Assembleia Legislativa tem novo esforço concentrado nestas terça e quarta-feira

A Assembleia Legislativa da Para√≠ba (ALPB) vai realizar esfor√ßo concentrado, nesta ter√ßa (29) e quarta-feira (30), para votar mat√©rias que tramitam na Casa. A Comiss√£o de Constitui√ß√£o, Justi√ßa e Reda√ß√£o (CCJ) tamb√©m se re√ļne amanh√£, √†s 8h, para analisar 18 propostas encaminhadas pelos parlamentares.

Durante o esforço concentrado desta terça-feira, os deputados devem apreciar, na sessão ordinária, sete Medidas Provisórias (MP) encaminhadas pelo Governo do Estado, 10 vetos a projetos de lei dos parlamentares, além de 13 requerimentos.

Entre as Medidas Provis√≥rias que devem ser votadas, est√° a n¬ļ 215/2013, que disp√Ķe sobre a remiss√£o de cr√©ditos tribut√°rios constitu√≠dos ou n√£o, inscritos ou n√£o em d√≠vida ativa, relativos ao IPVA e as taxas estaduais, vinculadas ao Detran-PB, bem como sobre o parcelamento destas taxas. Outra MP √© a n¬ļ 281/2014, que define o reajuste para o servidor p√ļblico estadual do Poder Executivo.

J√° entre os vetos, devem ser apreciados o n¬ļ 240/2014, ao projeto de lei da deputada Daniella Ribeiro (PP), que determina a disponibiliza√ß√£o de leitos apropriados para pessoas de necessidades especiais, e o 230/2013 ao projeto do deputado Caio Roberto (PR), que obriga a convoca√ß√£o dos candidatos aprovados dentro do prazo de validade do concurso p√ļblico.

CCJ – Os integrantes da CCJ v√£o analisar 18 projetos de lei ordin√°ria de autoria dos deputados da Casa e do Poder Executivo. Entre eles, o n¬ļ 1.891/2014, do deputado Jutay Meneses (PRB), visando proibir a venda e o consumo de bebidas alco√≥licas dentro do espa√ßo f√≠sico dos postos de combust√≠veis e suas conveni√™ncias.

Tamb√©m devem ser apreciadas as propostas n¬ļ 1.847/2014, do Governo do Estado, que institui, dentro do sistema de transporte intermunicipal de passageiros da Para√≠ba, o transporte p√ļblico complementar de passageiros, e a n¬ļ 1.879/2014, do deputado Gerv√°sio Maia (PMDB), a respeito da obrigatoriedade de liberdade imediata do gravame ap√≥s a quita√ß√£o de ve√≠culos financiados.

Com Assessoria

Comentar

PT decide apoiar Veneziano no primeiro turno, mas n√£o indica nome para chapa majorit√°ria

Imagem da Internet

Imagem da Internet

Em reunião na sede do diretório estadual, encerrada agora a pouco, o PT decidiu apoiar a candidatura do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego, ao Governo do Estado já no primeiro turno. Mas, os petistas não indicaram nome para a chapa majoritária. O PMDB ainda deu prazo até o próximo dia 10, quando Veneziano espera apresentar a chapa completa, para o PT fazer a indicação. O problema é que o PMDB quer Lucélio Cartaxo, irmão do prefeito Luciano Cartaxo, que se nega a disputar o Senado Federal.

Na reuni√£o, que contou com dirigentes dos dois partidos e com o “Cabeludo” de Campina Grande, ficou acertado que os dois partidos far√£o alian√ßa somente na proporcional, mas o PT apoiar√° o nome de Veneziano para governador.

Diante da decis√£o, Veneziano tenta agora convencer o deputado Leonardo Gadelha (PSC) a aceitar convite para ser seu vice. O ex-governador Jos√© Maranh√£o e o deputado federal Manoel J√ļnior disputam a vaga de senador dentro do PMDB.

Comentar

Ricardo confirma Hervázio como líder e diz que eleição só deve ser tratada após a Copa do Mundo

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O governador Ricardo Coutinho (PSB) confirmou hoje pela manhã o deputado Hervázio Bezerra (PSB) como líder de sua bancada na Assembleia Legislativa. Hervázio reassume o mandato após licenças dos deputados Antonio Mineral (PSDB) e Manoel Ludgério (PDT).

Ap√≥s solenidade de entrega de ve√≠culos √† v√°rias prefeituras participantes do Pacto Social Pelo Desenvolvimento da Para√≠ba, no Pal√°cio da Reden√ß√£o, Ricardo tamb√©m falou sobre sua rela√ß√£o com o senador C√°ssio Cunha Lima, hoje advers√°rio. Ele recebeu com ironias as declara√ß√Ķes de C√°ssio acusando-o de descumprir carta compromisso assumida durante a campanha eleitoral, uma das causas do rompimento entre os dois.

“Isso √© conversa. Ele s√≥ veio falar isso tr√™s meses depois. A Para√≠ba est√° cheia de tanta conversa. O povo quer trabalho e logo ap√≥s a Copa far√° as compara√ß√Ķes necess√°rias. O povo decidir√° entre quem trabalha e quem vive de conversas”, afirmou Ricardo.

Comentar

Cássio revela que só se comunicava com o governador através de mensagens

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A falta de di√°logo, durante os tr√™s anos de gest√£o, teria sido a principal causa do rompimento entre o senador C√°ssio Cunha Lima (PSDB) e o governador Ricardo Coutinho (PSB). C√°ssio confirmou a precariedade da comunica√ß√£o entre os dois e revelou que at√© liga√ß√Ķes telef√īnicas eram raras. “Nossa comunica√ß√£o era feita por mensagens”, contou o senador tucano, lamentando a dificuldade de relacionamento com o socialista.

C√°ssio disse ainda que evitava procurar o governador para n√£o incomod√°-lo e deix√°-lo “√† vontade” em suas decis√Ķes pol√≠tico-administrativas. “√Č claro que eu n√£o o procurava muito. Eu tinha no√ß√£o de que era um ex-governador e precisava dar autonomia ao governante (Ricardo)”, justificou.

Al√©m das diverg√™ncias, que hoje s√£o bem maiores entre os dois, C√°ssio citou uma √ļnica converg√™ncia que teria sido decisiva para a alian√ßa entre PSDB e PSB em 2010: Tirar Jos√© Maranh√£o do poder. Segundo C√°ssio, tamb√©m houve a assinatura de uma carta compromisso que seria cumprida pelo governador, caso eleito, e avaliada pelo tucano tr√™s anos depois.

Na entrevista concedida à Rádio Arapuan, Cássio preferiu não entrar no mérito dessa avaliação. Nem precisava. Ele já disse que hoje tem mais divergências do que convergências com o governador. E os dois devem se enfrentar nas urnas.

N√£o h√° mais o que dizer.

Comentar

Assembleia Legislativa prorroga campanha de preven√ß√£o ao c√Ęncer de pr√≥stata

A Campanha de Preven√ß√£o ao C√Ęncer de Pr√≥stata, realizada pela Assembleia Legislativa da Para√≠ba (ALPB), foi prorrogada at√© o dia 9 de maio, em decorr√™ncia da solicita√ß√£o dos munic√≠pios paraibanos pelas a√ß√Ķes.

Nesta segunda-feira (28), o munic√≠pio de Sol√Ęnea recebe atividades da campanha. Ser√£o realizadas, durante toda a manh√£, distribui√ß√£o de materiais informativos, palestras e exames de preven√ß√£o √† doen√ßa, em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia.

O objetivo √© alertar sobre os cuidados que devem ser tomados para prevenir o c√Ęncer de pr√≥stata e esclarecer sobre as formas de tratamento.

De 22 a 26 deste m√™s, a campanha aconteceu em quatro pontos na Capital: Parque S√≥lon de Lucena, no Centro, Busto de Tamandar√©, Mercado de Mangabeira e Pra√ßa da Paz, nos Banc√°rios. Em Jo√£o Pessoa, houve a distribui√ß√£o de materiais informativos e uma a√ß√£o de orienta√ß√£o sobre as leis estaduais que tratam sobre o c√Ęncer.

At√© o dia 9, as atividades ser√£o levadas para Mulungu, Juripiranga, Serra da Raiz, Arara, Umbuzeiro, Cuitegi, Cuit√©, Itatuba, Coremas, Serra Branca, Pianc√≥, V√°rzea, Santa Luzia, Emas, S√£o Domingos, Nazarezinho e Po√ßo Dantas. O slogan da campanha, que est√° em sua terceira edi√ß√£o, √©: ‚ÄúExame de pr√≥stata, quem pede pra ele fazer, n√£o vai perd√™-lo t√£o cedo‚ÄĚ.

A Semana Estadual de Preven√ß√£o ao C√Ęncer de Pr√≥stata, que aconteceu de 22 a 26 deste m√™s, ocorreu em cumprimento √† Lei 8.609/09, definida por meio de propositura do presidente da Casa de Epit√°cio Pessoa, deputado Ricardo Marcelo (PEN).

Durante duas edi√ß√Ķes, tamb√©m foram realizados atendimentos m√©dicos, orienta√ß√Ķes e palestras sobre o assunto em v√°rias cidades paraibanas. O pr√©dio do Poder Legislativo se ‚Äúvestiu‚ÄĚ de azul, no ano passado, para destacar a import√Ęncia sobre as formas de preven√ß√£o da doen√ßa.

A Assembleia Legislativa tem elaborado leis com a pretens√£o de facilitar o tratamento do c√Ęncer no Estado e aumentar as chances de cura. Nas √ļltimas duas d√©cadas, 15 leis estaduais se somam a uma extensa legisla√ß√£o federal que assegura os direitos e garantias dos portadores de c√Ęncer.

Com Assessoria

Comentar

Se PT não indicar Lucélio, Maranhão vai disputar vaga no Senado Federal na chapa do PMDB

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O PMDB j√° tem o seu “plano b” para o caso de o PT n√£o indicar Luc√©lio Cartaxo, irm√£o do prefeito Luciano Cartaxo, para a vaga de senador na chapa majorit√°ria da coliga√ß√£o. O ex-governador Jos√© Maranh√£o aguarda apenas o “sinal verde” da c√ļpula do partido para entrar em cena e disputar o Senado Federal, onde j√° esteve. Maranh√£o lidera todas as pesquisas de opini√£o p√ļblica divulgadas at√© agora, com larga vantagem para o segundo colocado.

O ex-governador j√° deixou claro que sua prioridade √© um mandato de deputado federal, mas n√£o esconde de ningu√©m a vontade de disputar o Senado. Para n√£o prejudicar a alian√ßa com o PT, Maranh√£o tem dito que a mudan√ßa de planos dependeria do seu partido. O √ļnico obst√°culo, portanto, seria o PT. A vaga de senador foi oferecida aos petistas. O problema √© que o PMDB deseja ter o irm√£o do prefeito Cartaxo na chapa e os petistas, al√©m do pr√≥prio Luc√©lio Cartaxo, n√£o aceitam a sugest√£o.

Entre os peemedebistas já está acertado: Lucélio ou Maranhão. Um dos dois será o candidato ao Senado. Já entre os petistas, não há até agora nem eventual substituto para Lucélio. O interesse em integrar a chapa majoritária é mínimo.

Comentar

Pesquisa Souza Lopes/Correio mostra Cássio na liderança com 42,9%, Ricardo com 27,4% e Veneziano Vital com 10,7%

Imagem da Internet

Imagem da Internet

O senador C√°ssio Cunha Lima, pr√©-candidato a governador pelo PSDB, tamb√©m lidera com folga as inten√ß√Ķes de voto na pesquisa do Instituto Souza Lopes, divulgada na edi√ß√£o de hoje do jornal Correio da Para√≠ba. C√°ssio tem 42,9%
contra 27,4% do atual governador, Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição. O ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego (PMDB) aparece em terceiro lugar com 10,7%.

Os n√ļmeros mostram ainda que 8,4% dos eleitores pretendem votar nulo ou em branco. Dos entrevistados, 6,7% disseram que n√£o sabem e apenas 0,9% n√£o respondeu. Tamb√©m foram citados na prefer√™ncia do eleitorado paraibano a advogada Nadja Palitot (1,5%), pr√©-candidata do PT, mas que pode sair da disputa caso o o seu partido formalize a alian√ßa com o PMDB; os deputados federais Major F√°bio (0,8%), do Pros; e Leonardo Gadelha (0,7%), do PSC.

A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 24 de abril √ļltimos e registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Para√≠ba (TRE-PB) sob o n√ļmero PB-00007/2014. √Č a primeira de uma s√©rie que o jornal Correio pretende publicar, em parceria com o Instituto Souza Lopes.

Comentar

Cássio quer resolver situação de Cícero Lucena antes de definir composição da chapa majoritária

O senador C√≠cero Lucena j√° recebeu o ultimato: ou aceita ser candidato a deputado federal ou nada. √Č pegar ou largar.

A insist√™ncia de C√≠cero em disputar a reelei√ß√£o vem provocando rea√ß√Ķes n√£o s√≥ de tucanos, mas tamb√©m de aliados do pr√≥prio senador. “Toda elei√ß√£o agora C√≠cero cria problemas. Ningu√©m aguenta mais”, disparou o deputado Domiciano Cabral (DEM).

Frase semelhante partiu do deputado Branco Mendes (PEN). “Ao inv√©s de ajudar, ele (C√≠cero) s√≥ procura atrapalhar”, teria se queixado a amigos, Mendes.

Mas, quem n√£o suporta mais mesmo √© o senador C√°ssio Cunha Lima que, hoje, durante entrevista, chegou a sugerir uma disputa com C√≠cero pela indica√ß√£o do PSDB para ser candidato a governador. O “mo√≠do” de C√≠cero vem incomodando tanto que C√°ssio resolveu adiar a composi√ß√£o – ou pelo menos o an√ļncio dela – da chapa majorit√°ria. Pr√©-candidato a governador, o tucano garantiu que at√© agora nenhuma outra vaga est√° preenchida. E n√£o h√°, portanto, nenhum nome certo fora o seu.

Cássio quer resolver primeiro a situação com Cícero. E tez razão. Como compor uma chapa consensual com aliados se não há consenso dentro do seu próprio partido? Se Cícero desejava realmente ser candidato à reeleição, sobrou na curva. Agora, se queria apenas perturbar e tumultuar o processo de escolha de candidatos dentro do seu próprio grupo político, ele conseguiu.

Comentar

Cássio participa de encontro do PSDB e recebe título de cidadania em Itabaiana

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A C√Ęmara Municipal de Itabaiana aprovou a concess√£o do t√≠tulo de cidad√£o itabaianense ao senador C√°ssio Cunha Lima (PSDB). A propositura foi do vereador Wellingson Chaves (PSD), que declarou que “este t√≠tulo de cidad√£o ao Senador C√°ssio, √© mais que merecido, tendo em vista os in√ļmeros benef√≠cios que o mesmo fez quando ocupou o cargo de governador por nossa popula√ß√£o. Esta √© a forma desta Casa, que representa o povo de Itabaiana, agradecer pelos servi√ßos prestados”.

O vereador Wellingson Chaves, que tamb√©m √© o presidente da Casa Dr. Ant√īnio Batista Santiago destacou que durante a passagem C√°ssio Cunha Lima pelo governo do Estado, o seu munic√≠pio teve como principais benef√≠cios os investimentos em saneamento b√°sico e pavimenta√ß√Ķes de ruas em diversas √°reas da cidade, al√©m da constru√ß√£o do Hospital Regional de Itabaiana.

Outro ponto destacado pelo vereador foi a entrega di√°ria de mais de 700 litros de leite para a popula√ß√£o carente de Itabaiana que somadas √†s a√ß√Ķes de incentivo √†s pessoas da Zona Rural, especialmente no que diz respeito ao projeto Cooperar com a constru√ß√£o de cisternas e ainda na distribui√ß√£o de sementes. Ainda foram destacados os investimentos em moradia, pelo programa A Casa √© Sua e eletrifica√ß√£o rural, atrav√©s do programa Luz para Todos.

Tamb√©m no que diz respeito √† gera√ß√£o de emprego e renda, foi destacado por Wellingson os incentivos √† f√°brica de Penalty que gerou quase 200 empregos diretos na cidade. Para ele √© justo que o povo de Itabaiana, atrav√©s dos seus vereadores, conceda esse t√≠tulo de cidad√£o ao senador C√°ssio Cunha Lima por todos os servi√ßos prestados ao longo da sua trajet√≥ria pol√≠tica administrativa. A gera√ß√£o de empregos e programas voltados para os mais necessitados foi uma t√īnica do Governo C√°ssio de 2003 a 2009.

O senador Cássio Cunha Lima destacou que recebe o título com imensa gratidão pela generosidade dos vereadores de Itabaiana e que tal honraria aumenta ainda mais a sua responsabilidade com todos os cidadãos da cidade que passará a tê-lo como filho do município.

Reunião do diretório estadual do PSDB

Depois do evento na C√Ęmara de Vereadores, o Senador e demais membros da Executiva, participam, juntamente com o presidente da legenda, o deputado federal Ruy Carneiro, de mais um encontro intrapartid√°rio do PSDB, na Associa√ß√£o Atl√©tica Banco do Brasil ‚Äď AABB √†s 17h00.

Na ocasi√£o dos filiados de Itabaiana e regi√£o ser√£o consultados sobre o posicionamento do PSDB em rela√ß√£o √†s elei√ß√Ķes de 2014, como j√° feito nas outras seis cidades que j√° sediaram esses evento (Patos, Guarabira, Mamanguape, Campina Grande, Concei√ß√£o e Pombal). Ap√≥s o Encontro os membros da Executiva Estadual do PSDB concedem entrevista coletiva √† imprensa, na C√Ęmara de Vereadores.

Assessoria do senador C√°ssio Cunha Lima (PSDB-PB)

Comentar

PMDB vai insistir no nome de Luc√©lio na chapa para “amarrar” apoio de Cartaxo a Veneziano

Imagem da Internet

Imagem da Internet

A demora do PT em indicar nome para a chapa encabe√ßada por Veneziano Vital do Rego n√£o deixou o PMDB paraibano apenas chateado. Deixou tamb√©m desconfiado. As principais lideran√ßas peemedebistas temem que a indica√ß√£o de um petista “sem densidade eleitoral” possa deixar o prefeito de Jo√£o Pessoa, Luciano Cartaxo, principal figura do PT atualmente, “desestimulado” durante a campanha. Por isso, a dire√ß√£o nacional do PMDB mandou um recado ao PT da Para√≠ba: n√£o aceita qualquer nome para a chapa.

Escolhido para transmitir o recado, o senador Vital Filho, irm√£o do candidato a governador pelo PMDB, revelou mais detalhes sobre as inten√ß√Ķes da c√ļpula nacional peemedebista. Segundo ele, o partido vai insistir no nome de Luc√©lio Cartaxo, irm√£o do prefeito, para o Senado Federal, vaga destinada ao PT. A indica√ß√£o n√£o supriria apenas a esperada “densidade eleitoral” sugerida pelo PMDB, mas tamb√©m “amarraria” o apoio de Luciano Cartaxo √† candidatura de Veneziano.

A proposta do PMDB já tem resposta, antes mesmo de chegar ao destinatário. O próprio Lucélio reafirmou hoje que não tem intenção de disputar o Senado. O deputado Anísio Maia, fiel escudeiro da família Cartaxo, voltou a falar mal do PMDB e sugeriu a advogada Nadja Palitot para disputar o Senado. Já o prefeito Luciano Cartaxo endossou as palavras do irmão e de Anísio, incluindo as críticas aos peemedebistas.

Resta saber qual será a reação do PMDB.

Comentar