Prefeito de Remígio é eleito presidente do Cimdurb no Brejo Paraibano

Imagem Reprodução/TCE-PB

Prefeitos de municípios da Área do Brejo elegeram o de Remígio, André Alves, à presidência do Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Urbano (Cimdurb). A escolha, nesta quinta-feira (6), deu-se por aclamação e em sistema de videoconferência convocada para a sucessão do até então presidente do Cimdurb Kayser Rocha, representante de Solânea.

Na ocasião, ainda foram eleitas a prefeita de Pilões Socorro Brilhante para a Vice-Presidência e a de Borborema, Gilene Cândido da Silva, para a Secretaria do Consórcio.

 

Também em fase de implantação por municípios do Sertão e Litoral, o Cimdurb promove ações de combate à obstrução de ruas e calçadas, à edificação clandestina de casas inseguras e insalubres e à instalação de equipamentos urbanos em locais indevidos, a exemplo de lixões e matadouros.

São iniciativas estimuladas pelo Programa de Defesa do Estatuto da Cidade (Decide) lançado em fevereiro de 2019 pelo Tribunal de Contas da Paraíba em respeito a duas leis federais: a de número 10.257/01 (do Estatuto da Cidade) e a 11.888/08 (garantidora da assistência pública técnica e gratuita para projeto e edificação de moradia de interesse social).

Esta última lei permite ao Cimdurb o custeio de arquiteto para casas de famílias de baixa renda. O propósito é não somente evitar a invasão de calçadas e ruas, mas, ainda, a edificação de moradias inseguras, mal iluminadas e mal arejadas, em detrimento da saúde dos ocupantes. Também, o afeamento das cidades, muitas delas com vocação para o turismo com suas oportunidades de emprego e renda.

Entusiasta de primeira hora do Programa Decide, o prefeito de Remígio administra, pela segunda vez, uma cidade que tem ruas alargadas, praças recuperadas, calçadas desobstruídas ou implantadas com acessos para cadeirantes e trilhas táteis para portadores de deficiência visual.

Além dos cumprimentos dos seus pares, André Alves recebeu o do coordenador do Programa Decide, conselheiro Arnóbio Viana, que dele destacou o esforço e a capacidade para o bom desempenho da nova missão. Os participantes do encontro, em meio aos quais o assessor técnico do Decide Expedito de Arruda, também reconheceram a boa condução do Cimdurb pelo ex-presidente Kayser Rocha.

Compõem, ainda, este consórcio os prefeitos de Areia (Sílvia Cunha Lima), Alagoa Grande (Antonio Sobrinho), Alagoa Nova (Francinildo Pimentel), Arara (José Ailton Pereira da Silva), Bananeiras (Matheus Bezerra), Casserengue (Antonio Judivan de Sousa), Matinhas (Benedito Braz da Silva) e Serraria (Petrônio de Freitas Silva).

Com Ascom/TCE-PB

Comentar

Ministro da Saúde garante vacinar toda população brasileira acima de 18 anos até dezembro

 

Imagem Reprodução/TV Se.badob

  1. O Minitel666 da Saúde Marcelo Queiroga voltou a reafirmar que até o final deste ano toda a população brasileira acima de 18 anos estará vacinada contra a covid-19. A Fala foi feita durante depoimento na CPI da Pandemia, no Senado, nesta quinta-feira (6).

Em5 % Questionado pelo senador Reguffe (Podemos-DF) sobre a estimativa de vcinação da população brasileira contra o novo coronavírus, Queiroga ressaltou que tem trabalhado diariamente com o intuito de agilizar a chegada de imunizantes no país, assim como, a das doses no Brasil. Desta forma, estima que até dezembro, a maioria da população esteja imunizada.

– A expectativa é que tenhamos a população brasileira acima de 18 anos vacinada até o final do ano desde que todas as doses contratadas cheguem – afirmou o ministro paraibano.

Durante seu depoimento à CPI, Marcelo Queiroga apresentou ainda publicação do Diário Oficial da União da dispensa de licitação para a aquisição de mais cem milhões de doses da vacina Pfizer.

– A luta por mais doses é uma luta diária. Nós não temos descanso de 1 minuto. Estamos dialogando fortemente com as embaixadas, com as indústrias que produzem doses prontas, estamos em contato com a Fiocruz e dialogado com o Butantan. Estou procurando fazer a minha parte e tenho o compromisso de trabalhar para salvar vidas do povo brasileiro.

Com PB Agora

Comentar

Após reunião com representante do Ministério da Economia, Cícero vê avanço no projeto “Cidade Sustentável”

O prefeito Cícero Lucena conversou de forma virtual com o subsecretário de Financiamento ao Desenvolvimento e Mercados Internacionais do Ministério da Economia, Carlos Eduardo Lampert. O encontro aconteceu na manhã desta quinta-feira (6) e teve como objetivo a apresentação do levantamento de ações da gestão no que se refere ao programa João Pessoa Cidade Sustentável.

“Estamos dando os passos necessários para tirarmos o atraso do projeto em função dos itens que não haviam sido cumpridos. É preciso manter esse contato com o Ministério da Economia em função de ser ele um avalista garantidor do empréstimo”, explicou o gestor.

Durante a conversa foi apresentado um balanço do trabalho realizado nos últimos quatro meses. “Mostramos a eles todos os nossos atos, como a recomposição do grupo de gestão, projetos em andamento, licitações realizadas e previsões de gastos para este ano. Como parceiros que são, devemos estar informando para garantir continuidade”, reforçou Cícero.

*O programa* – O Cidade Sustentável consiste numa parceria firmada entre a Prefeitura de João Pessoa com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) que tem como objetivo primordial promover o desenvolvimento urbano do Município, calcado nos preceitos da sustentabilidade e tendo como pilares o fortalecimento do planejamento e da gestão pública municipal.

Com Secom/JP

Comentar

Com “aval” do prefeito de Campina Grande, Cássio volta a ser inserido na sucessão estadual de 2022

Imagem Reprodução da Internet

O ex-senador Cássio Cunha Lima andava fora dos comentários políticos desde 2018, quando perdeu a reeleição e decidiu se dedicar aos negócios na iniciativa privada. Seu primo Bruno Cunha Lima pouco falou sobre a sucessão estadual de 2022, após ser eleito prefeito de Campina Grande, ano passado, priorizando o discurso administrativo de combate à pandemia de covid-19.

Havia, portanto, algo estranho no processo. A ausência de uma das maiores lideranças polîticas do Estado e do comandante do segundo maior colégio eleitoral paraibano.

Coube a Bruno recolocar as coisas em seu devido lugar. Em entrevista à imprsa da capital, esta semana, o prefeito campinense “soltou a lingua”, mostrando que não ficará de fora do processo e reinserindo Cássio em definitivo na sucessäo estadual do ano que vem.

Bruno Cunha Lima (Imagem Reprodução/PortalCorreio)

Embora não tenha poupado elogios ao ex-prefeito Romero Rodrigues, Bruno deixou claro que Cássio “está vivo”, até mesmo para disputar o Palácio da Redenção.

O pronuncoamento do prefeito foi encarado como um “aval” para que o primo, caso dedeje, trabalhe para conquistar a indicação do grupo, no mesmo patamar de Romero. Em outras palavras, Bruno deixou claro que o grupo Cunha Lima não tem apenas uma opção para concorrer à sucessão estadual.

Não se sabe ainda se isso “era tido que Cásso queria ouvir”. O ex-senador, embora instadp a se prounciar, mantém o silêncio. Ele tem outras alternativas para avaliar, como tentar voltar ao Senado ou até disputar vaga na Câmara Federal, onde também já esteve.

Cássio parece sem pressa para decidir. Além de faltar ainda mais de um ano para a eleição, o tucano sabe que não pode mais errar. Uma nova derrota poderia signicar o fim de uma das mais bem sucedidas carreiras politicas da Paraíba.

Desta vez, o tempo conspira a seu favor.

Comentar

TCE aprova contas de sete prefeituras e rejeita as de outras duas

Presidente Fernando Catão (Imagem Reprodução/TCE)

Reunido em sessão ordinária, por teleconferência, nesta quarta-feira (05), sob a presidência do conselheiro Fernando Catão, o Tribunal de Contas do Estado rejeitou as contas das prefeituras de São Miguel de Taipu (2019) e Cruz do Espírito Santo (2016). Ainda cabem recursos. Aprovadas foram os processos de contas dos municípios de Vieirópolis, Nazarezinho, Tenório, Livramento, Maturéia e Barra de Santana, relativas a 2019, e de Caldas Brandão, por maioria, referentes a 2018.

 

O ex-prefeito de Cruz do Espírito Santo, Pedro Gomes Pereira (proc. 05770/17), deixou de recolher as contribuições previdenciárias no montante de R$ 3,1 milhões. Não atingiu o percentual mínimo de 25% em educação. Houve gastos excessivos em contratações sem concurso e com combustíveis, neste caso, em valores que ultrapassaram os R$ 2 milhões, despesas estas que serão apreciadas em processo específico, segundo o voto do relator, conselheiro Arnóbio Alves Viana. Foi aprovada multa de R$ 4 mil.

No caso de São Miguel de Taipu (proc. 05901/19), na gestão do prefeito Clodoaldo Beltrão Bezerra de Melo, relatado pelo conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo, ficaram evidenciados excesso de gastos na contratação de funcionários a título de serviços prestados – acima do limite permitido para despesas com pessoal, falta de recolhimento obrigatório para Previdência e descumprimento a decisões do TCE, no tocante a suspensão de pagamentos em processos licitatórios julgados irregulares.

Recursos – O Pleno rejeitou o Recurso de Reconsideração interposto pelo prefeito municipal de Santa Rita, Emerson Fernandes Alvino Panta, face deliberação da 2ª Câmara, consubstanciada no Acórdão AC2 – TC – 00360/2020. Com vista ao conselheiro Arnóbio Viana ficou adiado o recurso manuseado pelo prefeito de Água Branca, Everton Firmino Batista, em virtude de parecer contrário sobre as contas de 2017.

Também com pedido de vista ao conselheiro André Carlo Torres Pontes saiu da pauta o recurso impetrado pela prefeita de Fagundes, Magna Madalena Brasil Risucci, referente às contas de 2017, sobre decisão consubstanciada no Acórdão APL-TC 00281/19. Rejeitados, por ausência dos requisitos legais para a peça recursal, foram os Embargos apresentados pelo ex-prefeito de Algodão de Jandaíra, Humberto dos Santos, face as contas do exercício de 2016.

 

O Tribunal de Contas do Estado realizou sua 2305ª sessão ordinária pela via remota, oportunidade em que apreciou uma pauta com 16 processos. Compuseram o colegiado os conselheiros Fernando Catão (presidente), Nominando Diniz, Arnóbio Alves Viana, André Carlo Torres Pontes, Antônio Gomes Vieira Filho, Oscar Mamede Santiago Melo (substituto) e Antônio Cláudio Silva Santos (substituto). Pelo Ministério Público de Contas atuou o procurador geral, Manoel Antônio dos Santos.

Ascom TCE-PB

 

Comentar

João Pessoa começa a vacinar gestantes sem comorbidades nesta quinta-feira

Imagem Reprodução

A Prefeitura de João Pessoa inicia nesta quinta-feira (06), a vacinação contra covid-19 para gestantes sem comobordidades exclusivamente mediante agendamento no aplicativo Vacina João Pessoa ou no site. As gestantes serão imunizadas com a vacina da Pfizer.

A vacinação para este grupo acontecerá nas Policlínicas Municipais de Mandacaru, Cristo, Mangabeira, Jaguaribe e Praias.

Também, nesta quinta-feira (06), continuam sendo vacinadas as pessoas com 40 anos ou mais com comorbidades, trabalhadores de saúde com 30 anos ou mais, hemofílicos a partir dos 18 anos e mulheres gestantes ou puérperas que possuam alguma das comorbidades determinadas.

Esses grupos poderão tomar a primeira dose do imunizante da AstraZeneca em dois postos do tipo drive thru – Santuário Mãe Rainha (Aeroclube) e Mangabeira Shopping (Mangabeira) – e mais 10 ginásios distribuídos pela cidade. O horário de atendimento nos postos de drive thru será das 9h às 15h e o funcionamento dos ginásios será das 8h às 12h.

As comorbidades deste momento da vacinação incluem hipertensão, diabetes mellitus, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos imunossuprimidos, pessoas com obesidade grau 3 – IMC >40.

Pessoas com deficiência

A vacinação para as pessoas com 50 anos ou mais com deficiência acontece, das 8h às 12h, no Instituto dos Cegos da Paraíba (Bairro dos Estados), Centro Helena Holanda (Pedro Gondim), Associação Pestalozzi da Paraíba (Cristo Redentor) e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – Apae (Bancários).

O grupo das pessoas com deficiência compreende indivíduos com limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas; indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir; indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar; indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais.

Segunda dose

As pessoas que tomaram a primeira dose da vacina CoronaVac/Butantan até o dia 8 de abril devem receber a dose de reforço no posto drive thru no Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) ou no posto instalado no Colégio Lyceu Paraibano (Centro) para pedestres. Quem já completou 90 dias da dose inicial da vacina AstraZeneca/FioCruz, tomará a segunda dose no drive thru da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O horário de atendimento nos postos para segunda dose será das 9h às 15h.

Agendamento

A Secretaria Municipal de Saúde alerta para a localização de cada público para não haver confusão na procura pelo imunizante. Para facilitar a identificação do local, insiste na priorização do agendamento através do aplicativo Vacina João Pessoa ou no site.

Com o agendamento, o cidadão garante que será vacinado no local indicado, com agilidade e segurança. Aquelas pessoas que tiverem dificuldades com a ferramenta eletrônica podem ir até os postos de vacinação para receber ajuda nessa operação, porém, terão de se submeter à fila específica sem a certeza de tomar a vacina, devido à limitação da oferta de imunizantes.

Documentação exigida

Quem for tomar a vacina é imprescindível levar documento oficial com foto, cartão do SUS, CPF e comprovante de residência. Os trabalhadores de saúde devem portar, ainda, uma declaração do local de trabalho ou contracheque e carteira do conselho correspondente para os profissionais de saúde. Os estagiários de saúde que estejam no último ano de faculdade e atuando em hospitais, UPAs e Atenção Básica deverão levar uma declaração do local em estagiam.

É necessário que levem cópia da documentação que comprova a comorbidade do paciente, pois ela ficará retida para posterior apuração por Comissão da Secretaria Municipal de Saúde e demais órgãos de fiscalização, a exemplo do Ministério Público. Da mesma forma, as pessoas com deficiência devem apresentar laudo médico comprovando a sua condição.

Quem for tomar a segunda dose deve levar o cartão de vacinação com a primeira dose indicando a data até 8 de abril (para Coronavac) e mais de 90 dias (para Astrazeneca).

Transporte gratuito

As pessoas que precisarem se deslocar de um bairro a outro para tomar a vacina, podem utilizar os serviços gratuitos dos aplicativos 99 e Uber, em parceria com a Prefeitura de João Pessoa e Governo da Paraíba, respectivamente. Para garantir o acesso ao serviço da 99, o cidadão que usar a plataforma para o deslocamento até o ponto de vacinação deverá acessar o aplicativo na categoria 99 Pop e inserir o código promocional ‘Promocodes’, que será destinado exclusivamente para o transporte até os pontos de vacinação em João Pessoa.

Solidariedade

Os postos de vacinação também estão abertos, nesses dias de luta contra a Covid-19, para receber as doações de alimentos não perecíveis. Após a arrecadação, eles serão distribuídos com instituições de caridade e famílias necessitadas, atingidas pelos efeitos dessa pandemia. A arrecadação e a distribuição integram uma iniciativa conjunta da Prefeitura de João Pessoa e do Governo do Estado.

Postos de Vacinação (6 de maio):

Pessoas com deficiência (1ª dose de AstraZeneca) – 8h às 12h

  • Instituto dos Cegos da Paraíba (Bairro dos Estados)
  • Centro Helena Holanda (Pedro Gondim)
  • Associação Pestalozzi (Cristo Redentor)
  • Apae (Bancários)

Ginásios (1ª dose de AstraZeneca) – 8h às 12h

Distrito Sanitário I

Escola Estadual Papa Paulo VI (Cruz das Armas)

Escola Municipal Dom José Maria Pires (Oitizeiro)

Distrito Sanitário II

Escola Municipal Darcy Ribeiro (Funcionários II)

Escola M. Jornalista Raimundo Nonato Batista (Gramame)

Distrito Sanitário III

Escola Municipal Dom Helder (Valentina de Figueiredo)

Centro Cultural Tenente Lucena (Mangabeira)

Distrito Sanitário IVInstituto Federal da Paraíba – IFPB (Jaguaribe)

Ginásio Ivan Cantisani (Tambiá)

Distrito Sanitário VEscola Municipal Leonel Brizola (Tambauzinho)

Escola Municipal Seráfico da Nóbrega (Tambaú)

Drive thru/pedestres (1ª dose de AstraZeneca) – 9h às 15h

Santuário Mãe Rainha (Aeroclube)

Mangabeira Shopping (Mangabeira)

Postos 2ª dose (drive thru ou pedestre) – 9h às 15h

AstraZeneca/Fiocruz: UFPB – acesso pelo HU (Castelo Branco) – drive thru

Butantan/CoronaVac: Unipê (Água Fria) – drive thru

Lyceu Paraibano (Centro) – pedestre

Com Secom/JP

Comentar

Paraíba registra 21 mortes por covid-19 em 24 horas e ocupação de leitos no Estado cai para 57 %

Imagem Pilar Olivares

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta quarta-feira (05), 999 casos de Covid-19. Também foram confirmados 27 novos óbitos desde a última atualização, sendo 21 nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde desde a última atualização, 81 (8,1%) são casos de pacientes hospitalizados e 918 (91,89%) são leves.

Agora, a Paraíba totaliza 297.586 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 842.269 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Os óbitos ocorreram entre os dias 24 de abril e 05 de maio de 2021, sendo 02 deles em hospitais privados e os demais em hospitais públicos. Com isso, o estado totaliza 6.939 mortes. O boletim registra ainda um total de 206.044 pacientes recuperados da doença.

Concentração de casos

Cinco municípios concentram 574 novos casos, o que corresponde a 50,84% dos casos registrados nesta quarta. São eles: João Pessoa, com 389 novos casos, totalizando 79.961; Campina Grande, com 62 novos casos, totalizando 26.968; Catolé do Rocha, com 47 novos casos, totalizando 3.028; Cajazeiras, com 39 novos casos, totalizando 6.584; Queimadas, com 37 novos casos, totalizando 2.675.

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 05/05/2021, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Óbitos

Até esta quarta, 215 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os 27 óbitos confirmados neste boletim ocorreram entre residentes dos municípios de Cachoeira dos Índios (1), Cajazeiras (1), Conde (1), Esperança (2), Ingá (1), Itabaiana (1), João Pessoa (09), Marizópolis (1), Matureia (1), Pilõezinhos (1), Pitimbu (1), Princesa Isabel (1), Queimadas (1), Riacho dos Cavalos (1), Santa Inês (1), Santa Rita (1), São José dos Cordeiros (1) e Serraria (1).

As vítimas são 13 homens e 14 mulheres, com idades entre 31 e 95 anos. Diabetes foi a comorbidade mais frequente e 07 não tinham comorbidades.

Ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 57%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 48%. Em Campina Grande estão ocupados 69% dos leitos de UTI adulto e no sertão 66% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 77 pacientes foram internados nas últimas 24h. Ao todo, 684 pacientes estão internados nas unidades de referência.

Cobertura Vacinal

Foi registrado no sistema de informação SI-PNI a aplicação de 994.452 doses. Até o momento, 670.745 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 323.707 com a segunda dose da vacina. Um total de 1.373.198 doses já foram distribuídas.

Comentar

CASO RARO: Mulher dá a luz à nove bebês ao invés dos sete que esperava


Um dos 9 recém-nascidos do Mali no Marrocos em foto de 5 de maio de 2021. (Foto: Youssef Boudlal/Reuters)

Halima Cisse pensava estar grávida de 7, o que por si só já era uma gestação difícil. Por conta de todos os riscos, ela foi transferida do Mali, onde mora, para um hospital do Marrocos – mas o que ela não esperava é que daria à luz 9 bebês, em um caso raríssimo de nônuplos.

Todo o procedimento foi organizado por meio da cooperação internacional entre os dois países. O Ministério da Saúde do Mali confirmou, nesta terça-feira (4), o nascimento dos 9 pequenos – 5 meninas e 4 meninos – e garantiu que todos passam bem.

3 dos 9 irmãos que nasceram da mesma gravidez — Foto: Ministério da Saúde do Mali

Em nota, o governo do Mali informou que Cisse esteve por duas semanas internada em um hospital local para acompanhamento dos médicos, mas que no fim de março foi transferida para uma maternidade no Marrocos que se encarregou do procedimento de risco.

“Agradecemos o apoio da família Cisse, voluntários e de todo o povo do Mali”, disse a ministra da Saúde, Fanta Siby, em um comunicado. “Damos os parabéns às equipes médicas do Mali e do Marrocos cujo profissionalismo fez com que o resultado desta gravidez fosse tão feliz.”

Berçário da maternidade com parte dos 9 irmãos do Mali nascidos no Marrocos em foto de 5 de maio de 2021 — Foto: Youssef Boudlal/Reuters

A jovem mãe, de 25 anos, e seus bebês devem voltar para casa apenas em algumas semanas.

A nota do governo do Mali não informou o peso dos bebês ou após quantas semanas de gestação eles nasceram.

Casos anteriores

Há registro de casos anteriores de gestação de nônuplos, mas com problemas de saúde graves. Em 1971, Geraldine Brodrick, de 29 anos, teve 9 bebês num hospital da Austrália – dois deles nasceram já sem vida, e os demais acabaram morrendo no decorrer de uma semana, segundo registro da época do jornal “The New York Times”.

Houve ainda um nascimento de nônuplos em março de 1999, na Malásia, mas nenhum deles sobreviveu.

Com G1

Comentar

NAS ESCOLAS MUNICIPAIS: Projeto de iniciação na prática esportiva vai baneficiar 15 mil crianças em Joäo Pessoa

 Cerca de 15 mil crianças da Rede Municipal de Ensino de João Pessoa vão poder ser iniciadas na prática esportiva em breve. Isso será possível por meio do programa Campeões do Amanhã, que vai garantir a formação em 18 modalidades, muitas delas olímpicas. Nesta terça-feira (4), o prefeito Cícero Lucena formalizou requerimento ao Ministério da Cidadania para garantir recursos da ordem de R$ 1,8 milhão, que serão aplicados na implantação do projeto.

“Este é um projeto para a descoberta de novos talentos e para garantir lazer e formação para crianças em toda a cidade. O secretário Kaio Márcio esteve em Brasília articulando junto ao Ministério e alguns projetos estão sendo estabelecidos para dar sua contribuição na descoberta de novos campeões e no aprimoramento destes talentos”, declarou o prefeito.

Com o programa, as crianças de João Pessoa vão poder ter acesso cedo à formação em modalidades como natação, natação em águas abertas, futebol, futsal, futsete, futcinco, futvôlei, futebol de areia e futmesa. Ainda integram o programa o tênis, beach tênis, vôlei, vôlei de praia, handebol, handebol de praia, tiro com arco, basquete e triatlon.

Para o vice-prefeito Leo Bezerra, este programa significa a garantia de um futuro melhor para as crianças. “Tenho certeza que vamos descobrir novos talentos e levar as crianças para o caminho do bem, longe das drogas e da violência”, afirmou.

De acordo com o secretário municipal da Juventude, Esporte e Lazer, Kaio Márcio, os professores já estão em formação para atuar no projeto. Ele esteve reunido recentemente com o secretário do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, e a secretária Nacional do Esporte, a ex-nadadora Fabíola Molina.

“Apresentei projetos esportivos da cidade de João Pessoa. Fiquei feliz com a receptividade e vejo com bons olhos o futuro próximo do esporte da cidade. Vamos conseguir dar um passo muito grande”, declarou Kaio Márcio.

Com Sem/JP

Comentar

Recursos de multas a estabelecimentos comerciais serão revertidos ao combate à pandemia

Ricardo Barbosa preside a CCJ (Imagem Reprodução)

Os valores provenientes das multas administrativas aplicadas pelo Estado aos estabelecimentos comerciais que descumprirem medidas impostas por decreto governamental para evitar a proliferação da pandemia do coronavírus deverão ser destinadas, exclusivamente, à aquisição de insumos e equipamentos hospitalares usados para o combate à Covid-19. Esse é o teor do projeto de lei aprovado na manhã desta terça-feira, por unanimidade, pela Assembleia Legislativa da Paraíba. O PL é de autoria do deputado estadual Ricardo Barbosa.

Pelo projeto, o Poder Executivo fica obrigado a prestar contas dos recursos arrecadados pelas multas administrativas no site da Secretária da Fazenda e Planejamento do estado da Paraíba, mensalmente, dando desta forma publicidade aos valores arrecadados. Também prestará contas dos insumos e equipamentos adquiridos com os recursos arrecadados.

“O projeto é de grande interesse público. Nada mais justo que estes valores, impostos de certa forma pela epidemia, ajudem a suprimir as despesas hospitalares impostas pela doença em todo no nosso estado”, justificou Barbosa.

Com Assessoria

Comentar