Murilo Galdino ganha destaque por produtividade e assiduidade na Câmara dos Deputados


O deputado federal Murilo Galdino (Republicanos-PB) se destacou como o parlamentar paraibano com melhor desempenho na Câmara dos Deputados em avaliação conduzida pelo Portal Polêmica Paraíba, demonstrando sua dedicação e compromisso com o mandato que exerce em prol dos paraibanos e do povo brasileiro.

O Portal Polêmica Paraíba avaliou os dados de produtividade (matérias apresentadas), assiduidade (presenças e faltas em sessões e votações), quantidade de discursos no plenário e percentual gasto da Cota Parlamentar que cada um tem direito ao longo do primeiro trimestre de 2024.

Os dados foram obtidos no site oficial da Câmara dos Deputados.
Com uma postura ativa l, Murilo Galdino tem se destacado pelos discursos e pelas propostas legislativas apresentadas. Sua participação em 16 sessões de um total de 16 demonstra sua assiduidade e comprometimento com as atividades parlamentares.

Além disso, suas intervenções em 42 votações, de um total de 46, evidenciam sua participação ativa nos debates e na tomada de decisões importantes para o país. Sua atuação tem sido reconhecida não apenas pela quantidade, mas também pela qualidade de suas contribuições para o cenário político nacional.

Murilo Galdino também se destaca por sua eficiência na apresentação de matérias, sendo 6 delas apresentadas durante o primeiro trimestre de 2024, das quais 2 foram autorais. Essa iniciativa demonstra seu compromisso em propor soluções e legislações que beneficiem a sociedade como um todo.

Pela atuação no primeiro trimestre, Murilo Galdino conquistou o primeiro lugar na avaliação realizada pelo Portal Polêmica Paraíba, refletindo o reconhecimento de seu trabalho e empenho como representante do povo na Câmara dos Deputados.

Com Assessoria

ALPB emite nota de pesar pelo falecimento de ex-deputado

Imagem Reprodução da Internet

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB), em nome de todos os parlamentares e servidores da Casa de Epitácio Pessoa, emitiu nota de pesar pelo falecimento do ex-deputado Agassiz Almeida.

O ex-parlamentar morreu aos 88 anos de idade na noite de ontem, domingo (21), em sua casa. Nascido em Campina Grande, Agassiz Almeida foi um notável defensor dos valores democráticos no Congresso Nacional.

Velório na Assembleia

O velório de Agassiz Almeida ocorre nesta segunda-feira (22), no Salão Nobre da Assembleia Legislativa, 8h às 15h. O sepultamento está marcado para as 16h no cemitério Parque das Acácias.

Cassado pela ditadura

Agassiz Almeida iniciou-se na política em 1954, ao ser eleito vereador de Campina Grande. Em 1962, ascendeu ao cargo de deputado estadual. Contudo, sua trajetória política foi interrompida abruptamente em abril de 1964, quando, após o Golpe Militar, teve seu mandato cassado. Retornando à cena política, serviu como deputado federal pela Paraíba de 1980 a 1981 e novamente de 1987 a 1991 pelo PMDB, período durante o qual participou da Assembleia Nacional Constituinte.

Sessão adiada

Em função do velório do ex-deputado Agassiz Almeida, foi adiada a sessão conjunta que a ALPB iria realizar com a Câmara municipal de João Pessoa para entrega do título de cidadão paraibano e pessoense ao jornalista Danilo Alves.

Com ALPB

CHUVAS FORTES: Barragem de Acauã atinge maior volume de água em 12 anos

O açude Argemiro de Figueiredo, mais conhecido como ‘barragem Acauã’, atingiu ontem (21) o maior volume em mais de 12 anos, após as fortes chuvas na região do Agreste paraibano.

ClickPB apurou que de acordo com dados da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (AESA) o reservatório atingiu 70,08% da capacidade total.

Isso significa que o manancial está com 177.398.772 m³ (mais de 177 milhões de metros cúbicos).

Volume do açude Armegimiro Figueiredo ao longo dos últimos anos.
Volume do açude Armegimiro Figueiredo ao longo dos últimos anos. (foto: reprodução/site Aesa)

A capacidade total é de 253.142.247 (253 milhões de metros cúbicos).

A última vez que o reservatório localizado no município de Itatuba, no Agreste do estado, teve um volume maior que 70% foi em 31/01/2012, com 75,49%.

Em fevereiro daquele ano o manancial começou a baixar o volume. Em fevereiro de 2018, atingiu o menor indice da história: 3%.

Criado em 2002, manancial abastece ao menos nove cidades

O açude Acauã foi oficialmente inaugurado no ano de 2002 e o sistema de abastecimento abrange os municípios de Itatuba, Ingá, Itabaiana, Juarez Távora, Juripiranga, Mogeiro, Pilar, São José dos Ramos e Salgado de São Félix.

Além dos distritos Zumbi e Boqueirão de Gurinhém.

O açude recebe águas da transposição do Rio São Francisco e um sistema está sendo construído pelo Governo do Estado em parceria com o Governo Federal para levsr as águas da barragem para regiões litorâneas, por meio da chamada ‘vertente litorânea’, o canal Acauã-Araçagi.

Com clickpb/joaquim neto

PMJP libera R$ 787 mil para 87 empreendedores e programa “Eu Posso” ultrapassa 2.200 beneficiados

A Prefeitura de João Pessoa segue incentivando o empreendedorismo na Capital, por meio do programa Eu Posso, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest). Durante solenidade no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria, o prefeito Cícero Lucena liberou R$ 787 mil em crédito para 87 novos empreendedores e destacou o impacto do programa, que chega a marca de 2.226 pessoas beneficiadas e mais de R$ 12 milhões investidos pela gestão municipal.

“É um instrumento para que as pessoas possam tanto abrir um novo negócio ou mesmo ter capital de giro para um negócio que já existe, principalmente para enfrentar um momento de crise como foi durante a pandemia. Além disso, o programa dispõe de acompanhamento, orientação e qualificação para esses empreendedores, inclusive com parcerias com o Sebrae-PB. Nós estamos avançando nessas conquistas e temos belíssimos exemplos disso. Entre os contemplados, são mais de 1.400 mulheres, que estão tendo a garantia de uma renda melhor”, destacou Cícero Lucena.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Capital, Vaulene Rodrigues, os empreendedores são assistidos em todas as fases do programa, mas no pós-crédito é uma forma da Prefeitura auxiliá-los, também, no momento de fortalecer os negócios. “Na liberação do crédito, a gente já conta com um setor específico na secretaria, para que eles possam ser assistidos por um outro time dentro do setor, que se chama acompanhamento pós-crédito. É lá que eles podem pedir ajuda em algum auxílio, seja para cursos, seja para orientação”, explicou.

Apoio – Presente na solenidade, o secretário executivo do Empreender Paraíba, do Governo do Estado, Fabrício Feitosa, colocou o programa à disposição dos beneficiados. “Nosso objetivo é distribuir renda nos municípios, assim como o Eu Posso faz, com a diferença de não poder estar tão próximo dos empreendedores. Então, ter esse acompanhamento, incentivar essa formalização é fundamental. Estamos colocando o programa à disposição para que eles também possam se desenvolver ainda mais, assim como outras pessoas fizeram, porque já são mais de R$ 20 milhões investidos em João Pessoa”, explicou.

Oportunidade – Para Irenilda Pinto de Souza, que atua no ramo de confecção, o Eu Posso foi uma porta que se abriu na busca por um incentivo de crédito. Ela pretende ampliar sua loja no Centro, com a compra de mais mercadorias. “Oferecer um comércio melhor, com mais opções de compra de espaço. Uma oportunidade maravilhosa, porque não consegui nenhuma outra, então, só tenho a agradecer”, comemorou a empreendedora.

Com Secom/JP

PMJP amplia público alvo para vacinação contra denque

Atendendo uma nota técnica do Ministério da Saúde, a Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), está ampliando temporariamente a faixa etária do público-alvo que pode receber o imunizante contra a dengue. Até o dia 30 de abril, podem ser vacinadas crianças e adolescentes com idades entre 06 e 16 anos.

“João Pessoa assume agora um novo perfil de vacinação contra a dengue para evitar que haja perda de doses que foram recebidas a partir do Ministério da Saúde. Nós temos vacinas com validade até o dia 30 deste mês e, por isso, vamos começar a vacinar crianças a partir de 06 anos até adolescentes com 16 anos. Estamos ampliando nossa margem de vacinação para aumentar nosso público de imunização e evitar qualquer desperdício de dose de vacina recebida”, destacou o secretário de Saúde de João Pessoa, Luis Ferreira.

A ampliação passa a valer já a partir das 12h desta quinta-feira (18), apenas nos pontos de vacinação que estão localizados no Home Center Ferreira Costa, localizado às margens da BR-230; Shopping Sul, no bairro dos Bancários; e Shopping Tambiá, no Centro. A vacina está disponível nesses pontos até as 21h no Ferreira Costa e Shopping Sul e até 20h no Shopping Tambiá.

Além desses pontos, no próximo sábado (20), das 8h às 16h, a Secretaria de Saúde estará com uma programação especial no Parque Arruda Câmara, a Bica, onde ofertará o imunizante para o novo público-alvo, além de realizar atividades de orientação para prevenção do mosquito Aedes aegypti, conduzidas pelas equipes da Vigilância em Saúde.

“É importante destacar que essa é uma estratégia temporária, aplicada apenas para as vacinas que possuem prazo de validade até 30 de abril de 2024 e as pessoas que forem vacinadas dentro dessa nova recomendação terão sua segunda dose garantida pelo Ministério da Saúde”, explicou o secretário de Saúde.

Cicero: cuidando da saúde dos pessoenses

Documentação – Para receber o imunizante, é preciso apresentar cartão de vacinação e documento de identificação da criança e/ou adolescente. O esquema vacinal deste imunizante é composto de duas doses, em intervalo de três meses entre as doses. Caso o usuário tenha contato com a doença antes da vacina, é recomendado aguardar seis meses para o início do esquema vacinal com a vacina dengue (atenuada). Caso a infecção ocorra após o início do esquema, não há alteração no intervalo entre D1 e D2, desde que a segunda dose não seja realizada com o período inferior a 30 dias do início da doença.

Ampliação da vacina contra dengue – Até 30/04/2024

Público-alvo: Crianças e adolescentes entre 6 e 16 anos

Locais de Vacinação:
Ferreira Costa – 12h às 21h
Shopping Sul – 12h às 21h
Shopping Tambiá – 12h às 20h

Com Secom/JP

TCE dá 15 dias de prazo para prefeita justificar sistema de iluminnação pública

Luciene (Imagem Reprodução/O Povo)

A prefeita de Bayeux Luciene Andrade Gomes Martinho tem prazo de 15 dias para justificar valores atinentes ao contrato administrativo nº 0152/2022 firmado com o Consórcio IP BSB e destinado à execução de projetos básico e executivo “para melhor eficiência energética do parque de iluminação pública do município”. A decisão, neste sentido, foi comunicada pelo conselheiro Fábio Nogueira à 1ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba então reunida na manhã desta quinta-feira (18).

Com vigência de cinco anos, o contrato em questão contém parcelas mensais de R$ 321.043,78, de modo a totalizar R$ 19.262.086,80, em seu término. Este mesmo contrato já obteve a aprovação com ressalvas da 1ª Câmara quando do julgamento inicial do processo. Contudo, durante o acompanhamento da execução contratual, a Auditoria do TCE detectou sobrepreço mensal da ordem de R$ 170.567,22 a ser confirmado, ou não, a depender da análise da justificativa da gestora de Bayeux, no prazo estabelecido, “sob pena da suspensão imediata das parcelas vicendas”, como decidiu o relator Fábio Nogueira.

Na manhã desta quinta-feira, houve a aprovação com ressalvas às contas anuais das Câmaras Municipais de Aguiar e Poço de José de Moura, ambas referentes ao exercício de 2022. Também, às dos Institutos de Previdência dos Servidores de Juru (2020) e de Princesa Isabel (2020, em fase recursal). As contas de 2021 procedentes do Instituto de Previdência de Remígio teve a desaprovação mantida ao cabo de exame do recurso de reconsideração. Mas ainda cabe o de apelação.

SÚMULA – Vai a 771 o número de processos julgados pela 1ª Câmara do TCE no período de 1º de janeiro até o último dia 11. Foram, desde então, nove contas de Câmaras de Vereadores, quatro de Secretarias Municipais, 24 de organismos das administrações indiretas dos municípios, uma inspeção de obras, 121 licitações e contratos, 27 inspeções especiais, 39 denúncias e representações, 467 atos de gestão de pessoal, um concurso público, 34 recursos, 39 verificações de cumprimento de decisão e nove outros processo de natureza diversa.

Compõem a 1ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba os conselheiros Fernando Catão (presidente), Fábio Nogueira, Antonio Gomes Vieira Filho e Renato Sérgio Santiago Melo (substituto). O Ministério Público de Contas esteve representado, excepcionalmente, pela procuradora Isabella Barbosa Marinho Falcão. A TV TCE-PB, canal no YouTube, exibe os julgamentos.

Com Ascom/TCE-PB

ALPB celebra 65 anos da Defensoria Pública com sessão especial e assinatura de convênios

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou sessão especial, na tarde desta quarta-feira (17), proposta pelo presidente Adriano Galdino, para assinatura de convênios e celebrar os 65 anos de fundação Defensoria Pública do Estado. O evento aconteceu no Plenário “Deputado José Mariz” e reuniu parlamentares, defensores públicos e servidores dos dois órgãos. Na oportunidade, a defensora pública-geral Maria Madalena Abrantes Silva ministrou palestra sobre “A Importância das Atividades Desenvolvidas pela Defensoria Pública do Estado da Paraíba”.

Os dois convênios de cooperação entre a ALPB e a Defensoria Pública são de fundamental importância para os dois órgãos públicos. O primeiro, trata da institucionalização da campanha “Rompa o Ciclo da Violência”, cabendo à “Casa de Epitácio Pessoa” informar, mensalmente, a disponibilidade de atendimento dos setores de psicologia e odontologia das vítimas de violência contra mulher; prestar, por meio de seus serviços, o suporte psicológico e odontológico às mulheres vítimas de violência de gênero, a partir da demanda apresentada pela DPEPB; enviar as denúncias de violência contra a mulher, depois do devido registro nos arquivos da Casa Legislativa; e manter sigilo das informações sensíveis, conforme as legislações em vigor.

De acordo com esse convênio, compete à Defensoria Pública encaminhar à ALPB lista, em ordem de prioridade, das mulheres vítimas de violência que são atendidas e que participarão dos atendimentos psicológico, médico e social da Casa Legislativa; fornecer todo o suporte jurídico a mulheres vítimas de violência; informar à ALPB, semestralmente, o andamento dos casos que são objeto de atuação Legislativo Estadual; sugerir atividades à ALPB, de acordo com as suas competências, para fortalecer as ações de combate à violência contra a mulher; e manter sigilo das informações sensíveis, de acordo com a legislação vigente.

O segundo convênio trata da prestação de serviços entre os dois órgãos públicos durante as sessões itinerantes realizadas pelo Poder Legislativo nos municípios paraibanos, através da realização de atividades de natureza jurídica como informações sobre o andamento de processos judiciais em curso; assistência judiciária gratuita com orientações para o protocolo das medidas judiciais cabíveis mediante atendimento individualizado; e esclarecimentos acerca dos direitos do cidadão e da sua concretização.

O deputado Adriano Galdino ressaltou a importância do evento afirmando que o Poder Legislativo Estadual está “reconhecendo o grande trabalho que faz a Defensoria da Paraíba no campo jurídico, levando direitos e ações jurídicas para as pessoas que mais precisam e que menos têm”. “A Assembleia da Paraíba, nessa sessão especial, reconhece o trabalho da Defensoria e mais uma vez firma parcerias para que cada vez mais possamos contribuir nessa interação e na construção de uma Paraíba cada vez melhor e mais justa para todos”, declarou.

Sobre os convênios, Adriano enfatizou que a Defensoria Pública é sempre parceira e presente nas sessões itinerantes da Casa. “Isso é muito importante pela contribuição, pelo papel, pelo que ela pode entregar, não só no campo jurídico, mas principalmente para atender as pessoas mais carentes do nosso estado”, disse.

O outro convênio, que trata da institucionalização da campanha “Rompa o Ciclo da Violência”, segundo o deputado, é pautado pelo trabalho que a “Casa de Epitácio Pessoa” desenvolve em defesa dos direitos e pela proteção das mulheres, em todos os seus aspectos. “A casa tem várias leis, tem várias proposituras, que foram debatidas e aprovadas, sempre garantindo o espaço da mulher, a dignidade da mulher e a proteção da mulher. Essa é a nossa preocupação e tem sido um norte para todos nós, deputados e deputadas, dessa legislatura”, explicou.

A defensora pública-geral Madalena Abrantes fez questão de agradecer ao presidente Adriano Galdino pela propositura da sessão especial, “que, segundo ela, significa o reconhecimento do Poder Legislativo pelo trabalho da Defensoria”. Ela lembra que, dentro do sistema de Justiça, a Defensoria é uma instituição nova. “Tanto que ela ainda precisa ser estruturada como realmente deve ser. Então, ela está em crescimento. E esse olhar da Casa, realizando essa sessão especial, para nós, é muito gratificante, e nós ficamos muito felizes com esse reconhecimento”, disse.

Madalena Abrantes destacou a importância dos convênios e parcerias entre a ALPB e DPEPB, afirmando que representam o comprometimento do trabalho das duas Instituições para a população paraibana. “Então, é o comprimento de nossas atribuições em relação às mulheres, para que rompem o ciclo de violência. Para que todas essas mulheres que procurem a Assembleia sejam direcionadas a ter toda a assistência jurídica da Defensoria Pública”, observou.

Com relação à parceria nas sessões itinerantes, ele destacou que o órgão que representa também tem um projeto denominado “Defensoria Itinerante”, que tal como o projeto da ALPB, também percorre os municípios do estado levando os serviços da Defensoria. “É uma parceria muito importante, porque nós somos um órgão da Justiça. Nós somos a casa do povo, nós somos casa da cidadania e que muito se identifica com a Assembleia Legislativa, porque também é a Casa do Povo”, disse.

Ao proferir palestra, Madalena Abrantes fez um relato da criação da Defensoria Público, a partir de suas primeiras atividades, em 1959, com a criação da Advocacia de Ofício, passando pelas conquistas obtidas na Constituição Federal de 1988, quando os advogados de ofício passaram a ser denominados de defensores públicos. “O nosso trabalho funciona como um tripé. Nós impulsionamos, nós que ingressamos com as ações para o sistema funcionar. Nós trabalhamos com as ações individuais e agora também com as ações coletivas. Hoje, no estado da Paraíba, 90% dos processos que tramitam na justiça são da Defensoria Pública”, destacou.

Também prestigiaram o evento a deputada Lucinha Lima; o procurador-geral do Estado, Fábio Andrade, representando o governador João Azevêdo; a delegada Andrea Melo, representando a Polícia Civil da Paraíba; a Major BM Virgínia, representando o Coronel Araújo, Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado da Paraíba; o defensor público Fábio Liberalino, presidente da Associação Paraibana dos Defensores Públicos; o defensor público Coriolano Dias de Sá, Corregedor-Geral da Defensoria Pública do Estado da Paraíba; e os defensores públicos Ricardo Barros e Silvio Porto.

PERFIL DA PALESTRANTE 

Maria Madalena Abrantes da Silva nasceu no município de Coremas (PB). É casada com Rodrigo Sávio de Albuquerque Borges e mãe de Fernando Abrantes Vita. Bacharel em Ciências Jurídicas pela UFPB, Campus V, Sousa-PB e Defensora Pública, possui especializações pela ESMA (Escola Superior da Magistratura), FESMP (Fundação Escola Superior do Ministério Público) e ESMAT (Escola Superior da Magistratura Trabalhista).

Iniciou sua vida profissional na Prefeitura Municipal de Coremas, onde foi colocada à disposição do Cartório Eleitoral de Coremas-PB e, depois, tornou-se servidora concursada da Emater-PB. Foi assessora jurídica da Secretaria Estadual de Agricultura e advogada da Procuradoria Geral do Estado.

Assumiu como defensora pública em 1986, tendo passado pelas comarcas de Aroeiras, Solânea, Caiçara, Marí e Sousa, além do Juizado Especial do Geisel, 1ª Câmara do Tribunal de Justiça, e Gerência Executiva de Atendimento da Defensoria Pública. Desde 13 de dezembro de 2016, Madalena Abrantes ocupa o cargo de Defensora Pública-Geral do Estado da Paraíba.

Com ALPB

TCE aprova contas de quatro prefeituras e presidente destaca ações itinerantes nos municípios paraibanos

Reunido em sessão ordinária híbrida, nesta quarta-feira (17), sob a presidência do conselheiro Nominando Diniz Filho, o Pleno do Tribunal de Contas do Estado julgou regulares as contas das prefeituras de Tacima, referentes a 2022, bem como, as de Ibiara, São José de Caiana ep

Sumé, relativas a 2021, em alguns casos com ressalvas, e recomendações aos respectivos gestores.

O Tribunal negou provimento ao Recurso de Reconsideração interposto pela ex-prefeito do município de Casserengue, Genival Bento da Silva, e pelo gestor do Fundo Municipal de Saúde, William Santos Basílio, contra decisões consubstanciadas no Acórdão – TC – 00090/2023 e no Parecer – TC – 00023/2023, emitidos quando da apreciação da Prestação de Contas referente ao exercício de 2019.

TCE itinerante – Durante a sessão, o conselheiro Nominando Diniz fez um balanço das visitas que realizou no início desta semana, participando das atividades do programa TCE Itinerante nos municípios de Pombal e Cajazeirinhas. O presidente esteve fazendo visitas técnicas em unidades de saúde, escolas e creches, e ainda participou da palestra sobre planejamento na nova Lei de Licitações, que foi realizada pelo auditor Luciano Andrade, reunindo gestores, vereadores, contadores e servidores públicos da região.

Nesta ação, o Tribunal de Contas, em visitas in loco, constata resultados e ações decorrentes de políticas públicas, que devem produzir resultados positivos. No caso, ele destacou que as gestões naquelas unidades, têm zelado e buscam melhorias para os setores que são prioritários na sociedade.

Presidente Nominando Diniz

Os membros da Corte julgaram improcedente, denúncia formulada contra o prefeito de Pedras de Fogo, José Carlos Ferreira Barros, referente a pedido de empréstimo, aprovado pela Câmara Municipal (proc. nº 06584/23). O gestor comprovou que, apesar da autorização legislativa, o empréstimo, que seria destinado a investimentos no município, não foi formalizado. A denúncia foi feita pelo vereador Luan Ramos Rodrigues, que cobrava o detalhamento das obras a serem realizadas.

Lei Orgânica – O presidente Nominando Diniz ainda levou ao conhecimento do Pleno, a aprovação, nessa terça-feira (16), pelo Poder Legislativo, da nova Lei Orgânica do Tribunal de Contas da Paraíba, bem como do Plano de Cargos e Carreiras dos Servidores do TCE. O conselheiro agradeceu ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adriano Galdino, pela celeridade no trâmite dos projetos. Também registrou o apoio recebido dos conselheiros e demais membros da Corte, diretores e servidores das áreas de Auditoria e Administrativa, pelo apoio recebido nas discussões e elaboração dos projetos.

Aplausos – O Pleno do TCE , à unanimidade, “Voto de Aplausos” ao conselheiro aposentado Luiz Nunes Alves, pela passagem dos 90 anos de idade. O presidente da Corte, conselheiro Nominando Diniz, lembrou que Luiz Nunes é um dos membros fundadores do TCE-PB, em 1971, aposentando-se em 2004. Foi presidente em quatro oportunidades e merece todas as homenagens da Corte de Contas.

Voto de Pesar –  Proposto pelo presidente da Corte, conselheiro Nominando Diniz, os membros do Colegiado aprovaram “Voto de Pesar”, em face do falecimento do sr. Vicente de Paula Dantas Menezes, que vem a ser sogro do conselheiro André Carlo Torres Pontes. O presidente reiterou as condolências de todos que fazem o TCE-PB, já manifestada em Nota de Pesar, e rogou para que “Deus dê o conforto necessário à família nesta hora de dor”. A propositura foi subscrita pelos demais membros da Corte e pelo procurador geral do MPC, Marcílio Toscano da Franca.

O TCE realizou sua 2442ª sessão ordinária híbrida com a participação dos conselheiros Nominando Diniz Filho(presidente), Arnóbio Alves Viana, Fernando Rodrigues Catão, Fábio Túlio Nogueira e André Carlo Torres Pontes. Também o conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pelo Procurador Geral Marcílio Toscano da Franca.

Com AscomTCE/PB

Chica Motta reassume mandato cobrando obras para o Sertão

Imagem Reprodução

A deputada Chica Motta (Republicanos) reassumiu o mandato nesta quarta-feira (17), após licença parlamentar de 121 dias, que permitiu a ascensão de suplentes do seu partido à Casa de Epitácio Pessoa.

Durante o período de licença, a deputada visitou vários municípios e passou por secretarias e órgãos governamentais em busca de soluções para problemas apontados por seus aliados.

Em.pronunciamento da tribuna, Chica Motta também cobrou mais obras para o Sertão. Uma delas, a construção de uma estrada alternativa para comportar o tráfego da Serra do Teixeira, trecho que liga as cidades de Patos à Teixeira, onde acidentes automobilisticos são cada vez mais frequentes.

“Chegamos a uma.aituqção crítica com tantos acidentes no local. Por isso, peço com.muita veemência a construção dessa estrada alternativa por parte do Governo do Estado”, afirmou Motta.

Republicanos quer vice por ter “levantado” em primeira mão candidatura de Romero Rodrigues

    Adriano Galdino preside ALPB

O Republicanos foi o primeiro partido a defender abertamente o nome de Romero Rodrigues para disputar a prefeitura de Campina Grande pelas opoaições, em.outubro.próximo. Chegou até a oferecer legenda, caso o ex-prefeito decidisse por uma “nova casa” para se candidatar.

O partido presidido pelo deputado federal Hugo Motta esperou – e ainda espera – por uma decisão de Romero sobre a candidatura. Mas, decidiu que é hora de “sair da defesa e partir para o ataque”. Assim como no futebol, às vezes “a mwlhor defesa é o ataque”.

E ninguém melhor que o atual presidente da Assembleia Legislativa para comunicar a.nova postura aos.aljados.

Comhecido por não ter. “Papas na língua”, o deputado Adriano Galdino avisou, em alto e bom som, que o Republicanos quer a vaga de vice na chapa das oposições, muito provavelmente encabeçada por Romero.

Galdino alega que, além de pioneiro na defesa do nome do ex-prefeito, o Republicanos foi também mais incisivo até que o PSB quando se aventou levar Romero para a bancada do governo e tranaformá-lo em protagonista das eleições em Campina Grande.

“Acho que, diante de tudo que fizemos e estamos fazendo, ninguém mais que o Republicanos merece essa vaga”, avaliou Galdino.

Alguém se habilita a discordar do homem?