleia Legislativa, Tatiana nem se incomoda de ser usada como “sparring” pelos adversários e, além de defender com unhas e dentes a gestão do seu tutor, não poupa adjetivos ao governo Ricardo Coutinho. É oposição lá e cá, enquanto Veneziano decide o que fazer da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor