Volta de Nonato Bandeira à equipe revela perfil da reforma administrativa de Ricardo

Imagem da Intrnet

Tão logo encerre o mandato, dia 01 de janeiro, o atual vice-prefeito de João Pessoa, jornalista Nonato Bandeira, terá pela frente outra missão importante: fazer “a ponte” entre o Palácio da Redenção e a classe política paraibana, incluindo a base governista na Assembleia Legislativa. Bandeira foi confirmado pelo próprio governador como futuro chefe da Casa Civil, dentro da reforma administrativa em andamento.

Com trânsito livre em quase toda classe politica paraibana, Bandeira é um dos “coringas” que o governador pretende usar para acalmar os ânimos de aliados insatisfeitos com o tratamento até agora recebido do Governo do Estado. Além do “viés” político, a nomeação do presidente do PPS tem um componente midiático. Nonato sempre foi, por razão de ofício, muito bem articulado com veículos e profissionais de imprensa. Tanto que até planejava retornar ao “batente”, caso não assumisse algum cargo público.

Coordenador da campanha de Cida para prefeita joão Pessoa, Nonato cumpriu a missão sem sofrer nenhum “arranhão”. Nem mesmo a derrota da candidata provocou abalo em seu currículo de articulador político e operador da comunicação. A escolha de Bandeira revela o perfil da reforma administrativa pretendida por Ricardo Coutinho. Confirma, por exemplo, que o governador deseja resgatar, pelo menos em parte, a convivência com antigos aliados que o ajudaram na longa caminhada até chegar onde chegou.

São preparativos para 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O blog não se responsabiliza pelo conteúdo exposto neste espaço. O material é de inteira responsabilidade do seu autor